História All Of Me - BTS e BLACKPINK - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, F(x), Holland, HyunA, Pentagon (PTG), TWICE
Personagens Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé
Tags Blackpink, Bts, Bts Blackpink, Drama, Hyuna, Jenkook, Jinsoo, Jirose, Lizkook, Monalisa, Namlisa, Pentagon, Romance, Taelisa, Taennie, Yoonnie
Visualizações 25
Palavras 1.564
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


⚠Atenção⚠

o conteúdo a seguir terá a interação de dois casais, shipps, de BTS com Blackpink, que no caso é Jenkook e Yoonnie, se você não shippa um dos dois não venha comentar nada para ofender o outro shipp!
e eu coloquei o nome da Rose, do Blackpink de Roseanne Park, porque tem a Chaeyoung do Twice também ai iria complicar tudo.

Obrigado pela sua preciosa atenção, denada, adious!

Capítulo 2 - A amiga de Nayeon!


Fanfic / Fanfiction All Of Me - BTS e BLACKPINK - Capítulo 2 - A amiga de Nayeon!

                       [.....]

Era exatamente umas 16:45H da tarde, minha amiga, Im Nayeon, havia me ligado a mais cedo me convidando para uma festa de aniversário que fazera todo ano para seu primo que fica no hospital, ela comentava muito sobre esse suposto garoto, sempre dizia o quanto era doce, gentil, alegre, fofo e, como ele estava a melhorar a cada dia.

Ficava feliz por ela e por seu primo, mesmo não o conhecendo desejo tudo de bom para o mesmo, lógico que aceitara o convite de sua querida amiga, além disso, não perderia a chance de conhecer este tal garoto que tanto ouviu falar, a acastanhada estava já ansiosa pelo dia de amanhã, que parecia não chegar nunca.

De uma hora para outra resolve ir para a casa de seu namorado, Min Yoongi, no qual ficara preocupada quase o tempo todo por ser uma pessoa viciada em cigarros e bebidas alcoólicas fortíssima, o mesmo morava em um apartamento no centro, não era muito grande mas tinha espaço o suficiente para uma pessoa morar confortável, a acastanhada não gostara muito da vizinhança do seu namorado, se fosse por ela já teria o feito mudar-se daquele lugar horrendo a bastante tempo e, talvez ter indo morar consigo em sua casa, que também não era tais coisas, mas era bem melhor em sua opinião e poderia ficar de olho no mesmo, para ajudá-lo a acabar com esse seu vício dos infernos.

A mesma irá passar amanhã fora, então, foi certificar-se que o mesmo não fizera nenhuma besteira, chegando lá, percebe que o movimento naquele lugar estava maior e, seguiu-se o seu caminho até o elevador, onde mais uma garota entrara junto com ela, a mesma tinha cabelos claramente ruivos e olhos de um tom ardentemente castanhos, a garota não era tão pálida, suas roupas um tanto coladas ajudava a marcar suas curvas que eram de total perfeição.

- Olá! meu nome é Roseanne Park  e eu nunca te vi por aqui, é moradora nova? - pergunta a ruiva com um sorriso encantador no rosto.

- A não, eu não moro aqui, somente vim visitar meu namorado, ele mora no terceiro andar, e por sinal meu nome é Jennie Kim - a respondo retribuindo o sorriso da mesma

- Ah sim, ok, prazer em conhecê-la, eu também moro no quarto andar - no mesmo momento que Roseanne terminou de falar, a porta do elevador 

- Bom, foi um prazer conhecê-la também, espero vê-la novamente, Roseanne - falo sorrindo seguindo a mesma para fora do elevador.

- A sim, espero o mesmo, pode me chamar só de Rose, é melhor - fala a mesma dando um pequena risada logo seguindo seu caminho e eu o meu.

Chego perto da porta do apartamento de Min Yoongi e, de longe sinto a fumaça dos malditos cigarros do mesmo, isso me irrita de verdade, mas tenho um pequeno plano, espero que dê certo, minha mão estava suada, encosto minha mão na maçaneta meio velha em um tom de marrom, a abro, me deparo com Min Yoongi na janela fumando sem percebesse de minha presença, o piano do mesmo estava no meio da sala já meio acabado, garrafas de bebidas alcoólicas jogadas pelo chão e o apartamento com um cheiro forte de fumaça, logo o mesmo joga fora aquele pequeno pedaço que sobrara na mão, logo notara minha presença, vindo até mim.

- Min Yoongi, você andou bebendo de novo! Já disse-lhe várias vezes que não quero que beba! - falo brava o repreendo apontando para um monte de garrafas de bebida alcoólica que ali no chão havia.

- Eu sei Jennie, me desculpe, mas  não consigo controlar, sou realmente somente um viciado em drogas, mas eu não quero discutir com você hoje, vamos apenas ficar juntos e deixar isso para lá, ok? - responde o Yoongi, vindo até mim já me dando um beijo demorado, que começa a me empurrar de leve, fazendo-me cair na cama e o mesmo se deitar por cima de mim, continuando aquele beijo abafado. 

 Juízo total e completamente perdido! 

Yoongi me pressionava contra seu corpo com uma das suas mãos e percorria meus cabelos castanhos com a outra, prendendo-me a ele. Minha respiração já irregular e intensa, acentuando todas aquelas sensações prazerosas.  

 Tudo que haviamos abafado, agora finalmente estava derramado em um momento feliz, entre nós dois e ninguém a mais, ele era quase um homem perfeito, pelo menos para mim, não pelo seu corpo ou como me fazia sentir prazer, mas pelo seu carisma, personalidade forte, por me ajudar nas horas difíceis, seu único e maior defeito era seu grande vícios pelas aquelas drogas, que infelizmente é uma coisa legal em todos os países, isso pode e acaba com muitas famílias e com a felicidade das pessoas, foi assim com a minha.

                       [.....]

São exactamente 14:30H da tarde, primeiro de setembro, meu aniversário, não vejo a hora de meus pais e minha prima chegarem, eles chegarão a qualquer momento, estou no meu quarto esperando-lhes, não era o mais perfeito do mundo, estava em tons de branco com cinza, não tinha muitas coisa ali, pois bem, era um quarto de hospital, fico sentado na maca, que era minha cama, até que ouso passos aproximando-se de meu quarto, logo a porta é aberta, era o médico, o mesmo anunciou a chegada de meus pais, que logo entraram, minha felicidade agora estava a mil, estava todos lá, minha mãe, meu pai, minha prima, meu avó e uma garota que não conhecia, não a recordava de minha memória, ela deve ser a amiga de Nayeon, mas parecia tão familiar à mim.

Fico a olhando de cabeça torta  com um sorriso bobo, a mesma percebe e olha para mim fixamente dando um sorriso, era tão bela, tinha cabelos acastanhados, olhos da mesma cor, um rosto tão doce aos meus olhos igual ao seu sorriso que era encantador, sua roupa, a sua roupa, era linda, um moletom branco com listras pretas frouxo, um short jeans não tão curto e um tênis branco.

Meus pais começaram a cantar a canção, Parabéns para você, logo todos acompanharam, não conseguia tirar meus olhos daquela garota ela era tão encantadora ao mesmo tempo delicada, assopro as velas que continham dezoito anos, aquele estava sendo um dos melhores momentos de minha vida, já era quase um adulto, logo iria sair daquele lugar.

Meus pais começaram a partir o bolo, que era de recheio de chocolate com caramelo, meu predilecto, Nayeon se aproxima de mim junto com a garota acastanhada.

- Oie meu querido dongsaeng, feliz aniversario - diz me dando um abraço forte - ta ficando velhinho! - fala fazendo todos rirem - essa aqui é minha outra dongsaeng!

- Olá, meu nome é Jennie Kim e feliz aniversário - fala a garota se curvando em seguida 

- Olá, obrigado, prazer em conhecê-la, me chamo Jeon Jungkook - a respondo sorrindo  

Meus pais e meu avó aproximaram-se de nós, nos entregando um pedaço de bolo para cada um, comecei a comer feliz da vida, todos começaram a acompanhar-me com seus ritmos, conversamos bastante, rimos, nos divertimos, comemos muito, percebi que àquela garota, Jennie Kim, era muito alegre e divertida, mas de vez em quando a via indo para um canto quaisquer da sala com o seu telefone com uma expressão de preocupação.

Sentei-me novamente na cadeira de rodas, com a ajuda de minha prima, Nayeon, fomos todos lá para fora, mas meu pai saira apressado por causa do trabalho do mesmo, ficamos lá no pátio, menos Jennie, a mesma disse que iria em algum lugar no hospital e já voltava, dez minutos passaram-se muito rápido, meu avó já estava dormindo na cadeira, conversa ia e vinha entre minha mãe e Nayeon.

Logo Jennie voltou, mas com uma expressão meio estranha, junto com um papel na mão, a mesma sentou-se ao meu lado, senti vontade de perguntá-la o que diabos seria aquilo, mas fiquei na minha por ver sua expressão, mas Nayeon não, a mesma carregou a garota pelo braço a levando para um lugar meio afastado, conversando com a mesma com um tanto de euforia e raiva, as duas voltaram caladas sem trocar palavras.

Jennie disse-nos que iria embora, insisti para não ir agora, mas a mesma disse que já era tarde e despediu-se de nós,  me abraçando fortemente, não era tão tarde assim, era umas 18:00H.

                       [.....]

Andava pelas ruas, pensando bastante sobre o que o médico havia dito e como poderia dizer aquilo para o Min Yoongi, as ruas estavam um tanto agitadas, já as vi mais ainda, estava iluminada, passo na frente de um bar que não era muito grande, na mesma hora vejo Min Yoongi saindo daquele lugar horrendo.

- Min Yoongi! - gritei pelo seu nome, o mesmo só olhou-me e foi atravessando a rua sem dar a mínima para mim, comecei a segui-lo, o chamando, e puxei o seu punho , que na mesma hora tirou minha mão de seu punho, e disse uma frase que me fez destruir por completo. 

- Me solte! Vai embora! Está tudo acabado - Yoongi gritou com tanta potência, que poderia jurar que era mentira mas infelizmente, não era.

Lágrimas involuntárias escorreram pelo meu rosto, ele saiu de lá com tanta confiança, como se não me conhecesse, apenas foi preciso dar um passo e estava tudo acabado, literalmente, senti meu corpo ser atingindo por algo muito forte, que fez-me cair sem consciência de nada, apenas vi pessoas se aproximando e uma luz forte em meu olho, apaguei por completo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...