1. Spirit Fanfics >
  2. Aluga-se Uma Namorada >
  3. Prólogo

História Aluga-se Uma Namorada - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Prólogo


— NÃO!

— Ah, vamos... Nem tudo na vida é trabalho.

Os dois amigos encontravam-se sentados frente a frente, em um restaurante, depois de cento e nove tentativas, para que ocorresse este encontro...

Jiraya Uzumaki, conseguira tirar seu antissocial amigo de dentro de um de seus muitos laboratórios, em que trabalhava.

E, agora ele teria de insistir umas quinhentas vezes, para convencer Orochimaru Kusanagi a acompanha-lo em um importante jantar beneficente, promovido por sua namorada, a socialite Mei Terumi.

Pela primeira vez na vida, Jiraya estava levando uma mulher a sério, a ponto de assumir uma missão impossível: convencer Orochimaru a comparecer no jantar.

Sendo um dos homens mais ricos do mundo e um dos mais influentes também, era natural que Mei quisesse alguém importante assim, em seu jantar, para angariar ainda mais fundos, para a fundação que ela presidia.

E, veio bem a calhar que seu quase namorado, fosse amigo, de uma ilustre figura, que tinha grande importância no meio social, mesmo que contraditoriamente ele não tivesse uma vida social.

— Que tal eu dar um cheque de seis dígitos, para sua namorada? – Orochimaru sugeriu casualmente, não ligava nem um pouco para dinheiro, nem para causas humanitárias, só queria saber de suas pesquisas.

— Isto seria muito bom... – Jiraya lhe respondeu estranhamente sério. – Mas, isso vai acabar tirando o senso de realização pessoal da minha garota. – Jiraya acabara chegando aquela estranha conclusão, depois de colocar um estupido sorriso no rosto.

Orochimaru queria muito poder lhe dizer não. Mas, o ponto é que os pais de Jiraya haviam lhe aberto as portas de sua casa, quando ele ficou órfão. Foi graças a amizade daquele grande idiota, que ele não perdeu totalmente a noção do que é “importar-se minimamente com alguém”.

E, isso ficou provado, quando ele se viu confrontando pelo dever moral, de uma vez na vida, deixar um pouco de lado suas vontades.

— E, pensar que terei de lidar com todas aquelas caças dotes... – Orochimaru fez uma careta, ao lembrar-se do último evento que ele compareceu, cinco anos atrás.

Eram mulheres muito bonitas e atraentes, mas que tinham grandes cifras nos olhos, quando se aproximaram de sua estranha figura, com intenções amorosas.

Jiraya sorriu satisfeito, ao perceber que tinha convencido seu difícil amigo-irmão, com relativa facilidade, não podia botar tudo a perder, por isso engoliu a piadinha que tinha em mente, e levou “a sério” aquele problema.

— Hm. Contrate, uma modelo para acompanha-lo, e diga que ela é sua namorada. – Jiraya disse dando de ombros. Mas, Orochimaru que já não estava feliz em ter de sair uma noite de casa, ficou ainda mais infeliz com a ideia de contratar uma absoluta desconhecida, para ir a um jantar que ele nem queria ir para começo de conversa.

Só estava indo, como forma de agradecimento aquele grande idiota, que estava tomando uma bebida, como se não estivesse pedindo nada demais.

— Não tive boas experiências com modelos. – Orochimaru disse fazendo uma careta.

Jiraya coçou a bochecha, aborrecido, estava tão perto de conseguir. Mas, se não fizesse a escolha certa, iria “morrer na praia”. Mas, o que ele poderia fazer?

Baixara os olhos em direção ao seu celular, e correra os olhos pelo seu aplicativo de mensagem. Quando se deparara com um rosto, que ele não via a algum tempo, mas ele havia recebido algumas notícias “perturbadoras” quanto sua vida financeira.

— Detesto quando fazem isso... Ficam olhando para essas coisas, ao invés de prestar atenção em minha ilustre pessoa, ku, ku, ku. – Orochimaru comentara dando sua risadinha provocante.

— E, eu já disse que se não mudar o som de sua risada, nunca irá arranjar uma namorada. – Jiraya disse com um sorriso que fora iluminado por uma ideia “mirabolante”.

— E, eu já não disse que não quero uma namorada? – Orochimaru disse se tremelicando todo, até parecia que Jiraya havia sugerido que ele “pegasse um vírus mortal ou algo do tipo”.

— Nem se for essa pessoa? – Jiraya disse abrindo uma foto em sua rede social, e estampando bem diante de seus olhos, a foto de um rosto que Orochimaru também não via a muito tempo, mas apenas aquilo fora o bastante para deixá-lo embasbacado, coisa que não ocorria com frequência.

— Tsunade Senju. – Os dois amigos falaram o nome da mulher que sem querer querendo havia sido escolhida para ser a namoradinha de aluguel de Orochimaru, por uma noite. Pena, que a principal interessada ainda não havia sido informada disto, será que ela aceitaria?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...