História Almas Trocadas - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Fanficsotaconda, Narusasu, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 242
Palavras 1.041
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Amores não me matem, por favor, eu estava com muita preguiça de posta, pq não estava me agradando e acabei de acorda as 02h10min, sim, de madrugada e me veio essa ideia kkkkkkkk.
Desculpa a demora e espero que gostem do capítulo ^-^

Capítulo 6 - Acidente


 

Narradora

A noite já tinha caído e as ruas estavam desertas, no relógio em cima da pia da cozinha pregado na parede marcava 23h05min. Ayato e Kyuubi estavam nas suas formas humanas, Naruto e Sasuke tinham saindo mais cerdo para a festa dos Yamanakas. Kyuubi estava sentado em uma cadeira enquanto o moreno estava em pé perto da janela. Observando o silêncio da noite e prevendo os acontecimentos que mudaria o futuro dos garotos com as almas trocadas.

— Ayato, ela esta vindo para pegar eles e você sabe muito bem disso! — A raposa olha atentamente para os ombros do moreno, que logo desvio a sua atenção da janela para olhar o par de olhos vermelhos sangue da raposa.

— É eu sei... Eles também não poderão  ficar muito tempo como estão. — O moreno retira alguns fios do seu rosto e encara a porta da casa. Um calafrio atravessa seu corpo e ele arregala os olhos. — Ela está na cidade, eu posso sentir.

— Temos que busca os garotos! — A raposa diz se levantado e caminhando apressadamente até a porta. — Acho que essa missão não vai ser concluída como nós queríamos. — Destranca a porta e caminha pelo lado de fora com o moreno o seguindo preso nos pensamentos.

[...] 

Sasuke Uchiha

Descobri que o Naruto era bem fácil de perde-se na multidão, apreso meus passos rapidamente pelas pessoas ao meu redor. Que de uma hora pra outra se agarrava sem se importa com as opiniões alheias. Pego um copo plástico que continha uma bebida fraca e tento sair daquela multidão. Só queria está no meu próprio corpo, lendo alguns livros ou apenas me deliciando com fatias de tomates.

— Naruto? — Alguém chamar o loiro, me virei com o cenho franzido e não escondo a cara de surpresa ao encarar a Hinata.

Uma garota que era completamente apaixonada pelo loiro, mas que nunca teve chance de se declarar para ele. Ela estava completamente mudada nem parecia mais àquela lombriga humana. A maioria das pessoas do Colégio achavam que eles virariam um casal logo-logo. A Sakura mesmo aprovava de pé e batendo palmas, eu não sei o que os garotos enxergava nessa garota.

— Oi! — Respondo curto e grosso, não queria deixa ela no vácuo. Pelo sentimento que me preenchia, eu já tinha certa desconfiança do que era e agora estava bem mais claro como água. Eu estava tendo ciúmes, posso ver seu rosto corado e o seu tique com o cabelo. Enrolando entre os dedos.

— Quanto tempo... Né? — Ela pergunta me fitando, desviou meu olhar para algum ponto especifico.

Eu não acredito que ela irá flertar comigo? Logo agora que eu não estou com o meu próprio corpo e que não posso manda ela livremente tomar no meio do ânus.

— É — Concordei, tomando mais um gole da bebida a qual já estava esquecida em minhas mãos.

 — Amor... Você estava o tempo todo aqui? — Um garoto alto e com cabelos castanhos claros, se aproxima do local onde estávamos. Encaro o garoto com uma sobrancelha aquilhada, tinha pensado que ele estava procurando graça com a gente. Mas acabo me surpreendendo novamente com a reação da Hinata, a qual estava toda envergonhada e corada, virar completamente outra pessoa e literalmente se jogar no colo do ser que brotou do nada.

 Como eu não queria fazer mais outro papel de vela. O qual esse papel já estava riscado da minha lista e deletado mentalmente. Observo um retardado dançando quase perto de onde eu estava plantado, estico o meu braço até o ser e o puxo de uma vez, trocando de lugar com o desconhecido. Percebo que o “casal” nem tinha notado o meu sumiço e saiu com um sorriso discreto, como se dissesse “Missão comprida”.

 Eu me assumo, quase faria o papel de trouxa e o pior com o corpo do Naruto. Sorte que não dei uma de namorada ciumenta, por que nem ficantes nós somos?! Mesmo eu querendo no fundo, tirar uma casquinha dele! Saiu dos pensamentos ao notar algo estranho no meio da multidão e como eu sou muito curioso, me afasto do casal e caminho  através das pessoas. Desvio de algumas  girafas e alguns postes humanos.

Arregalo os olhos ao encarar a minha frente o loiro e a rosada. Se beijando e ainda por cima com o meu corpo. Sinto algo se parte em mil pedaços dentro de mim, meu fôlego parecia ter indo embora como se eu tivesse acabando uma corrida. Tudo o que eu queria era sumir daquela festa e deseja nunca ter conhecido esses dois. Acabei me iludindo pensando que o Naruto poderia querer algo comigo, mas parece que ele só  queria usar o meu pequeno corpo.

Atropelo as pessoas a minha frente, sinto algo molhar o meu rosto e deduzo que seja lágrimas. Ouço alguém me chamar mais ignoro completamente, eu só queria amenizar essa dor que para mim era desconhecida até agora.

Foi tão rápido que eu não prestei atenção direito, lembro que a minha visão estava embasada por conta das lágrimas e alguém gritava no fundo. Antes de sentir um impacto de algo me suspendendo e logo depois me arremessado longe. Tento abrir um pouco os olhos e consigo enxergar a pista molhada ao meu redor e um carro estirado no chão um pouco longe de mim. Várias pessoas começaram a aparecer e em poucos minutos aquilo tinha virado uma multidões.

— Sim, acabou de ocorrer um acidente. Na Rua dos Yamanakas. Isso mesmo! — Alguém descreviam o que tinha acabado de acontecer em uma ligação. Ouço um grito forte e tento vira um pouco a cabeça.

— SASUKEEEEEEEEEEEE! — Sinto outro aperto no peito ao ver o Naruto chorando em minha frente, tento agarrar uma das suas mãos. Mesmo eu estando triste pelo ocorrido e deseja que a Sakura nunca estivesse viva. — Eu... Não devia ter sumido assim. É a minha culpa! — O Naruto começou a dizer merdas e a se culpar. Forço a garganta para dizer algo.

 — Não... É... Sua... Culpa... Dobe. — Digo por fim e sinto a minha visão escurecer.

Não me recordo quantas horas eu tinha  ficando ali no chão ou quando o Naruto tinha desmaiando ao meu lado. Só lembro-me de sons: de pessoas gritando e falando ao mesmo tempo, do som da sirene da ambulância e depois tudo se apagou.


Notas Finais


E ai gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...