1. Spirit Fanfics >
  2. Almas Gêmeas >
  3. É o certo a se fazer

História Almas Gêmeas - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpem a demora, Chináticos. Minhas aulas já começaram e eu fiquei com "preguiça"e sem tempo de fazer os capítulos. Mas vou tentar recompensar com uma fanfic bem grande. Um beijo!

Capítulo 7 - É o certo a se fazer


Fanfic / Fanfiction Almas Gêmeas - Capítulo 7 - É o certo a se fazer


Um tempo depois...

-Chegamos! -disse Marcarita deixando algumas sacolas de comida em cima da mesa.

-Que bom! Vou preparar a comida! -disse Chichi.

-Kakarotto, o que você e a Chichi aprontaram?

-Hm? Como assim Raditz? Eu e a chichi não fizemos nada!

-Hora, não minta pra mim. Sempre que você fica sozinho com uma mulher vocês transam. Isso antes de namorar a Bulma, aí se repetiu com a mesma. E eu sei muito bem que você transou com a chichi, não é atoa que estão suados e rubros.

-Mas Raditz... Não diga a ninguém, por favor! Eu não sei o que faço... Amo a Bulma, mas eu quero a Chichi...

-Você ama as duas, Kakarotto. Se você quer tanto a Chichi, termine com a azulada, ela deve entender. Também aconselho você dar Anticoncepcional a Chichi, ou quer que ela engravide? E com licença, que eu vou aproveitar essa noite ao máximo com a Ma.

-Eca! Não precisa falar, né?

Nisso Raditz sai dali tirando a camisa, d indo para a cozinha, cochichou algo no ouvido de Marcarita e os dois subiram.

-É, hoje não vamos dormir tão cedo -disse Goku a agarrando por trás - vai ter mais hoje a noite, né? -disse mordiscando sua orelha.

-Goku... A gente tem que...

-Eu vou falar com a Bulma e o vegeta. São meus amigos, não se preocupe. É o certo a se fazer

-Você promete que vai dar certo?

-Não prometo isso, mas prometo que vou achar uma solução. -disse o moreno passando a mordiscar seu pescoço. -você é gostosa... Não vejo a hora de ter você só pra mim.

-Digo o mesmo. - disse a morena se virando e lhe dando um beijo quente e intenso, que logo foi correspondido. As línguas dançavam em suas bocas, como se tivessem vida própria. Logo o mesmo a conduz para a sala no sofá, e a bota por cima dele. Ele levemente tira a blusa dela, e se satisfaz com os seios de mamilos rosados. Chichi geme baixo, mas louca, para não chamar atenção de Raditz e Marcarita que estavam lá em cima, provavelmente fazendo o mesmo. 

Chichi tira a camisa de Goku junto da calça, pois queria ser rápida. Goku tira toda a sua roupa e a deixa só de calcinha. Chichi senta em cima do membro de Goku -que ainda estava dentro da cueca- que já estava desperto, parecia que iria rasgar a cueca. Ela passa a fazer movimentos fazendo Goku gemer um pouco auto, mas abafado pela almofada que segurava em sua boca. Quando eles iriam concluir o que tanto esperavam, Chichi sente um cheiro estranho.

-A comida! - rapidamente ela sai de cima de Goku e corre para a cozinha.

-Maldita comida! Me deixou excitado pra nada! Porra...

Chichi sorriu de canto. Adorava ver Goku irritado. Ela tira a comida do fogo e, bota sua roupa.

-Não quero continuar, princesa?

-Vamos comer primeiro, depois guardamos o de seu irmão e a Marcarita e continuamos.

-Não vejo a hora, amor.

-Também não, querido. 


-

-

Um mês depois...

-Seu bobo! Você não vê que isso não é de comer? Quase comeu a banana de plástico de enfeite daqui de casa!

-Desculpe, Bulma. Estou morrendo de fome!

-Ainda bem que o Goku e a Chichi voltam hoje! Ela sim sabe cozinhar. Você quase ia comendo essa banana de plástico e fez a comida queimar!

-eu já disse! Eu tô com fome!

-Homi! Pega logo uns biscoitos naquela prateleira!

-Humpf

-

-

-Goku... A gente vai pra casa hoje... O que vai acontecer com... Essa criança...? Eu não quero aborta-la!

-A gente resolve, Chichi. Tudo vai ficar bem. A gente conversa com vegeta e Bulma, e depois, seremos felizes: Eu, você e essa criança!

-eu tenho receio... Mas eu acredito em você.

Algumas horas depois, eles estavam no caminho. Quanto mais chegava perto de suas cidades, mais Chichi ficava nervosa. Ela tinha engravidado, e não sabia o que fazer. Não queria abortar o bebê. Mas não sabia como dizer isso a Vegeta, que na verdade era Goku que iria falar ao mesmo.

-Goku... Fale com a Bulma, eu falo com o Vegeta. Não se preocupe, eu ficarei bem...

-Mas...

-Shh, você fala demais- disse a morena selando seus lábios no dele.

-Melosia... Eca! -reclamou Raditz.

-Você também faz isso, Otouto!

-Mas com vocês é nojento.

Goku, chichi e Marcarita riram.

...

Enfim chegaram ao seu destino. Eles entraram e viram Bulma e Vegeta sentados conversando. Eles ficaram em pé e receberam os amigos.

Um tempo depois, quando Goku e Bulma saíram, Goku parou a azulada segurando pelo pulso.

-O que foi amor? Algum problema?

-Bulma eu... Quero terminar.

Bulma arregalou os olhos.

-C-como assim G-Goku? Por que? É mentira? O que você está fazendo? Responde!

O mesmo ficou calado

-RESPONDE!

-Eu quero terminar com você! Eu quero a Chichi. Desculpa Bulma, mas as coisas mudam, as pessoas mudam. Eu te amo, mas como uma irmã.

-M-Mas eu era esp-pecial pra você... Você me a-amava Goku... P-porque? -disse a mesma com lágrimas no olhos. Então Goku se aproximou r disse:

-Você é especial, garota. Eu só não te amo como você me ama. Você é como uma... Irmã. Mas meu coração pertence a Chichi. Mas eu te amo Bulma, mas não dessa forma.

Bulma enxugou as lágrimas o fitou séria.

-Ok, está tudo acabado entre nós. Vou embora, Adeus Son Goku. Eu vou ser sua amiga sim, mas eu quero você longe de mim, por enquanto! - disse a mesma pisando forte no chão e se retirando dali, mas Goku a parou:

-Eu sei que você gosta do Vegeta.

Ela parou e arregalou os olhos vermelhos.

-Mas não conte nada a ele por enquanto. Quando Chichi terminar com ele, vocês ficam juntos.

-Mas eu...

-Bulma, eu sei que você sente uma atração por Vegeta. Não minta. Mas quando tudo acabar... você terá outra chance.

Ela se virou e o encarou. Tudo ficou em silêncio, Mas o mesmo foi quebrado pela azulada.

-Obrigado, Son Goku. Agora tenho que ir, e não se preocupe. Não falarei nada o que aconteceu aqui, e sim que terminamos por que não dava mais certo.

-Obrigado. Vou indo. Até, Bulma.

E os dois caminharam, Goku debun lado e Bulma do outro. Goku estava aliviado, foi mais fácil do que pensava. Agora estava livre! Iria viver com sua Chichi.

Ou... Não...

-

-

-Vegeta...

-Sim amor?

-eu...

-o que foi? Por que está nervosa?

Chichi suspirou. Aquela era a hora.

-E-eu estou grávida!

Vegeta a fitou por um momento, sério. Depois, se levantou e a segurou pela cintura e a girou.

-SERIO? EU VOU TER UM FILHO?

-Vegeta... Eu...

-EU VOU SER PAI! - ele a botou no chão e a deu vários selinhos no rosto dela.

-Vem! Vamos descansar! Hoje foi um dia longo, e temos que dar essa notícia a todos amanhã!

-Mas... Vegeta...

O mesmo a olhou curioso achando que tinha algum problema, desmanchando o sorriso. A morena se preocupou, e se sentindo obrigada a dizer, disse:

-Vamos esperar o amanhã!

Vegeta voltou a sorrir e a botou no colo, se dirigindo ao quarto.

-Eu arrumo as coisas! Por enquanto tome banho!

E assim foi feito. Chichi já não sabia o que fazer.

"Goku... E agora...?"



Notas Finais


Genteee, não sei se foi longo ou curto, mas foi tudo que eu pude fazer por hoje! Mil desculpas pela demora! Muito obrigada mesmo por estarem acompanhando. Beijos Chináticos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...