1. Spirit Fanfics >
  2. Almas Gêmeas?! >
  3. Coceira reveladora

História Almas Gêmeas?! - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi.

- Não revisado.

Capítulo 1 - Coceira reveladora



Boa noite querido diário. Estou escrevendo aqui pois meu melhor amigo, mais conhecido como Diva Boo, me obrigou. Eu tenho o costume de não contar coisas – Que para mim são um tanto pessoais – ou para o meu amigo, não confio o suficiente nele para lhe contar. Ele só me eu você pois hoje eu escondi um negócio. Bem, deixe-me lhe contar o meu dia, talvez você entenda.


°•°


Acordo ouvindo meu despertador tocando ShineE – Super recomendo – estava curtindo a música até escutar meu amigo berrar a letra da música enquanto saia do banheiro. Seungkwan – citado anteriormente como Diva Boo – tem uma voz bonita, assim como a  minha, e justamente por isso nós estamos no clube de canto que tem aqui na escola. A nossa turma da aula de canto é dividida por grupos – meio que pra criar uma competitividade entre os alunos, ou seja, os incentivar – e o grupo que eu estou é composto por mim – Yoon Jeonghan –, Boo Seungkwan, Lee Seokmin, e Lee Jihoon – Um anão de 1,64, que é super fofo quando está irritado –.
 Enfim, eu amo zoar o Boo, por isso desativei o despertador bufando, enquanto finjo uma falsa irritação.


- Atrapalhou minha música!

- Atrapalhou meu canto!


Eu ri muito com a sua cara de indignação.


- Bom dia Kwanie. Caiu da cama?


Brinco, pois Seungkwan sempre acorda depois de mim, e ver ele às sete da manhã já arrumado foi estranho.


 - Minha alma gêmea resolveu acordar às seis da manhã, correr uma maratona e ainda por cima ralar o joelho!


Não te falei, né? Bem, no mundo onde eu moro, você nasce destinado à alguém – sua alma gêmea –, Não importa o quão longe vocês estão, o destino sempre arruma um jeito de juntar vocês. E como você sabe quem é essa pessoa? Simples, em alguma parte do seu corpo terá a primeira frase que ela falará para você. E não se engane achando que eu tenho uma frase em meu corpo, porque eu não tenho – bem não tinha até hoje de manhã, mas não vamos apressar as coisas –. Antes eu achava um absurdo, mas hoje eu já aceito que não tenho nenhuma alma gêmea.
Levantei da cama, e enquanto escolhia uma roupa bem bonita para a volta as aulas e ouvia Seungkwan reclamando de sua alma gêmea. E caso você esteja curioso, a frase do Kwan fica em sua costela esquerda, e está escrito "Oi. O professor me mandou pra te ajudar." Estranho? Magina!
Também esqueci de mencionar, eu "moro" no dormitório da escola, e o divido com Seungkwan – Acho que isso você percebeu –. Mas voltando para hoje mais cedo, eu tomeu um banho rápido – Meu rápido são quinze minutos – passei um creme, porque ninguém merece uma pele seca, arrumei meu cabelo que é comprido e tingido, coloco minha roupa – uma calça jeans azul clarinha, uma moletom rosa duas vezes maior que eu e um tênis branco –.
Quando saio do banheiro Seungkwan joga minha mochila em mim me dá meu celular e me arrasta pra  fora do quarto.

- Hanie, você tem que tomar banhos rápidos!


- Mas eu tomei banho rápido.


- Quinze minutos são muito tempo.


- prefere que eu demore meia hora? – arco a sobrancelha – 


- Não, não. Quinze minutos está ótimo! – sorri e eu retribuo –


Quando eu ia falar o quão bonito Seungkwan está, eu ouço uma coisa é travo.


- Eu perdi meu Bv!


- Como é que é Lee Chan? Repete!


- Por Que não me falaram que Jeonghan hyung viria?


- Achamos que ele ia demorar mais! Por que não nos avisou Boo?


- Eu não sabia que o Chan ia estar falando que perdeu o Bv. Não me culpem!


- Chan, você só tem dezesseis anos, é muito novo para beijar.


- Mas com a minha idade você já tinha pego metade da escola!


- Naquela época eu não batia bem da cabeça.


- Ainda não bate... – Ouço Jihoon falar e reviro os olhos –


- Mas- – o corto antes do mesmo terminar a frase –


- Shh...Como é mesmo aquela frase que os nossos pais falam...? – pergunto mais pra mim do que para algum dos meninos à minha volta – Não....


- Não faça o que eu faço, faça o que eu falo!


Olho para o lado e vejo um garoto muito bonito sorrindo pequeno e olhando para mim.


- Isso! Obrigado...


- Joshua.


- Obrigado Joshua! Ouviu Lee Chan?!


- Sim hyung. – revira os olhos –


- Essas crianças...Aliás, sou Jeonghan!


- Prazer Jeonghan. Bom, eu já vou. Até. –  se despede e vai embora sem esperar uma resposta minha –  


- Ihhh. Já tô vendo tudo. Joshua, próximo da sua lista.


- Que isso. Tá me estranhando?


- Podemos comer? Estou com fome!


- Quando você não está com fome Soonyoung?


- Nossa amor. Não precisa ofender..


- Cala a boca! – Fala Jihoon todo corado – 


Sim meus caros, Kwon Soonyoung é namorado do anão. Como eles se aguentam, eu não sei. Pois eles são totalmente opostos.


- Gentee~ – cantarola Seungkwan ao meu lado – 


- Ah, verdade! Hyung, pra você! 


Mingyu, ou poste para os mais íntimos, me entrega um embrulho e antes de eu pegar sinto meus dois ante-braço coçarem. O que é estranho, pois eu não tenho alergia a nada.


- Obrigado! – sorrio e pego o embrulho – 


- O presente é de todos nós, esperamos que goste.


Logo abro e me deparo com um álbum do ShineE. Fico de boca aberta e encaro meus amigos.


- Gente...Muito obrigado! Eu amo vocês! – grito atraindo atenção de algumas pessoas mais não me importo – 


Me jogo nos braços de Mingyu que estava mais próximo de mim, e depois puxo os outros meninos.


- Seungkwan quase pegou pra ele. – Olho para o citado e sorrio – 


- Podemos ouvir juntos no dormitório, se...


- Se...? – o mesmo me incentiva a terminar a frase – 


- Você pagar todas as minhas refeições de hoje!


- Mas o que você come é muito caro!


- Ji, posso ouvir no seu dormitório?


- Tá bom, eu pago! – Seungkwan responde antes de Jihoon – Você sabe muito bem como me conquistar. – ri sendo seguido por todos menos Boo – 


°•°


As aulas já haviam acabado – e minha coceira nos ante-braços só piorou –, e por isso eu e Seungkwan estávamos indo para o clube de canto. Porém no meio do caminho ouve um empecilho muito chato. Eu acabei trombando em um garoto, por culpa dele,  ele que não estava prestando atenção! Mas o pior não foi isso, ele me chamou de garota! Você tá me entendendo? Não? Então preste bem atenção.


- Aposto que o Hansol-  – minha frase é cortada porque caí de bunda no chão, e doeu bastante viu! – 


- Olha por onde anda garota!


Prestou atenção???? Tudo bem que eu tenho a voz um pouco fina, cabelo comprido e meu cheiro é doce. Mas eu estou longe de ser uma menina!


- Eu não sou garota, burro. – falo e vejo o garoto parar bruscamente – 


- Me chamou do que?


- Burro. Quer que eu soletre? –à essa altura eu já estava de pé e o garoto estava bem perto de mim. – 


- Nunca mais me chame assim!


- Do que? Burro? Por que? Não aguenta ouvir a verdade? – Termino de falar, e o garoto teve a ousadia de me prensar contra os armários – 


- Olha aqui garotinha... – Ousado né? – Se você continuar me chamando assim eu vou-


- Vai oque? Me bater? Você pode ser expulso, viu! Burrinho..


Acredita que ele ia me dar um tapa?! E depois, como ficaria meu lindo rostinho? Mas graças a Deus eu fui mais rápido e dei uma joelhada bem dada no amiguinho dele, que quase caiu de joelhos. Mas ele revidou e bateu um pouco – muito – forte na minha coxa. O pior foi que nessa hora o diretor apareceu. Acho que você já sabe oque aconteceu. 
Antes de eu ir pra sala do diretor, Um, Seungkwan estava quase morrendo de tanto rir, Dois, eu ri do garoto ,agora conhecido como Choi Seungcheol, por estar andando meio torto, Três minha coxa estava formigando e meus braços voltaram a coçar.


°•°


Nós já estávamos a uns quinze minutos na detenção e o tédio me consumia por inteiro. Deito a cabeça na mesa e fecho os olhos. Ouço a porta ser aberta e logo fechada, já sabia que era o representante do grêmio estudantil vindo nos buscar para irmos fazer as tarefas que seriam parte da detenção – esse sofrimento é de uma semana –. Continuava com a cabeça deitada na mesa até prestar atenção na conversa entre o representante do grêmio e o Choi.


- Você me disse que não ia mais se meter em briga!


- Mais ele me chamou de burro!


- E você o chamou de menina!


- Mais não parece? – Ouço o representante suspirar – Viu, até você concorda!


- Caso vocês não saibam, eu estou ouvindo. – Me intrometo –

 - Pera... Jeonghan?


- Si- Joshua? – Levanto a cabeça e quando vejo quem era o representante abro a boca em um perfeito O – 


- Nossa, me desculpe pelo Seungcheol!


- Por que ele te chamou de Joshua?!


- Não é o nome dele? – Pergunto confuso. Esse não é o nome dele? – 


- Não. O nome dele é Hong Jisoo! 


- Isso não importa. Desculpe por ele! 


- Não. Quero que ele me peça desculpas. – Falo e vejo Jisoo encarar Seungcheol com o semblante sério – 


Seungcheol bufa após ter uma conversa silenciosa com Jisoo, e me encara.

 
- Me desculpa Jeonghan!


- Uhum.


- Uhum? Sério?


- Sim, sério. Agora, Jisoo, o que nós vamos fazer?


- Ah, sim. Me sigam! – Sai da sala e segue para os banheiros. Aaahhh não. Eu me recuso – Bem, acho que vocês já sabem o que fazer, certo? 


- Eu me recuso! Não tem outra coisa não? – Ouço o Choi rir e vejo Joshua negar – 


- Desculpa Jeonghan, mas se serve de consolo, amanhã vocês vão limpar a biblioteca..


- Não adiantou muita coisa, mas obrigado! – Sorrio e prendo meu cabelo em um rabo de cavalo e quando o faço sinto meu braço coçar, e quando arregaço as mangas do moletom vejo que havia uma linha vermelha – pelo tanto que eu cocei..eu acho – nos dois ante-braços – 


- Nossa. O que é isso? – Pergunta Joshua preocupado. 


- Não sei. Deve ser alergia. Eu comprei um creme novo, então...


- Creme de que? – Pergunta Seungcheol que até então estava calado – Tipo, o cheiro.


- Morango.
- Uhm. 

 


- Vê se cuida disso depois! Agora vão logo se não vai ficar muito tarde.


Eu e Seungcheol entramos no banheiro, e ah, como eu vou demorar pra me desinfetar no banho hoje. Seungkwan que me ature...


°•°


Realmente, por nós termos enrolado voltamos para os dormitórios no final da tarde começo da noite. Quando eu entrei no quarto que dividia com o Boo, e sem ouvir nenhuma pergunta feita pelo mesmo eu fui direto para o banheiro. Tomei um longo banho e quando o terminei olhei meus braços, eu sinceramente acho que naquela hora minha pressão baixou, tinha – me desculpe o palavreado – a porra de duas frases em cada ante-braço. E sabe quais são elas? 


“- Não faça o que eu faço, faça o que eu falo!”
“- Olha por onde anda garota!” 


Então é isso, depois de dezoito anos o destino resolve brincar comigo e falar, “A vamos ajudar este ser incubado com uma vida monótona! “ E pra acabar com minha vida linda e perfeita, o destino coloca não uma, mas sim duas almas gêmeas pra mim. Será que é por isso que eu tava tendo aquela coceira hoje? Deve ser. Por isso que piorou quando eu estava perto deles! Mais que droga!


Saio do banheiro pasmo e branco – ainda pensando em como o universo me odeia por fazer uma coisa dessas –. Seungkwan me perguntou o que houve e como eu não falei ele me deu você! Aposto que se eu não tomar cuidado ele vai te ler. Enfim, eu estou com um pijama de manga comprida gigante – só pra prevenir – e agora eu vou dormir. Bem, amanhã eu volto para te contar as novidades.

 
Boa Noite! ;)

 


Notas Finais


É isso!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...