História Alone with my lost love-Imagine Hoseok - Capítulo 5


Escrita por: e Miojuuuuh

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 1.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oin bolinhos!! Eu peço muitas desculpas pela demora que foi para lançar este capítulo! É que eu tive uns probleminhas pessoais, mas eles já estão resolvidos! Então, sem mais enrolação e tá aqui o capítulo de vocês, espero que gostem!❤❤

Capítulo 5 - O desabafo!


Fanfic / Fanfiction Alone with my lost love-Imagine Hoseok - Capítulo 5 - O desabafo!

Mesmo estando longe de S/A, nunca consegui tira-la da minha cabeça e acabei virando esse psicopata que sou hoje...

S/N on

Depois que conseguimos parar de rir, perguntei para Hobi o que estava acontecendo, e o mesmo me respondeu que não entendia o que significava aquela ligação, mas havia algo estranho que estava me incomodando, como se ele estivesse mentindo para mim. Mas isso não aconteceu, eu confio nele!

4:30 da manhã do dia seguinte:

Eu podia ouvir o barulho da chuva fraca do lado de fora. Ela batia contra a janela de um jeito melancólico. Eu sabia que ainda não havia amanhecido. Olhei para o relógio do lado da cama e vi que passava das quatro horas, mas alguma coisa me mantinha acordada. A sensação de saudade algo que nunca chegou a ser meu. Não sabia o que era, mas aquilo me perturbava havia semanas, como se me preparasse para alguma coisa que estava por. A antecipação de um vazio futuro.

Me espreguicei na cama, me esticando o máximo que consegui. Projetada no teto, a sombra das gotas de chuva que desciam pela janela era hipnotizante. Eu seria capaz de passar horas encarando aquilo sem me cansar.

Olhei novamente para o despertador. Quatro e meia. Sentei na cama, colocando os pés no chão frio de madeira escura que revestia minha casa inteira, e me levantei, tentando não cambalear de cansaço, enquanto tentava ir em direção ao banheiro.

Coloquei a mão na maçaneta, parei em frente à porta e pressionei a testa contra ela, fechando os olhos. Aquilo estava acabando comigo. Eu nao conseguia dormir direito desde aquela ligação. Eu só precisava de uma boa noite de sono. Só isso...

Abri a porta. Em frente à pia, observei minha imagem refletia no espelho.

O rosto tinha olheiras, e o cabelo ruivo e liso caía desajeitado até a cintura. Suspirei, me apoiando no balcão de mármore preto e encarando a mim mesma de mais perto.

Minha pele era tão branca que eu parecia um fantasma e meus olhos eram verde-acastanhado. Minha expressão estava cansada. Cansada, não: exausta.

Tecnicamente, eu teria que sair da cama para ir para à faculdade por volta das seis e meia, mas tinha certeza de que não conseguiria voltar a dormir. Nunca conseguia; minhas noites tinham se reduzido a duas horas de sono no máximo, e muitas outras rolando na cama sem conseguir pregar  o olho.

Para ver se o tempo passa mais rápido, peguei meu celular, entrei no  Whatsapp, quando de repente, tinha uma mensagem de um desconhecido:

XXX:VOCÊ NÃO SABE O QUE ESTÁ FAZENDO!!! VOCÊ NÃO SABE QUE ELE É DE VERDADE!!! EU ESTOU LHE AVISANDO, E SE VOCÊ NÃO ME OUVIR... COISAS RUINS ACONTECERÃO ÀS PESSOAS QUE VOCÊ AMA!!!

S/N: Cara, você é maluco!!! Olha o que você está falando! Como você conseguiu o meu número? Como você pode provar alguma coisa? Suma da minha vida e  nunca mais tente falar comigo!!!

XXX:EU ESTOU TE AVISANDO!! COISAS RUINS ACONTECEM COM QUEM SE ENVOLVE COM PSICOPATAS!!!

S/N:Cala a bota e vaza daqui!!!

Você bloqueou este contato...

S/N off

Hobi on

Era 6:20 da manhã e eu me levantei como sempre e fui fazer a minha higiene pessoal. Foi quando, uma imagem da minha amiga que foi morta, passou pela minha cabeça como um relâmpago. Eu sabia que não iria conseguir esconder isso de S/N por muito tempo, então decidi contar a verdade para ela no final da tarde enquanto estivermos voltando para casa...

Depois de sair do banheiro e trocar de roupa, desci as escadas e percebi que S/N estava meio esquisita, ela estava quieta, não falava nada, até que ela percebeu que eu estava lá e me perguntou se eu gostaria de comer alguma coisa. E respondi que não precisava.

Depois de algum tempo de silêncio, percebi que já estava quase na hora de passar o ônibus, então fui até o quarto, peguei minha mochila e voltei. Como era verão, eu estava usando uma calça jeans e uma camiseta de manga curta e um tênis all-star.

Na faculdade...

Tínhamos acabado de chegar na faculdade, mas percebi que S/N não estava muito à vontade no meio de tantas pessoas, mas foi aí então que ela viu uma de suas amigas, então foi até a mesma e a abraçou. 

HOBI off 

S/N on

Quando cheguei na faculdade, não via Lalisa  em lugar nenhum, mas quando vi a mesma sentada debaixo de uma estátua, abri um sorriso de uma orelha até  a outra e fui até a mesma abraçando-a, mas ela parecia estranha, não estava normal. Mas disse para mim mesma que era só minha impressão. 

O sinal tocou, e quando percebi,  Hobi já  não  estava mais do meu lado,   e já tinha ido para a sua aula.

Foi a partir daquele momento Lalisa começou a me zoar, mas eu não liguei muito para isto.

Na minha turma, tinham entrado duas meninas que vieram do Japão e parecia que elas já se conheciam. Depois elas explicaram que vieram do Japão para estudarem juntas. Os nomes delas eram: Saito Kyoko e  Takamoto Ayaka. Depois que as duas se apresentaram, o professor mandou as duas fazerem uma dupla e sentarem ao meu lado e ao de Lalisa( isso não tem muita importância).

Depois que todas as aulas tinham acabado, encontrei Hobi, e fomos para casa à pé  juntos, quando ele pediu para parar, e nos sentamos em uma escada perto da nossa casa, mas ele parecia estranho, mais do que  o normal, se é que isso é possível...

Ele tocou naquele assunto daquela chamada estranha, e eu ainda não havia falado para ele sobre as mensagens...

Hobi-S/N, eu tenho uma coisa para te dizer, só não fique brava comigo...

S/N- Fala oppa, agora você está começando a me assustar...

Ele me explicou sobre tudo o que aconteceu naquele fatídico dia e disse que  se arrependida muito disso, e que isto estava corroendo-o por dentro.

Depois disso, eu fiquei perplexa e vi que ele estava começando a ir embora, então o acompanhei com a cabeça até perceber que ele não iria me esperar.

Okay, Okay! Até aí tudo bem( eu acho)

Eu e ele voltamos a conversar como se nada tivesse acontecido, mas de repente, escutamos ambulâncias e sirenes da Polícia, por isso corremos para ver o que  tinha acontecido, e quando conseguimos alcançar as viaturas, conseguimos ver uma mulher inconsciente sendo levada para dentro de uma ambulância, e quando a ficha caiu, percebi que era Lalisa que estava sendo colocada dentro do carro. Ela estava com uma camiseta branca de manga longa, mas a mesma estava toda ensanguentada na parte debaixo dos dois braços. Foi aí que minhas lágrimas começaram a escorrer pelo meu rosto como se fossem uma cachoeira...

Eu nunca pensei que a morena toda sorridente poderia ter feito aquilo. E eu me recusava a acreditar, se bem que... Ela  estava  meio estranha hoje de manhã...

Continua???








Notas Finais


Então foi isso bolinhos, espero que tenham gostado!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...