História All Of Me - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Rock, Rock And Roll, Romance, Shows, Tour
Visualizações 2.042
Palavras 979
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


// Confusa

Estou muito feliz por vocês estarem gostando.
Boa leitura :)

Capítulo 8 - Confused


Fanfic / Fanfiction All Of Me - Capítulo 8 - Confused

Sophie Davis

Trabalhei para caramba, o que foi bom, porque que queria esquecer o que estava acontecendo em relação ao Justin. Cheguei em casa e fui tomar um banho quente, estava uma noite muito fria. Quando estava voltando para o meu quarto, ouvi Justin cantando uma música. Não era nada parecido com as músicas dos shows, era o som de uma guitarra e sua voz estava suave, como nunca estivera antes. Ouvi apenas algumas estrofes e bati na porta avisando que o jantar estava pronto.

Fui para a cozinha, me servi e sentei a mesa enquanto saboreava aquela deliciosa lasanha. Em poucos segundos, Justin apareceu no ambiente incrivelmente sexy sem camisa exibindo a tatuagem gigante que cobria o peito inteiro.

Me deu vontade de tocar cada pedacinho. Não sabia para onde olhar, então resolvi olhar para aqueles seus lindos olhos cor de mel. Olhei.

— Gosta do que vê? — provocou.

— Me agrada mais caras com suéter.

— Não foi isso que ouvi quando você estava com os olhos retorcidos no backstage.

— Quando a pessoa sente vontade de transar, ela não liga com quem seja, mas não precisa se preocupar, o fogo da noite anterior vai ser apagado mais tarde.

— Pelo que sei e ouvi da sua boca, vocês terminaram.

— Ele me ligou hoje à tarde perguntando se podia vir aqui.

— Então vocês faz o idiota se rastejar por você?

— Não começa com suas ironias Justin.

— Duvido que você olha para o Scot do jeito que está me olhando agora.

Esse homem é minha tentação.

Antes que eu pudesse respondê-lo, a campainha tocou.

— Pode atender, por favor?

— Não virei seu empregado.

— Ficou incomodado? Lembre-se Justin, a porta é a serventia da casa.

Disse firme o encarando e me levantei em seguida para ver quem estava do outro lado.

— Ryan? — disse seu nome surpresa.

— Justin está?

— Sim. Entre, por favor. — disse dando espaço enquanto ele adentrava. — Venha comigo, ele está na cozinha.

Caminhamos lado a lado falando sobre algumas coisas até a cozinha.

— E aí, cara. — disse Ryan cumprimentando Justin com um toque com as mãos.

— Vim chamar você para se divertir. — notei a malícia em suas palavras.

— Vai com calma Ryan, senão eu acabo estragando sua festinha. — intrometi.

— Eu sou um anjo, Sophie.

— Eu sei que não.

— Mais tarde a gente se encontra por lá, eu sei que a Beatrice já chamou e que você vai com ela.

Apenas acenti sorrindo e fui para o meu quarto. Eu tinha me esquecido que era hoje esse passeio da banda. Drogra! A mentira sobre a vinda de Scot seria revelada, apesar de eu suspeitar que ele sabia que eu estava mentindo.

“Amiga, já está pronta?”

“Eu já ia te mandar um sms, Beatrice. Me esqueci.”

“Como assim? Sophie, eu vou matar você.”

“Ryan veio até aqui chamar o Justin, por isso me lembrei. Desculpe.”

“Vá se arrumar ao invés de se desculpar.”

“Não quero ir. Sinto que vou acabar fazendo algo que não devo.”

“Eu cuido dos seus copos haha. Daqui a meia hora passo aí para te buscar.”

Coloquei o celular sobre a cômoda e fui procurar algo bem sexy para usar.

Vanquish Lounge, era uma famosa boate de Atlanta e ficara uns trinta minutos de Decatur. Os meninos da banda estavam planejando fazer uma visita na Vanquish há meses, desde que ficaram sabendo sobre a turnê que iriam fazer pela Europa no próximo mês. Era esse o motivo de todos estarem a passos de mudar para lá.

Me arrumei rapidamente com um vestido preto justo, mais ou menos no meio da coxa com um decote nos seios e nas costas. Tinha comprado semanas atrás quando Beatrice foi para Atlanta ver o novo apartamento. Sim, minha amiga e todos da banda iriam embora de Decatur e eu os viria poucas vezes quando isso acontecesse.

— Sophie, a Beatrice... — disse Justin abrindo a porta e calando a boca assim que ficamos frente a frente. — Uau!

— O que tem a Trice? — perguntei ignorando.

— Já estávamos saindo quando ela pediu para Ryan levar você conosco.

— E porque ela pediu isso a vocês?

— Pergunte ao Ryan.

— Você só pode estar de brincadeira. — sai do quarto o empurrando. — O que era para ser uma noite divertida, está ficando muito ruim.

— Qual é, Sophie? Vai começar com isso outra vez?

— Muito legal eu chegar acompanhada por dois garotos.

— Fique tranquila. Assim que entrarmos, vamos ficar bem longe de você para que você possa se divertir.

Eu estava saindo de perto dele, quando ele segurou firme em meu pulso.

— Assim que você acordar, não vai precisar se preocupar com a minha presença ou com as garotas que eu trago para sua casa. Na próxima semana irei para Atlanta, enquanto isso, ficarei na casa do Ryan.

Aquilo foi como um balde de água fria.

— Conversei com ele mais cedo e assim será feito. Você acabou confundindo as coisas com nossa convivência e isso não está sendo bom para nenhum de nós dois. — eu estava perplexa. — Não faça essa cara, Sophie. Deixamos claro assim que você permitiu minha estadia aqui.

— Eu... Eu sei, Justin. Só estou confusa.

— Vai ser melhor a gente se afastar. Não sou o cara perfeito para você e a última coisa que eu quero, é magoar a protegida do meu melhor amigo. Ryan é muito legal comigo, e se eu fizesse algo contigo, me mataria.

— Tudo bem. Eu entendo. — mentira, eu não entendia nada e não estava tudo bem.

— Vamos? — chegou Ryan perguntando.

— Vamos. — respondi saindo rapidamente.

Eu não estava chateada por ele ir embora, uma hora ou outra isso aconteceria, mas a forma que ele conversou comigo machucou. Não era paixão, era apenas uma atração muito forte que nunca sentira antes e ouvi-lo dizer essas palavras tranquilamente, arrancou algo de dentro de mim. A partir de agora, nada seria como antes. Eu terei que ser forte e seguir em frente. Terei que tirar as fantasias dos meus pensamentos.


Notas Finais


Este foi o último capítulo pronto, caso eu demore mais tempo para postar, você vão saber o porque.
Obrigada pelos favoritos e comentários.

IMPORTANTE: No próximo capítulo vai aparecer um novo personagem. Palpites?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...