História Alpha - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Capitão América, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Steve Rogers
Tags Imagine, Leitora, Romance, Steve Rogers, Universo A/b/o
Visualizações 358
Palavras 1.478
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello! Olha eu aqui outra vez.
Essa é o meu segundo imagine, primeiro no universo ABO. Para quem não sabe, nas notas finais tem um link, explicando tudo sobre esse universo alternativo. Se isso flopar e ser simplesmente uma merda ABO, eu apago e sigo minha vida. KKKKKKK
Teoricamente, isso era para ser um one-shot... Mas, decidi fazer ele com 3/5 partes. Logicamente, ele é +18 e é um imagine. (Sendo, a leitora, a principal.) Amo fics interativas... Não me julguem.

Sem mais delongas.
Enjoy!

Capítulo 1 - Olá, alpha.


Fanfic / Fanfiction Alpha - Capítulo 1 - Olá, alpha.

Sinceramente, você nunca imaginou que estaria nesse complexo. Caminhando ao lado de Nick Fury e indo para uma reunião com os Vingadores, pelo o que você sabia, os maiores heróis da terra eram formados por Alpha’s e uma ômega chamada Wanda e dois betas, chamados Peter e Sam Wilson. Você não estava com medo... Mas, apreensiva. Afinal, ser apreensiva e desconfiada era o seu estado natural.

Você acreditava que era isso que fazia de você, um ômega forte e único. O motivo de estar aqui. Se fosse como as centenas de ômegas submissos e rejeitados que viviam lá fora... Você jamais seria o ômega bonito, forte e sexy que caminhava em direção aos Vingadores.

- Eles sabem que sou um ômega? Sua voz confiante e calma soou pelos ouvidos do diretor da Shield. Foi umas das coisas que mais o impressionou em você, você não recuava, não baixava a cabeça e lutava, lutava até vencer. Não tinham muitos como você... Mas, particularmente, você achava que ômegas precisavam lutar por seus direitos e por seu lugar. Mas, enfim... Isso era assunto para outro história.

- Sabem. Eu os informei. Não se preocupe, eles não são como, outros alphas... Respondeu, solicito. Tendo em mente, o quão boa, seria sua adição para a equipe.

- Não me preocupo. Mas, acredite... Fico aliviada. Foi o que você se limitou a dizer. Seria horrível viver com um monte de alphas estúpidos, porque sua vontade era salvar o mundo e mostrar aos ômegas que eles não eram apenas, o que a maioria diziam que eles eram.

Era assim que, você era. E não estava afim de mudar.

Mas, ainda estava nervosa. Mesmo, não transparecendo. Então, quando a porta se abriu, você sentiu que seu coração iria parar. Até ser inundada por cheiros, todos eles. Graças que você estava em um maravilhoso óculos escuros, que impediam de ver seus olhos vacilarem ao observa-los.

Alphas...

Cada um deles, com sua particularidade. Mas, todos gritavam poder em silêncio. E o fofo ômega que sorria simpática para você, que automaticamente sorriu de volta. Ômegas se entendiam na maior parte do tempo, quando não tinham centenas de alphas metidos no processo.

Seus olhos flutuaram um a um, observando. Tentando extrair informações sobre seus comportamentos e basicamente, conclui que eles não tinham tanto poder sobre você. Ou talvez, tenha sido uma conclusão precipitada.

Ok! Bem precipitada. O cheiro amadeirado suave entrou por seu nariz e ameaçou por você de joelhos. Merda! Você sabia o que era isso. O chamado superior da natureza bateu na sua maldita porta.

A única coisa que você queria era fugir para longe dele ou para cima dele. Você não era um ômega que tinha medo de alphas ou do que eles representavam em sua vida. Mas, também não se permitia ser controlada.

Porém, seus problemas com dominação poderiam ser revistos, se ele estivesse dominando você... Em todos os sentidos. Os olhos dele estavam presos em seu rosto, desde o momento que você entrou na sala. O cabelo comprido meio louro e a barba espessa gritavam na sua cara, aliados ao homem mais alto da sala, os olhos azuis que pareciam tirar sua roupa mentalmente e os braços... Puta merda! Braços musculosos e definidos em uma camisa azul.

Você quase suspira em voz alta ao observá-lo.

Tudo nele gritava para você.

‘’ ALPHA! ’’

Ele cruzou os braços, te encarando e você ouviu sua respiração ficar ofegante e entrecortada. Fazendo você crer que você o afetava, tanto ou mais que ele a você. Bingo! Os outros alphas curiosos, chegavam perto de você respeitosamente, apenas estendendo a mão para você. Assim como, o ômega e os dois betas.

Você sorria, simpática.

Mas, então... Ele simplesmente se aproximou de você. Impondo todo o seu tamanho e poder. Inconsciente, ele estava mostrando que era o melhor dali ou queria que você pensasse isso. E por Deus... Você pensava.

Ele poderia envolver aqueles braços ao seu redor e prendê-la na parede mais próxima, dando tudo o que você precisa. Foda-se, se ele não era o alpha mais bonito que seus olhos haviam visto. De repente, ele não estava nem a um dedo de distância de você. O perfume te envolvendo e te dopando, ele pegou sua mão na dele e depositou um beijo em seus lábios, como se todos tivesse voltado para aos anos 40. Um cavalheiro, visivelmente!

- Steve Rogers. Disse, e a sua voz, ela era a única coisa que você queria ouvir por vidas e vidas.

- (S/n), Capitão. Seu nome deslizou por sua língua, assim como sua patente. Mas, a milícia em suas duas palavras não deixava dúvidas quais seriam as suas intenções daqui para frente.

Você seria o ômega de Steve Rogers. Seria a sua mulher.

 

 

 

 

 

***

 

 

Desde da sua integração aos Vingadores, Steve vinha seguindo você de perto. Em seus treinamentos, seu dia-a-dia, ela tinha sido informada que Steve tinha um relacionamento com alguns ômegas, incluindo Sharon Carter, a famosa agente 13. O que a fez arder em ciúmes... Mesmo, quando Wanda disse que ele havia dispensado todos os ômegas e havia virado uma grande bola de hormônios frustrados atrás de você.

Você era a nova integrante da equipe, então... Você queria se provar, se manter, mostrar que como Wanda e como ômega, você era capaz de bater de frente e completar missões.

O que você não concluiu ou previu, era o líder da equipe intensamente protetor e possessivo em suas costas. Você relevava, porque... Ingenuamente, Steve tentava esconder que intimidava todos os alphas que ousavam olhar para você uma segunda vez. Ou até uma primeira... Bem, eles sumiam. Porque, era simplesmente o Capitão América no seu encalço.

Suas contas eram simples.

Super soldado.

Alpha.

Vingador centenário.

Alpha.

Capitão América.

Alpha.

Os outros candidatos ao cargo de seu alpha não tinham muita chance. E sinceramente, depois que seus olhos e os de Steve se encontraram, tudo mudou e a única coisa que você queria no fim do dia era estar nos braços dele. E era exatamente, por isso que você estava caminhando apressadamente ao quarto dele. Seus sentidos estavam ao máximo e seus poderes também.

Ser telepata e telecinética tinha suas vantagens e desvantagens. Você tentava não ler os pensamentos de ninguém sem permissão ou se não fosse, um vilão tentando destruir o mundo. E nos últimos meses, você se corroeu em ler os pensamentos dele. Mas, além de ser uma falta imensa da sua parte, mesmo que ele nunca soubesse. A confiança de Steve era algo que você não queria quebrar. E secretamente, você também tinha medo do que encontraria.

O ponto é que seus poderes eram sensíveis à presença de Steve, mais do que qualquer coisa no planeta. E não era apenas o chamado da natureza, você realmente se encantou pelo homem atrás da máscara. O homem atrás do legado. Mesmo, que as vezes, ele só fosse uma poça de hormônios, ciúmes e possessividade atrás de você. Mas, tudo bem... Você podia chutar a bunda dele, quando bem quisesse. E você o acalmava e o trazia para os seus braços com facilidade e leveza que ninguém podia.

Se apaixonou perdidamente por ele.

Steve era o seu alpha. E ele estava tendo um pesadelo agora.

- Friday, abra a porta para mim. Ordena, tentando chegar o mais rápido possível aonde ele estava. Seu lado ômega estava angustiado, procurando consolar seu alpha o mais rápido possível. Você só queria envolve-lo em seus braços e espantar tudo o que estava fazendo-o sofrer.

Friday abriu imediatamente e você correu para a cama, onde Steve suava e se revirava nela repetidamente. Ele não tinha nenhum cobertor sobre ele, era algo com o soro que o deixava praticamente imune ao frio. Mesmo que Steve odiasse neve e gelo, foi uma das primeiras coisas que ele lhe confidenciou.

Suas mãos deslizaram sobre o peito desnudo de Steve, já que a única coisa que ele vestia era uma calça de moletom preta. Cautelosamente, se Steve se assustasse, ele poderia matar você... Presumindo que era uma ameaça.

Você toca em sua testa e pensa em sonhos bons, tranquilos que vão diretamente para mente de Steve. Você pensa em os dois juntos, os dois se beijando e os dois se abraçando, declarações de amor. E por um momento de falta de cuidado, você pensa em...

Filhotes. Filhotes de Steve.

Seus filhos. Então, você se afasta tarde demais para impedir que sua imagem com uma barriga arredondada e proeminente, não vá parar na cabeça de Steve. Antes que você se afaste, os braços de Steve estão em sua cintura, e o rosto em seu pescoço, deixando ele ser consumido por seu perfume.

Ele te vira na cama e você está sendo pressionada pelo super soldado e seu corpo musculoso. As coisas saíram do seu controle e foi pega no flagra. Tudo que você podia fazer, era lidar com um alpha poderoso e empolgado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...