História All Nights with Freddy's - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Balloon Boy, Ballora, Bonnie Hand Puppet (Bonbon), Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Circus Baby, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Mangle, Nightmare, Nightmare Bonnie, Nightmare Chica, Nightmare Foxy, Nightmare Freddy, Plushtrap, Shadow Bonnie, Shadow Freddy, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Fnaf, Horror
Visualizações 12
Palavras 1.137
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo.

Capítulo 17 - Homicídio


P.O.V Janet

Depois de muito corrermos, já estávamos chegando na pizzaria. Mas então, encontramos Mike voltando. Eu não perdi tempo e o abracei.

- Mike, estava tão preocupada, o que aconteceu – Perguntei sem quebrar o abraço.

Mas nada me foi respondido, eu tentei falar com ele de novo, mas ele permaneceu em silencio, foi quando percebi que ele estava em choque. Depois disso, fiz um sinal para que voltássemos para casa, e assim fizemos. Quando chegamos em casa, deixamos Mike deitado em sua cama, ainda em choque. Luna ficou lá com ele, enquanto o resto de nós foi para a sala, onde começamos a preparar algo para Mike, com o objetivo de acalmá-lo.

P.O.V João

Enquanto Janet e sua mãe foram preparar algo para Mike, eu e o pai dele ficamos sentados no sofá da sala. O Silencio entre nós dois era terrível, nunca pensei que chegaria a ver algum amigo naquele estado, me pergunto o que pode ter acontecido lá naquela pizzaria, se eu não me engano, segundo meus pais, houve um assassinato de cinco crianças lá, será que o estado atual do Mike tem relação com isso.

- João – O pai de Mike começou a falar comigo – Quero que me conte a história daquela pizzaria.

Eu apenas balancei a cabeça positivamente. Indicando que iria falar tudo o que eu sei, e assim o fiz.

P.O.V Jennifer

Quando eu e minha filha terminamos a comida e o chá, levamos para Mike. Luna continuava com ele, o que me acalmava um pouco, mais não tirava minha preocupação, algo aconteceu com ele, mas não sei o que é, provavelmente, tem relação com Melody. Meu Deus, o que será de nós daqui para frente, Nunca pensei que passaríamos por uma situação como essa, mas sei que podemos superar. Eu e Janet descemos as escadas e fomos para a sala, nos sentado ao lado de João e John. Foi quando meu marido pediu que João me explicasse algo, e logo ele começou a falar sobre aquela pizzaria.

P.O.V John

Quando Minha filha e minha esposa voltaram de quarto do meu filho, João já havia terminado de me explicar a história daquele lugar, então pedi para que ele falasse para elas também, acho que será bom que todos nós tenhamos conhecimento sobre o que aconteceu lá, claro, isso ainda não explica o aconteceu com o meu filho para ter ficado naquele estado de choque. Quando ele terminou, percebi que as duas estavam pasmas, mas também, não era de se esperar menos, a história realmente é perturbadora. Passamos alguns minutos quietos, o silencio era tão grande, que era possível ouvir o vento passando por fora da casa. Mas, realmente não temos o que falar nesse momento, é só esperar algo acontecer.

P.O.V Luna

Eu passei o tempo todo com Mike, Janet e Jennifer trouxeram comida e chá para ele, mas ele não quis, bom, na verdade, ele não disse nada desde que encontramos ele lá na montanha. Eu permaneço aqui, sentada, sem nenhum movimento. Tudo o que eu faço é pensar que eu poderia ter feito algo, pelo mesmo ter ido atrás dele mais cedo.

- Estranho – Sua voz saiu, finalmente havia falado algo.

- Mike – Disse espantada e indo rapidamente até seu lado na cama – Como está se sentindo?

- Estranho – Ele repetiu a mesma palavra, me parece que ainda está em choque – Eu me sinto muito estranho. Acho que achei minha irmã, mas isso só me deixou triste, pelo que aconteceu com ela.

- Pode me explicar – Eu perguntei desistindo de procurar alguma resposta no que ele disse.

- Posso, mas vai ser uma longa história – Eu apenas concordei com a cabeça, fico feliz que ele já está bem melhor.

P.O.V Mike

Pouco antes de que pudesse começar as explicações, ouvimos um grito feminino bem alto. Com o susto, quase cai da cama, logo depois, eu e Luna corremos até a sala. Todos ficaram surpresos em me ver bem, mas claro, o assunto principal naquele momento era o grito. Sai de casa apressado, foi quando vi de longe, uma menina parada, a cara dela era terrível. Quando me aproximei junto de minha família, olhei para a direção na qual a jovem estava fixando a visão, e foi a pior coisa que eu vi na vida. Tinha um corpo de um homem caído no chão, o sangue escorria por quase todo o lugar. Pouco a pouco, me aproximei do rapaz, mas quando chequei seu pulso, percebi que já era tarde para qualquer atendimento médico. Minhas mãos estavam tremendo, olhando bem o corpo, percebi uma mordida, bem grande e, aparentemente, feita por dentes relativamente grandes. Acho que conheço muito bem essas fileiras dentárias. Logo, me levantei e me aproximei de minha irmã.

- Liga para a polícia e explica o que houve aqui, eu tenho que voltar para casa – Eu disse, assim que ela pegou o celular, eu fui para dentro da mansão, e Luna veio atrás de mim.

Assim que cheguei em casa, segui para o porão, pouco depois de que eu e Luna entramos, encontramos Nightmare Foxy sentado em um banco, com um gotejamento de líquido de cor vermelha em seus dentes.

- Por que – Perguntei antes mesmo de para de andar – O que ele te fez?

- Nada, mas, sinto muito, não posso mudar minha natureza, é o que sou e isso nunca vai mudar – ele me respondeu com uma certa ignorância.

- É só isso o que você tem a dizer – Continuei pressionando ele com o assunto – Você matou um ser humano, e tudo o que você diz é que foi sua natureza?

- Mike, eu sou assim, todos nós somos assim – Ele se levantou bruscamente, o que fez Luna recuar um passo para trás – É justamente porque nós daqui matamos que aqueles que vivem no sótão não gostam de nós.

- Então, não existe mesmo nada que eu possa fazer para mudar essa situação – Eu continuei a repreendê-lo – Não realmente nenhuma possibilidade?

- Não, isso é o que eu sou e nada e nem ninguém pode alterar esse fato – Nightmare Foxy seguiu em frente com essa estupidez.

Eu soltei um longo suspiro, olhei profundamente para ele e então, me lembrei de um pequeno detalhe.

- Sabe, você nunca me disse o motivo de tentar me impedir de ir até a pizzaria naquela noite em que nos conhecemos – Eu falei quebrando o assunto completamente.

- Bem, acho que eu não queria que se machucasse – Ele me respondeu normalmente, voltando a se sentar no pequeno banco empoeirado.

- Bem, você quase conseguiu evitar que eu saísse machucado naquela noite, mas, hoje, foi você quem me machucou, espero que reflita um pouco sobre isso – Eu disse pouco antes de virar as costas para ele, segurar a mão de Luna e sair dali com ela deixando Nightmare Foxy muito pensativo.

Continua


Notas Finais


Até próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...