1. Spirit Fanfics >
  2. All for me; Jikook >
  3. Only;

História All for me; Jikook - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoal, muito obrigada por estar lendo essa minha oneshot ❤ espero que gostem

Capítulo 1 - Only;


Fanfic / Fanfiction All for me; Jikook - Capítulo 1 - Only;

Felicidade era pouco para nós dois.

Eu estou completamente extasiado ao perceber que estou casado com o amor da minha vida. Que dormia sereno ao meu lado, já que se divertiu tanto na festa surpresa que os meninos montaram.

Passei as mãos em seu cabelo ondulado, tirando algumas mechas de seu rosto para apreciar o homem gostoso e lindo que eu tenho, se qualquer pessoa pesquisar perfeição no google, com certeza vai aparecer fotos de Jeon. Estava tão enfeitiçado por ele, que mal percebi que ele abriu os olhos e me puxou pela cintura para perto dele, fazendo a minha cabeça ficar colada em seu peito.

Não, eu não estava reclamando, amava quando isso acontecia, pois, seu coração acelerava, como da primeira vez que ele me beijou. E eu ficava com borboletas no estômago, como se fosse a primeira vez que eu vi ele entrando pela porta grande do colégio.

"Amor..." A voz rouca e baixa de Jungkook se fez presente no cômodo. "Você é tão lindo."

Sorri e olhei para ele. Ele me olhava como se tivesse a pedra mais preciosa em suas mãos e eu o olhava como se tivesse finalmente conseguindo a respostas de todos os problemas da minha vida. E eu realmente tinha achado a solução, seu nome é Jeon Jungkook, meu marido, que andava com um coque prendendo o cabelo ondulado e que adorava fazer cosquinhas em mim.

"Ah Jungkook, é impossível não ficar vermelho quando você diz isso." Me escondi em seu peito e ele deu uma gargalhada tão gostosa. Agora realmente descobri o motivo para que eu esteja vivo: escutar a risada doce e calma de Jungkook.

"Tão fofo amor." Segurou em meus braços, e ficou por cima de mim. Se aproximou da minha boca, ficando à milímetros de distância. Porém, ele saiu rapidamente de cima de mim quando escutou a porta sendo aberta.

"Jimin é..." Seokjin e Namjoon estava parado em frente à porta, tentando desviar o olhar de nós. Percebi um leve avermelhado nas bochechas de ambos.

"Onde fica o banheiro?" Jin perguntou.

"Terceira porta à direta, no andar de baixo." Respondeu Jungkook. "Espera, vocês dois vão fazer o que no banheiro juntos?" Dei uma risada alta, e a bochecha de ambos estava tão vermelha que parecia duas pimentas.

"Nós não vamos juntos." Namjoon respondeu rápido. "Jin me acompanhou porque eu estava com medo de andar por essa casa sozinho." Ah Namjoon, você é horrível com desculpinhas, mas vou deixar passar só porque eu quero que você saía logo.

"Certo." No momento em que eu ia me levantar para fechar e trancar a porta, ambos já estava perto da escada, me deram uma última olhada e desceram rapidamente. Tranquei a porta e me deitei na cama. "Eles pensam que enganam alguém."

"Não enganam mesmo, eles acham que ninguém sabe que eles dão uns beijos." Dei uma gargalhada.

"E que eles sempre ficam se olhando como se fosse avançar um no outro." Jungkook tinha um sorriso divertido nos lábios. "Onde paramos mesmo Park Jimin?" Subiu encima de mim novamente.

Eu ia abrir a boca para falar, porém Jungkook foi mais rápido em avançar em meus lábios. Sua língua invadiu a minha boca, fazendo movimentos leves, e eu retribuía na mesma intensidade. Senti a sua respiração pesada quando eu desci as minhas mãos para a sua cintura e coloquei por dentro de sua blusa, arranhando devagar.

Seus beijos desceram para o meu pescoço, o que fez eu soltar um suspiro pesado e sentir até onde não tinha pelo arrepiar.

"Sua pele é tão macia Jimin-ssi..." Mordeu de leve e depois deu um chupão, logo lambendo a marca que eu tenho certeza que ficou. Esse garoto tá querendo me enlouquecer, não é possível. "Gosto muito da sua pele, eu gosto tanto de você Jimin, eu te amo tanto."

"Também te amo Kookie." Seus olhos pareciam estrelas de tanto que brilhava, se eu pudesse chamar os seus olhos de alguma constelação seria a de Fênix, pois tem um brilho extraordinário, e poucos conseguem ver a sua beleza.

Jeon, eu te amo tanto que nem cabe no meu peito.

Desabotoei sua blusa devagar, apenas para admirar o homem maravilhoso que tinha em minha frente. Deslizei a blusa em seus braços e joguei no chão, acho que meu olhar de desejo ficou tão evidente, que ele mordeu os lábios. Aquele simples ato fez o meu membro fisgar em minha cueca. Céus, quando eu falo que esse garoto vai me enlouquecer...

"Gostoso..." Sussurrei.

"Você quer tocar, bebê?" Balancei a cabeça em afirmação, então ele pegou as minhas mãos, passando em seu abdômen. "Gosta de sentir?"

"Seu corpo é tão lindo." Fechei os olhos para aproveitar as sensações de tocar em sua barriga definida. "Tão meu..."

"Tão seu amor... Só seu." E se depender de mim, você será para sempre meu, meu anjo.

Jeon Jungkook era o significado de tantas coisas, céus, e um deles era o pecado. Jungkook desperta todos os meus desejos carnais em apenas um olhar, me deixa excitado em um beijo e me faz delirar em apenas um toque. Seu corpo com certeza foi esculpido pelos deuses gregos, suponho que primeiro foi a Afrodite, pois lhe deu essa sensualidade, depois por Eros, pois o amor que esse homem demonstra por mim é enorme, e por último e não menos importante, por Zeus, que lhe deu o poder de fazer o que quiser. E o que esse garoto decidiu fazer foi justamente fazer eu me apaixonar por ele.

Ele soltou as minhas mãos, e desceu devagar até ficar frente à minha boxer. Me provocou, passou o dedo em minha ereção marcada na cueca, o que me fez estremecer, tentei não mostrar o quanto aquilo estava me afetando, só que meu esposo percebia tudo. Ele apenas deu um sorriso malicioso e desceu devagar a minha cueca. Ah... Esse espírito provocador dele só me faz enlouquecer mais e mais.

"Fica de quatro para mim, sim?" Dei uma última encarada, antes de obedecê-lo. Era inevitável não fazer as coisas que ele mandava, pois ele conseguia me dominar com pouca coisa. Ele dedilhou das minhas costas até chegar na minha bunda e eu por reflexo empinei ainda mais. "Isso amor, do jeitinho que eu gosto..."

Senti o colchão afundar atrás de mim, significando que ele estava lá. Apertou um pouco a minha bunda enquanto abria as bandas da mesma, fechei os olhos fortes ao sentir o seu dedo acariciar a minha entrada.

"Jeon." Gemi em súplica. Ele adora me ver implorando para ele, isso o deixava arrepiado.

"Ah Jimin-ssi, eu adoro quando você diz o meu sobrenome gemendo." Julguei pelo barulho que ele começou a chupar os próprios dedos, e tive a certeza quando ele me penetrou com dois de uma vez só, me fazendo gemer alto. "Geme baixinho amor, os meninos podem escutar..."

Depois de chamar a minha atenção, começou a me penetrar rápido e era cada vez mais difícil conter os gemidos, inclusive quando os seus dedos iam mais fundo e encontrava o meu ponto doce. Eu estava uma bagunça, suado e com o cabelo grudado em meu rosto, minha respiração estava descompensada e meu coração acelerado. Minhas pernas tremeram e eu senti o meu orgasmo chegando, jorrei todo o meu líquido, enquanto mordia os lábios para não gritar de prazer.

"Já amor?" Me virou para eu me deitar na cama e se deitou encima de mim.

"Eu quero..." Dei uma pausa para respirar. "Seu pau dentro de mim." Sorriu maliciosamente e me beijou. Foi um beijo rápido, sua língua se mexia ferozmente dentro da minha boca, e depois mordeu os meus lábios que sangrava um pouco.

Me penetrou devagar, colocando só a glande, enquanto me olhava com curiosidade. Jungkook sempre foi curioso, sempre se preocupava comigo, se estava doendo ou não, mesmo quando doía eu não falava nada, pois depois da dor, eu me sentia alimentado pelo o seu pau.

"Mete tudo amor." Pedi e ele realizou o meu pedido, metendo tudo de uma vez. "Oh Jungkook."

"Tá gostoso, amor?" Falava com dificuldade, pois a sua respiração estava tão pesada quanto a minha.

"Sim." Não queria falar muito, só queria ser dele, do jeito que nós dois gostamos.

Jungkook estocou devagar e juntos soltamos um gemido rouco e baixo. Com o tempo, ele foi aumentando a velocidade e o meu corpo não aguentava mais de tanto prazer e olha que ele não tinha chegado em meu ponto doce, os sons das estocadas ecoava alto pelo quarto, e a nossa respiração e gemidinhos se misturava junto ao barulho da cama batendo na parede.

Meu esposo atingiu o meu ponto doce e me fez gritar. Gritei de prazer ao sentir o meu ponto G ser estocado com tanta força pelo o amor da minha vida. Nessa hora não estávamos nem aí para o que os outros escutasse dos outros cômodos, só estávamos aproveitando o prazer que um era capaz de dar ao outro.

Jungkook se deitou em meu corpo e me abraçou, encaixando a sua boca na minha, apenas parando de me beijar quando um de nós dois gemia, ou as vezes nós dois juntos. Seu cabelo agora molhado de suor ia e voltava de acordo com as estocadas, o suor de seu rosto se encontrava com o meu suor e de seus lábios saía palavras tão sujas e indecentes.

"Eu estou quase..." Avisei em meio aos gemidos altos.

"Goza pra mim amor."

Se fosse possível, Jungkook foi ainda mais rápido, forte e firme nas estocadas. Eu revirei os olhos e meu corpo deu espasmos ao sentir o meu segundo orgasmos vim, gemi alto e chorei de prazer enquanto derramava o meu líquido no abdômen de Jungkook.

"Posso gozar dentro?" Perguntou e concordei, continuou a estocar, o que fez o meu orgasmo ser prolongado e eu chorar ainda mais de prazer. Em um rugido ele se desfez dentro de mim, mordendo forte o meu pescoço. "Ah... eu... te amo tanto!"

Saiu de dentro de mim e se deitou ao meu lado, ele sabia que eu ficava sensível após um orgasmo, então me deitou encima dele.

"Também te amo muito." Sorrimos e roubei um selinho dele, que logo evoluiu para um beijo calmo e sereno.

Ah Jeon, você é o meu bem mais precioso, melhor do que uma maleta de dinheiro e pedras de diamante. Mil vezes melhor do que roupas de grife e mansões.

Sempre serei seu Jungkook.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...