História Always Snape - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Argo Filch, Dobby, Draco Malfoy, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Harry Potter, Hermione Granger, Lílian Evans, Lílian L. Potter, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Merlin, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Personagens Originais, Remo Lupin, Rúbeo Hagrid, Salazar Slytherin, Severo Snape, Sibila Trelawney, Sirius Black, Tiago Potter, Tiago S. Potter
Tags Always, Draco Malfoy, Harry Potter, Imagine, Lucius Malfoy, Severo Snape, Severus Snape
Visualizações 102
Palavras 1.546
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu postei dois seguidos pq sim né, n vou deixar vcs com fogo pra ver o hot e demorar séculos pra postar 😊 então eh isto mesmo

Boa leitura 💜🖤

Capítulo 7 - Sex bomb


Fanfic / Fanfiction Always Snape - Capítulo 7 - Sex bomb

              { POV [s/n] }

Que droga, que droga. O Filch me pegou.

- Posso saber o que a senhorita esta fazendo aqui nos corredores depois do toque de recolher ? - Ele diz segurando meu ombro, e com a outra mão segura seu lampião. Eu fico muda. Não sei o que responder. - Responda - Ele aperta meu braço.

- Filch ! - E mais uma vez o salvador da pátria. Snape ! Eu juro que não me canso de ser salva por ele.

- S-Senhor Snape... - Ele se vira para o Sev. - Essa aluna el - Foi interrompido

- Sei muito bem quem é ela, o que fez e de qual casa é. E por saber de qual casa ela é, me sinto na obrigação de puni-la. Por favor, deixe que eu cuide dela. - Snape fala estendendo a mão para que o idiota do Filch me desse a ele. Filch coloca minha mão sobre a de Snape, não vou mentir que senti uma corrente elétrica subir pelo meu corpo. - Ótimo. Filch, vi outros alunos nos corredores do Grande Salão, cuide deles para mim. - Severo fala com uma voz rouca e grossa

- S-sim senhor - Filch sai correndo de uma forma engraçada. Eu solto um riso, mas logo ele se desfaz quando vejo a cara séria do Severo olhando para mim

- Você está maluca ? Eu disse para ir ao seu quarto, não? - Ele diz bem próximo de mim

- E eu fui...mas... - eu hesito - eu não consegui dormir porque tava pensando em você. Fiquei rolando de um lado para o outro da cama e não conseguia dormir. Era só você que vinha na minha cabeça, eu ... - Eu olho para ele - Eu precisava sentir você de novo - Coro.

- Aah [s/n]... - Ele dá um suspiro - eu também não consigo ficar longe de você. Eu estava andando pela escola para ver se me distraia, mas não conseguir. E quando eu te vi aqui, minha única reação foi vir corredo e te tirar das mãos sujas daquele Argo - Ele rosna

- Severo... eu... amo você - Eu digo, e algumas lágrimas caem dos meus olhos. Eu me sinto tão emocionada.

- Docinho... eu amo você também - Ele se aproxima ainda mais e me beija no meio do corredor. Nosso beijo é cheio de amor e paixão. Dentre todos os nossos beijos esse foi o mais ofegante, porém, não nos separamos quando o ar se fez ausente. Só queriamos nos amar intensamente. Ele me pega e me coloca contra a parede. Eu por impulso pulo em seus braço, e cruzo minhas pernas em seu corpo. Eu arfo quando sinto seu membro duro embaixo se mim. Severo começa a beijar meu pescoço, e eu deixo um gemido rouco sair.

- Severo... Nós estamos no corredor - Eu o alerto, oras... Alguém podia nos ver

- Tem como a senhorita para de atrapalhar todas as vezes em que estamos em momentos gostosos ? - Ele me diz um pouco ofegante

- Eu estava insinuando para que fossemos para outro lugar, e não para pararmos - Eu dou um sorriso enquanto tento recuperar o fôlego.

- Gosto assim... - Severo pega minha mão, e nós praticamente corremos até as escadas das masmorras. Só os nossos passos eram ouvidos no ambiente. Quando chegamos no topo, Severo volta a me beijar sedentamente. Eu volto a cruzar minhas pernas em seu corpo. Ele me encosta em uma porta, e eu giro a maçaneta. A porta se abre e nós entramos. Severo não para de me beijar, porém, com o mover das mãos a porta se fecha e tranca. Ele me põe de forma cuidadosa na cama e beija meu pescoço. Algumas velas se acendem quando ele movo sua mão.

- Onde estamos ? - Eu pergunto ofegante

- Não estamos no corredor - Ele continua me beijando e acariciando meu corpo.

- Severo... - Eu rio

- Estamos no meu quarto, docinho - Ele diz e morde levemente minha boca. -Você... Tem certeza que quer isso ? - Ele me pergunta olhando nos meus olhos

- Lógico que quero. É a coisa que eu mais quero na minha vida - Eu digo isso com o coração acelerado. Tudo o que eu quero na minha vida é viver com ele para sempre. Acordar ao seu lado, beija-lo, dividir meus sentimentos e minha vida com ele. E mudar meu sobrenome para Snape... Eu dou uma risadinha com esse último pensamento

- Se quiser, podemos muda-lo para Snape sim ... - O que ele disse ?

- O que ? - É como se ele tivesse lido minha mente

- Nada. - Ele tira sua capa, e logo depois tira a minha. Seus beijos se tornam cada vez mais intensos e selvagens. Ele começa a desabotoar o sobretudo, eu o ajudo com isso... São muitos botões. Quando finalmente nos livramos do sobretudo ele torna a me beijar. Severo começa a dar alguma mordidas em minha orelha e pescoço. Mais um gemido sai da minha boca.

- Severo - Eu solto um gemido quase suplicando para que ele fosse logo.

- Calma, meu amor. Vamos aproveitar cada momento. Apenas relaxe - Ele diz a última frase de maneira bem sexy enquanto sussura em meu ouvido. Eu apenas fecho os olhos. Ele tira minha blusa e aprecia a vista do meu busto. - Tão linda... - Ele suspira. Eu o puxo para mais um beijo, nossas língua dançam em uma harmonia perfeita. Fomos feitos um para o outro... Eu não quero que esse momento acabe nunca. Enquanto nos beijamos, as mãos ágeis do meu amado percorrem meu corpo e param em minha saia. Ele a retira com cuidado e então passa a mão pela minha coxa.

- aah - Eu solto mais um gemido, um gemido rouco. Ele aproveita e começa a beija meu pescoço novamente. Severo começa a traçar um caminho de beijos do meu pescoço até o vale que existe entre meus seios... Ele tira meu sutiã, e seus se voltam aos meus seios. Snape abocanha meu seio esquerdo enquanto acaricia o outro com a mão. Aquilo me faz soltar um gemido alto e cheio de tesão, ele também solta um gemido. - Você é maravilhosa, docinho. - Ele desce seus beijo até minha calcinha, esta ele retira com um pouco de pressa. Severo termina de tirar suas veste, mas não tira os olhos de mim. Ele então volta a se colar ao meu corpo, sua boca desce até minha intimidade. Ele começa a brincar com meu clitóris enquanto introduz dois dedos na minha intimidade.

- Snape - Meu gemido é intenso e rouco - Por favor - Eu suplico para que ele entre em mim, já não sabia se iria aguentar de tanta excitação. Ele nada disse, apenas continuava a fazer o que estava fazendo. A cada expressão que eu fazia ele olhava para mim. Eu já não aguentava mais de tanto prazer e então... Eu me desmanchei em sua boca... Nossa... que sensação maravilhosa. Meu coração está completamente desorientado, batendo tão forte que achei que fosse parar. Snape volta a beijar minha boca, e eu sinto que ele esta movimentando seu membro... Chegou a hora... a hora que esperei a tanto tempo.

-Eu amo você, [s/n]. - Ele diz antes de adentrar em mim. Eu solto um gemido de dor, e ele vai devagar. - Te machuqueu ?

- Não... Ta tudo bem - Digo ainda sentindo dor

- Relaxe, a dor já vai passar - Ele diz isso e volta a introduzir seu membro em mim. Ele começou com movimentos calmos e depois passou a acelerar. Enquanto estava dentro de mim, Severo não parava de gemer... Comigo não era diferente. Depois de um bom tempo de prazer, Severo acabou se desfazendo dentro de mim. Ele deitou ao meu lado e eu o abracei. Nós estamos nus em cima da cama de Severo. Estamos suados de tanto nos amar.

- Severo... Me diz que isso nunca vai acabar - Eu digo abraçada com ele

- Só vai acabar quando um de nós morrer - Ele diz com uma voz rouca

- Eu amo você, Severo. Amo, amo, amo, amo, amo -eu digo isso enquanto dou selinho nele. Eu não seu por que mas surgui um desconforto enorme em meu peito. - Nunca vai me deixar, não é? - Eu digo com um semblante triste

- Ei meu amor, não fique triste - Ele fala enquanto acaricia minha bochecha - Eu nunca vou deixar você, docinho. Eu a amo - Ele me beija novamente. Eu deito sobre seu peito e adormeço.

~ Ao amanhecer ~

{ POV Snape }

Acordo me sentindo muito feliz. Coloco a mão ao meu lado e não sinto [s/n]. Ela realmente tem o dom de sumir do nada, não é? Eu me levanto e olho para seu lado da cama e vejo um bilhete :

~ Meu amado, Snape

Eu voltei ao dormitório pois tive medo de que alguém notasse minha ausência. Queria dizer que essa foi a melhor noite da minha vida.

Eu o amo muito, Sev. Prometo nunca abandonar você, fique ao meu lado também.

Com muito carinho e amor, [s/n] ~

Eu dou um sorriso a cada palavra que leio. Essa menina é a minha vida...mas... Eu sinto uma dor no peito, uma dor nada agradável. Eu me sinto culpado.


Notas Finais


Queria compartilhar q minha amiga leu isso olhando pra minha cara e eu nunca senti tanta vergonha kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk masok


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...