1. Spirit Fanfics >
  2. Alley Island >
  3. Chapter I: Primordium;

História Alley Island - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hello!

Talvez vocês me conheçam como Aspie_Writer... É, eu voltei, rsrs. Bem, não tinha conseguido finalizar a minha última fanfic, e então decidi reescreve-la e postar novamente, yay!

É, espero que todos gostem. Essa historia tem várias referências de séries, filmes e até mesmo de fatos históricos. Bem, boa leitura!

Capítulo 1 - Chapter I: Primordium;



Oi, Sou eu. 


Você ja parou para pensar no quão fragil nos somos? Às vezes, olho para o céu e penso: alguém em algum lugar estaria me ouvindo ou me vendo?  É estranho pensar em como as pessoas podem querer ser vistas em um minuto e, no minuto seguinte, querem evitar isso acima de tudo. É precisamente com essa questão que nossa história começa. Sejam bem-vindos à Alley Island, uma pequena ilha que, à primeira vista, parece tranquila e monótona, como quase todas as outras ilhas com pouco mais de 10.000 habitantes. e foi exatamente assim que todos pensavam que era, até os eventos de 20 de junho, que começou com uma morte, e se prolongou até o fatídico incidente de 2 de Setembro.

Eu acho que isso é muita coisa para explicar agora, então vamos voltar ao começo. Mais especificamente, no dia 20 de Junho.  Lillian Grey, uma menina de 15 anos com cabelos loiros, olhos verdes e que sempre usava roupas neutras e sem atrativos, treinava na academia enquanto eu a observava. não que eu seja um Stalker ou algo assim, mas Lillian era muito boa no que fazia. naquele dia, ela usava um vestido marrom e seu cabelo estava preso em uma trança, terminando com um laço da mesma cor do vestido. a certa altura, seus olhos verdes encontram os meus e ela se distrai, o que chama a atenção de um de seus colegas.

"O que aconteceu, lilly? você estava indo tão bem. " Disse Peter Holder, um garoto de 16 anos com cabelos castanhos, da mesma cor dos olhos. Ele praticava ginástica desde os 12 anos e era colega de Lillian na aula de sociologia.

"Eu me distraí. perdão. " disse Lillian. É estranho, as pessoas geralmente não me notam. isso me intrigou, e foi por isso que decidi seguir Lillian pelo resto do dia.

após o treinamento, Lillian foi a Glynn, uma cafeteria, para tomar milk-shake com Peter. Não prestei muita atenção à conversa, mas tenho certeza de que era algo relacionado à escola. cerca de duas horas se passaram quando Peter finalmente se despediu de Lillian, perto das seis da tarde. ele tinha aula de música, aparentemente, e foi quando eu entrei em cena.

Assim que Peter saiu pela porta, caminhei calmamente até a saída da cafeteria e esperei Lillian sair, o que aconteceu cerca de 10 minutos depois. ela estava distraída, então eu consegui segurá-la pelos ombros, e a puxei para a parte de trás da cafeteria, onde poderíamos ter uma conversa segura e confidencial.

"Quem é Você ?!" disse Lillian, surpresa e um pouco assustada. ela estava prestes a gritar quando eu a soltei. ela aparentemente não se lembrava de me ver no treinamento de ginástica, e não fico impressionado com isso, pois foi algo tão momentâneo. 

"Não se Exalte, Lillian." falei calmamente, mas com certa simpatia. Não quero que ela pense que sou uma ameaça, mas também não quero ser agradável o suficiente para que ela ache que eu quero ser amigo dela. " serei direto: preciso de um favor seu."

e foi assim que as coisas deram uma guinada inesperada, não apenas para mim, mas para Lillian e outras 4 pessoas que se envolveram. No dia seguinte, Peter foi encontrado morto ao lado de uma caixa misteriosa. Ao ver o conteúdo da caixa, a polícia inediatamente tratou o caso como Suicídio. As notícias se espalharam rapidamente e, embora a polícia não tenha relatado o que havia na caixa, eu tinha certeza do que era, mas não ouso dizer agora, mas tem mais: eu tenho certeza absoluta que Peter não se matou. sabe como eu sei disso? Bem, havia algo que eu esqueci de lhe contar.

Enquanto Lillian trocava de roupa, cerca de 5 minutos antes de Peter e ela irem para a Glynn, Peter recebeu uma ligação de uma pessoa desconhecida, chamada apenas de "NoName" por ele. Aparentemente, Peter tinha um segredo, e NoName o ameaçou, que se ele não contasse até as 18h, ele o mataria e o exporia para todos. Pelo visto, fora isso que aconteceu.

agora você se pergunta: "Quem sou eu?" ou "o que Peter tinha para esconder?" Ou talvez "o que eu pedi à Lillian?" Sinto muito, mas estes são segredos que não posso revelar, Ao menos não agora.

 


Notas Finais


É, acho que foi isso. Notaram que as datas não foram exatamente escolhidas aleatoriamente, certo? Srrss. É, isso é apenas uma das várias referências ao longo deste capitulo.

Então, alguém tem alguma teoria? Se sim, fiquem a vontade para me contar! Adoraria Le-las!

Tentarei postar o próximo capitulo o mais breve Possível! Muito obrigada por lerem... É isso. ^^)

Quem quiser, podem comentar o que acharem, teorias, sugestões, qualquer coisa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...