História Alone...or nah - Capítulo 111


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack & Jack, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Visualizações 52
Palavras 1.409
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 111 - °You died for me°


Henry,tem como você parar de gritar?!— falei pela terceira vez.

Não, eu não vou parar de gritar, onde é que eu estava com a cabeça quando disse que tudo iria ficar bem?— nem parecia que estávamos no telefone, ele berrava tanto que nem precisava de viva voz.

Eu tô simplesmente surtando, arrancando literalmente os meus cabelos, eu não imaginava que uma criança fizesse tanta bagunça — respirei fundo prendendo a risada, eu pensando que a Maya tinha ligado pra ele e contado alguma coisa.

Fica calmo, a Sophie nem faz tanta bagunça assim— me lembrei das merdas que ela fazia quando ficava com o Nash— esquece o que eu disse.

—Tá brincando?é minha sobrinha mas parece que o capeta levou e colocou outra no lugar, parece que tá incorporada, meu Deus, ela foi possuída pelo ritmo Ragatanga, ela tá me dando medo, se começar a vomitar verde e virar a cabeça em 360° graus eu corro e taco fogo na casa, Taylor que me desculpe mas não me responsabilizo— falou rápido e começou a gritar feito um doido.

Para de falar merda mano, você deu doce pra ela?tá falando de outra criança e não da Sophie, certeza— respirei fundo tentando manter a calma, no caso eu tava querendo era rir, não sei o que fazer nessas situações.

Eu não dei doce pra ela!ela quem pegou em cima do armário, não me pergunte como ela subiu lá, nem eu sei explicar isso tá legal?!agora ela não me deixa assistir tevê, tá assistindo essas seitas do demônio — franzi o cenho.

Deixou ela assistir canais sobre rituais malignos?— eu tentei prender o riso mas não consegui.

Tá brincando?tem um monte de bonequinhos dançando, eu não sei explicar— ele sussurrou, não sabia o que era pior ele sussurrando ou gritando feito doido.

—Henry!fica calmo, pera, bonequinhos?vudú por acaso?que merda essa criança tá assistindo?— ele era maluco, onde eu estava com a cabeça quando decidi vir, eu sou maluca só pode.

Que?não, ela tá assistindo desenho— respirei aliviada— eu disse pra ela "dá o controle pro tio" e ela tacou ele na minha cabeça, quase desmaiei, que que eu tô fazendo da minha vida?quanto tempo você ainda vai ficar aí, por favor volta pra casa— começou a reclamar, essa era uma pergunta que eu também não fazia ideia.

Gente, uma pergunta, quanto tempo a gente vai ficar na tour mesmo?— afastei o celular e esperei a resposta— ok, olha não tenho uma notícia muito boa pra você, a gente só vai se ver no natal— falei assim que Anna fez quatro com o dedo.

Você, tá brincando comigo?só pode tá de sacanagem, não é possível, quando você chegar eu vou estar em ossos porque em decomposição eu já estou, não como a três dias, três dias!— gritou e eu me assustei, mas se ele estava a três dias sem comer, e a Sophie?

Como assim você tá a três dias sem comer?ficou maluco? E a Sophie, espero que ela esteja bem, senão eu falo pra Maya que você se drogou e ela vai te deserdar— ele bufou.

A Sophie tá bem, eu não tô falando comer de comida não Rebecca, tô falando que eu tô na seca, tá me entendendo? Você não tá eu tenho certeza, porque o Taylor tá com você, mas eu não, eu vou surtar— ok, talvez a falta de sexo tá afetando legal ele.

Garoto você é maluco?eu pensando que você ta falando de comida, e você me liga desesperado falando que tá com falta de sexo?no que que eu posso ajudar com isso?nem pra Andy você liga, liga logo pra mim, eu que me pergunto o que tô fazendo da minha vida, se eu soubesse tinha trazido ela, vou ligar pra Maya— desliguei o telefone com raiva, antes que eu pudesse discar o numero dela, ela me ligou, tomei até um susto.

Não morre mais— falei comigo mesma e atendi— Oi Maya— falei mas a resposta não foi o que eu esperava.

Maya?— quase deixei o celular cair, era o meu pai, meu coração acelerou e eu quase caí, certeza que a minha pressão caiu— Rebecca, eu não vou gritar, não vou xingar, muito menos falar que eu vou te bater ou colocar de castigo, você não tem idade pra isso, mas só me explica porquê?— só falou isso e esperou eu me explicar.

O que você quer que eu diga? Eu não tenho como explicar, aconteceu só isso, não fica bravo comigo, não me odeie ou fica com raiva deles, mas se ficar eu vou entender — ouvi ele suspirar do outro lado.

Eu não tô com raiva, não exatamente, eu sabia que você tinha crescido, eu queria que você crescesse mas não tão rápido assim— ele parecia surpreso e decepcionado, eu não consegui controlar só comecei a chorar do nada.

Me desculpa, eu queria ter contado mas acho que não era a melhor opção fazer isso por telefone, eu contei pra Maya porque eu confio nela, não que eu não confie em você mas ela me passa segurança, mais segurança do que se fosse...

—Sua mãe? Eu sei, então é por isso que ela tá indo pra Los Angeles? Ela saiu e só deixou um bilhete, me deixou sozinho com a casa, a empregada, o Dytto e os hamsters que tem o nome de vocês — parei de chorar e ri.

Que?como assim os hamsters tem os nossos nomes?— ele soltou uma risada nervosa.

Candy, Hehe, Recca, e Soso eu tenho medo desses bichos, eles fazem barulhos a noite e fica me olhando com aqueles olhos esbugalhados, credo— comecei a rir, como uma pessoa conseguia chorar e rir ao mesmo tempo?prazer, eu.

Candy, Hehe, Recca e Soso eu tô morrendo!me assusta um pouco o fato deles serem animais e estarem numa gaiola, acho que ela tem síndrome do ninho vazio, so pode— soltou outra risada nervosa.

Isso é porque você ainda não viu essas coisas, eu fui alimentar aí deixei a gaiola aberta, quando fui ver o Dytto tava com a Candy ou seja lá quem for, na boca, eu surtei e comecei a correr atrás do cachorro, quando ele largou o bicho tava caido no chão, joguei dentro da gaiola de novo, ele tá deitado de barriga pra cima descancansando de tanto susto que tomou— arregalei os olhos— isso é normal né? Ele só ta cansado.

—Você matou a Andy, quer dizer...o hamster, a Maya vai te matar, qual é o problema de vocês que não sabem se virar sozinhos? O Henry quase me matou do coração falando que a Sophie tá possuída e você conseguiu matar um hamster, inacreditável — aproveitei o clima descontraído pra zuar mais um pouco.

Vocês vão vir pro natal não é? Pena que eu não vou poder abraçar vocês direito por causa da barriga— falei rindo e ele ficou mudo— pai?.

—O que?como assim por causa da barriga?— estranhei a pergunta.

Por causa do bebê, tá doido?como vou abraçar vocês com uma barriga enorme de distância? — ele ficou mudo de novo.

Rebecca eu vou matar você!não me diz que você tá grávida, meu Deus onde foi que eu errei nessa vida?que que tá acontecendo?— começou a gritar e eu meio que entrei em pânico.

Você é bipolar?tava falando do bebê agora mesmo!— ele deu um berro que não entendi nada.

Eu não tava falando de bebê nenhum, eu tava chateado porque você não me avisou que trancou a faculdade pra voltar só ano que vem, aí descubro isso, e ainda descubro que contou pra Maya primeiro, sinceramente só me diz por que?— eu não entendia a mudança de humor tão repentina desse jeito.

Não entendo, você estava feliz até agora pouco, aí eu falo isso e você surta?— ele berrou de novo me fazendo afastar o celular do ouvido.

Por que eu não quero que aconteça com você o que aconteceu com a Cassidy, você estava dentro daquele carro naquela noite, quando me ligaram de madrugada falando que tinha acontecido um acidente e que uma adolescente não tinha sobrevivido, eu fiquei sem chão, pensei que fosse você quando me disseram a placa do carro, e eu nunca me perdoaria se te perdesse por burrice, ela se envolveu com a pessoa errada, engravidou, o cara sumiu e ela morreu quando mais precisou dele, acho que agora você morreu pra mim— depois que ele falou isso eu desliguei o celular e bloqueei para não receber mensagem ou ligações.

Tá tudo bem?— Andy que era a que mais estava próxima de mim perguntou baixo, não iria mentir então só neguei com a cabeça e ela me abraçou enquanto eu chorava e me acabava de soluçar.

•••


Notas Finais


Mahoe, voltei, espero que tenham gostado do cap😉

Outras fics minhas:
https://spiritfanfics.com/historia/before-i-go-10917193 (fic do bolinho Aaron)

https://spiritfanfics.com/historia/dry-flowers-sm-10693100 ( fic do bolinho Shawn)

Espero que gostem

Bjs😚💋💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...