1. Spirit Fanfics >
  2. Alone in the dark :Segunda temporada : "Save Me" >
  3. O homem Mau

História Alone in the dark :Segunda temporada : "Save Me" - Capítulo 62


Escrita por: e Yuk1iie


Notas do Autor


Boa Leitura

Capítulo 62 - O homem Mau


Fanfic / Fanfiction Alone in the dark :Segunda temporada : "Save Me" - Capítulo 62 - O homem Mau

"Não olhe para baixo." ordenou meu cérebro, mas a curiosidade foi maior. "JESUS!" exclamei com o coração quase saindo pela boca. Como aquilo era alto! Segurei com força na grade de proteção da plataforma que subia mecanicamente. O senador Karson estava hospedado na suíte de luxo as quais ficavam nas partes mais altas do prédio.  Olhei novamente o número do quarto enviado por Taehyung, estava quase chegando. 

Um golpe bem dado na cabeça do funcionário responsável por fazer a limpeza externa das vidraças do moderno edifício foi o suficiente para que trocasse de roupa com ele e o arrastasse para um armário qualquer. E ali estava eu, sentindo o vento forte que fazia aquele negócio balançar de vez por outra me deixando cada vez mais enjoado. Se por um acaso do destino eu caísse seria uma longa queda.

"Não pense nisso William Bronson, afinal você é um agente especial do FBI.Isso faz parte do seu trabalho." me recrimino em pensamentos. 

Demorou apenas alguns minutos a mais para que percebesse que estava no andar e quase de frente da janela que levava a varanda do quarto do senador. Parei o elevador da limpeza e o fiz movimentar-se manualmente com os corrediços. Olho para dentro e não vejo nenhum movimento. Respiro fundo e dou um salto do elevador para a base da varanda ficando pendurado. " Merda!" Tinha calculado o pulo errado e agora buscava desesperadamente erguer o meu corpo para impulsiona-lo para frente e conseguir ultrapassar o balcão da varanda.

Por mais esforço que fizesse meu corpo pesado me puxava para baixo, uma fina camada de suor brotava dos meus dedos começaram a fazê-los escorregarem. 

Procurei continuar firme e lutando para não cair até que sinto uma cãimbra em meus dedos. Fecho os olhos já esperando o pior quando uma outra mão segura a minha e me puxa de uma vez.

___ Taehyung, cara te devo a minha vida!___sorrio arfante agora sã e salvo dentro da sacada da varanda, depois de abrir os olhos e ver o meu parceiro bem ali em minha frente.

___ Olá Bill!___ falou.___ Por que demorou tanto?

___ Eu tava meio enrolado.___ sorri novamente para ele levantando do chão onde fiquei caído me recuperando do susto.

___ Eu quase não te reconheci sem a barba.___ ele falou franzindo a testa.

___ Nem me fale, estou me sentindo uma outra pessoa.___ digo fazendo uma careta.___ Então dá para você me contar o que está acontecendo?

Taehyung me fez um resumo rápido da situação.

___ Seu pai é um dos chefes da mafia? Cara que bomba.

___ Pois é agora eu tenho que matar o Senador Karson para provar a minha lealdade e salvar minha família.___ falou rangendo os dente.

Olhei para a garota sobre a cama.

___ Quem é ela?___ indaguei.

___Ivy Karson, esposa do senador. Tentei contar a ela sobre o que estava acontecendo e me ajudar a convencer o senador a entrar no programa de proteção do FBI, mas as coisas não saíram exatamente como eu planejei. ___retorceu a boca.

___ O que aconteceu com a Ivy?___ pergunto sem deixar de apreciar as curvas mal cobertas da garota.

___ Dei um soco nela.___ ele disse.___ Agor...

___ Você deu um soco na esposa de um senador?___ falei arregalado os olhos.___ Não tinha outra maneira de...

___ Me ouve Bill.___suspirou.___ Eu tenho que convencer meu appa que o senador está morto.

___Isso é fácil, o FBI é ótimo em fazer isso, mas...

___Psiu!!!!___colocou o dedo entre os lábios quando ouvimos vozes em frente a porta do quarto.

Taehyung puxou a pistola 9mm com silenciador e se encostou na parede do lado direito enquanto eu me mantinha do outro lado com a minha G18 9mm automática.

 A chave virou na fechadura destravando a porta imediatamente e esta se abriu.

___ Coelhinha? Onde você está?___ indagou o homem de meia idade entrando no quarto e ao ver a mulher estirada na cama inconsciente se apressou em ir ao seu encontro.___ Ivy, meu bem?___ ele bateu em seu rosto de leve, claramente aliviado ao ouvir soltar um leve gemido.

___ Ela está bem Senador Karson.___ Taehyung falou e o homem tomou um baita susto.

Ele não tinha nos visto, quando saímos de nossos esconderijos.

___ Mas quem são vocês?___ indagou de maneira assustada nos olhando, depois fixou seu olhar penetrantemente em Taehyung e franziu a testa.___ Só um minuto...v-você não é o filho do Sr. Kim?

___ Sim, e preciso muito falar com o senhor senador.

...

Minutos depois.

Saguão do hotel.

2:52 pm.

___Vamos logo seus idiotas, já consegui a informação que precisava.___ ordenei passando rápido pelos capangas de meu appa que já me seguiam.

___ Você demorou moleque.___ reclamou um dos homens de maneira irritada.

___ Não se pode apressar um homem quando ele está com uma dama seus grosseirões.___ sorri de canto de maneira maliciosa.

___ Humm, pelo jeito o garoto pois um belo par de chifres no senador.___ o outro falou rindo alto.

___ E então, quando vai despachar o velhote para o quinto dos infernos?___ perguntou o mais mal encarado dos bandidos me olhando de maneira desconfiada.___ Quero voltar para casa. Essa cidade fede para mim.

Suspiro.

___ O senador terá uma palestra hoje a noite aqui mesmo no hotel com alguns partidários. Será o momento perfeito para manda o recado para quem quiser se meter com a nossa organização.__ procurei manter o tom calmo e convincente.

___ Vai matar o senador Karson diante das câmeras?___ indagou o capanga estupefato.

___ Sim, preciso dar uma prova de que estou disposto a fazer parte da família.__digo com convicção na voz.___ Só preciso apenas de um tiro certeiro e pronto.

___ Gosto do seu estilo garoto.___ o segundo capanga elogiou.

___ Ainda acho isso muito arriscado. Não me parece uma ideia inteligente.___ o que me olhava desconfiado falou.

___ Esse é o meu plano e vocês estão aqui para me dá cobertura. Não para questionar as minhas ordens.

Digo de maneira grosseira já entrando em um táxi que me aguardava fora do hotel.

___ Hei, o que pensa que tá fazendo?___ um dos capangas indagou quando se deu conta que não entrei no carro deles.

___ Preciso de um tempo a sós, rapazes. Não se preocupem na hora certa estarei com vocês.__ gritei da janela do táxi dando um tchauzinho para eles.

Os capangas entraram no carro e vinham atrás de mim quando o veículo estancou antes mesmo de sair da entrada do hotel. Fiquei olhando da janela traseira do táxi quando o bandido retirou as duas bananas que mandei o Bill colocar no cano de descarga, jogando-as de lado furioso.

Sorri da cara de idiotas dele.

___ Para onde monsieur?___ indagou o taxista.

___ A cabine mais próxima que o senhor encontrar por favor.___ peço. O homem me olhou estranho mas deu de ombroa.

Só espero que meu appa continue com a sua eterna arrogância de sempre e não tenha tirado o celular da Soon. Preciso ouvi-la, preciso saber se ela e Sohye estão bem.

...

Coréia

Mansão dos Kim...

Já fazia algumas horas que tinha voltado para casa do Sr. Kim. Sohye estava cansada e foi levada pela governanta para tomar banho e continuar seu sono interrompido. Miico e Naycon ficaram tão surpresas quando falei que estava na mansão do appa de Taehyung, no entanto não me indagaram o por que de tal situação e eu agradeci por isso. Pensando bem, meus amigos tinham as suas próprias vidas e seus problemas. Eu não podia e não iria envolve-los naquela loucura, eles tinham muito a perder. Além do que, o senhor Kim ficaria furioso e sabe-se lá do que aquele homem era capaz de fazer ainda se eu resolvesse contar toda a verdade por trás do meu retorno.

Sohye correu para abraça-lo assim que chegamos. Esse era o único momento que o Sr. Kim me parecia quase humano, pois ele era bastante carinhoso com a neta. Na frente da menina ele era agradável e me tratava com certa cortesia, mas bastava a criança sair de perto ele demonstrava todo seu desprezo por mim. 

Eu estava naquele momento em meu quarto trancada, com os olhos perdidos no vazio. Sentia saudades do meu trabalho, da minha liberdade e principalmente sentia saudades dele. Nossos momentos foram tão poucos mas inesquecíveis desde que nos reencontramos.

Toquei meus lábios levemente procurando neles o sabor dos dele, lembrando o sorriso singular que ele tem, da maneira que me abraçou enquanto dançávamos, o cabelo em desalinho ao acordar, e com essas lembranças acabei adormecendo.

...

Abri os olhos e eu estava deitada em um chão frio. Sentei e olhei tudo ao meu redor. Havia uma nevoa densa que não me deixava ver nada além. Me ergo, enquanto examino minhas roupas. Claro que as reconheci na hora! Eram as roupas que eu usava no dia que fugia com Tae de Jason Portland, mas o que aquilo significava? Meus cabelos estavam divididos ao meio e duas transas os prendiam. Me encolhi um pouco sentindo um frio estranho, não era aquele frio que se sentia na pele, mas um que parecia congelar minha alma. Já tinha sentido aquela sensação antes. A primeira vez foi quando Tae estava em perigo e a outra foi quando meu appa faleceu.

Ouço barulho de passos, como se alguém viesse em minha direção. Estreito os meus olhos mas não vejo ninguém.

___ Olá? Quem é?___gritei e minha voz ecoou repetindo minhas palavras várias e várias vez.

___ Soonnnnn!!!___ o vento sussurrou. Me volto de uma vez.___Soonnnn!!!

___Isso não é real. Eu estou sonhando.___ falo baixo em desespero ao reconhecer a voz de Jason.

___ Eu vou atrás dela, Soon.___ grito e dou um salto para trás quando o rosto de Portland surgiu cheio de sangue a minha frente.

___ Acorda!___ ordeno para mim mesma colocando as mãos nos ouvidos.___ Acorda! 

___ Eu tô voltandoooo

___Você morreu, eu vi você morrer.___ digo fechando os olhos com força.

___ Vou destruir você e ele.

___Nãooooooo!!!

....

Acordei ainda gritando ao som do meu celular que o senhor Kim tinha me devolvido.

" Sei que não será burra o suficiente para fazer nenhuma tolice." ele dissera ao me entregar o aparelho.

Arfei e com mãos trêmulas atendi.

___A-Alô?

___Soon? Está tudo bem?

___Taehyung? É você?

___Olá, minha linda! Sim, sou eu.___ podia vê-lo sorrir do outro lado da linha e lágrimas caíram de meus olhos.

 

 

 

 


Notas Finais


Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...