1. Spirit Fanfics >
  2. Allergic; - Yuwin (NCT) >
  3. Foi tudo um sonho?

História Allergic; - Yuwin (NCT) - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Foi tudo um sonho?



P.O.V Sicheng

"Por que eu tô chorando? Por que estou tão nervoso? Será que é porque é a primeira vez?" era só o que eu pensava enquanto me desmanchava em lágrimas no chão do banheiro, eu tá tava soluçando e sem saber o porque disso, penso se conto a verdade que tô gostando dele e posso acabar com a nossa amizade caso não seja recíproco, posso dizer que estou chorando porque volto pra Coreia semana que vem e não queria deixar ele, o que eu vou fazer se ele vier aqui?

Yuta --- Win? Você tá ai? Abre a porta, por favor

--- não v-vou abrir

Yuta --- você tá chorando?

--- isso não é da sua conta, s-sai daqui

Yuta --- se você não abrir essa porta eu vou arrombar ela

--- tenta

P.O.V Yuta

--- tá bom então--- vou até meu quarto e pego uma chave reserva do banheiro e volto lá tá baixo, assim que chego na frente da porta coloco a chave e abro a porta do banheiro, dando de cara com ele sentado no chão e com os olhos vermelhos de tanto chorar, entro no banheiro e abraço ele --- calma, tá tudo bem agora, já passou ok? --- ele retribui o abraço e continua chorando em meu ombro e eu começo a passar a mão na cabeça dele fazendo carinho até ele parar --- está melhor?

Sicheng --- sim. Yuta, sobre o que eu ia te contar é... Eu realmente gosto de você, mais que amigo, entende?

--- é por isso que saiu correndo pro banheiro? Estava com medo de eu te rejeitar? --- ele assente com a cabeça --- eu... eu também gosto de você, mais que amigo --- seguro o rosto dele --- desde o primeiro dia que eu te vi eu me apaixonei por você, o motivo de eu não ter contado antes é porque eu estava esperando se tornar recíproco, estava esperando que você me amasse do mesmo jeito que eu amo você

Sicheng--- podia ter contado mais cedo, sabia? Você saberia quando se tornasse recíproco

--- eu tinha medo, parece besteira se apaixonar por alguém na primeira semana ou no mesmo dia que conheceu, não queria que pensasse outra coisa e se afastasse de mim--- de novo

Sicheng--- agora já sabemos os sentimentos um do outro, o que fazemos agora?

--- seguro o rosto do mesmo e colo nossos lábios, seu beijo desde aquela época não tinha mudado nada, ele tinha as mesmas manhas durante o beijo, era um beijo quente mais calmo, porém, com necessidade ambas partes, ele dava leves puxadas no meu cabelo durante o beijo e quando menos esperava ele já estava em cima de mim, separamos o beijo pela maldita falta de ar se fazer presente e fico o olhando

Sicheng --- cora --- tá me deixando com vergonha

--- rio fungado e passo os braços em volta da sua cintura e ele se deita no meu ombro --- é tão bom poder sentir essa sensação --- de novo

Sicheng--- obrigada por me aceitar do jeito que eu sou --- fala deitado no meu ombro

--- como assim?

Sicheng --- mesmo com todas as falhas você continua me amando, não interessa quem se apaixonou primeiro, mas o fato de você me aceitar assim é ótimo

--- eu deveria dizer o mesmo --- me desculpa por ter sido um babaca e ter feito você esquecer de mim, talvez teria sido pior ou não, nunca saberemos --- desculpa

Sicheng --- pelo o que?

--- desculpa se eu te machuquei ou dede o você pra baixo, prometo nunca mais fazer isso

Sicheng --- do que está falando? Você não fez nada

--- é só... caso tivesse feito, sendo assim vou continuar pra que não faça

Sicheng --- você é estranho --- rimos

ficamos daquele jeito, abraçados no chão do banheiro sem falar nenhuma palavra, só ouvíamos à respiração um do outro nesse silêncio todo, diferente do silêncio da mesa, esse é um silêncio confortável, não me importaria em ficar mais tempo nele. Já tinha uns 15 minutos que estávamos daquele jeito, vejo que ele já estava dormindo de novo então me levanto com cuidado com ele no colo e o levo pro meu quarto, deito ele na cama com cuidado e saio do quarto sem fazer barulho e fecho a porta, vou pra cozinha preparar o almoço

12:30

_eu estava morrendo de preguiça, como tinha acordado cedo e Win estava dormindo, aproveitei pra fazer nada, então não tinha feito almoço até perceber que já era 12:30, então vou dar uma desculpa e dizer que vamos comer fora, foi a desculpa mais fácil que eu achei. Meus pais não estavam em casa e não voltariam hoje, então teríamos o dia livre e ficar só em casa não seria legal, então corro pro quarto pra chamar ele_

--- Win, acorda--- chamo ele balançando

Sicheng --- demora pra acordar mas finalmente acorda e abre os olhos mas acorda meio confuso

--- o que foi que aconteceu? Você tá bem?

Sicheng --- olha pra mim depois olha pro quarto --- não acredito que foi tudo um sonho

--- o que foi um sonho?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...