História Always Snape - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Argo Filch, Dobby, Draco Malfoy, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Harry Potter, Hermione Granger, Lílian Evans, Lílian L. Potter, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Merlin, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Personagens Originais, Remo Lupin, Rúbeo Hagrid, Salazar Slytherin, Severo Snape, Sibila Trelawney, Sirius Black, Tiago Potter, Tiago S. Potter
Tags Always, Draco Malfoy, Harry Potter, Imagine, Lucius Malfoy, Severo Snape, Severus Snape
Visualizações 80
Palavras 2.907
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Penúltimo cap 🤧🤧🤧🤧


Boa leitura 💚🐍💚

Capítulo 27 - Avada Kedrava


Fanfic / Fanfiction Always Snape - Capítulo 27 - Avada Kedrava

             { POV Snape }

- Eu levo ela - Pego a [s/n] em meus braços. A garota desmaiou depois que lancei um obliviate contra ela, pelo menos ela não vai lembrar de nem plano ou estratégia.

- Muito bem, nós vamos na frente - Sirius diz e os quatros vão para fora do meu quarto.

Depois de alguns minutos eu também vou para fora do castelo, e de lá aparato para a floresta onde está a cabana do Lucius. Assim que chego lá, [s/n] desperta.

- Onde estamos ? - Ela diz esfregando os olhos e com uma voz de sono

- Estamos na Rússia - Digo colocando ela no chão.

- Já chegamos ? - Ela me olha espantada

- Sim... e eu vou ter que ir embora... - Digo e vejo ela ficar triste

- Vai me deixar sozinha ? - Ela franze o cenho tristemente. Eu me aproximo dela e a beijo docemente.

- Até depois, docinho - Passo a mão em sua bochecha e a aperto. Olho para seus olhos novamente e deu um sorriso de canto e então aparato para perto dos outros. - Espero sinceramente que eu não me arrependa de confiar em vocês - Digo ranzinza

- Fique calmo, Severus. Vai dar tudo certo, é só seguir o plano. - Lupin diz e eu bufo. Torno a olhar para a [s/n], ela me parece hesitante.

{ POV [s/n] }

Eu sinto um medo tomar conta do meu corpo. Severus realmente não viria me salvar dessa vez... Acho que começo a me arrepender disso, mas... Não vão deixar o Lucius matar o Draco. Eu olho para trás e vejo a cabana, caminho em sua direção. Um vento frio faz os pelos do meu braço se arrepiarem. Esfrego as mãos no braço para me aquecer.

- Sabia que você era uma garotinha boazinha, querida - Lucius aparece na porta da cabana com um sorriso sinico nos lábios. Atrás dele saem algumas pessoas vestidas com capas pretas e com máscaras ornamentadas... Comensais

- Sério ? Comensais ? - Digo cruzando os braços.

- O que ? Algum problema ? - Ele fala ironicamente - Pensava que não tinha problema com comensais... Não vi nenhum problema seu com o Severus - Lucius me olha com a sobrancelha arqueada e um sorriso de canto. Ele se aproxima de mim e passa a mão pelos meus cabelos. - Eles são nosso convidados - Lucius sussura em meu ouvido

- Convidados ? Convidados para o que ? - Digo ainda parada no mesmo lugar.

- Nosso casamento, querida - O que ? ELE SÓ PODE ESTAR LOUCO

- O QUE !? - eu só posso estar tendo um pesadelo

- Surpresa ? - Eu aceno positivamente - Melhor ainda... mas, você vai adorar. - Lucius se aproxima de mim e me segura pelo braço - Por que não vai se trocar ? Comprei um lindo vestido para você, meu amor - Ele sorri maleficamente e então me leva para dentro da cabana. Lucius para quando chega na sala - Vocês quatro - Quatro comensais que estavam na sala olham para Lucius - Fiquem lá fora, vamos garantir que ninguém entre de penetra na festa - Lucius ri e os quatro o obedecem. Eu começo a ser levada para o andar de cima.

- Onde está o Draco ? - Digo enquanto Lucius me leva para o quarto

- Não se preocupe com ele. - Lucius abre a porta e nós entramos no quarto - Ele está bem, e vai continuar, só vai depender de você, querida. - Eu reviro os olhos quando ouço o apelido idiota que ele me deu. Olho para o lado e vejo um manequim com um vestido branco. - Gostou ? - Lucius se aproxima de mim e me abraça por trás

- É bo-bonito - Eu digo saindo de seus braços

- [s/n]... - Ele suspira - Me desculpe por ter sido muito agressivo - Ele diz sem olhar para mim - Eu só fiquei nervoso e irritado quando você me desobedeceu e fugiu - Lucius olha para mim - E... Temos que ter uma boa relação, não acha? - Ele volta a se aproximar de mim - Vamos passar o resto da vida juntos, e se todas as vezes que eu chegar perto de você - Ele se aproxima ainda mais e eu dou passos para trás. Lucius suspira - você se afastar de mim... Vai ficar difícil.

- Você não precisa encostar em mim para ter uma convivência razoável - Digo seca - Então, não toca em mim - Eu passo pelo seu lado e fico de novo na frente do vestido.

- [s/n]... - Lucius suspira de costa para mim. De repente escuto ele rir de uma forma assustadora. Lucius se vira e me empurra para a parede - Acha que pode fazer alguma exigência aqui ? - Ele diz rindo - Sou eu que mando, garota. - Eu o olho com desprezo - Apenas confie em mim - Lucius me olha nos olhos e dá um sorriso de canto - Posso ser bem melhor que o... mestiço - Ele se refere ao Severus com desprezo

- Eu não te dei permissão para entrar na minha mente sabia ? - Digo irritada

- Já já vai me dar permissão para fazer qualquer coisa. Será minha esposa - Lucius sorri e me solta. Ele vai em direção a porta - Se vista rápido - Ele abre a porta e depois olha para mim - E para poupar seu tempo, já tomei as devidas precauções para que você não fuja de novo - Ele sorri debochado e sai do quarto. Eu bufo de raiva. Sinceramente, espero que o Severus esteja brincando e venha me tirar daqui.

{ POV Snape }

Pouco tempo depois que a [s/n] entrou na cabana, saíram quatro comensais.

- Perfeito ! - Black exclama do meu lado.

- Venham, cada um ataca um e nós pegamos os disfarces. - Lupin diz andando para perto dos quatro.

- Petrificus Totalus ! - Nós quatro lançamos o feitiços contra os comensais e eles caem duros no chão. Vamos em sua direção e vestimos suas roupas.

- Okay, terminei de amarrar eles - Sirius diz e eu vejo os quatro amarrados com a boca tampada.

- Muito bem, agora vamos esconde-los - Lupin diz apontando a varinha para eles.

Após esconde-los, voltamos para suas posições.

- Viram algum movimento ? - Aparece outro comensal nos indagando.

- Não. Acho que eles não vão regastar a garota - Lupin diz imitando a voz da pessoa que ele está vestindo.

- Okay. O Malfoy mandou vocês entrarem. - Ele suspira - Ele ta maluco, sabia ? Fazendo a gente perder nosso tempo aqui. Pelo menos está pagando muito bem

- Claro... - Eu digo e nós entramos. A cabana em seu interior esbanja luxo. Há objetos caros e móveis excelentes por todo o lado. Comidas e bebidas efeitam a enorme mesa no canto da sala, e um lindo bolo de casamento está no centro da mesa. Há um altar no centro da sala e algumas cadeiras estão na sua frente... Ele realmente vai se casar com ela ? Lucius precisa de um sério tratamento médico. Eu, Minerva, Sirius e Lupin nós dirigimos ao nossos lugares. Para ser sincero, eu me sinto bem desconfortável com essa situação de ficar do lado desses dois idiotas, mas se eles me ajudarem a resgatar a [s/n] por mim tudo bem.

{ POV [s/n] }

Eu estou pronta. Sinto uma dor tão grande no peito, só de pensar no que está acontecendo fico triste.

- Você está maravilhosa - Lucius parace na porta do quarto com uma roupa de gala

- Obrigada - Digo engolindo seco - Onde está o Draco ? - Lucius revira os olhos

- Já disse que não é para se preocupar com ele - Lucius parece irritado

- Eu quero ver ele - Eu cruzo os braços

- Depois você fala com ele. Vamos logo, quero me casar com você o mais rápido possível. - Lucius se aproxima e começa a me puxar pelo braço.

- Eu sei andar sozinha, sabia ? Não precisa me puxar toda hora - Digo com raiva

- Eu sei, mas é mais rápido fazer isso. - Ele diz enquanto desce as escadas comigo. Todos os comensais que eu vi quando cheguei estão sentados na frente do pequeno altar no meio da sala. - Por favor, passe os votos e apenas vamos assinar o documento - Lucius sussura para o oficial do ministério.

- Sim, senhor Malfoy - O homem ajeita sua roupa e então olha para frente. - Bom, senhores e senhoras, estamos aqui para comemorar a união do senhor Malfoy e a senhorita [s/n] - Lucius me dá um sorriso e eu desvio o olhar. - Onde estão as alianças ? - O homem indaga a Lucius.

- Aqui - Lucius solta minha mãos e pega uma pequena caixinha vermelha de velúdo. Ele abre a caixinha e lá está duas alianças com serpentes cravadas. Lucius retira a aliança com menor aro e pega minha mão. - Eu recebo você como minha esposa, querida - Ele sorri e coloca o anel em meu dedo. Eu olho para ele com desprezo e ele aperta bem forte meu pulso. Pego a outra aliança e coloco sem seu dedo

- Eu recebo você com um otari...meu esposo - Faço isso de propósito e algumas pessoas presentes riem. Lucius as olha furioso.

- Podem assinar o documento - O homem coloca o documento em cima da mesa e estende um caneta para Lucius.

- Seja bem-vinda a família, senhora Malfoy - Lucius diz assinando o papel. - Tome - Lucius estende a caneta para mim após terminar de assinar. Eu engulo seco e me curvo hesitante para o papel. Coloco a ponta da caneta no documento e fecho os olhos.

- Experlliarmus ! - Alguém lança o feitiço na caneta, que voa para longe. Eu olho para a porta e vejo O HARRY POTTER!

- O que você pensa que está fazendo, Potter !? - Lucius parece completamente furioso

- Não vou deixar você casar com ela, seu imbecil ! - Harry exclama e lança um feitiço em Lucius, mas ele desvia.

- Não se eu te matar antes. Avada Kedrava ! - Lucius lança o feitiço contra Harry, mas um comensal entra na frente e bloqueia o feitiço.

- O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO, IDIOTA ? - Lucius grita com o comensal

- Sabe... - O comensal tira o capuz e a máscara - Eu concordo com o Potter... Não vai se casar com a minha [s/n] - Severus diz debochado

- SERVERUS !! - Eu vou em direção ao Pálido mas sinto uma mão me puxar.

- Ah mas você não vai me impedir de nada, Snape - Lucius começa a me puxar para fora da sala - ATAQUEM ELES ! - Lucius dá ordem para que os outro comensais ataquem o Trio de ouro e o Severus.

- Agora sim começou a festa ! - Sirius retira a máscara e o capuz.

- Eu não sei se vai ser uma festa divertida, almofadinhas - Lupin diz e engole seco.

- Vamos, todos juntos ! - Minerva diz e eles formam um círculo. Estão todos aqui ! Eu não acredito!

- Vem, garota ! - Lucius continua me puxando para a escada.

- Me solta!! - Eu me debato em seus braços

- Não mesmo! - Lucius me coloca no ombro e me leva para o quarto.

- Toma aqui - Lucius tira um frasco do bolso e enfia o líquido em minha boca. - Engole! - Ele segura minha boca e eu não tenho muitas opções sem ser engoli. Lucius pega a minha varinha da minha mão.

- ME SOLTA LUCIUS! - eu grito com raiva

- Claro! Agora, suma daqui ! - Ele lança um feitiço em mim e de repente me vejo em outro lugar.

{ POV Snape }

- Severus! Vai atrás dela! - Minerva grita para mim enquanto lança um feitiços contra os comensais.

- Okay ! - Eu vou na direção da escada, mas três comensais ficam na monha frente.

- Avada Kedrava ! - Eles lançam o feitiço contra mim.

- Hoje não - Eu saio do caminho voando e vou para o topo da escada. - Cruciatos ! - Lanço o feitiço contra os três, que se contorcem no chão. Eu vou direto para os quartos do corredor de cima. Em qual quarto eles estão?

- ME SOLTA, LUCIUS ! - Escuto o grito da [s/n] vindo do último quarto do corredor. Eu vou correndo para lá

- Claro! Agora, suma daqui! - Escuto a voz de Lucius e assim abro a porta. [s/n] não está mais no quarto. - Parece que chegou tarde de mais, Severus - Lucius lança um sorriso sarcástico.

- Eu vou matar você - Vou em direção ao loiro e agarro seu pescoço. Ele também segura meu pescoço e eu o empurro. Lucius pega sua varinha e aponta para mim. - EXPERLLIARMUS! - Eu lanço o feitiço no loiro e ele voa, atravessando a janela e saindo da cabana. Me dirijo até a janela e o vejo estirado no chão tentando se levar. Pulo da janela, por não ser uma altura muito grande, não sofro nenhum dano. - Vamos, Lucius. levante-se ou prefere dormir? - Digo irônico

- Eu vou acabar com você, Snape - Ele se levanta com dificilmente

- Dá pra ver - Dou um riso debochado

- Ainda não está com ela a salvo, Severus... - Ele dá um brevo riso enquanto limpa o pouco de sangue em sua boca - Ainda não ganhou essa batalha.

- Mas irei - Digo e aponto minha varinha para o loiro

- Tenho meus truques, Snape - Lucius dá um sorriso sinico e também entra em pose de combate.

Nós começamos a lançar feitiços um contra o outro. Lucius continua com o sorriso sinico no rosto... Isso não é um bom sinal, ele está tramando algo.

- O que você planeja, Malfoy ? - Pergunto desviando o feitiço que o loiro lançou contra mim e lançando em sua direção.

- Acha mesmo que vou estragar a melhor parte do show ? - Ele ri e desvia o feitiço - Vamos rir no final, Severus... Quer dizer... eu irei - Ele arqueia a sobrancelha e lança um feitiço.

{ POV [s/n] }

O lugar é extremamente escuro. Passo a mão na parede em busca de um interruptor.

- Ficaria bem mais fácil com a minha varinha - Digo bufando. Sinto minhas mãos acharem o interruptor e eu o ligo. O ambiente se torna menos escuro, a lâmpada é bem fraca mas já ajuda. Eu começo a andar pelo local, que se parece com um porão. - Ta frio - Eu passo as mãos nos braços. Eu continuo andando e bato meu pé em algo no chão. - Ai - Digo e tento olhar para o que está no chão. - Que ótimo, bati em um sapato... - Eu digo e franzo meu cenho - Mas por que doeu tanto para um simples sapato ? - Me aproximo do sapato e vejo uma meia... Percebo que tem um cobertor sobre eles e o puxo - Meu Merlin... - Digo pausadamente e ficou com a boca aperta. Meus olhos se arregalam. Eu não acredito no que vejo... - Draco... - O corpo quase sem vida do garoto está estirado no chão.- Draco...- Eu tento levantar o garoto, mas seu corpo está muito pesado. Lágrimas escorrem dos meus olhos. Eu não consigo acreditar que Lucius possa ter feito isso com o próprio filho... Ele é um monstro. - Draco... - Eu estendo a mão e passo pela bochecha do garoto. Eu engulo seco ainda chorando. - Eu vou matar o Lucius - Digo entre os dentes. Eu olho para minha mão e ela começa a se transformar. Minhas roupas também começam a mudar, meu cabelo começa a crescer e a ficar platinado. Eu me levanto e sinto que estou mais alta. Olho em volta e percebo que há um espelho na parede. Me aproximo do espelho e engulo seco... Eu virei o Lucius... Como isso aconteceu ?

~_- Vem, garota ! -_

_- Me solta!! -_

_- Não mesmo! -_

_- Toma aqui - Lucius tira um frasco do bolso e enfia o líquido em minha boca. - Engole!_~

Eu me esforço para lembrar do que estava escrito no rótulo do frasco.

~ _Polissuco_ ~

É claro, ele me deu polissuco. Mas... Por que ? Por que ele fez isso ? Será ele quer confundir o Severus ?

Eu não consigo ter muito tempo para pensar, começo a escutar alguns barulhos. Me aproximo de onde está vindo o barulho e vejo que a um alçapão. Começo a força as portas do alçapão para cima, mas ele não abre. Eu olho mais atentamente e vejo que o alçapão está amarrado com uma corda. Rapidamente eu desfaço o nó e consigo abrir o alçapão. Com um único impulso eu saio do porão e continuo ouvindo barulhos de feiticos sendo lançados. Eu olho ao redor e vejo que ainda estou na cabana... quer dizer... Estou do lado de fora dela. Ando para a fonte do barulho e vejo o Lucius e o Severus batalhando.

- Acha mesmo que vou estragar a melhor parte do show ? - Lucius solta um riso desvia do feitiço que Severus lançou contra ele. - Vamos rir no final, Severus...- Lucius olha de relance para a minha direção - Quer dizer... eu irei - Ele lança um feitiço contra Severus. - Avada Kedrava !! - Eu sinto meu coração se acelerar. Corro na direção dos dois e vejo Lucius aparatar quando chego perto dele.


Notas Finais


🤷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...