1. Spirit Fanfics >
  2. Alma Gêmea (imagine Chanyeol) >
  3. Capítulo II

História Alma Gêmea (imagine Chanyeol) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olá! Já faz um tempo, não é mesmo? Eu pensei muito se iria realmente continuar essa história, mas ela é o meu xodó, eu adoro o enredo. Mas não gosto da forma como está sendo escrita, eu vou atualizar ela por agora, com um capítulo que eu já tinha pronto. E vou começar a rescrever a mesma, vou tentar ao máximo melhor a minha escrita até a próxima atualização, talvez eu demore um pouco. Mas vai valer a pena.

Enfim, me desculpem mesmo pela demora, e fiquem com esse capítulo não tão quentinho. 🍃☁️

Capítulo 2 - Capítulo II


Vez ou outra a princesa pensou em acabar com aquela aliança, em menos de uma semana ela já tinha ouvido desaforos de quase todo os empregados daquele lugar. Eles certamente pensavam que ela era uma santa, e que em nenhum momento iria explodir. Não entendia o motivo de tamanho ódio desferido para si, talvez fosse algum boato do seu passado? Mas qual? Haviam tantos. Após ter visto Lina aos beijos com Chanyeol, S/N estava se mantendo o mais distante possível de seu noivo, na sua cabeça era a melhor coisa a se fazer. Ao menos até o casamento. Esse que não demoraria muito a chegar.


A princesa que antes estava sentada em sua cama, se levantou, não se importando em colocar um vestido, ou um roupão por cima de sua camisola fina. Abriu a porta olhando para os lados, se certificando de que não tinha ninguém por perto, e foi para a cozinha. Eram quatro horas da manhã, e o vento gelado que entrava por entre a brecha da janela do grande salão a fazia tremer. Abraçou seu próprio corpo apressando o passo, e tamanho foi seu susto ao ver um ser alto sentado em cima do balcão, enquanto tomava um copo d'água. Se virou para ela com um sorriso pequeno, e logo saiu de cima de onde estava. S/N meneou a cabeça rapidamente e foi até a geladeira que não estava a uma grande distância de si, podia sentir o olhar de Chanyeol sob si a cada movimento que fazia. Se virou para o maior com um sorriso ladino, e por poucos segundos o viu desviar o olhar para os seus seios, com um sorriso sacana. 


_ Boa noite, sabia que eu estou aqui? E não só os meus peitos? - perguntou dando um gole em sua água, cruzando os braços em seguida.


_ Oras, eu nem reparei! Eles são bem mais interessantes do que você, minha querida! - afirmou passando a língua por entre os lábios, sorrindo ladino. Andou a até a menor, se abaixando um pouco a sua frente, numa tentativa falha de ficar do seu tamanho, colocou seus braços ao redor da mesma a prendendo ali. - Eu sempre quis confirmar se o que dizem sobre o seu boquete é verdade, e quando eu soube que me casaria contigo, foi como se todas as coisas que os meninos já me disseram estivessem sendo reproduzidas em minha mente. Me diga, S/N, o que você quer para me dar um boquete aqui e agora?


A garota soltou um suspiro descrente, mas logo entrou no joguinho do mesmo, ela nunca tinha comentado com ninguém sobre suas aventuras sexuais, seus pais nem sonhavam que sua querida filha não era mais virgem. E seria horrível se alguém lhes contassem.


_ Eu não quero nada, e nem vou te pagar o seu tão esperado boquete, se você quer ele vai ter que conseguir. Eu não sou suas prostitutas, não preciso do seu dinheiro, e mesmo que eu seja bem melhor que elas, e até se eu quisesse, você não vai encostar em mim, não até eu achar que deve e pode. Espere até o casamento, meu anjo! Não vai demorar muito, e por favor, não seja um completo babaca de novo!


Se abaixou passando por baixo dos braços do maior, colocou o copo de água em cima da pia e saiu da cozinha, fazendo questão de andar rebolando um pouco. Ela não podia negar que acha o príncipe atraente, mas sua personalidade era horrenda, mas a tensão sexual entre eles quando estavam juntos era palpável. Ela sabia que podia esperar até depois do casamento, ela não era não fraca, não estava sedenta por sexo. 


Mas se fosse necessário, ela com certeza jogaria com Chanyeol. Foi andando em passos lentos até seu quarto, imaginando várias maneiras de provocar o príncipe, não ela não iria fazer loucuras, seria algo discreto. Mas o suficiente para que ele e ela estivesse completamente sedentos um pelo outro. Não duvidava que ele era bom de cama, já tinha ouvido por entre os corredores que ele era ótimo. E ela queria e iria experimentar, era sua mais nova fantasia. 


E logo, a sua ideia anterior de acabar com a aliança, foi pelo ralo. 


Notas Finais


Como eu disse lá em cima, o enredo da história é ótimo, e na minha cabeça ele tem tudo pra ter um desenrolar incrível! Mas eu não quero deixar com uma escrita medíocre, então até lá, ela vai estar em hiatus. Bjs, bjs. Até logo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...