História Alone - Capítulo 92


Escrita por:

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Personagens Annie Cresta, Cashmere, Cato, Clove, Cressida, Delly Cartwright, Effie Trinket, Enobaria, Finnick Odair, Foxface, Gale Hawthorne, Glimmer, Gloss, Haymitch Abernathy, Johanna Mason, Katniss Everdeen, Madge Undersee, Peeta Mellark, Plutarch Heavensbee, Primrose Everdeen
Tags Alone, Katniss, Peeta, Principe
Visualizações 26
Palavras 1.332
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 92 - Capitulo 92


-katniss-diz me sacudindo e acordo

-oi annie, o que foi-digo abrindo os olhos e vendo ela desesperada

-os bebes, estão com fome precisa alimenta-los

-tudo bem-digo levantando-que horas são

-15;00 da tarde-diz e arregalo os olhos

-meus deus dormi demais, porque não me acordou

-sei que teve uma noite difícil

-nem me lembre, foi péssima-digo indo ate meus filhos que já estão acordados me olhando, rio e os pego  e levo pra cama-onde ela esta

-na cozinha, implicando com a empregada

-empregada

-sim ela contratou uma

-o que como ela pode estamos escondidos aqui-digo brava dando leite pro calvin

-ela disse que eu e johanna não sabemos cozinhar-diz annie

-bom eu é que não vou retrucar, se não acabo batendo nela-diz johanna

-nem me fala, mais prometi a peeta que vou me acalmar, e eu preciso ajuda-lo de algum jeito, estou aqui e ele lá sofrendo e fazendo tudo pra nos manter seguros-digo e suspiro-temos que aguentar

-sei disso

-quem é a empregada

-não sei

-como não

-ela não nos deixou ver-diz johanna brava-sempre se esconde

-estranho, preciso checar

-precisa de ajuda-pergunta annie

-não tudo bem, já vou dar banho neles

-tudo bem, me chame qualquer coisa-diz e concordo termino de alimentar calvin e o coloco na cama, e já pego chloe, eles riem e eu sorrio, tenho os filhos mais perfeitos, principalmente por parecerem com peeta, termino de amamentar e pego os dois levando pro banheiro e os coloco na agua, eles ficam brincando e eu fico rindo com eles que me molham toda, depois os tiro e coloco uma roupa quentinha eles não querem dormir, então os coloco na cama e eles ficam olhando pra mim resolvo brincar com eles, coloco a mão na minha cara

-cadê vocês-digo e tiro a mão-achei-digo e eles riem

-cadê vocês, achei-digo e eles riem mais, esses sorrisos me lembra peeta estou morta de saudade e tenho certeza de que nossos filhos também, espero que tudo esteja bem. continuo brincando ate effie entrar no quarto

-não brinque com eles assim, fara eles ficarem retardados-diz fecho minhas mãos e trinco os dentes

-o que você quer-digo amarga

-preciso de ajuda

-com o que

-meu quarto, ele esta todo desorganizado e preciso de alguém pra mover os moveis, achei que você poderia fazer isso com suas mãos de pedreiro-diz e fico com raiva

-sai daqui

-pare de ser grossa -diz bufando-eu estou muito desconfortável

-não ficaremos muito tempo

-você não sabe quanto tempo ficaremos, sabe quanto a guerra que você mesma criou, vai acabar-diz e suspiro-talvez seja melhor ligar pro peeta e..

-ta eu ajudo-digo furiosa

-maravilhoso, coloque os pirralhos pra dormir-diz saindo e me seguro pra não ir atrás, e arrancar aquela peruca ridícula, mais me mantenho calma, meus filhos me olham atentamente dou um pequeno sorriso e continuo a brincar arrancando mais risadas, eles começam a fechar os olhos e os coloco pra dormir. fico os olhando dormir, ate nisso se parecem com peeta, ouço alguém gritando meu nome e contra gosto vou ate lá

-comece, logo, logo ira anoitecer e estou cansada-diz e respiro fundo

-o que quer que eu faça-digo desanimada

-mova a escrivaninha para aquele canto-diz e vou ate ela e movo -não ficou bom, coloque ali -eu coloco-ficou  muito ruim-diz bufando e rolo os olhos -ta coloque ali-diz e coloco-perfeito agora a poltrona

 

 passei o resto da tarde movendo coisas estou morrendo de fome, mais effie não me deixa sair de jeito nenhum, estou movendo uma cômoda mais ela não fica satisfeita e a cômoda é bem pesada

-odiei, ela não combina com meu quarto

-então deixe ela no canto

-não, ela estragara a decoração, tire há daqui

-o que, sabe como isso é pesado

-tem razão, vou esperar peeta chegar pra ele fazer isso-diz me seguro, mais dentro estou louca pra bater nela ate desmaiar

-não o ocupe com isso-digo e tento tirar a cômoda do quarto

-a coloque no porão

-O QUE, é no quarto andar-digo indignada

-você que sabe,  peeta não vai..-diz mais trinco os dentes e tento subi-la na escada, ela é muito pesada, vou subindo degrau por degrau, no segundo andar  já estou morrendo de cansaço, paro no meio do caminho, penso em chamar annie mais ela esta gravida e a johanna não vai querer, me sinto fraca preciso comer, resolvo terminar isso depois, mais quando vou ir pra cozinha effie aparece

-já levou

-não

-então vá

-vou comer, estou fraca-digo tentando passar mais ela não deixa

-sabe, seria muito ruim aquele móvel ficar ali, imagina o que as pessoas pensaram

-eu não ligo, preciso comer antes que desmaie no chão

-ta eu vou com você, preciso fazer uma ligação-diz e olha pra ela com fúria

-ta eu vou terminar-digo voltando enquanto ela sorri satisfeita

   subo  e começo a subir de novo a cômoda, tento ser mais rápida mais não consigo,  quando chego ao terceiro andar paro no meio da escada e enxugo minha testa, a cômoda fica meio inclinada e a seguro, mais antes uma gaveta cai no chão, arrumo a cômoda e vou ver a gaveta toda estilhaçada, quando vou ver os restos vejo outra coisa pedras, muitas pedras, subo pra cômoda e abro as gavetas,  vendo mais pedras,  QUE VADIA, desço furiosa ate o quarto de effie e entro sem bater, ela me olha normalmente

-não sabe bater

-e você não sabe ser menos vadia-digo e ela levanta

-como ousa falar assim comigo-diz e lhe mostro a pedra

-pedras, você tramou tudo isso de arrumação do quarto, pra mim ter que subir aquela cômoda estupida e ficar sofrendo com o peso-digo e ela me olha não ligando

-eu não sei do que você esta falando

-não sabe, vem que te mostro-digo pegando seu braço mais ela tira e me encara

-sim, eu coloquei as pedras lá, e eu vou continuar fazendo da sua vida um inferno

-porque esta fazendo isso

-você acabou com a minha vida

-eu não fiz nada

-não imagina, tudo de ruim só começou quando peeta te conheceu, eu fiquei anos cuidando pra que ele fosse o rei perfeito e pra nenhuma garota cruzar o caminho dele, e você me chega estragando tudo

-eu amo o peeta

-não ama não, esta apenas querendo estragar a vida dele o manipulando

-eu nunca fiz nada pra prejudicar ou mudar o peeta

-como não, peeta sempre foi pacifico e gentil, doce nunca tinha pensado em bater ou encostar em alguém, mais só foi você chegar que ele ficou rebelde, grosso e agressivo

-eu nunca tentaria mudar o peeta, ele sempre foi assim e eu o amo do jeito que ele é, você que fica o manipulando e prendendo ele como se fosse um bebe

-ele é um bebe, meu bebe

-peeta já é casado, e pai, quando vai se tocar disso

-nunca, porque ele pode e vai se divorciar de você, e você finalmente vai embora com esses bastardos-diz e já vou partir pra cima dela, mais johanna e annie me seguram, tento me soltar mais effie entra no quarto e fecha a porta, tento abrir

-katniss mantenha a calma-diz annie

-como você quer que eu mantenha a calma com essa desgraçada-digo explodindo de raiva

-pense em seus filhos, o que eles pensaram quando disser que bateu na avo deles-diz penso um pouco

-preciso de um banho pra esfriar a cabeça-digo saindo vou pro quarto e olho os gêmeos, entro no banheiro tomo um banho demorado pra acalmar os nervos, não vou aguentar mais tempo, vou acabar enlouquecendo ou a matando, o que vou dizer a peeta, ele esta tão ocupado, droga, merda, porque ela tem que ser tão imbecil, me troco e desço as escadas pra cozinha, pego um pouco de comida, huum ta muito bom, ate me lembra... Magges, tenho que conhecer a cozinheira,  mais estou cansada demais, termino de comer e volto pro quarto, olhos de novo se meus filhos estão bem, checo as fraldas, queria peeta pra me abraçar agora, estou tão mal, sinto sua falta, acabo dormindo


Notas Finais


-JT.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...