História Alone - Capítulo 60


Escrita por:

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Personagens Annie Cresta, Cashmere, Cato, Clove, Cressida, Delly Cartwright, Effie Trinket, Enobaria, Finnick Odair, Foxface, Gale Hawthorne, Glimmer, Gloss, Haymitch Abernathy, Johanna Mason, Katniss Everdeen, Madge Undersee, Peeta Mellark, Plutarch Heavensbee, Primrose Everdeen
Tags Alone, Katniss, Peeta, Principe
Visualizações 30
Palavras 628
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 60 - Capitulo 60


Minha mãe faz sinal de silencio e concordo com a cabeça, ela anda ate o meio das arvores e eu me escondo,  ouço vários passos e armas levantando

-PAREM-diz minha mãe e eles abaixam as armas

-rainha, desculpe-me-diz gale-achamos ter uma infratora aqui na floresta, fomos avisados no sistema

-é impossível alguém teria visto não acham-diz minha mãe firme

-encontramos isto majestade-diz clove

-uma blusa qualquer

-mais estava na floresta, junto a uma fogueira recém apagada-diz um garoto

-estamos em guerra, muitas pessoas estão fugindo, apenas isso, agora gale, volte com os outros a fazer patrulha-diz e ouço eles saindo depois de um tempo minha mãe vem ate mim

-esta bem querida-diz passando uma mão em meu cabelo

-sim estou-digo a abraçando-podemos sair daqui

-sim vamos-diz e começa a me guiar a um lugar desconhecido, acho uma cortina de folhas-costumes antigos sempre ficam-diz puxando e encontro uma casa, realmente uma casa

-uaau fez um grande progresso-digo e ela ri

-na verdade demorei muito pra fazer isso, ela tem cozinha um banheiro e dois quartos, é de tijolos bem forte

-legal-digo e entramos na casa é realmente linda

-pode tomar um banho e descansar irei fazer seu jantar mais não poderei ficar ate tarde

-entendo-digo indo ate o banheiro e tomando um longo , me troco, minha mãe me vê e começa a pentear meus cabelos como antigamente, sorrio com isso

-isso me faz lembrar de antes-diz e assinto -mesmo agora você estando grande, sendo já uma mulher

-sim fiz isso sem você-digo amarga digo e seguro sua mão-vai me contar o porque

-claro-diz mais suspira-hoje não posso tem que ser em um dia ocupado no castelo, realmente tenho que ir-diz me dando um beijo na cabeça-vou voltar e trazer mais comida tem um pouco na geladeira

-tudo bem, sei me cuidar-digo e ela assente e sai não importa se faz anos que não a vejo, ela me abandonou e descobrirei porque

  como um pouco e resolvo dormir deito na cama e durmo imediatamente

Acordo no dia seguinte estranhando tudo, mais logo minha barriga ronca rio, olho pro lado da cama e fico triste em velo vazio, peeta não esta comigo e tenho que me acostumar com isso, desço ate a cozinha e preparo o café, lembro em como peeta amava fazer isso pra mim, sempre sorria como se o dia sempre estivesse perfeito, eu sentia também quando estava com ele sabia que o dia seria perfeito desde que abria meus olhos e o via ao meu lado, sorrio com isso, mais lembro da realidade em que vivemos o que queremos não é o que realmente vamos ter

      como um pouco e depois fico olhando a casa, tudo nela é simples mais diferente, não a nada pra fazer, fico polindo meu arco e as flechas, lavo a louça varro o chão e vejo uma lareira suja, a limpo mais vejo que não tem lenha, seria muito arriscado cortar uma arvore, vou pra fora e depois examino o estado da floresta, esta deserta não seria nada demais, apenas uma arvore, pego algo afiado e começo a cortar a arvore, lembro de peeta, quando fizemos a aposta de que ele não conseguiria, paro de pensar tenho que me concentrar, termino de cortar a arvore e levo toda lenha pra dentro,  jogo na lareira, estou exausta, tanto que apenas deito no sofá e acabo dormindo

   acordo morrendo de fome e como umas bolachas, tomo um chocolate quente é incrível como ele esta presente em todo lugar, DROGA PEETA fico olhando pra lareira vendo o fogo crepitar, olho pra minha barriga com volume e aproximo minha mão vou acariciando lentamente e me sento, penso se peeta gostaria da noticia, é melhor não pensar no que não existe mais katniss digo a mim mesma


Notas Finais


-JT.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...