História Alma Pertubada - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Jay Park
Personagens Jay Park, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Abo Sobrenatural, Colegial, Imagine Jimin, Jimin, Namjin, Romance, Taeyonseok
Visualizações 82
Palavras 702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hola bom como prometido comecei a escrever de novo, e gente eu não mudei o contexto da historia continua sim o mesmo tema e tudo apenas rescrevi ela e espero que vocês gostem...

Capítulo 1 - I


Fanfic / Fanfiction Alma Pertubada - Capítulo 1 - I

Século XVI

31 de Outubro de 1502

Era uma noite de lua cheia, para ser mais especifica era a noite de lua cheia que todos temia, todos saiam de suas casas para fazer rituais, bruxarias e cerimonias satânicas, a noite ate então estava calma mas o que eles não sabiam era que essa calmaria não duraria por muito tempo. Esse dia foi marcado por mim, por dos dias mais cruéis que um dia poderia existir, um pai matar sua própria filha não era comum apesar de que nessa época era muito comum sacrifícios e coisas do tipo mas mesmo assim nunca ninguém ousou sacrificar sua própria filha, mas meu pai ele sim teve essa coragem ou melhor meu irmão teve pois foi ele que cravou aquela adaga em meu coração.

Se vocês não estão entendendo pois irei explicar a vocês mas para isso vamos voltar uns dois meses atrás o dia em que descobri que era um tanto diferente que para minha família isso seria uma maldição a eles e ao seu povo.

Dois meses atrás descobri que não era igual aos meus pais ou ate mesmo ao meu irmão eu era diferente, era normal, sabe, humana, sem nenhum tipo de poder, habilidade ou qualquer coisa do tipo e isso para os meus pais foi o fim, pois nunca aceitariam uma filha que não herdasse seu sangue suas habilidades e seu poder, foi ai que eles decidiram me matar no dia em que completei meus 17 anos, no dia do meu aniversario ganhei uma adaga cravada em meu coração, irônico não..  

Mas não pense que para meus pais tomarem essa decisão foi muito difícil, não, eles simplesmente falaram "vamos a matar, será melhor para todos" escutar isso doeu muito, sabia que desde o começo, desde meu nascimento meus progenitores não gostavam muito de mim, sim progenitores pois de pais não consigo mais chamar assim, eles sempre deram mais amor, mais atenção ao meu irmão um vampiro que por sinal possui um poder e tanto, não era pra mesmo ne, seu pai um dos vampiros mais temidos e poderosos que já existiu ate hoje, e é claro não vamos esquecer de sua mãe certo, uma das feiticeiras mais temida entre as bruxas, não seria pra menos ele nascer com tanto poder, eu o admirava muito e me ensinou muita coisa e foi um irmão e tanto, ate então nunca pensei que ele faria isso, mas fez, me matou e com isso matou o amor e carinho que ate então sentia por ele..

Dois meses depois exatamente a 00:00 quando a lua estava em seu auge lá no topo foi a minha morte, minha ultima lagrima, meu ultimo suspiro, mas antes ainda consegui escutar seu pedido de perdão. Já não adianta mais pedir perdão pelos seus atos, pois um simples perdão não iria me trazer de volta, não iria resolver mais nada nesse momento.

Foi ai que o céu caiu sobre suas cabeças e o frio e uma forte tempestade dominou o local, fazendo com que todos ali presentes fugissem para suas casas, apenas um ficou ao meu lado, sim meu irmão, lamentando sua perda, ele retirou a adaga de meu coração e me levou ao lugar que eu mais amava, o templo do deus da lua, da noite e das estrelas, era um local abandonado já, mas não era por isso que não deixava de ser um local lindo e maravilhoso, meu irmão havia me levado lá quando tinha uns 5 anos de idade depois disso frequentava muito esse templo, para pensar e refletir um pouco, gostava também de brincar ali quando criança, foi ali meu sepultamento, foi ali sua ultima despedida, mas antes de ir ele deixou em meu pescoço seu cordão de prata que havia lhe dado em seu aniversario, nele havia uma cruz como pingente e com a cruz havia seu nome : Min Yoongui

 

" Quando eu morrer, você ira sentir minha falta...

Além de remorso e culpa, ira se arrepender por ter me magoado."

 

Mas prometi a mim mesma que se houvesse uma maneira, se os deuses me concedessem essa honra a mim, iria voltar e me vingar e vingar minha alma perturbada, onde eles nem fizeram questão.


Notas Finais


Deixem nos comentários se vocês gostaram pfv é importante para mim isso e em breve irei postar o próximo capitulo..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...