História Almas gêmeas ( Itasaku ) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Chiyo, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Konan, Kurenai Yuuhi, Mei, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Rin Nohara, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Itasaku
Visualizações 189
Palavras 1.487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiii
Primeiramente
Obrigadaaaaaa para todos que favoritaram a fic e também pelos Maravilhosos comentários...
As vezes fico sorrindo a toa ao lembrar de alguns..
Obrigada mesmo a todos.
Mais um capítulo chegando..

Capítulo 8 - Lágrimas....


Fanfic / Fanfiction Almas gêmeas ( Itasaku ) - Capítulo 8 - Lágrimas....

Pov Itachi

Estava terminando de revisar alguns processos..

Tentava me concentra mais a imagem de Sakura não saia de minha cabeça.

- Mas que droga! O que essa garota fez comigo? Como posso estar apaixonado se nem se quer a beijei. - Fui desperto instantaneamente com a campainha...

- O que faz aqui? - fui rude.

Apesar da hora deixei que ela entrasse.

- O que faz em minha casa? Já disse para ficar longe daqui. - ela era a última pessoa que queria ver hoje.

- Precisamos conversar Itachi – ela começou a falar - não pense que vai se livrar de mim assim fácil.

- O que você quer Konan? É dinheiro? É isso que você quer? - abri a carteira tirando várias notas e jogando em cima dela.

- Esculta seu cretino! Não sou uma das suas amantes, se continuar a me tratar assim, todos irão saber que o grande promotor Itachi uchiha não passa de um galinha mulherengo, e que por isso sua esposa, que aliás era minha irmãzinha, tentou se matar.....

Um sentimento de ódio tomou conta de mim assim que ela terminou de falar.

- Escuta sua cretina, quero que saia da minha casa. - há peguei pelo braço chutando-a porta a fora.

- Eu preciso por Konan em seu devido lugar.- falei comigo mesmo, batendo a porta e caminhando até o bar me servindo um copo de whisky.

Ouvir passos vindo da escada. Encostei na pilastra degustando minha bebida. Então a vi descendo os degraus devagar. Ela usava uma camiseta rosa com um gato estampado na frente, e uma calça comprida de algodão . resumindo era um típico pijama infantil. Ela se aborreceu quando a chamei de criança... adorei ver sua cara de brava.

Começamos uma pequena discussão, mas logo ela desistil. Mas em uma fração de segundos, Konan que havia entrado na casa sem que eu percebesse jogou Sakura ao chão , larguei o copo e corrir tirando Konan de cima dela que tinha um grande corte na mão esquerda.

- Ficou maluca Konan. – há peguei pelo braço levando-a para fora.

- O que pensa que esta fazendo? Nunca mais encoste em um único fio de cabelo daquela garota. Ou vai ter que se ver comigo. –cuspi as palavras com ódio.

- Itachi...

- Cala a boca e sai da minha propriedade. Ou chamo os seguranças. - fiquei transtornado, precisava ver como Sakura estava.

Tranquei a porta e corrir para ajuda-la mas ela não estava mais ali. Mas os respingos de sangue iam até o lavabo. A porta estava

aberta então parei ao ve-la. Ela ao me ver aconchegou-se em meus braços, chorando pedindo-me desculpas.... retribuir

apertando-a contra meu corpo que automaticamente agradeceu aquele singelo contato...

Há peguei nos braços e a pôs sentada no balcão da cozinha,corrir atrás de um kit de primeiros socorros. Quando voltei ela estava

lavando a mão que ainda sangrava.

- Disse para ficar ali...

- O corte estava bem feio...

- Vai se arrepender Konan – Pensei assim que consegui tirar com uma pinça um pedaço de vidro do ferimento, que ja estancava o sangramento .

Ela insistia em pedir desculpas, mesmo eu  dizendo que a culpa não tinha sido dela.

Eu estava furioso... Vai me pagar por isso Konan - meu pensamento tornou a raiva visível em meu rosto.

Estiquei sua mão para enfaixar-la, então meus olhos pousaram sobre a grande cicatriz que ia de um lado a outro em seu pulso.

-Que porra foi isso garota? - perguntei incrédulo.

Ela puxou a mão tentou correr mas a segurei.

- Se não me contar a verdade, amanhã mesmo quero você fora daqui. Achei que há intimidando ela me contaria a verdade... mas

não... ela apenas virou-se para mim e disse:

- Vou arrumar minhas coisas senhor.

Meu coração despedaçou com a possibilidade dela ir embora e não poder vela todos os dias. Fiquei estático. Subir as escadas atrás dela, mas ela estava no quarto de Mei despedindo-se.

Ofegante fiquei encostado há parede esperando-a sair. Não podia perde-la . Eu a amo ! Amo sem jamais te-la tocado.

Assim que ela saiu a puxei pondo-a contra aparede...

- Precisamos conversar!

- Centímetros ....era a distância que existia entre nos, sua respiração juntou-se a minha em um so ritimo.

- Preciso de você Haruno..

Não percebi o momento exato em que minha mão começou a afagar seu rosto. Eu queria beija-la . Mas ela tremia tanto...

- S – senhor o que está fazendo? - há doçura vinda de sua voz me dominou...

- Estou reinvidicando você pra mim...

- O que...? - ela apenas sussurrou.

- Quero beija-la Sakura! Mas não farei se você não permitir...

Curvei-me encostando o rosto na base de seu pescoço.

O cheiro doce e suave de sua pele me embriagava a ponto de querer perder a cabeça.

Diga minha pequena...preciso de sua permissão . Mas ela estava paralisada, e nada respondeu.

Meu coração doeu com sua rejeição. Mas o mais difícil foi fastar meu corpo do seu. Seus olhos demostravam um conflito interno que não conseguia entender.

- Desculpe Haruno - lamentei caminhando até meu quarto. Parei encostando a cabeça no batente da porta. Assim que minha mão tocou a marçaneta pensei ter ouvido um sussurro....mas me enganei.

- Você pode ficar, se quizer.

Foi minha última palavra essa noite.

No dia seguinte fui bem cedo para o escritório. Não queria ve-la. A situação tornou-se insuportável para mim...a ponto de interferir no desempenho de meu trabalho.

A rotina se intensificou por duas semanas, sem ve-la ou falar com ela. Quando chegava ia ao quarto de Mei e beijava-lhe o rosto sem acorda-la.

Uma viagem de última hora surgiu, então para mim foi o ponto de partida para me livrar de tudo o que estava sentindo por ela.

Já estava bem tarde, era minha última noite na cidade. Cheguei ao hotel e um atendente me chamou.

- Senhor Uchiha? É de sua casa, e a terceira vez que ligam hoje.

Assim que atendi escultei sua voz. Tão doce, mas ao mesmo tempo aflita e cansada.

- O que houve Haruno? O que é tão importante para você me incomodar três vezes em um só dia. - rosnei.

- Desculpe-me senhor! Não tive a intenção, e que Mei teve febre o dia inteiro, e mesmo com os antitermicos a febre não passa. Eu posso leva-la ao hospital? O senhor disse que não poderia tomar decisões sem...

- Tá Haruno entendir. Mas não se preocupe, ligarei para o doutor Hatake, e ele logo estará ai.

- Obrigada senhor e mais uma vez....me desculpe pelo incômodo.

Ouvir ela falar daquela forma quebrou o muro que estava construíndo para mante-la longe . Liguei para Kakashi, e logo depois para o aeroporto e peguei o primeiro voo de volta para Londres, que sairia em menos de uma hora. O vôo foi cansativo , algumas horas depois ja estava em casa, passava das oito horas da manhã.

- Bom dia Chiyo ! Como está Mei? - perguntei largando minha mala perto da escada.

- Ela está bem senhor a Sakura está com ela.

Fui direto ao quarto de Mei, Sakura estava sentada ao chão com a cabeça encostada ao colchão de Mei. Caminhei no lado oposto sentei e toquei no rosto de minha filha,que ainda estava quente.

Sakura despertou e assim que me viu, levantou-se caminhando até a porta.

Vá para o escritório! Precisamos conversar.

Assim que entrei no escritório a vi com a cabeça encostada no vidro da janela.

- Por que não foi para faculdade? - perguntei sem nem mesmo olha-la.

- Eu não queria deixa-la sozinha. - sua voz saiu rouca.

- Está insinuando que eu a deixo sozinha? E isso que está dizendo? - retruquei sua audácia.

Ela respirou fundo, parecia cansada e estava mais magra do que era.

- Não senhor. Não foi isso que falei.Mas se me der um pouco de sua atenção mais tarde. Eu gostaria de lhe contar uma coisa.

- Por que não fala de uma vez? Não gosto de joguinhos.

A porta do escritório se abriu derrepente e Capitão Yamato entrou arregalando os olhos ao ver Sakura.

- I- Itachi vim trazer o que me pediu. - ele gaguejava estendendo os papeis em minha direção, saindo em seguida.

Não demorou muito para entender o motivo que o tinha deixado daquele jeito. Era assustador o que tinha ali.

# Pai presidiário, preso por assassinato.

# várias internações hospitalares.

# tentativa de suicídio.

- Haruno? - pronunciei sentindo o gosto amargo que seu nome deixou em minha boca.

- Sim senhor! - ela respondeu assustada.

- Você tem meia hora para sair da minha casa. E se chegar perto de minha filha novamente, mando prende-la. - falei jogando os papéis em cima da mesa para que ela  os visse. 

- Senhor o q-que ?

- Cale-se! Não me dirija a palavra nunca mais.

 Naquele momento o chão abriu-se pra mim...levando junto tudo de bom que sentir por ela.

- Eu dei há você várias chances de me contar a verdade Haruno. Por que fez isso comigo.... - falei ja saindo do escritório há deixando sozinha.

- Droga!!!! - dei a partida no carro - Por que Sakura... Por que mentiu para mim - esmurrei o volante com força.

 Meu coração partiu-se não deixando um único pedaço intacto.

Lágrimas..

Foi tudo o que me restou....


Notas Finais


Gostaram?
Espero que sim...
Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...