História Almost Cinderella - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon, Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Cinderela, Cinderella, Princesa, Principe, Realeza, Royals, Shawn Mendes
Visualizações 116
Palavras 1.239
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaa.
Capitulo ta meio curto me perdoem por não fazer nada tão bom, eu fiz ele correndo pra postar pra vocês pq estou mudando de casa e sem falar do enem amanha, talvez eu fique sem internet por uns dias, mas nesse tempo vou aproveitar pra escrever e adiantar a história pra vocês, espero que gostem uma boa leitura ❤

Capítulo 9 - Começo do sofrimento...


Natalie Povs

- Mmmmm–suspirou Shawn depois de morder um pedaço do muffin e eu e Bela ficamos olhando e esperando ansiosas por alguma fala seguinte sua- Isso é maravilhoso-diz me fazendo abrir um sorriso enorme.

- Sim é realmente muito bom-respondo mordendo um pedaço do meu muffin.

- Definidamente isso agora é meu doce favorito-diz e morde mais um pedaço soltando outro suspiro enquanto mastigava.

Estávamos todos na mesa de café da manhã, o Rei já havia saído da mesa, ficou ali por poucos minutos, segundo informações a rainha Karen havia se sentindo mal e precisava de cuidados em seus aposentos, seu café da manhã foi servido lá, quando Shawn chegou parecia preocupado com a Mãe, mas graças a mim, Joey e Bela conseguimos arrancar sorrisos de seu rosto, principalmente após comer o muffin, ele iria ficar ali para comer tudo até acabar.

- Este tem gotas de chocolate-disse ele admirado olhando o bolinho e eu achei aquilo extremamente fofo, uma criada entrou na sala chamando nossa atenção, ela se aproximou fez uma reverencia a Bela e o príncipe e foi até ele falando algo baixo em seu ouvido, eu e Bela nos entreolhamos em seguida voltamos o olhar para Shawn que escutava o que a criada falava, ele assentiu e ela saiu dali em silêncio.

- Eu adoraria ficar mais-disse ele se levantando da cadeira e ajeitando sua roupa que já estava muito bem passada- Queria poder conversar mais com vocês-ele olhou para mim dando um sorriso de canto- E também comer mais muffins-apontou para os bolinhos que restavam na mesa- Mas tenho que ausentar agora, o rei me chama-diz e nós assentimos- Tenham um bom dia senhoritas-disse ele saindo da sala rapidamente e eu o observei até que ele sumisse de vista.

- Creio que não seja uma boa noticia, ele pareceu tenso e preocupado-comentou Joey pegando um bolinho na bandeja.

- É talvez a rainha Karen tenha piorado-diz Bela e eu assento sem dizer nada.

Procurei por um relógio ali na casa, eu não fazia a menor ideia de que horas poderia ser, passei meus olhos por toda sala e encontrei um ao topo da parede ainda estava cedo, mas eu precisava ir, encara Bela e ela percebeu a diferença de meu olhar fiz um aceno com a cabeça e ela entendeu que precisava falar com ela, me falei da cadeira e Bela fez o mesmo.

- Se me dê licença, preciso falar com Natalie-diz Bela para Joey e ele assentiu, me levantei ao lado depa e juntas nos afastamos da sala e longe de guardas, criadas qualquer outra pessoa me senti confortável para falar.

- Eu preciso ir, Margareth já deve ficar louca naquela casa, ela e suas filhas mal sabem passar um café... –digo e Bela solta um suspiro.

- Sei que não importa o que eu disser você não vai ceder, então vá e assim que quiser volte para o palácio, seja a hora que for estaremos a sua espera não importa se é uma visita ou para vir morar, você será bem vinda de todo jeito, e não se esqueça você não está sozinha-ela segura minhas mãos apertando levemente.

- Muito obrigada Bela-agradeço sorridente- Voltarei em breve.

Despeço de Bela e saio do palácio com um pouco de pressa, não poderia demorar, se eu tiver sorte posso chegar lá antes do horário que madame Margareth acorda, caso ela já estivesse de pé teria que inventar alguma desculpa para justificar o meu sumiço das ultimas horas não quero contar que passei todo esse tempo ao lado da família real comendo do bom e do melhor enquanto ela sofria pela perda de papai.

Montei em meu cavalo e apressei para sair do palácio o mais depressa possível, atravessei a floresta tão rápido que fiquei surpreendida comigo mesma, amarrei as cordas de Coronel para que não corresse risco dele fugir, entrei em casa com calma em uma tentativa de não fazer barulho e deu certo, caminhei até a cozinha lentamente procurando por alguém, estava tudo silencioso.

- Natalie-ouço a voz de Margareth e solto um suspiro alto.

- Que susto-levo as mãos no peito ofegante.

- Por onde andou todo este tempo? Passou a noite na rua? Seu pai não gostaria nem um pouco de saber disso-diz séria.

- Que coisa feia, mal soube da morte de seu pai e já foi para as ruas festar, ele sentiria vergonha de você-disse Clarissa.

- Ei... Não fui para as ruas festar, realmente fui a cidade, mas estive a casa de uma amiga precisava de um apoio aquele momento, por ter ficado muito tarde ela não me deixou voltar então acabei a noite por lá-contei a real historia, mas sem revelar que a amiga era Bela.

- Essa amiga seria a princesa Bela?-engoli seco e balancei a cabeça para os lados negando, menti- Hum... Não importa estou faminta vá já preparar algo para comermos.

- Claro, mil perdoes, tentarei ser o mais rápido possível-digo caminhando até a pia, girei a torneira colocando a agua no jarro e acendi o fogão pequeno deixando esquenta para preparar o café.

Quando tudo estava pronto chamei Margareth e suas filhas para a mesa, enquanto elas comiam fui ajeitando seus quartos que estavam uma bagunçada, vestidos e mais vestidos jogados por todo canto, sapatos também estavam espalhados no chão do quarto, juntei tudo deixando cada coisa em seu lugar devido e parecia até outro lugar, depois de arrumar todos os quartos voltei para a cozinha para preparar o almoço.

(...)

- Natalie meus vestidos estão todos sujos pode lavar para mim?-ouço Anastácia dizer enquanto passava com as peças ao meu lado.

- Claro, vou terminar de arrumar a cozinha e lavo para você.

- Ah então quero que lave os meus também-disse Clarissa surgindo do nada e parando ao lado de sua irmã.

- E eu quero um chá para me acalmar-disse Margareth na porta da cozinha, suspirei torcendo o pano molhado na pia e me virei para trás- desejam mais alguma coisa?

- Por enquanto não... Por favor, não demore com meu chá, estarei esperando no meu quarto-diz a madame saindo da cozinha e suas filhas a acompanharam com nariz empinado.

Será que vai ser sempre assim?

Voltei a fazer meu serviço na cozinha, enquanto lavava os vestidos das minhas irmãs postiças o chá de Margareth esquentava no fogão da cozinha, assim que ficou pronto levei até seu quarto e lá me pediu mais favores, dizendo ela estava com fortes dores de cabeça, como mamãe me ensinou peguei o saco de gelo e ela ficou o restante da tarde com aquilo na cabeça. Terminei de lavar os vestidos das meninas que agora pesavam muito mais que antes devido estarem molhados demais. Voltei para dentro da casa e resolvi aproveitar o meu tempinho de descanso até o jantar lendo o jornal do dia que o carteiro sempre deixava na porta de casa.

Havia varias noticias, a principal era sobre o príncipe Shawn, comentários de pessoas da cidade falando suas opiniões do herdeiro do trono, e praticamente todos eles era com muitos elogios na notícia também dizia que as garotas da cidade ficaram ainda mais encantadas por ele e que agora todas sonhavam em querer se casar com o príncipe e se tornarem a princesas.

Mais pro final do jornal anunciava os que haviam falecido nesses ultimos dias e lá havia imagem de meu pai, senti um aperto no peito e minhas lágrimas tornaram a descer e eu não forcei para segurar, desabei a chorar em minha cama sem nem terminar de ler a notícia sobre seu falecimento.


Notas Finais


O que estão achando?
Até o próximo capitulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...