História Almost Eighteen - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, V
Tags Bts, Comedia, Jikook, Quase 18, Taeseok, Vhope
Visualizações 7
Palavras 3.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei Antes Do Prometido
Que Milagre !!!!!
Bom

~GoodLeitura

Capítulo 5 - O Que Caralhos Ele Faz Aqui ?


Fanfic / Fanfiction Almost Eighteen - Capítulo 5 - O Que Caralhos Ele Faz Aqui ?

Kim Taehyung


- Não importa Kim Taehyung ! - Ela gritou . - Era pra ter avisado !

- Aish ! - Me levantei do sofá e ela segurou meu ombro me parando na sua frente .

- O que há com você ? Você não era assim !

- Digo o mesmo de você . - Me soltei desta e subi pro meu quarto .


Depois de ter voltado da casa do Hoseok , recebi uma penca de reclamações vindo da omma e do Jungkook . Afinal , quem ele pensa que é ? Meu appa ? Já bastava ela o defendendo sempre aí vem o mesmo e começa a bancar o bonzinho preocupado !?!?! Eu não aguentava mais ! Eu estava decido naquela manhã que eu iria pra escola sozinho , só pra não ter que ir com eles . Peguei minha mochila e meu celular e saí do quarto indo pro térreo .


- Aonde pensa que vai ? - Ela perguntou pegando sua bolsa .

- Pra escola ! - Exclamei abrindo a porta .

- Nada disso , ou vai comigo ou fica sem internet e sem celular por um mês ! - Exclamou pegando as chaves do carro e saindo passando por mim .


Puta que pariu ! Eu havia sido forçado naquele momento a ir com ela , então não havia escolhas . Entrei no carro junto com ela após fechar a porta , coloquei o cinto e partimos furiosos sem trocar uma palavra sequer . Ao chegar no colégio , vi o Jimin e o Jungkook no estacionamento . Eu queria evitá-los , pois sabia e sentia que algo aconteceria naquele momento .


- Omma , pode dar a volta ? - Perguntei olhando pelo retrovisor .

- Pra quê ?! - Perguntou confusa .

- Anda logo , dá a volta ! - Exclamei ao ver que eles estavam quase passando por nós .


Foi aí que ela arrancou o carro . Mas ao invés de dar a volta , ela simplesmente passou pela rotatória escolar e seguiu o trajeto que iria pro seu trabalho . MAS O QUÊ ?!


- Mas o que tá fazendo ?! Volta ! - Exclamei .

- Eu não estou afim de receber reclamações do meu chefe em plena Segunda Taehyung . Então você vai comigo .


Bufei irritado jogando a mochila no chão do carro . Ótimo ! Não demorou muito para que chegássemos no seu trabalho e , pra piorar , estava um saco naquela sala . Havia um papel e um objeto que servia para fazer buracos no papel , peguei os mesmos e comecei a perfurar totalmente o papel .


- Chega ! - Ela exclamou parando de digitar algo no computador e tomando as coisas da minha mão . - Não pode fazer algo menos irritante ?

- Não ! - Sorri sarcástico e ela revirou os olhos bufando com raiva .


Peguei um lápis e outro papel e comecei a rabiscar no objeto branco .


- Para , para , para ! Você está me destraindo ! - Exclamou novamente reverindo-se ao barulho do lápis na folha . Mas que merda !

- Não tenho culpa se resolveu me trazer pra cá ! - Falei cruzando os braços e sabendo o que ela iria falar em seguida .

- Já estou farta dos seus joguinhos Taehyung ! - Falamos juntos e ela me olhou irritada . - É melhor parar com isso ! - Falamos novamente .


Aquelas e outras frases eram típicas dela e já estava acostumado com aquilo .


- Omma , a senhora é tão repetitiva que até cansa sabia ? Não se cansa não ? - Perguntei retoricamente .

- E você se acha , não ? - Falamos juntos novamente , era divertido abusá-la daquela forma .

- Eu sei tudo o que vai fazer , em que momento vai fazer e o que irá falar ! - Falei pegando uma caneta e outro papel novamente anotando a próxima coisa que ela falaria .

- Você não ouse falar mais nada ! - Disse apontando o dedo pra mim .

- Não ! - Exclamei e ela riu voltando a digitar no computador .

- Parabéns Taehyung .


Foi aí que mostrei o papel com a frase "Parabéns Taehyung" escrita . Eu sempre sabia o que ela falaria ! Ela se irritou e passou a mão na testa tentando me ignorar já que eu ria fraco da sua expressão .


- Quer ver uma coisa que não conseguirá adivinhar ? - Perguntou sorrindo cinicamente .

- O que ? - Perguntei apoiando meus braços na sua mesa .

- Seu pai deve ter vergonha da pessoa que você se tornou Taehyung ! - Ela disse ainda sorrindo daquela forma .


Eu não sabia o que havia dado em mim naquela hora , apenas me irritei , peguei a chave do seu carro e saí correndo pela empresa escutando os gritos dela atrás de mim tentando mandar alguém me parar . Ao chegar no estacionamento , abei o carro , liguei-o e parti vendo ela pelo retrovisor irritada . Eu tinha que sair dali . Depois de rodar por quase des minutos , parei em um parque e me sentei numa escorregadeira . Eu não tinha certeza se era por causa do calor do momento ou por que eu queria , apenas tomei a coragem de mandar uma mensagem pro Namjoon dizendo o que sentia .


"Oi Namjoon ..... Não sei se lembra de mim agora , mas falei com você pela última vez no seu trabalho . Eu queria dizer que ... Eu gosto de você , não sei há quanto tempo , só sei que gosto porque fico ansioso pra te ver apesar de não termos intimidade e de não nos vermos muito no colégio por você já estar na ala da faculdade e eu ainda estar no 3° ano . Eu quero ir direto ao ponto . Eu quero sentir sua língua ser enroscada na minha , quero sentir sua boca em meus mamilos , quero senti-lo dentro de mim estocando-me fortemente ... Acho que é isso , tudo bem se não gostar de homens , mas se for o caso de querer o que eu quero , aqui está meu telefone : ********* ."


De repente , apareceu em baixo na tela : "Sua mensagem foi enviada com sucesso" . PUTA QUE PARIU ! PUTA QUE PARIU ! PUTA QUE PARIU ! QUE MERDA EU ACABEI DE FAZER !?!?!! Desesperado , dirigi em direção ao colégio indo me recorrer a única pessoa que tinha quase certeza que me ajudaria .


- "....Eu gosto de você......Eu quero ir direto ao ponto . Eu quero sentir sua língua ser enroscada na minha ...." - Me olhou e eu dei sinal para que este continuasse enquanto roía minhas unhas - "..... Quero sentir sua boca em meus mamilos , quero senti-lo dentro de mim estocando-me fortemente ..." - Me olhou novamente e terminou de ler em sua mente e me entregou o celular em seguida cruzando os braços .

- Iai ? Não vai falar nada ? - Perguntei ainda nervoso .

- Você tem sérios problemas ...

- Disso eu sei , só isso ?

- Você tem que se acalmar , afinal não posso apagar a mensagem , ela já foi enviada e a qualquer momento ele pode ler .

- Nossa , obrigado pelos melhores conselhos senhor Kim ! - Exclamei revirando os olhos .

- Calma , por que não vai tomar um sorvete pra se acalmar ?

- Tem razão - Me levantei da cadeira indo pra porta mas parei e voltei até chegar nele . - Pode me emprestar dinheiro pra eu comprar o sorvete ?

- Sério isso ? - Revirou os olhos pegando algo no bolso .

- Prometo te dar o troco .

- Vai logo . - Me deu o dinheiro . - Aproveite e compre um pra mim .


Saí da sala e , pegando o carro , segui pra sorveteria mais próxima . Ao chegar lá , comprei dois potes pequenos de sorvete de morango com calda quente de chocolate . Paguei , guardei o troco e esperei meu pedido . Até que vejo o senhor Kim aparecer na minha frente .


- Pediu o que pra mim ? - Perguntou sentando-se na cadeira à minha frente .

- O mesmo que o meu , morango com calda quente de chocolate . - Falei e em seguida chegou os nossos pedidos .

- Eu já vou indo , tenho provas para corrigir . - Ele disse se levantando e eu entreguei seu troco .

- Obrigado - Sorri fraco .

- De nada - Ele fez o mesmo - Tente não pensar muito naquele assunto . - Saiu da sorveteria .


Em seguida , saí da sorveteria ficando numa mesa que havia do lado de fora . De repente meu celular vibrou enquanto tomava meu sorvete . Era um número desconhecido .


Desconhecido : Nossa ....

: Quem é ?

Desconhecido : Namjoon 😏


PUTA QUE PARIU ! PUTA QUE PARIU ! PUTA QUE PARIU ! Salvei rapidamente seu número e percebi que ele havia mandado mais mensagens .


Joonie ❤ : Confesso que fiquei surpreso com sua declaração mas ...

Que tal nos encontramos hoje em frente ao Shopping ?

Vai ser divertido ...

: Sério ?!

Joonie ❤ : Sim , por que não falaria sério ?

: Não sei ...

Hã ....

Eu topo

Topo sim !

Que horas ?

Joonie ❤ : As sete , pode ser ?

: Claro !

Joonie ❤ : Te pego lá . Tchau .

: Tchau .


PUTA QUE PARIU ! PUTA QUE PARIU ! Eu tinha um encontro e ninguém estragaria aquilo !


.......


Eu já estava pronto . Vestido numa calça jeans preta um pouco rasgada nos joelhos , com uma camisa de manga longa listrada vermelha e branca , com o mesmo tênis que ele havia gostado e com um moletom preto . Peguei meu celular e pus no bolso arrumando meus cabelos na frente do espelho . Meu quarto estava uma bagunça , mas eu arrumaria depois . Saí de casa indo direto pro Shopping . Ainda era seis e cinqüenta , não estava na hora , então me sentei na calçada o esperando . Não demorou muito para eu ver o teu carro parando na minha frente . Me levantei limpando a parte traseira da minha calça e entrei no carro dando apenas um "oi" e ele fez o mesmo sorrindo . Ele dirigiu por mais ou menos cinco a sete minutos e logo tratou de parar atrás de um galpão . Eu estava nervoso , afinal , não sabia o que ele queria fazer naquela hora . Foi aí que nós noz olhamos e ele sorriu se ajeitando no banco aproximando-se de mim . De repente ele me beijou , estava tudo calmo , até que senti sua mão em minha coxa . Ele a acariciava enquanto me beijava fazendo o beijo ficar mais quente . Foi aí que ele foi subindo sua mão até meu membro já acordado o massageando por cima dos tecidos fazendo-me arfar entre o beijo , em seguida ele subiu tua mão até os botões da minha calça os desabotuando e descendo o zíper devagar . Tudo estava indo muito rápido e eu não queria que fosse assim . Tirei rapidamente sua mão de mim cessando o beijo fazendo-nos ficar nas posições anteriores . Estávamos ofegantes por conta do beijo e senti que aquele silêncio que tomou conta do carro era a indignação dele . Pois , eu havia dito que queria transar , não foi mesmo ?


- Hã ..... - Tentei pensar em algo para quebrar o silêncio . - Essa música é legal , não é ? - Referi-me ao som que tocava no carro dele . Eu sou um idiota !

- Eh ... - Apoiou o cotovelo na janela do carro e pôs a mão bo rosto .


De repente , nós olhamos de novo e a vontade de que ele me agarra-se tomou conta do meu corpo . E ele o fez . Abaixou o banco onde eu estava e subiu em cima de mim me beijando novamente . Senti novamente uma de suas mãos no meu membro coberto e a outra ir se encontro ao meu abdômen o descobrindo . Ele subiu até chegar nos meus mamilos massageando-os fazendo-me , novamente , arfar . Ele , com sua outra mão que estava no meu membro , tentou ardentrar minha calça .


- Para ! - Exclamei e ele saiu de cima de mim fazendo o banco levantar apertando um botão .

- Afinal , o que você quer ? Mas que merda ! - Exclamou irritado .

- Me desculpa . - Me aproximei dele dando vários selinhos no seu rosto e na sua boca . - Me desculpa ... - Disse novamente e ele me beijou de novo fazendo o banco dele descer .


Ele me pôs em cima de si e começou a apertar minha bunda por cima da calça com as duas mãos ainda me beijando . Em seguida , ele pegou minha mão e colocou no seu membro desperto por cima dos panos como se dissesse que era pra massageá-lo . Tratei de fazer o que ele havia pedido discretamente e de repente ele tentou , novamente , ardentrar minha calça com sua mão .


- Espera ! - Falei saindo de cima dele e voltando pro banco do passageiro enquanto ele levantava seu banco .


Olhei pra ele , que estava com uma das mãos no rosto e o cotovelo na janela de novo , e percebi que ele estava irritado . O silêncio havia voltado novamente em relação à nós já que estava a tocar outra música na rádio .


- Eh .... Sabe que música é essa ? - Perguntei . Idiota !

- Não faço a mínima ideia . - Deu de ombros .

- Que tal darmos uma volta à pé por aqui , hun ? Mas se quiser podemos dar uma volta na sua lata velha também , não me importa , deve estar acostumado a andar de carro né ?

- Como é ? - Perguntou me olhando . - Você manda uma mensagem pra mim dizendo que queria transar , fica com esse joguinho de "vai ou não vai" , chama meu carro de lata velha e ainda acha que sou sedentário ?

- Não ! Não foi isso que eu quiz dizer ! Eu ... Eu não acho seu carro uma lata velha ! Apesar estar um pouco acabada ... Não ! Pera ! Eu não quis dizer isso ! - Porra Taehyung , cala a boca ! - Desculpa . - Falei e ele respirou fundo rindo fraco em seguida .

- Maldita hora em que decidi fazer aquela aposta ! - Que ?!

- Aposta ?! Que aposta ? - Perguntei confuso .

- Você acha que eu viria mesmo transar com você e ficar com você pra sempre ? - Perguntou retoricamente enquanto eu permanecia boquiaberto e ele riu mais alto . - Se enxerga garoto , para de se iludir assim !


Engoli seco querendo chorar , não pelo o que ele havia falo , mas sim por ter sido tão idiota a querer deixar ele transar comigo . Saí do carro dele batendo a porta e corri em direção ao outro lado do enorme galpão sentindo as lágrimas tomarem conta dos meus olhos . Assim que parei no outro lado , olhei pro caminho na qual eu tinha saido e vi o carro dele arrancar . Eu sou um idiota mesmo ! Como pude achar que ele daria bola pra mim assim ? Como eu tive coragem de quase deixar ele tomar conta do meu corpo ?! Eu continuei a chorar de raiva enquanto pegava meu celular . Eu sabia que se eu ligasse pra omma ia dar uma Puta Merda , não iria ligar pro Jimin ou pro Jungkook - não era idiota a esse ponto - , também não ligaria pro Hoseok pois sabia que ele estava de castigo por ter levado alguém pra casa dele sem permissão dos pais - no caso , eu era esse alguém . Então , minha única solução era o senhor Kim .


- Alô ?! Senhor Kim ?! - Falei assim que ele atendeu .

- Taehyung ? O que houve ? - Perguntou .

- Pode vir me buscar aqui do centro , na rua principal perto do galpão ?

- Claro que sim ... Mas o que você está fazendo aí ?

- Depois eu explico , por favor , vem logo .

- Já estou no carro . - Ele desligou em seguida .


Não demorou nem cinco minutos e ele apareceu buzinando parando no acostamento da rodovia . Segui até seu carro entrando e pondo o cinto . Assim que terminei de por o cinto , contei o que havia acontecido desde que ele foi embora da sorveteria . Claro que ele ficou chocado pelo o que aconteceu no carro e eu implorei para que ele não me levasse pra casa e nem contasse pra minha omma . Ele concordou e me levou pra casa dele . Ao chegar lá , entramos e tomei um enorme susto ao ver um bebê em um andador parado na sala brincando com alguns brinquedos .


- Por que tem uma criança aqui ? - Perguntei ainda assutado .

- Ah não ! Por que eu tenho uma criança em minha sala ?!?! - Ele disse brincando com o bebê . - Será que eu te sequestrei ? Essa não ! Ei sequestrei você ! - Pegou a criança e começou a brincar com ele fazendo de conta que o bebê voava - Fuja Sungwoon ! Fuja antes que Seokjin te pegue .


Não evitei os risos , afinal , ele estava sendo mais retardado que eu .


- Essa não ! - Jogou o bebê em si próprio como se dissesse que ele havia atingido o mais velho . - Ele me pegou ! - Fingiu estar ferido se jogando no chão da sala e o bebê riu .

- Então você tem um filho e nem fala ?

- Você que disse que eu não tinha família e também você nem perguntou . - Ele falou ficando de pé .


Sim , eu havia dito aquilo , há dias atrás , mas nem sabia o porquê de ter dito . Até que apareceu uma mulher bem bonita atrás dele com um copo de suco em mãos . Ela é mulher dele ?


- Oi - Ela me cumprimentou sorrindo e entregando o copo pra mim .

- Oi , obrigado . - Sorri pegando o copo tomando um gole do conteúdo laranja .

- Meu nome é Lalisa Manoban , esposa dele - Apontou pro Kim - Mas pode me chamar de Lisa . - Sorriu gentilmente de novo .

- Já que insiste , Lisa , sou o Taeh-

- Eu sei quem você , o Jin falou muito de você . - Me interrompeu .

- Falou foi ? - Olhei pra ele que soltou um olhar mortal pra esposa fazendo esta rir fraco .

- Toma logo esse saco de cimento , minhas costas estão me matando ! - Ele exclamou antes que a esposa falasse algo entregando o filho pra ela .

- Diz tchau Sungwoon - Ela falou pro filho que me deu tchau em seguida .

- Tchau ! - Falei pros dois e estes seguiram pra um corredor .


Ele seguiu pra cozinha e voltou trazendo um prato com algumas torradas .


- Pega - Estendeu o prato pra mim pegando uma torrada e comendo .

- Obrigado . - Peguei uma torrada e ele pôs o prato na mesa de centro .


De repente , ouvimos um carro parando perto da casa . Me levantei e olhei pela janela com receio de quem seria . Quando olhei , vi o Jungkook saindo do carro . O que caralhos ele faz aqui ?


- Se ele perguntar , diz que não estou aqui ! - Falei quando ele se levantou pra abrir a porta fazendo-me ir me esconder atrás de uma porta .


Foi aí que ele olhou pelo olho mágico e em seguida abriu a porta .


- Boa noite ! - Ele disse .

- Boa , o Taehyung está aí ? - Ouvi Jungkook perguntar . Diz que não !

- Está sim . Pode entrar .


MAS QUE PORRA KIM SEOKJIN ! De repente , vi o Jungkook entrar e tive que sair de trás da porta . Ele veio até mim furioso e me puxou pelo braço tentando me arrastar ora fora da casa .


- Você acha que já se governa não é mesmo Taehyung ? - Ele disse .

- Me solta Jungkook ! Você não manda em mim e não sou obrigado a ir pra casa com você ! - Falei assim que chegamos perto do carro .

- Solta ele Jungkook ! - Ouvi Jimin falar ao sair do carro .


Continua


Notas Finais


Ooooooi
Tchaaaaaauuuu

~AtéOPróximoCap


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...