1. Spirit Fanfics >
  2. Alma de ouro: reboot >
  3. Capítulo 1: alma de ouro

História Alma de ouro: reboot - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Opa gente, essa é o reboot da minha primeira história (alma de ouro), dessa vez com menos erros é um bom roteiro!


Espero que gostem, todos os domingos serão postados os novos capítulos então não percam.

Capítulo 1 - Capítulo 1: alma de ouro


Fanfic / Fanfiction Alma de ouro: reboot - Capítulo 1 - Capítulo 1: alma de ouro

Um estremo vazio, a pura escuridão, almas penadas. Esse é o tão famoso "pós morte"? 

Muitas perguntas e nenhuma resposta, onde estou? Para onde vou? Que lugar e esse?.

Para os que não me conhecem, tenho um enorme prazer em me apresentar. Meu nome e shaka, sou um cavaleiro... ou pelo menos já fui um, meio que eu estou morto agora.

Ja faz um tempo que estou nesse lugar desconhecido, não sei onde estou, nem para onde vou. Mas uma coisa e certa, eu não estou mais no plano terreno, e muito menos no mundo dos mortos.

Falando no mundo dos mortos. Me lembro que eu e os demais cavaleiros de ouro derrubamos o muro das lamentações, depois disso não consigo me lembrar de mais nada, o que será que aconteceu?.

Bem, isso ja não importa. Meu objetivo no momento e descobrir onde estou, olhando em volta percebo que a uma vasta escuridão, nuvens negras cercam minha visão completamente, não consigo ver nada, com a exceção de meu próprio corpo que está coberto por uma "aura" de puro dourado.

E uma aura estranha, não se parece nem um pouco com a cosmo-energia. afinal... o que realmente está acontecendo?.

 

SHAKA?

 

O que foi isso? Sem nenhuma dúvida eu escutei uma voz a me chamar. Estranho, não estou vendo ninguém alem de mim, mas então quem me chamou?.

 

SHAKA? 

 

outra vez, outra vez escutei a mesma voz a me chamar. E uma voz que nunca ouvi antes, não a conheço de nenhum lugar. Mas mesmo assim... essa voz e muito familiar. 

 

SHAKA?

 

"Quem está aí?" dessa vez eu não pode deixar de perguntar, quem e esse sujeito que tanto me chama.

"SHAKA, NÃO TEMA. NÃO LE FAREI NENHUM MAU!" a mesma voz ressoou na quela vasta escuridão. Na mesma hora um clarão de luz ofuscou minha visão.

 

Derepente toda a quela escuridão se dissipou em um passe de mágica. E no lugar das nuvens negras surgiram as mais variadas formas de vida celeste. Estrelas, planetas, constelações, galáxias em miniatura, tantos corpos celestes juntos assimilava ao próprio universo. bom, em uma escala bem menor.

E desse pequeno universo surgiu um ser de forma incorpórea, o mesmo era assustadoramente gigante, suas mãos cobriam planetas, seus olhos ofuscaram as pequenas galáxias, e seu corpo se assimilava ao próprio universo. Mas diferente de todos os outros seres que ja vi em minha curta vida, esse com certeza é o mais tenebroso.

E mesmo eu sendo um dos mais poderosos cavaleiros, não pude deixar de ficar um pouco amedrontado com a figura bestial que está em minha frente.

Mas meu medo apenas aumentou com a pequena ação do ser, ele sem nem exitar me levantou com as palmas de suas mãos. De princípio fiquei abismado com o gesto, tentei me mover mas foi em vão. Inexplicavelmente meus músculos não se mexiam, todo o meu corpo paralisou sem nenhuma explicação.

 

"q-quem e você? É o que fez comigo?" perguntei isso tentando me mover, mas meu corpo simplesmente travou.

"Bem, eu sou o princípio... eu sou o fim, eu sou a própria existência e a não existência. Sou aquele que conhece cada um, e ao mesmo tempo protegê cada um. Meu nome foi perdido junto com a eternidade, mas acredito que vocês humanos me conhecem como... COSMO!"

 

Eu não entendi muito bem o que ele falou, seu geito de dizer é um tanto "metafórico demais", mas acho que posso chama-lo de... cosmo, hé e isso, cosmo e um bom nome!.

 

"Então cosmo, você ainda não me respondeu, o que fez com meu corpo!"

"há e mesmo, me desculpe por isso..." logo após ele ter disso isso meu corpo voltou a se mexer. "Bom, acho que pode estar um pouco confuso com que esta acontecendo..."

"Na verdade, eu estou muito confuso. Eu não consigo entender direito, não sei onde estou... oque está acontecendo!" 

 

Quando perguntei isso reparei que meu medo de está diante desse ser sumiu, não sei se isso foi totalmente natural. E ate impressionante, esse tal cosmo tem alguma coisa que me faz sentir muito bem.

 

"Eu irei esclarecer todas as suas dúvidas, primeiro: esse lugar e chamado de o vazio, e um espaço entre os planos terrenos, onde somente eu abito aqui. Segundo: você como ja deve estar sabendo, está morto! Eu o trouxe ate aqui!"

 

Ouvindo isso fiquei um pouco apreensivo, eu não estou intendendo muito bem a onde esse sujeito quer chegar, mas ele disse que me trouxe ate aqui. Me pergunto se deveria confiar nessa criatura.

 

"Porque? Porque me trouxe pra cá?" 

"Hã, e um pouco difícil de dizer. Bem, eu sou o criador de absolutamente todo, todo o que se foi falado e que se vai falar foi eu que criei!" 

"Não estou acreditando, como isso pode ser possível"

"Eu poderia dizer que, minha existência vai muito além de sua compreensão, mas não vou le submeter à isso. Como ia dizendo, eu criei incontáveis universos, com incontáveis formas de vida..."

"hamm, isso todo e muito interessante, mas não estou entendendo a onde você quer chegar com toda essa falação!" 

"Coff... coff, se me deixar termina poderei esclarecer suas dúvidas. Onde eu estava mesmo, há sim. Eu criei varios universos; e nesses mesmos universos nasceram os chamados "deuses menores", como zeus, athena, hades, odin, e etc...

 

Ok, toda a minha duvida e espanto aumentaram drasticamente. Esse sujeito acabou de me dizer que criou os deuses?! I-isso só pode ser mentira. Eu não consigo acreditar.

 

"Se o que diz e verdade, então me responda porque me trouxe ate aqui..."

"Isso não e óbvio, eu preciso de sua ajuda... shaka!"

"O-oque? Porque alguem que se diz ser o criador de todo precisaria da ajuda de um mísero mortal?!"

"Pode ser contraditório mas, eu mesmo sendo o criador de todo não posso interferir em nada que criei!" com a declaração de cosmo eu fiquei surpreso, tanto que levantei uma das sobrancelhas.

"Como assim?" 

"Beeem, e meio que uma regra que todas as entida... qu-quero dizer, e uma regra solene que não posso quebrar de jeito algum. Por isso preciso de sua ajuda!"

"Humm, acho que entendi onde você quer chegar, mas por favor, prossiga!"

"Tudo bem, como ia dizendo. Eu recentemente criei um universo longínquo, lá eu também criei várias espécies, entre elas os humanos, vampiros, yokais, demônios, anjos, deuses... Vários seres!"

"Acho que entendi o que você está querendo dizer, esses seres que você "supostamente" criou entraram em conflito, e você precisa de alguém para ajuda-lo a parar com isso, certo?"

"ISSO AI. Me doi muito saber que minhas criações estão brigando uma com as outras, por favor shaka, me ajude!"

 

Eu parei um pouco pra pensar na proposta de cosmo, eu por um lado adoraria ajuda-lo, mas também adoraria saber como está a luta contra hades. Eu estou querendo ir ajuda-los, mas infelizmente eu não posso. O que eu deveria fazer? Se eu aceitar o que de ruim poderá acontecer? E se eu não aceitar, esse universo pode ser destruído?. Novamente muitas perguntas e nenhuma resposta.

No fim das contas eu acabaria aceitando de qualquer forma, então não pude recusar aceitar a proposta de cosmo. Afinal, eu ja estou morto, o que eu vou perde com isso?

 

"Tudo bem cosmo, eu aceito de ajudar!"

"BELEZAAAA... eu te agradeço muito por isso, shaka!" falou ele para que em seguida eu fosse transportado para outro lugar.

 

Uma luz arco íris cobriu meu corpo completamente, não senti nada no começo, mas depois comecei a sentir meu corpo sendo desmatrealizado em pequenas partículas de luz.

.....

 

....

 

...

 

..

 

.

 

 

 

Continua>>>

 

 

 

 

 


Notas Finais


Então pessoal, esta muito diferente do original mas mesmo assim, espero que tenham gostado.


Eu mudei algumas coisas e tentei colocar mais profundidade nas ações de shaka, para que não fique algo sem contexto ou cliché.


O que acharam da minha nova escrita, saibam que todos os capítulos seram em primeiro visão (No caso o ponto de vista do shaka), com pequenas transições em terceira pessoa.


Dessa vez eu garanto menos erros, e com alguns acontecimentos inéditos.


Antes que eu me esqueça, desculpe pelos erros, e pelo tamanho do capitulo. O próximo provavelmente vai ter em torno das 2 mil palavras. Eu acho.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...