1. Spirit Fanfics >
  2. Almas Trigêmeas - Terceira Temporada (Deltas) >
  3. Reunião de Família

História Almas Trigêmeas - Terceira Temporada (Deltas) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Oi!

Penúltimo capítulo de nossa história, espero que gostem.
Boa leitura!

Capítulo 10 - Reunião de Família


Fanfic / Fanfiction Almas Trigêmeas - Terceira Temporada (Deltas) - Capítulo 10 - Reunião de Família

No dia seguinte foram acordados pelo celular de Kagami, que abriu os olhos como pratos e se vestiu rapidamente ao ser informado por um gritante Jun, que seria pai, pois sua bolsa havia estourado e o filhote vinha em caminho.

                Vestiram-se rápido, o primogênito optando por algo que cobrisse sua nova marca, pelo menos por enquanto. Tomaram ao pequeno Nao e correram ao hospital, onde o ômega já havia ingressado, minutos depois chegou sua família, estranhando o odor de ambos tão misturado, mas nada disseram, acreditando que fosse por terem dormido juntos, afinal sempre haviam sido muito unidos.

                Pouco tempo depois, Kagami adentrou sorridente à sala de espera, seu filhote havia nascido, Ryo Endo Uchiha era um pequeno bebezinho de cabelos muito negros, como ambos pais e olhos profundamente azuis, como os do ômega, o primogênito Uchiha-Senju não podia estar mais feliz e Shisui o podia sentir pelo laço recentemente formado e também ficava feliz por seu delta.

                Os meses se transformaram em anos, Jun havia conhecido seu mate e se casado, esquecendo seu discurso antigo de não querer rótulos, Kagami e ele ainda eram muito amigos e seu filhote o visitava sempre. Shisui e ele haviam decido morar juntos, em uma nova casa, que os fizesse esquecer de todas as tristezas, ambos criavam juntos e com muito amor ao pequeno Nao, de já três anos, próximo aos quatro, mesmo sua família ainda desconhecia sua relação, ou melhor, seus pais desconheciam, já que Karin havia os pego sem querer se beijando um dia, e fofoqueira como era, contou a seus demais irmãos, que apenas sorriram, dizendo já saber ou desconfiar, mas Shisui havia se vingado, quando ao presenciá-la com um estranho alfa azulado, a delatou a seus irmãos, a fazendo corar intensamente, enquanto ouvia como os mais velhos exigiam conhecer a Suigetsu, que medroso se negava, a fazendo se irritar e dar cascudos em sua cabeça.

                Obito, em comparação à sua irmã, havia crescido doce e tímido, temendo a aproximação com os demais alfas, que o faziam sentir pequeno ante seus olhares luxuriosos, até o dia em que o viu outra vez, agora com vinte e um anos, como estagiário da escola em que estudava.

 

- Parece que nos encontramos outra vez. – falou o acinzentado, Obito reconheceu na hora o odor de anis e carvalho, que quando pequeno o havia acalmado, e que mais uma vez fazia seu trabalho, o fazendo sentir em casa, acabou sorrindo ao alfa, antes de sussurrar com felicidade seu nome.

- Kakashi...

 

_____     x    _____

 

                O casamento de Nagato, Yahiko e Konan havia sido a ocasião do ano, uma ocasião alegre, cheia de “magia”, como dizia o ômega alaranjado. Todos estavam muito felizes, em especial o casal de três, que resplandeciam sorrisos enormes e brilhantes, compartilhando com todos o sentimento tão grande o qual sentiam. Pouco tempo depois vinha a notícia, Yahiko e Konan estavam grávidos, consequência do cio o qual dividiam e Nagato não podia estar mais feliz, seria pai dos filhotes de suas duas Luas, ao mesmo tempo.

                Agora estavam na casa de seus pais, para uma ocasião a qual não esperavam e que haviam sido pegos de surpresa, Obito, seu pequeno caçula de apenas quinze anos, apresentava seu namorado, seis anos mais velho.

 

- E então? Quais são suas intenções com meu filho? – o Senju mais velho perguntou, com sua pose de mau, que muito pouco utilizava, deixando gelado ao alfa que agora agarrava tremulamente a mão de seu bebê.

- E-eu... – Kakashi gaguejou, olhando de pais para filho, inclusive o pai ômega de seu mate parecia terrorífico – E-eu...

- Kakashi-senpai é o alfa do Tobi e Tobi ama Kakashi-senpai. – Obito falou, abraçando-o e deixando-o mais gelado pelo olhar do alfa maior.

- Por que não diz nada? É tão fraco assim que tem de deixar seu ômega falar no seu lugar? – perguntou o mais velho de todos, fazendo ao menor suar frio.

- Acho que você tio Hashi, não é a melhor pessoa para dizer isso. – a ruiva menor falou, com um sorriso de lado, como normalmente seu irmão costumava fazer.

- Concordo, papi Madara é muito mais durão que o senhor. – Shisui concordou com as palavras de sua irmã e prima.

- Oe... estão me fazendo ficar mal na frente desse alfa rouba-bebês. – reclamou o alfa castanho.

- Papi Mada é muito mais bravo. – continuou Kagami.

- Acho que até mamãe é mais brava. – concordou Nagato.

- Ok, desisto. Oh Mãe Lua, por que me destes filhotes tão intrometidos e mal-educados? – dramatizou o castanho, levantando as mãos ao céu, como se verdadeiramente estivesse conversando com a lua, fazendo seu novo genro franzir as sobrancelhas em confusão pela nova postura de seu sogro – Ok... Kakashi, não é? – perguntou, dessa vez sorrindo grandemente e estendendo uma mão à este – Seja bem-vindo à família, espero que cuide bem do meu filhote.

- V-vou cuidar. – respondeu o alfa acinzentado, apertando a mão do maior, ainda estranhado pela mudança abrupta, já que este agora, longe da postura séria, possuía um tom e um brilho no olhar infantis.

- Pelo menos alguém aqui tem namorado. – expressou o Senju mais velho, provocando aos menores.

- Eu sou casado. – Nagato defendeu-se, sendo o único ali, além dos progenitores, formalmente comprometido.

- E eu também tenho alfa. – reclamou Karin com uma expressão brava.

- Claro, o alfa azulado covarde com cara de tubarão, que não a pede em namoro por medo de papai e papi Mada. – provocou Shisui, recebendo uma carranca da ruiva.

- Pelo menos eu não sou uma delta. – provocou também a ruiva, vendo como seus dois irmãos coravam intensamente.

- Que história é essa de delta? – perguntou Tobirama pela primeira vez, encarando a seus dois filhos gêmeos.

- Nada, nada. Karin só está brincando, não é Karin? – Kagami falou, fuzilando a irmã com o olhar, iniciando uma discussão com esta, que logo envolveu a toda a família, com exceção do casal parado próximo à porta, ainda de mãos dadas.

- Vai dizer que nunca percebeu o odor de ambos impregnado no outro, otou-san? – falou com as mãos na cintura a ômega ruiva – Sem contar o fato de viverem juntos e Nao chamar a Gami de papi.

- Oh, Deusa... não está falando sério. – o alfa estava estupefato.

- Vai dizer que nunca se perguntou porquê Gami só usa blusas de gola alta, Tobi. – dessa vez foi Madara quem falou, com uma expressão de tédio.

- Oe papi, desde quando sabia? – perguntou Shisui surpreso.

- SHISUI! – gritou o primogênito, seu gêmeo os havia delatado. A discussão continuava, e o alfa prateado só podia assistir, confuso.

- Pelo menos a atenção não está mais em nós. – falou com alívio Kakashi, vendo como a estranha família brigava entre si, para logo pedirem desculpas uns aos outros, em meio à abraços e risadas. Verdadeiramente eram estranhos, pensou o alfa, logo encarando o pequeno ômega a seu lado e pensando se queria mesmo entrar para a família deste, este que ao perceber o olhar de seu namorado sorriu docemente, o fazendo suspirar – Definitivamente quero... sempre quero estar com você Tobi. Te amo ômega. – falou, respondendo sua própria pergunta interna e recebendo um luminoso sorriso em resposta.

- E eu com você. Também te amo alfa. 


Notas Finais


Bom, como perceberam este capítulo está ligado ao especial da primeira temporada, espero que tenham gostado.
Nos vemos amanhã, no último capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...