História Always - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Imagine Jeon Jungkook, Jeon Jungkook, Jjk, Kookie
Visualizações 3
Palavras 1.419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey hey bolinhos,
bora ler essa fic

Capítulo 2 - II


Fanfic / Fanfiction Always - Capítulo 2 - II

Após se despedir de sua dongsaeng, Hae se aconchegou em seu travesseiro pronta para dormir, porém o sono não veio, deu lugar a lembranças negativas do passado.


Hae não se deu conta de que estava chorando fazia um tempo, lutou para dormir, realmente tentou, mas não conseguiu. Passou a apenas chorar e passou a noite chorando.


Assim que o Sol nasceu, Hae se levantou, se olhando no espelho para confirmar se seu rosto estava inchado, e realmente estava.


- Aish. - reclamou baixo pegando algumas roupas para tomar um banho. 


Após isso preparou ovos mexidos quando se lembrou que não havia comido nada no dia anterior. Não sentia fome, mas sentia fraqueza.


Olhou para o relógio redondo posto na parede da cozinha. 6:30h, era realmente cedo.


"Pelo menos não vou chegar atrasada hoje." - pensou e riu fraco.



∙ ∘ −−−−−−−⊰⋅⊱−−−−−−− ∘ ∙



Era a última aula, Hae já não aguentava mais aquilo, nem os olhares curiosos para seus olhos inchados e as olheiras sob eles. Ela teve vontade de morrer, ou de se tornar invisível.


- Certo, acabou. - O professor disse olhando em seu relógio de pulso. - Podem sair.


O professor não precisaria falar duas vezes, todos os alunos saíam da sala quase apavorados clamando por liberdade. Bem, todos saíam, menos Hae. Ela mantinha a cabeça baixa, apenas pensando.


- Não vai sair, Kyung yang? - O professor Kim perguntou segurando o batente da porta.


Hae acordou de seus pensamentos e assentiu, se levantando rápido com suas coisas e saindo da sala. Ela fizera questão de não abaixar a cabeça fingindo estar tudo bem com ela, e era nisso que gostaria de acreditar. 


Os corredores estavam quase vazios, apenas alguns universitários transitavam por ele.


Hae andou um pouco pela grande universidade "Gyeon". Hoje era sua folga na cafeteria e não havia absolutamente nada que gostaria de fazer nesse tempo livre.


Enquanto passava em frente a uma sala, Hae podia jurar ter ouvido uma voz, acompanhada pelo toque de um piano. Voltando um pouquinho percebeu ser a sala de música e que a música que caíra tão bem na voz do cantor desconhecido era "Nothing Like Us". 


A garota parou em frente a porta e a abriu devagar observando quem cantava tão harmoniosamente, e era... Ele, o garoto da cafeteria que a olhava de maneira tão estranha. Agora entendia o porquê de ter imaginado já o conhecer.


O garoto tocou as últimas notas da música de maneira concentrada, em nenhum momento abriu os olhos e quando o fez se assustou com a presença de Hae. A menina, que mantinha os olhos fixos nele desviou o olhar para o chão sentindo suas bochechas corarem um pouco por perceber que o encarava.


- Oh meu Deus! Você me assustou! - disse de maneira divertida com a mão no peito, tentando esconder que estava um tanto envergonhado.


- Me desculpe, eu estava andando, ouvi você, e... Bem, eu gosto dessa música. - Disse sem gaguejar, o que a deixou orgulhosa de si mesma, logo depois sorriu de canto - E você canta bem. - Acrescentou sem pensar direito. Olhou para o chão para raciocinar tarde demais o que havia dito.


- A-ah! - Levou a mão a nuca com as bochechas vermelhas - Obrigado.


Hae deu de ombros sorrindo.


Ele me olhou bem, como fez na cafeteria. 


- Era você! Digo, a garçonete da Coffe. - Ele disse surpreso - Eu sabia que já tinha te visto.


- Sim, eu também tive essa impressão. - Hae disse depois de rir fraco, adentrou mais um pouco a sala.


Um breve silêncio se fez presente, ninguém sabia como continuar o assunto.


- Bem, nunca fomos apresentados formalmente. - sorriu de jeito doce e levou a mão ao peito - Sou Jeon JungKook, estudo música. E você?


- Kyung Hae. Estudante de psicologia. - terminou parecendo orgulhosa do que falava. 


A psicologia sempre foi o sonho de Hae e ela conseguira realizar, mesmo que isso custe muito tempo trabalhando para pagar a faculdade.


- Prazer, Kyung Hae. - JungKook sorriu e Hae retribuiu da melhor maneira que conseguiu.


- JungKook, nós já estamos indo almo... - Um garoto adentrou a sala e parou de falar assim que viu Hae, sorrindo sem graça. - Me desculpem, achei que JungKook estaria sozinho.

Hae reconheceu o garoto como sendo aquele que tinha a risada contagiante. Ela sorriu achando graça de como o menino tinha se atrapalhado.


- Não se preocupe, Jin. - JungKook disse e apontou para mim - Esta é Kyung Hae. Hae,  este é Kim SeokJin. Apresentados. - Virou-se para o piano para fechá-lo.


- Apenas Jin, por favor. - Jin disse sorrindo simpático.


- Não tenho apelidos, então... Hae, prazer. - a menor ri nasalado.


Jin sorri e olha para JungKook que estava em pé ao lado de Hae com as mãos nos bolsos da calça jeans.


O mais velho faz sinais para JungKook para que ele convidasse Hae para almoçar com eles. A garota entendeu, mas fingiu que não estava ali.


- Hm... Hae, íamos para a Coffe almoçar, quer vir também? Talvez... Uma carona para o trabalho? - JungKook disse um pouco envergonhado, não estava tão acostumado a lidar com garotas.


- Fico lisonjeada, mas não, obrigada. Hoje é meu dia de folga. - Hae disse sorrindo, realmente aliviada por isso.


- Então, almoce conosco. - Jin dá um passo a frente. 


Hae estava pronta para negar, mas antes que pudesse, Jin continuou:


- Eu insisto. - Ele olha para JungKook rapidamente - Insistimos.


Hae pensa por um segundo, que mal poderia haver? Apenas um almoço entre colegas da faculdade e ainda poderia ver Sook.


- Hm... Certo, almoço com vocês. - Hae sorri e não pôde ver, mas atrás de si JungKook comemorou com um gesto. Jin sorri tentando não rir de seu dongsaeng.



∙ ∘ −−−−−−−⊰⋅⊱−−−−−−− ∘ ∙



- Deixe-me ver se entendi, - TaeHyung conversava sem parar com Hae, os dois haviam se entendido muito bem. - Tudo o que você faz é trabalhar e estudar? Não sai? - Hae negou  - Omo! Como você consegue?


Hae riu do espanto do mais velho e deu de ombros.


Os sete meninos e Hae se sentaram em uma das mesas da cafeteria que Hae conhecia tão bem.


- Melhor do que YoonGi que apenas dorme. - NamJoon implicou e depois todos riram da expressão que YoonGi fez, estava um pouco irritado com a provocação.


Hae se sentia familiarizada com aqueles garotos, sentia o quanto eles eram unidos e sorriu, até se lembrar de sua própria família. Logo Nae Choon-Hee, a garota que mais odiava Hae (e o ódio era mútuo), veio para atendê-los.


- Boa tarde, o que dese... Kyung Hae? - O nome saiu com desprezo de sua boca. - Hoje não era sua folga? Achei que não veria esse seu rostinho tão cedo.


Hae a encarava, e ficou assim até que JungKook fizesse um barulho com a garganta para acordá-las.


- Por favor, Nae yang, me traga o prato do dia. - Hae disse sorrindo falsamente simpática. Choon-Hee a fuzilou antes de sorrir do mesmo modo e anotar seu pedido e os que os meninos faziam. Após a garota sair um pequeno clima se fez presente na mesa, até TaeHyung fazer um gesto engraçado [foto do capítulo], todos riram e logo estavam conversando normalmente.


Sook assistia a cena fingindo limpar o balcão, gostava de ver as duas se alfinetarem, mas principalmente gostava de ver como Hae se defendia das provocações da loira. Hae não se deixava ser pisada e Sook gostava disso. A garota começou a realmente se concentrar na limpeza do balcão quando Choon-Hee chegou bufando e lhe dizendo os pedidos.


- Aquela garota me dá nos nervos! Quem ela pensa que é? - Choon-Hee reclamava enquanto Sook passava o papel de pedidos para a cozinha. 


Choon-Hee não viu quando Sook revirou os olhos, isso antes de lhe dar duas bandejas com os pedidos. Uma das maiores qualidades daquela cafeteria era a rapidez no atendimento.


Hae ria dos meninos, eles eram divertidos com toda certeza, mas as vezes se lembrava que não fazia parte daquela diversão e isso fazia com que ficasse quieta por um longo tempo.


- Todos nos lembramos daquela paixonite do Jimin no Tony. - Hoseok disse e todos gargalharam.


- O quê?! Eu não estava apaixonado! Que besteira! - Jimin ria.


- E você, Hae? Tem namorado? - TaeHyung perguntou não escondendo a curiosidade. Ao lado dele, JungKook olhava para garota ansioso por aquela resposta.




Notas Finais


Será que tem? Tam tam tam tam
Tá, parei
Obrigada por lerem, bolinhos ❤
comentem bastante e favoritem please
Atualizo logo
bye~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...