História Alliance (EM PAUSA) - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Alexandra Daddario, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Alexandra Daddario, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Justin Bieber, Ryan Butler
Tags Amor, Assalto, Criminal, Fanfic, Justin Bieber
Visualizações 228
Palavras 2.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiê amores.

Bom... Sai mais cedo do curso por isso estou aqui.

Capítulo bônus.

Estou me organizando para ter dois dias de postagem por semana de Alliance mas não é nada concreto ainda então não estou prometendo nada.

Capítulo 28 - Capítulo 27


Fanfic / Fanfiction Alliance (EM PAUSA) - Capítulo 28 - Capítulo 27

Anteriormente…

-Nós íamos a várias boates, ficar com outras pessoas, mas sempre que ela ficava com alguém eu ia e estragava tudo e sempre que eu ficava com alguém ela estragava tudo, era como uma competição de quem conseguia pegar mais durante a noite mesmo um ferrando com o outro.

-Acha mesmo que tudo isso é falso? Nem que seja só amizade colorida, mas algo vocês tem, nem que seja só foda, mas você sabe que ela te faz bem, eu vi como ficou no natal em que ela foi pedida em namoro, eu vi tudo Justin, eu te conheço mais que você mesmo, você gosta dela mas não ama, mas se continuar convindo com ela eu sei o que acontecerá.

-Trocou de time Ry? - Perguntei irônico.

-Como assim cara?

-Para está falando assim, ou está apaixonado ou trocou de time e virou gay.

-Para de ser besta Justin. - ele me dá um tapa nas costas - agora que eu parei para notar, porquê está só de cueca? - dou um sorriso de lado imaginando a razão.

-Gosta do que vê Ry?

-Para de ser besta e vai colocar roupa, onde já se viu ficar andando por aí de cueca.

-Não enche meu saco Ryan, estou na minha casa, quem estiver incomodado anda por aí vendado porque eu vou continuar andando assim por aqui quando eu quiser.

-Ta, tanto faz, ainda não disse porquê está só de cueca. - dou um sorriso de lado e Ryan logo entende - quer dizer que enquanto estávamos trabalhando você estava aqui fodendo seu inútil? - dá um soco no meu braço e automaticamente lembro da Ashley, "porra Ashley sai da minha cabeça"

-A culpa não é minha se eu sei aproveitar a vida é você não.

-E sua namorada sabe disso?

-Então… essa é a outra parte da história que eu não te contei, a Olívia não é minha namorada.

-Terminaram?

-Não, ela nunca foi, a Caitlin teve a" brilhante" ideia de contratar uma atriz para se passar pela minha namorada.

-Filho da puta… e aí?

-Ai nada, ela começou a encher o saco achando que podia fazer cenas de ciúmes e a Ashley quebrou o nariz dela, e obviamente eu a demiti, ela está na clínica se recuperando.

-Mas porque Caitlin contratou uma atriz?

-Ela queria me mostrar que a Ashley gosta de mim.

-E ela gosta?

-Não sei, não tive nada concreto.

-Eu sei de alguém que pode descobrir isso.

-Não, ela não fala sobre isso com a Caitlin, são amigas mas Ashley é orgulhosa para admitir algo ou falar de sentimentos, como se ela não tivesse sabe?

-E ela tem?

-Sei lá, mulheres tem sentimentos?

-Acho que não, mas voltando no assunto eu não quis dizer a Caitlin.

-Se ela não conta isso para Caitlin para quem vai contar?

-Christian.

•×•×•×•×•×•×

-O Chris? Está de zoeira né?

-O Chris vive de conversa com ela, ele sabe literalmente todos os segredos dela.

-Só porquê investigou da vida dela, não necessariamente são amigos.

-Como consegue ser tão cego Drew?

-Como assim Ryan?

-Só vê o que quer, o Chris vive de conversa com ela.

-A foda-se tudo, eu realmente não faço questão de saber isso, faça o que quiser, só deixo claro uma coisa, eu não voltei atrás na minha decisão, a Ashley vai para a Rússia.

Me levantei e fui para o meu quarto, tomo um banho e desço, para ver como está Olívia mas antes vou para o hall de entrada porquê vou no meu escritório e tenho que passar por lá para isso, no caminho para o escritório eu encontrei o merda do Dylan no hall de entrada.

-O que faz aqui? - perguntei me aproximando.

-Vim falar com a Ashley.

-Ela não quer falar com você.

-Fala por ela agora? Caso não saiba eu sou o namorado dela.

-Era, vocês terminaram.

-Não, eu vou falar com ela e vamos resolver seja lá o que você tenha feito.

-Eu? Que foi Dylan? Não se garante?

-Sei que não concorda com nosso namoro, você é tão egoísta que não pensa que ela estava feliz ao meu lado, eu não sei como era a Ashley antes mas tenho certeza que ela está bem melhor comigo, porque eu sei a tratar melhor que você, aliás eu sou melhor que vo…

Não espero ele terminar de falar, dou um soco no Dylan que logo revida com outro, o que ele não sabe é que eu sou da máfia, ele é só um playboyzinho de merda que não sabe nem segurar uma arma.

No que ele revidou o soco o segurei pelo colarinho e o soquei repetidamente, até ele recuperar os sentidos e da um soco no meu nariz, ele me jogou no chão e levantou o pé para me chutar segurei seu pé e o puxei, dei um soco no nariz tão forte que foi o suficiente para ouvir o osso quebrando, me levantei e dei um soco na costela dele, ele tinha sorte que eu não estava armado.

Dylan está no chão, provavelmente seu nariz e sua costelas estão quebradas. É isso aí Ashley, você quebrou o nariz da minha ex "namorada" e eu fiz o mesmo, estamos quites.

-O que é isso? - me viro e encaro uma Ashley confusa, porém furiosa.

-Ele é um imbecil, vem na minha casa achando que pode falar o que quiser.

-Justin isso não é justo, você tem treinamento seu idiota. - Ashley praticamente se joga no chão ao lado do Dylan.

-Dylan? - ele está desmaiado com uns socos? - vou chamar o médico e você não toca nele Justin.

-Eu não recebo ordens. - ela nem responde, continua andando e eu vou para meu quarto.

Procuro por um kit de primeiros socorros no banheiro e assim que retorno, Brooke está no meu quarto.

-Que está fazendo aqui? Você perdeu a noção do perigo?

-Sei que não teria coragem de fazer algo comigo, te conheço.

-Se pensa assim você não me conhece Brooke, eu mudei principal em relação a você.

-Eu só vim fazer um curativo, não vou te pedir em casamento.

-Até porque eu não aceitaria, assim como também não aceito sua ajuda.

Passo por ela para abrir a porta do quarto para ela sair mas ela me segurou pelo pulso.

-Por favor, eu só vim fazer um curativo - o que ela queria com isso?

-Não tem machucado para fazer curativo, só sangue para limpar - o que realmente era verdade, afinal ela faria o que pelo meu nariz?, um curativo interno nele?

-Ok, eu limpo e sumo.

-Como ficou sabendo da briga?

-Eu vi, só não separei.

-okay eu deixo e depois você some, se fosse possível eu gostaria que sumisse da minha vida mas…

Ela me puxa para a cama para eu sentar, ela pega o kit de primeiros socorros da minha mão e começa a limpar o sangue presente no meu rosto, eu só tive um corte pequeno no supercílio, nada de mais.

Assim que ela termina de limpar, coloca um curativo no corte.

-Para que isso? É sério? - falo em relação ao curativo.

-Não seja chato Drew.

-É Justin para você.

-Justin eu vim limp… - era Ashley abrindo a porta do quarto com uma maleta de primeiros socorros na mão - a esquece ao que parece você já tem ajuda. - ela bateu a porta com força, mas que porra acontece para ela sempre chegar nos momentos errados?

-Não vai atrás dela?

-Não, porque eu iria? - não iria mesmo, depois eu me resolvia com ela afinal ela deve estar muito ocupada com seu namorado agora.

-Os boatos rolam pela mansão Justin, sei que vocês tiveram um rolo, apesar que eu particularmente curto o fato de ter terminado com ela para namorar a Olívia.

-Primeiro, nós nunca tivemos nada além de sexo, aquilo que fizemos quando minha mãe esteve aqui foi só para você largar do meu pé e na realidade eu também terminei com a Olívia.

-Para ficar com ela?

-Brooke para de querer saber da minha vida, você sabe que perdeu esse direito.

-Sim eu sei, assim como também sei que você nunca me amou.

-Você sabe que não é verdade, e já chega desse assunto, eu já estou cheio de tocar nesses assuntos do passado.

Ela se levantou e resolveu sair, mas o que estava acontecendo com as mulheres hoje?

Me levantei para ir resolver logo isso com a russa porque afinal preferia ela comigo do que com o Dylan, apesar que daqui a uma semana não seria nem eu nem ele.

POV's Ashley Benetti.

Eu ia limpar o que ele fez mais ele já estava acompanhado.

O que aconteceu eu realmente não sei e na verdade não me importo.

Vou até a clínica e o Dylan está sentado, com alguns curativos, nada de grave.

-O que veio fazer aqui Dylan?

-Eu precisava conversar com você, não entendi porquê terminou comigo.

-Eu tinha que fazer isso, eu te disse que estava indo embora, para a Rússia, não irei voltar.

-Para de mentir para mim Ashley, você provavelmente me traiu com o Justin, você prefere ele e eu sei disso desde que te conheci, eu só pensei que poderia te fazer mudar de ideia.

-Eu nunca te trai Dylan, não entendo porque presumiu isso.

-Você já transou com ele depois que terminamos?

Eu não tinha o traído, tecnicamente nosso namoro já acabou.

Um silêncio pairou no ambiente, eu realmente não sabia o que responder afinal eu realmente tinha transado com Justin.

-Está vendo, não respondeu nada porquê sabe que é verdade, você é uma vadia Ashley, um puta.

-O que disse? - falei me aproximando, não iria socar ele apesar dessa ser a minha vontade, entedia sua raiva mas ninguém consegue ouvir esse tipo de coisa em silêncio.

-SUA PUTA, VADIA. - ele gritou, depois de suas palavras senti meu rosto queimar com um tapa que ele me deu.

Eu fiquei sem reação por não esperar por isso, apanhar de um homem? me recomponho e dou um soco no nariz e um na boca dele, seu sangue jorrou pela minha mão.

- eu tentei te amar mas o verdadeiro motivo pelo qual estava com você era por você foder bem, mas amar eu não te amava. - ele disse. Pegou gases e começou a secar o sangue que escorria e dava um sorriso cínico para mim - Você nunca será feliz Ashley, por natureza você já é infeliz, aposto que foi abandonada pelos pais e desde então é solitária, se acostume a isso pois morrerá assim. - coitado, eu já ouvi tanto isso das pessoas que eu nem me importo mais.

Eu me odeio muito por pensa que era para acontecer algo com o Dylan, deveria ter deixado Justin o matar.

-Isso não me afeta, só aceitei namorar com você porque Justin estava namorando. - eu estava fria como sempre deveria ser - e eu realmente espero que pense bem quando levantar a mão para alguma mulher porquê algumas podem te surpreender, tem sorte da minha arma está no quarto agora e eu quero que saia da mansão e nunca mais volte ou me procure e quanto a eu foder bem… obrigada, sempre soube que eu sou boa em exatamente tudo que eu faço.

-Tudo menos escolher a pessoa certa, afinal continua sozinha.

-E quem disse que ela está sozinha? - lá vem o Justin bancar de herói da pátria - eu cheguei a pouco tempo mais pelo que ouvi ele levantou a mão para alguma mulher.

-Sim, mas isso não importa - falei tentando acabar logo com isso.

-Eu quero que fale na minha cara quem é Dylan - falou Justin se aproximando apontando uma arma para cabeça do mesmo.

-Eu… - Dylan gaguejava, ele estava nervoso.

-se não fala o nome juro que te mato agora. - Justin disse com um sorriso vitoriosos.

-Ash.. Ash.. Ashley - ele conseguiu completar meu nome depois de duas tentativas falhas.

-Justin para, por favor, eu estou pedindo. - falei segurando seu braço e olhando fixamente para seus olhos.

-Dylan, você tem uma hora para estar longe estou contando a partir de agora e eu estou falando fora desse país ou eu te caço e acabou com sua raça.

Ouço o barulho de um tiro e encaro Dylan caído no chão. Foi um tiro no pé.

Encaro Justin não brava afinal ele merecia isso.

—Sai daqui logo porra, está esperando o que?

Justin diz para Dylan.

-Estava escutando desde quando? - perguntei ainda brava afinal não tinha esquecido o ocorrido.

-Desde a parte que disse que aceitou namorar o Dylan porquê eu estava namorando.

-Digamos que mais uma vez dei chance ao amor que ele mostrou que não nasci para ser isso, afinal o Dylan só estava comigo porque de acordo com ele eu fodo bem, ele me deu um tapa eu dei dois socos nele.

-Eu deveria ter o matado quando tive chance.

-Mas não o fez, afinal estava muito bem acompanhado pela Brooke.

-Está com ciúmes russa?

-Claro que não.

-E que história é essa de namorar só porque eu estava namorando?

-Justin não toque nesse assunto, eu não estou com cabeça, eu levei um tapa na cara e eu não superei isso. Não tem nada pior.

-Acho que um round na hidromassagem faria você superar rapidinho. - ele disse me abraçando pelas costas e mordendo minha orelha fazendo eu me arrepiar toda.

-Não. - falei com minha voz trêmula me denunciando totalmente - eu tenho que arrumar uns detalhes da viagem.

-Depois você faz isso. - beijou meu pescoço, lá vai eu me entregar mais uma vez para esse babaca.


Notas Finais


Gente, o que foi isso?

Dylan é um babaca, Justin deveria ter o matado.

Ashley com ciúmes hahahaha.

Não consigo acreditar que a Ashley vai embora, ainda não superei isso.

Gente, favoritem Alliance, são comentários e favoritos que me motivam a estar aqui escrevendo. Então favoritem se você curte a fanfic.

Quem ainda não conhece Contract Death, te convido a conhecer. Eu recomendo.

"Claro que recomenda, a obra é sua"

Kkkkkkkkkkkkk, sem comentários.

Link: https://www.spiritfanfiction.com/historia/contract-death-13679974

Gostaram? Se sim, comentem, deixe nos comentários suas teorias, Ashley irá mesmo embora?

Beijos seus lindos, voltarei no domingo com mais um capítulo.

Bye bye.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...