História Always - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Aizawa Shouta, Asui Tsuyu, Bakugo Katsuki, Lida Tenya, Midoriya Izuku, Mineta Minoru, Personagens Originais, Todoroki Shouto, Uraraka Ochako, Yagi "All Might" Toshinori
Tags Lemon, Mpreg, Tododeku, Yaoi
Visualizações 288
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Survival, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


YOLOLOLOYOOOOOOOOO
EU JÁ TAVA QUERENDO COMEÇAR ESSA HISTÓRIA FAZ TEMPO, MAS EU TAVA SEM CRIATIVIDADE NENHUMA, MAS FINALMENTE TA AQ AAAAAAAAAAA
ESPERO Q GOSTEM <3
Lembrando que no enredo a gravidez masculina vai ser tratado como algo normal
Boa leitura <3

Capítulo 1 - A revelação


Fanfic / Fanfiction Always - Capítulo 1 - A revelação

 Era mais um fim de tarde normal na escola U.A, alunos voltavam á suas casas, outros permaneciam na escola, para voltar aos dormitórios ou conversar sobre alguma dúvida com algum dos professores heróis, alguns mais cansados que outros por conta da diferença de matérias, algumas salas envolvendo treinamentos especiais, outras não…

 A situação não era muito diferente para Todoroki Shouto e Izuku Midoriya, o único fato que os divergiam dos demais era que estavam retornando para a mesma casa, pois o menor havia lhe dito que tinha algo importante para dizer, mas precisava ser em um local privado. Shouto, obviamente estava preocupado com o namorado que faltara vários dias daquela semana, e parecia incrivelmente distante nos dias que aparecia no colégio, como se estivesse mal ou confuso com alguma coisa. A única época do ano em que ficava assim era por volta de meados de novembro, quando ele relembrava a época que seu pai o deixou, porém, ainda estavam em março, o que fazia o maior se perguntar a todo instante o que teria lhe acontecido.

 Viraram na esquina próxima ao apartamento de Todoroki, e conseguiram vislumbrar o prédio crescendo como um arranha-céu. Izuku arfou, nem um pouco ansioso para adentrar o apartamento e contar o que tanto o afligia. Numa tentativa de tranquilizar o garoto, Todoroki segurou firme em sua mão, e quando o esverdeado olhou em sua direção, sorriu, tentando demonstrar que tudo ia ficar bem.

 Após tal ato, caminharam em silêncio para o local, e não soltaram as mãos até se encontrarem dentro da casa de Shouto, que decidira num ato rebelde ano passado morar sozinho após um ataque de Endeavor ao descobrir que era gay. Midoriya sentou-se no sofá que tanto conhecia e permaneceu olhando para as próprias mãos, mexendo os dedos de forma nervosa e frenética. O mais velho se aproximou, e ajoelhou á sua frente, beijando brevemente o topo de sua cabeça.

 -Está tudo bem, Midoriya. - disse sorrindo, enquanto brincava com suas madeixas esverdeadas. - Você sabe que vou ficar do seu lado, não importa o que aconteça.

 -E se tivesse uma terceira pessoa? - perguntou o rapaz repentinamente e Todoroki congelou ao pensar em inúmeras possibilidades. Traição? Estaria Izuku gostando de outra pessoa? Iriam terminar o que passaram dois anos construindo?

 -Como assim? - O coração do albino encontrava-se acelerado, mas se esforçou para perguntar com sua voz calma de sempre. Não podia tirar conclusões muito precipitadas, e mais que tudo, não queria deixar o garoto á sua frente mais nervoso ainda.

 -E se por causa de um erro meu tivesse outra pessoa? - Midoriya sussurrou com a voz embargada, finalmente erguendo o rosto para olhar o companheiro. - E se não fosse só nós dois?

 -Você está gostando de outra pessoa? - Todoroki sussurrou, com uma dor enorme lhe rasgando o peito, porém não se deixou fraquejar e secou as lágrimas que ameaçavam escapar dos cantos dos olhos de Deku, com a ponta dos dedos. - Se for isso eu entendo eu…

 -Não é isso, é que… - O menor segurou a mão em seu rosto e respirou fundo, encarando os olhos bicolores do parceiro com uma determinação inabalável. - O que quero dizer é que tem alguém dentro de mim.

 -Você foi possuído por um demônio?

 -Céus Todoroki, não! - Midoriya riu de nervoso e beijou levemente a mão de Shouto, pensando o quanto ele era precioso. - Eu estou esperando um bebê.

 -Ai caralho. - o choque foi tão grande que o maior caiu de bunda no chão, de olhos arregalados. Izuku remexeu-se no estofado de forma inquieta, sem saber identificar o que o parceiro estaria sentindo naquele momento. Felicidade? Confusão? Medo? Estaria uma voz gritando em sua mente “Fudeu de vez”? Encarou novamente os próprios pés, completamente intrigado. Ele tinha o que? 16 anos? O que seria da sua vida como herói dali pra frente? Qual seria a reação de seus colegas de classe ao descobrirem que estava esperando um bebê com tão pouca idade? Pior, qual seria a reação de sua mãe e de Endeavor ao descobrirem a irresponsabilidade dos dois jovens?

 Todoroki respirou fundo uma, duas vezes, encarando fixamente uma sujeira no chão, o que só deixou o mais novo ainda mais nervoso.

 -Todoroki eu.. - começou a falar, mas logo foi interrompido:

 -Você passou mal ao longo de toda essa semana e não me disse nada? - Foi a primeira coisa que o maior disse, a voz fraquejando um pouco, como se estivesse submerso em um sonho, pensando que aquilo não podia ser real.

 -Desculpa eu… - Midoriya voltou a olhar para os próprios dedos, cobertos com pequenas cicatrizes, sentindo os olhos ficando úmidos. - Eu não achei que fosse algo sério, mas ai a Uraraka me disse que…

 -O que ela disse? - Perguntou Shouto levantando-se repentinamente, claramente alterado.

 -Ela disse que eram sintomas de gravidez, ai eu comprei um teste de farmácia e deu positivo e… - O esverdeado suspirou fundo, as lágrimas caindo desenfreadas. - O que eu vou fazer agora..?

 -O você vai fazer não, o que nós vamos fazer. - Disse Todoroki sentando-se ao lado de seu parceiro, puxando-o para um firme abraço. - Desculpa pela minha reação, eu fiquei só… confuso. Me veio um mar de sentimentos diferentes…

 -Sei como é. - Izuku sussurrou de volta, sentindo-se um pouco mais calmo. Ficara com medo de ser rejeitado, de ter que lidar com tudo aquilo sozinho. - Mas eu, estou feliz… Todoroki. - disse erguendo o rosto, encontrando aqueles orbes bicolores que amava tanto. - Estou feliz de poder ter um filho seu. - Deixou por fim seu coração falar e sentiu todo seu interior derretendo quando Shouto sorriu, beijando-lhe suavemente os lábios.

 -Eu também estou feliz, Midoriya. - O maior riu e seus olhos brilhavam tanto, que iluminaram o interior do mais novo, e ele sentiu que tudo ia ficar bem pois o tinha a seu lado. - Irei cuidar de você e do nosso filho como se minha vida dependesse disso. - sussurrou sorrindo, acariciando levemente a barriga alheia, e Izuku riu com o carinho.

 Ficaram assim por um longo tempo, em silêncio apenas desfrutando de algo que fizeram juntos e que criariam juntos, os corações inundando-se de amor, felicidade e também medo.

 Afinal, o destino nunca é gentil com ninguém.

Continua...

 


Notas Finais


Sim, esse primeiro cap é bem curto mesmo, hauahua
Espero q tenham gostado, e comentem o que acharam <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...