História Always Snape - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Argo Filch, Dobby, Draco Malfoy, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Harry Potter, Hermione Granger, Lílian Evans, Lílian L. Potter, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Merlin, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Personagens Originais, Remo Lupin, Rúbeo Hagrid, Salazar Slytherin, Severo Snape, Sibila Trelawney, Sirius Black, Tiago Potter, Tiago S. Potter
Tags Always, Draco Malfoy, Harry Potter, Imagine, Lucius Malfoy, Severo Snape, Severus Snape
Visualizações 113
Palavras 2.506
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu to postando q nem uma louca a fic kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk mas eh isto rsrsrs faltam uns 19 caps ... Eu acho. Então aproveitem

Boa leitura 💚🐍💚🖤💜🖤💜

Capítulo 11 - Aulas de vôo


Fanfic / Fanfiction Always Snape - Capítulo 11 - Aulas de vôo

            { POV [s/n] }

Eu acordei esta manhã sem ter nenhuma crise, isso é um pouco estranho, pois, quando eu não via o Severo... Eu tinha longas crises, mas quando eu o vi, não tive crise nenhuma... Eu nunca vou entender essas coisas. Bom, eu estou andando no corredor, olho para frente e vejo o Draco sentado olhando para mim. Caminho em sua direção mas de repente uma nuvem negra bloqueia o meu caminho. Eu sinto meu corpo ir ao chão, mas logo me vejo em pé de novo.

- o que que... - eu olho para cima ainda passando a mão na cabeça e vejo o dono dos meua pensamentos - Professor Snape... - Mas que droga! Será que todo dia agora eu vou esbarra nele?

- Vejo que a senhorita não vai se cansar de entrar no meu caminho - Ele sorri sarcasticamente

- Oras... Eu não entrei no seu caminho, foi voce que... - Eu sou interrompida

- Calada! Chega de faltar com respeito seu professor, senhorita [s/n] ! - Ele me olha e depois desvia o olhar. Eu engulo seco. Seu olhar se volta para mim e ele parece ter tido uma ideia que o divertiria - Está de detenção senhorita.

- Mas o que ? Por que ? - Eu pergunto com os olhos arregalados - Eu não... - Mais uma vez sou interrompida

- Sua detenção começa amanhã - Ele arquea a sombrancelha

- [s/n], você ta bem ? - Draco chega e põe a mão no meu ombro - O que aconteceu ?

- estou, estou sim. - Ele dou um sorriso fraco - Eu e o professor Snape acabamos nos esbarrando sem querer, e agora ele quer me dar uma detenção - Draco vira com um olhar furioso para Severo

- Você não pode fazer isso, Severo - Draco fala irritado

- Eu posso fazer sim, porque sou um professor. - Ele fala enquanto se abaixa na altura de draco. Seu olhar se volta para mim - E se a senhorita continuar reclamando... suas detenções serão multiplicadas - Ele diz isso e sai de perto de nós.

- Maluco ! - Eu digo ajeitando minhas vestes

- O que deu nele ? - Draco diz ainda olhando para o Severo que se afasta - ele nunca age assim com um sonserino

- Eu não sei Draco... - Eu sei bem o porque do Severo estar agindo assim,mas... Não acho que seja bom contar ao Draco. - Bom, vamos pra aula dr DCAT ? - Eu digo com um sorriso

- Vamos - Draco pega na minha mão, e isso me faz lembrar do Severo... Será que qualquer coisa vai me fazer lembrar desse idiota?

{ POV Snape }

Não vou mentir que entrei no caminho da [s/n] de propósito. Não quero ver ela com o Draco... e até que foi bom, pois, agora ela está de detenção e passará bastante tempo comigo.

Eu estou na minha sala, preparando uma poção de Amortentia. Quero ver se qual a fragrância que a [s/n] vai sentir... chego perto da poção e sinto o mesmo cheiro de orquídeas, flores brancas, camomila e... Um pouco do perfume do Draco... Eles estão perto um do outro, Moleque desgraçado, estragando o cheiro da minha [s/n]. Enquanto estou explodindo de ciúmes e escuto alguém bater na porta.

- Pode entrar - Digo de forma fria

- Snape - Ouço meu nome sendo dito por uma voz que faz meus ouvidos doerem. Isabella Mestrande. Ela está sendo bem insistente em querer ter algo comigo, mas ela só quer aprender as coisa que eu sei muito bem...artes das trevas... e acha que eu a ensinaria tudo e muito mais se me encanta-se por ela... pobre cabeça oca, eu já sou apaixonado por outra pessoa: Minha [s/n]

- O que quer? - digo sem me virar para ela

- Eu vim conversar um pouco com você - Sinto sua voz chegando cada vez mais perto. Então ando para longe dela. - Que poção é essa ? - Diz com uma voz forçadamente doce

- Amortentia - Digo seco e ríspido

- Ah sim... Amortentia - Ela chega perto do caldeirão - Eu sinto um cheiro gostoso.

- Bom pra você, pena que não te perguntei nada - Digo me virando para ela.

- Nossa Snape... mesmo que não tenha perguntado, eu senti seu cheiro - Eu olho fixamente em seus olhos, mentirosa! Ela sente o próprio cheiro.

- Se você me dar licença eu tenho que terminar algumas coisas antes da próxima aula... - Digo tentando tira-la de perto de mim, me sinto desconfortável perto dela. O cheiro dela, a voz, o olhar... Tudo me inoja

- Ora Snape... Não vai me dizer que ficou com vergonha, vai? - Ela diz se virando pra mim e colocando a mão no meu peito.

- Eu fiquei com nojo e pena de você. Creio que já tenha dito que não quero nada com uma mulher como você. - Digo calmamente

- Seu grosso idiota - Ela diz se virando e indo embora. Graças a Merlin.

Alguns minutos se passam e chega finalmente a aula da turma da [s/n]. Todos entram e eu a vejo de mãos dadas com o Draco... meu sangue ferve mas eu não deixo transparecer. Ela se senta na cadeira e coloca seus materiais na mesa, seu olhar se torna meu e vejo que sua respiração fica um pouco ofengante... e meu coração fica acelerado. Desvio o olhar rapidamente e dou seguimento a aula.

{ POV [s/n] }

Eu estou um pouco nervosa, essa é a primeira aula com o Severus depois de tudo que aconteceu.

- Temos aqui uma poção muito perigosa. Alguém tem algum palpite de qual possa ser ? - Ele diz com suas mãos apoiadas na mesa e olhando fixamente para a sala. Hermione levanta a mão e ele a ignora - Ninguém ? Ótimo. - Coitada da Hermione, mas não evito dá uma risadinha. - Senhorita [s/n], já que para você a aula parece engraçada, por que não vem aqui para uma pequena demonstração? - Ferrou ! Eu me levanto com um pouco de medo e me direciono até a frente do caldeirão. - Por favor, sinta o cheiro que sai da poção

- O-okay - Eu digo e engulo seco. Aproximo meu nariz da fumaça que sai da poção... Céus... É o cheiro do Severo? Esse cheiro me faz ter muitas lembranças dos nosso momentos juntos. As aulas em que ficava admirando ele, nosso primeiro beijo, o encontro no lago, nossa primeira vez... Eu sinto um arrepio tomar conta de mim

- A senhorita não sabe identificar cheiros, Senhorita [s/n] ? - Ele diz com os braços cruzados.

- D-desculpe, professor... não sou muito boa detalhando cheiros - eu digo ainda de cabeça baixa, com o nariz perto da poção... não quero para de sentir o cheiro dele.

- Então diga de quem é o cheiro - Ele diz rispidamente. Eu engulo seco... mas não vou dizer na frente de todos que o cheiro é dele.

- Do Draco... - Sinto todos rirem. E vejo Severo fechar o punho... Provavelmente está com ciúmes. - Posso voltar ao meu lugar professor ? - Eu digo ainda de cabeça baixa

- Pode... - Ele diz frio. Dou meia volta e sento no meu lugar.

- Tenho certeza que também sentiria o seu - Draco me diz bem baixinho e me dá um beijo na bochecha.

- Draco! - Eu escuto o Severo chamar o Draco, mas não olho para ele.

- S-sim? - Draco diz um pouco nervoso

- Sente aqui na frente por favor - Ele com certeza viu o beijo que o Draco me deu

- Mas por... - Draco é interrompido

- Agora Draco - Severo diz firme

- Meu pai vai ficar sabendo disso. - Draco diz, sai do meu lado e se senta lá na frente. Eu aproveito e pego meu caderno de desenho e meu lápis de cera preto. Começo a desenhar o Severo, eu o olho de canto de olho para ter a referência do meu desenho. Quando eu acabo meu desenho, a aula acaba também. Eu pego um pedaço de papel e escrevo um bilhete. Eu pego o desenho e o bilhete, aproveito que o Severo está de costas e ponho o desenho na mesa. Draco aparece atrás de mim e pegando na minha mão.

- Vamos jantar ? - Diz Draco

- Claro... - Eu digo um pouco nervosa, com medo que ele tenha visto o desenho. Olho para o Severo que não se vira para mim e depois para Draco dando um leve sorriso. Eu e Draco saimos da sala e fomos para o Grande Salão.

{ POV Snape }

Eu não consigo me virar para a [s/n], pois sei que ela vai está de mãos dadas com o Draco e só isso me deixa com bastante raiva. Eu sinto que eles já sairam da sala e me viro. Eu olho para minha mesa e vejo um papel, me aproximo da mesa... E vejo que é um lindo desenho, e é um desenho meu. Junto com um desenho tem um bilhete, eu pego e leio :

~ Senti um leve aroma amadeirado com essência de eucalipto, e um leve aroma de sândalo... havia também um pequeno e quase imperceptível aroma de cereja. Andou comendo torta de cereja ou colocou apenas para me testar ?

Ass : Seu docinho >•< ~

Essa garota... sabia que ela ainda me amava. Um sorriso surge nos meus lábios e eu sinto uma vontade imensa de ir atrás dela e beija-la, mas... sei que não posso fazer isso. Eu saio dos meus pensamentos quando me lembro que está na hora do jantar.

Desço as escadas rápido, estou ansioso para ver o rosto ruborizado da [s/n] ao me ver depois de ter me dado o desenho. Eu adentro no Grande Salão pela a entrada lateral. Sento em minha cadeira que está na frente da mesa da sonserina. Meu olhar vai direto para a [s/n] que está olhando para mim intensamente. Consigo ver que ela está se perguntando se eu gostei do desenho. Eu, sem liberar som, digo :

- Eu.Amei.O.Desenho. - Consigo ver um grande sorriso em seu rosto, não posso apreciar essa visão por muito tempo pois alguém me atrapalha.

- Oi Snape - Isabella diz forçando uma voz sensusal - Tome eu trouxa suco de abóbora para você. - Ela coloca o copo na minha frente, mas... eu sinto o cheiro da [s/n] vindo direto do copo. Essa mulher é muito burra? Como ela quer me dar amortentia ? Ela não sabe que a poção libera um cheiro específico para cada pessoa. Acho que essa desqualificada só sabe que quem ingere a poção se apaixona perdidamente por quem lhe deu. Idiota!

- Obrigado - Digo seco, mas não toco no copo.

- Filch! Filch! - Escuto um dos Weasly chamar o Argo.

- O que você quer garoto ? - Argo diz, ele está asqueroso como sempre

- Tome, está uma delícia - O Weasly entrega um pedaço de carne para o Argo.

- Muito obrigado garoto - Argo pega o pedaço de carne e ingere. Seu rosto se contorce e ele põe a língua para fora - QUENTE QUENTE ! - Ele grita e todos do salão direcionam seu olha para ele. Vejo ele vindo em minha direção e pegando o copo com a poção - QUENTE QUENTE ! - Ele ingere o suco e coloca o copo de volta na mesa. Ele está recuperando o fôlego, quando tem uma parada repentina e olha para a Isabella - Senhorita Mestrande, você está linda hoje - Eu me mantenho neutro, mas por dentro estou me divertindo muito com essa situação.

- Ah não... - Mestrande diz um pouco nervosa. Ela se distancia devagar de perto do Argo

- Senhorita venha aqui por favor - Ele saí de frente da mesa e corre para a Mestrande.

- Sai daqui - Ela sai correndo para fora do Grande Salão e o Argo vai atrás dela. Todos no salão riem da situação.

- O que aconteceu, Severo ? - Minerva se curva na minha direção e sussura

- Eu não sei - Falo sem olhar para ela, estou ocupado. Vejo a [s/n] rindo e ela fica muito bonita.

- Ela tem um sorriso lindo, não é Severo ? - Alvo aparece atrás de mim e sussura no meu ouvido.

- O mais lindo que eu já vi - Eu falo sem perceber o que digo, estou hipnotizado pela meu docinho. Eu escuto Alvo rindo e saio do meu transe - Olha o que você me faz falar, velhote. - Eu falo um pouco irritado

- Sinceramente Severo, você falou do fundo do coração. - Minerva diz ingerindo um pouco de suco de abóbora

- Até você Minerva? Vai entrar nesse joguinho idiota e sem nexo do Alvo ? - Eu falo olhando para ela um pouco frio

- Não estou jogando jogo nenhum, Severo. Apenas estou falando o que eu vejo. E eu te vejo apaixonado. Ela sorri olhando para mim

- É tão perceptível assim? - Eu digo com a sobrancelha arqueada.

- Só pra quem o conhece bem - Alvo diz atrás de mim - Com licença - Dumbledore vai até a frente e dá permissão para que todos possam comer.

~ Dia seguinte ~

{ POV [s/n] }

Eu ando até fora do castelo, seria a primeira aula de vôo. Quando eu chego lá a professora Mestrande me olha com um olhar furioso. Eu apenas olho para baixo e vou para tenda pegar minha vassoura. Harry vem junto comigo pegar sua vassoura. Ao adentrar na tenda vejo o Flich segurando minha vassoura.

- O que está fazendo, Filch ? - Eu digo com a sobrancelha arqueada e com os braços cruzados. Ele se vira um pouco assustado.

- E-e-eu s-só est-tava pegando e-ela do c-chao - Ele gagueja bastante, está bem nervoso - Desculpe por ter derrub-bad-do

- Sai da minha frente, Argo - Eu digo um pouco irritada.

- Sim, senhorita - Ele coloca a vassoura nas minhas mãos e me viro o vendo sair da tenda.

- Estranho - Franzo o cenho e olho para Harry.

- Muito estranho - Diz Harry. Harry pega sua vassoura e vamos para aula.

- Vamos começar a aula de vôo - A professora começa a falar - Sei que alguns aqui já sabem como controlar suas vassouras, sim? - Harry, Draco, Rony e outros alunos levantam as mãos - Ótimo, agora os que não sabem... Por favor, dêem um passo a frente - Eu, Luna, Hermione e alguna outros poucos alunos fomos a frente. - Muito bem, é simples, apenas subam em suas varinhas - Nós fazemos o que a professora fala - E dêem um impulso para cima - Quando faço isso, subo bem alto e vejo que Luna também. A professora grita - Agora podem voar - Eu sorriu e voou até próximo do castelo, estou tão feliz voando, sentindo a brisa nos cabelos. Eu dou ordem a varinha para que ela volte para perto dos outros alunos, mas ela não me obedece. De repente sinto meu corpo se chocar com um muro do castelo e meu corpo cair em queda livre. Depois, tudo escuro.


Notas Finais


Rip [s/n] kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...