1. Spirit Fanfics >
  2. Always (JJK- jungkook) >
  3. Dois

História Always (JJK- jungkook) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Hola baby's, como vocês estão? Cap já postado e boa leitura pra vocês docinhos!

Capítulo 3 - Dois


💮

-Bom, por que não deixamos pra nos conhecer melhor no bar hum? A qualquer momento pode chover

E assim que taehyung acaba de dizer isso um trovão é ouvido por todo o campus, fazendo judy que estava em minha frente se encolher pelo barulho repentino.

Rio pelo medo fofo da mesma

- Bom, ainda são 19:35 vamos sentar e esperar a chuva abaixar

Ele e ellie caminham até uns bancos que estavam no canto do pátio grande, eu ia caminhar até os outros mas percebo judy encarando a chuva forte que caia lá fora, continuo parado ao seu lado fazendo o mesmo que a mesma, porém, estava tentando procurar algo bom em minha mente pra iniciar uma conversa.

- quando eu era pequeno

Sua atenção é despertada e dessa vez ela passa a me encarar, prestando total atenção em mim, me sinto envergonhado por isso mas continuo a dizer sem transparecer minha vergonha

- eu costumava dizer que a chuva eram lágrimas de tristezas, que alguém estava triste e o céu estava chorando por ela, eu não gosto de chuva.

Ela sorri

- eu discordo, creio que a chuva não precise necessariamente representar apenas tristeza, ela pode ter outros significados e eu amo a chuva.

- tipo?

- tipo alegria

Me viro para a mesma franzindo o cenho

- não acho que a alegria tenha haver, a chuva sempre vem quando está um dia triste

- eu não sinto que estou triste

Ela retruca me encarando com seus olhos agora mais iluminados pelos raios que acabará de aparecer

-seus olhos dizem ao contrário

- deve ser impressão sua outra vez

- outra vez?

- sei quais foram suas primeiras impressões sobre mim, deduzi isso depois que me disse " eu não gosto de chuva"

- por que acha isso?

Dessa vez ambos sorriamos desafiador um para o outro

-ora! você mesmo disse que a chuva representa a tristeza

- aquilo foi mais uma metáfora

- então me diz, já que aquilo foi uma metáfora o que o clima de agora está te dizendo

Olho para frente sorrio grande para a chuva ainda forte caindo e fecho os olhos respirando fundo, sentindo o cheiro bom de areia molhada e ouvindo o barulho gostoso que é a chuva molhando os asfalto quente.

- agora sinto que estou feliz, e que o tempo está tão feliz quando eu, por isso Esta chorando

- então eu não me machucaria com a tristeza da chuva caso eu entrasse debaixo dela por muito tempo?

-claro que não, no máximo você sairia molhada

- e o sol? Eu me machucaria caso eu ficasse por muito tempo debaixo dele?

-onde quer chegar?

- você disse que a chuva é a tristeza e eu suponho que você ache que o sol é a alegria, mas se você ficar muito debaixo da chuva, apenas sairá molhado e se você ficar muito no sol, sairá queimado.

- a chuva te dará um resfriado

- um resfriado pode se curar em dois dias uma intersol não, depois da dor incomodante da queimadura, vem o descascar de pele, tenho certeza que ninguém gostaria de ficar com o corpo todo assim.

- bom, você é mais esperta do que eu imaginei

- sou observadora é diferente

Ficamos em um silêncio gostoso depois disso, eu conseguia ver o sorriso lateral dela, diferente de minutos atrás, ela parece confortável com minha presença agora, como eu.

Sem eu perceber ela começa a caminhar silenciosamente até os outros bancos do outro lado, me sento ao lado da mesma olhando para onde ela agora encarava

- seu amigo taehyung, ele é como você?

Seu olhar agora transmitiam curiosidade, e eu sorrio satisfeito pois estava com muita vontade de tirar as curiosidades dela, pois assim iniciariamos um outro diálogo que não seja a chuva e sua alegria/tristeza.

-com toda certeza não, taehyung é do tipo baladeiro, gosta de beber e de conhecer pessoas novas

-você não?

- prefiro ficar no quarto lendo um romance clichê e vendo filmes idiotas

- Não gosta de conhecer pessoas novas?

- Não

-mas eu sou uma pessoa nova

- eu sei

- Não disse que não gosta de pessoas novas?

- mas eu gosto de você

Olho em seus olhos com uma expressão séria, eu a conseguia ler através do olhar que transmitia muita coisa que seu corpo não transmitia, eu queria que ela pudesse fazer o mesmo, me ler através do olhar e perceber o minha real intensão com ela, eu não seria capaz de dizer de cara sobre isso, mas esperava que ela descobrisse apenas olhando meus olhos.

Ela parecia entender,pois suas bochechas ficam em um rosado mais escuro, seus olhos brilhavam e sua boca ficava ressecada de tanto ar que ela puxava por ela, nervosa eu diria, por conta da agitação de sua respiração, sem eu esperar ela me quebra totalmente com um sorriso ainda maior do que o de antes.

Seus olhos se fechando involuntariamente por conta disso e sua risada fina gostosa começar a ecoar de uma forma tímida e baixa, ela estava adorável daquela maneira e eu não conseguia deixar de olha-la daquela forma carinhosa, nunca me senti assim por alguém, muito menos por uma pessoa que eu conheci em menos de 20 minutos.

Mas ela é diferente, esse sentimento que florecia dentro de mim não era comum, nao era conhecido, eu nunca senti meu coração tão aquecido por um sorriso antes,como ele está aquecido agora pelo sorriso dela.

Eu não sei o que ela está fazendo comigo, mas por favor, continue.

- Eu acho que interpretei mal

Dizia ainda rindo e eu abro um sorriso de orelha a orelha por ela ter entendido meu sinal, mesmo eu tê-lo deixado tão claro.

Um vento frio entra pelo ambiente de uma forma forte, fazendo meus cabelos pretos voarem e bagunçar um pouco, a garota ao meu lado parecia com frio, pois juntou seus braços em volta de seu corpo como uma forma de tentar se esquentar.

-toma

Retiro meu moletom e a entrego que durante um tempo parecia com medo de pega-lo mais sem resistir acaba o aceitando

Ela veste o grande moletom preto percebendo o quão grande ele é comparado com seu corpo pequeno, ela sorri tímida juntando suas mãos umas nas outras as assoprando de leve, ela me olhava de canto, analisando minhas ações sobre ela.

- gostei da camisa

Junto As sombrancelhas em confusão e olho para baixo reparando na camiseta branca meio velha já ficando envergonhado por não ter colocado uma roupa melhor do que aquela, judy parecia se divertir com meu nervosismo de tentar melhorar a aparência da camisa.

-me sinto envergonhado por não ter me arrumando melhor para sair.

-tudo bem, você não queria sair tanto quanto eu, mas a nossa diferença é que você não foi obrigado a se arrumar por causa do seu amigo

- sinto que estamos sendo usados

-percebeu isso só agora?

Olhávamos para a cena dos dois na nossa frente quase se comendo ali mesmo, os dois pareciam sem vergonha alguma de ficarem de mãos bobas na nossa frente, sabendo que estávamos os encarando.

-os dois são iguais, ambos procuram apenas sexo

Ela diz fazendo uma careta estranha quando sua amiga subiu encima do colo de taehyung tirando a camisa dele, o negócio ia ferver aqui agora e eu só esperava que ninguém aparecesse, pois se alguém ver essa putaria estaríamos fodidos, pois o campus tinha toque de recolher e mesmo que não fosse proibido sair a noite daqui, era proibido ficar circulando ou brincando(se pegando) a noite nos corredores.

- essa chuva não parece que vai acabar tão cedo

- parece que o nosso "encontro" foi cancelado-Ela diz fazendo "ampas" com os dedos

- o deles parece ter apenas começado

Rimos alto dessa vez quando ellie praticamente pula do colo de taehyung com o celular na mão, ela se levanta começando a se arrumar e caminha até nos

-desculpe incomodar mas o meu pai acabou de me mandar uma mensagem dizendo que quer falar com nós no dormitório

Judy se levanta me encarando logo após a amiga sair indo até taehyung provavelmente se despedindo.

-então...

- pois é

- te vejo por aí?

-claro, não vejo a hora de te vê

Não vejo a hora de te vê? Não tem algo melhor pra dizer Não? Eu sou muito idiota

- tchau jeon

- tchau...

Ela se afasta de mim correndo junto da amiga até os elevadores sumindo de vista, fazendo meu coração se acelerar de animação, taehyung coça a garganta do meu lado colocando os braços nos meu ombros.

- então, o que me diz? O que achou dela?

- eu não tenho palavras pra descrever como estou agora então, muito obrigado por me obrigar a vir

- disponha que bom que gostou dela, por que eu amei a companhia da allie, até peguei o número dela e você sabe que é raro isso

Arregalo os olhos batendo com a mão na minha testa, me martilizando mentalmente pela minha burrice novamente, eu sou um fracasso e o mundo conspira ainda mais contra mim, eu achei a garota mais incrível do mundo, passei quase meio hora ao lado dela tendo a melhor conversa do mundo, que mesmo que simples, fez meu corpo todo se acender com uma nova esperança que acabara de fugir de meus dedos.

- eu sou muito burro

- por que?

- Eu me distrai tanto com ela, que esqueci de pedir o número dela, ela deve estar achando que eu não gostei dela e que não estou interessado

-ou talvez ela não esteja se importando por que achou você um nerd super chato

-valeu! Aumento minha confiança

Reviro os olhos com um sorriso falso e sarcástico no rosto, caminho até os elevadores largando o moreno pra trás.

Eu só me pergunto como vou criar coragem suficiente pra pedir o número dela agora

💮




Notas Finais


Opa espero que gostem!

ありがとうございます。


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...