História Always - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor
Tags Kara Danvers, Karlena, Lena Luthor, Supercorp, Supergirl
Visualizações 113
Palavras 582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), LGBT, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Este capítulo apresenta os indícios do "atrito" da relação entre Kara e Lena.

Capítulo 3 - Blood Tears


Kara não pensa duas vezes em voar em direção ao local onde se encontrava sua amiga. Sequer materializou seu traje de Supergirl, se esquecendo completamente que voava sobre os céus de National City sob a identidade de Kara Danvers.

 - Lena? - grita Kara ao pousar sobre a sacada da cobertura da CEO, ainda com os olhos carregados com suas lágrimas.

 - Você? - indaga Lena em um tom surpreso.

 - Eu escutei o som de alguma coisa quebrando e pensei que você talvez pudesse estar ferida - responde a kryptoniana preocupada.

 - Você... Escutou? - pergunta Lena de forma irônica ao erguer uma de suas sobrancelhas.

 - Eu... Tô preocupada com você, Lena... - diz Kara de maneira doce e atenciosa.

 - Preocupada? Por que haveria de estar preocupada? - pergunta mais uma vez Lena em tom sarcástico.

 - Lena, eu...

 - Foi um prato que deixei cair e fez um pequeno corte em minha mão - completa ao interromper a kryptoniana.

Kara gentilmente caminha em direção à Lena, com um olhar culpado:

 - Posso...?

A Garota de Aço então toma a mão ferida de Luthor para si e, delicadamente, solta seu sopro congelante para estancar o ferimento e desinchar sua pele.

 - Sabe o que é mais inacreditável nisso tudo? - profere a CEO enquanto contempla a alien a tratar de sua ferida com todo o esmero - Sempre esteve diante dos meus olhos. Bem debaixo do meu nariz. E eu nunca fui capaz de enxergar...

 - Talvez você só não quisesse ver... - completa a kryptoniana com o olhar cabisbaixo.

 - É... Talvez. Obrigada, Supergirl. Sua presença não é mais necessária. - retruca Lena em tom apático.

 - Super... Girl? Lena... - diz Kara devastada.

 - Já disse que pode ir.

 - Lena... Eu ainda sou a Kara! Eu continuo sendo a sua Kara! - insiste enquanto se reaproxima de Luthor.

 - Não, Supergirl. Não é. Definitamente não é mais a mesma coisa! A minha amiga, Kara Danvers, sempre esteve ao meu lado! Sempre me apoiou, independentemente da situação! Você julgou minhas decisões baseada no meu sobrenome. 

 - Lena...

 - Por favor, saia.

 - Lena! Só me escuta, por favor...

 - Já disse o bastante.

Kara se mantém estagnada, com os olhos carregados.

 - Se você não sair neste exato segundo, eu chamarei a segurança. E acredite, eu tenho um estoque de kryptonita ao seu dispor. No final, não era exatamente isso que você temia? Supergirl...

Kara não se contém e desaba em lágrimas diante de Lena Luthor. A kryptoniana não havia chorado daquela maneira nem mesmo na noite em que seu planeta havia se transformado em poeira cósmica diante de seus olhos:

 - Como desejar, senhorita Luthor.

No momento em que a Garota de Aço desaparece entre as nuvens, Lena se mantém estática por alguns segundos, e logo desaba em soluços com a cena que acabara de vivenciar. Lena Luthor nunca sentira tamanha angústia em toda sua existência.

Ainda jogada ao pomposo tapete de sua sala, com seus olhos inchados e seu rosto completamente corado, sua atenção é desviada para seu telefone celular que vibra com uma mensagem: "Espero que tudo isso realmente valha muito a pena no final! Você acabou de me obrigar a rebaixar uma de minhas melhores funcionárias!"

Lena então responde à mensagem de imediato: "Você nunca será tão bem recompensada."

Eis que seu telefone celular vibra novamente: "Céus, Lena... Nunca te vi tão sádica."

Lena acrescenta: "Você ainda não viu nada."


Notas Finais


Prosseguirei com os seguintes capítulos de forma metódica e emocionante. Estarei sempre aberta à críticas e sugestões! Aguardem pelas atualizações. Obrigada!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...