História Always Snape - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Argo Filch, Dobby, Draco Malfoy, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Harry Potter, Hermione Granger, Lílian Evans, Lílian L. Potter, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Merlin, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Personagens Originais, Remo Lupin, Rúbeo Hagrid, Salazar Slytherin, Severo Snape, Sibila Trelawney, Sirius Black, Tiago Potter, Tiago S. Potter
Tags Always, Draco Malfoy, Harry Potter, Imagine, Lucius Malfoy, Severo Snape, Severus Snape
Visualizações 75
Palavras 1.400
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gnt n me matem por fazer o Draco como um tapado mas... Toda fic tem que ter o trouxa e o Draco foi o escolhido ( rsrsrsrsrs piadas)

Boa leitura 💜🖤💜🖤💜🖤🐍💚

Capítulo 9 - Quer namorar comigo ?


Fanfic / Fanfiction Always Snape - Capítulo 9 - Quer namorar comigo ?

            { POV [s/n] }

Eu acordo com um pouco de dor de cabeça. Eu abro meus olhos devagar, e mexo um pouco meu corpo. Consigo ver o senhor Malfoy na minha frente com um grande sorriso no rosto.

- Não faça muito esforço, minha querida - Ele fala com uma voz doce - Você está sentindo dores ? - Ele segura minha mão e acaricia meu cabelo

- Não senhor... - Eu falo com um sorriso fraco.

- Não me chame de senhor... Pode me chamar de Lucius. - Ele me da um sorriso de canto

- Okay, Lucius - Eu dou um sorriso e ele acaricia minhas covinhas - Me desculpe por ter feito isso na sua casa. Eu não sei o que deu em mim. Eu tive uma... - Ele me interrompe

- Não precisa se desculpar, está tudo bem. Só me prometa que não vai mais fazer isso sim ? - Ele diz ainda acariciando minha bochecha - Não faça muito esforço - Ele fala de maneira doce - Apenas relaxe - Essa última frase me fez lembrar do Severo... quando nós... eu deixo uma lágrima cair - Eii, não chore... Está tudo bem. - Eu sento na cama e o Lucius senta atrás de mim. Ele me dá um abraço e me puxa para que eu me apoie em seu corpo. - está tudo bem, está tudo bem - Ele diz enquanto faz carinho no meu cabelo. Eu nunca o vi tão carinhoso. Draco entra no quarto e dá um enorme sorriso.

- [s/n]!! - Ele corre e me abraça. Sinto o Lucius me soltando e levantando da cama. Eu retribuo o abraço do Draco... Eu fico feliz em ve-lo

- Draco... Você ainda continua me abraçando para me suforcar ? - Eu digo um pouco ofegante... Ainda estou muito fraca

- Desculpa - ele sorri para mim - Está chorando ? - Ele passa o dedo embaixo do meu olho, enxugando as lágrimas

- Sim... Mas já passou ... - Eu digo enxugando todo o molhando na minha cara - Obrigado por ter me ajudado Draco... - Eu dou uma olhada para Lucius e ele me parece um pouco bravo - Me desculpe de novo, Lucius - Ele me olha franzindo o cenho

- Já disse para não se desculpa, senhorita [s/n] - Ele diz se aproximando

- Se me deu permissão para chama-lo de Lucius, pode me chamar apenas de [s/n] - Eu dou um sorriso para ele

- Claro, [s/n] - Ele dá um sorriso - Está com fome ? - Ele diz isso e meu sorriso se desfaz

- Eu não como a muito tempo, porém, não sinto fome - Eu digo abaixando a cabeça

- [s/n]... - Draco suspira e levanta minha cabeça - Coma um pouco, tente pelo menos - Ele diz um pouco triste

- Okay... Vou tentar - eu dou um sorriso fraco

- Vou buscar sua comida lá embaixo - Lucius diz enquanto se dirige para a porta do quarto

- Obrigada, Lucius - Eu falo docemente

- Não há de que, [s/n] - Ele acena com a cabeça e sai do quarto. Eu volto meu olhar para Draco.

- Eu fiquei muito preocupado com você... - Ele me diz se aproximando de mim - Eu fiquei desesperado, com medo de que acontecesse alguma coisa - Eu dou um sorriso para ele - Quando o Severo chegou eu mal conseguia falar - O QUE? O SEVERO ESTEVE AQUI?

- O que? O Severo esteve aqui ? - Eu fico com os olhos arregalados

- Sim... Esteve, ele veio trazes a poção de cura para você - Draco diz calmamente

- E qual foi a reação dele quando me viu ? - Eu pergunto um pouco nervosa só de imaginar Severo no mesmo cômodo que eu

- Eu não sei, eu não estava no quarto. Mas quando ele soube que era você, subiu as escadas correndo. - Meu coração se acelera ao ouvir isso. Ele ficou preocupado. - Por que ? - Draco arquea a sobrancelha

- Faz tempo que não vejo ele. Queria saber se havia se preocupado, só isso - Eu digo calmamente. Draco vem para trás de mim. Eu deito sobre seu corpo, ele coloca suas mãos sobre minha barriga e eu começo a mexer nos seus dedos - Você ficou bravo comigo depois da sala comunal ?

- Eu não. Mas achei que não queria olhar mais na minha cara - Ele diz tirando um braço sobre minha barriga e alisando meu cabelo. Eu dou uma risada fraca

- E não queria... mas depois eu perdoei você. - Ele rir também.

- Sabe... eu gosto muito de você [s/n] ... - Um clima rola entre nós dois e um viro minha cabeça para o Draco - Muito mesmo - Ele sussura. Quando eu e Draco íamos nos beijar, Lucius aparece e pigarreia.

- Com licença - Ele diz um pouco seco - Draco saía da cama dela, ela tem que descançar - Ele diz enquanto se aproxima da cama. Draco se levanta da cama - Aqui está, [s/n] - ele coloca a bandeja sobre mim. - Espero que se alimente bem... - Ele diz e dá um beijo na minha testa

- Pai... pode ir dormir se quiser. Eu posso ficar aqui cuidando da [s/n]. - Lucius olha para Draco e solta um sorriso debochado

- Da última vez que ficou para cuidar dela, ela se machucou... Draco - Ele pronuncia o nome do filho com sarcasmo. Draco engole seco

- Dessa vez não vou sair do lado dela. - Draco rebate

- Muito bem então - Lucius parece um pouco relutante perante sua decisão - Espero que cuide dela mesmo - Ele lança um olhar superior para o loiro menor. Então se vira para mim - Espero que durma bem, querida - Ele me dá um beijo na testa e sai do quarto. Draco fecha a porta e se senta na beirada da cama. Eu coloco uma colherada de sopa na boca e me sinto meio enjoada, mas mesmo assim continuo comendo... Não vou mentir, estava morrendo de fome. Eu não demoro muito para acabar a comida.

- Uau, tem certeza que não tava com fome ? - Draco sorri e eu retribuo

- Eu me sinto melhor - Eu me apoio na cama. Draco se aproxima e deposita um beijo na minha boca - Draco... - Eu suspiro.

- Quero te fazer uma pergunta ...- Ele me diz com um sorriso de nervoso

- Pode perguntar - Eu estou um pouco apreensiva

- Okay... - Ele coça a nunca - Você... Tem namorado ? - Eu na mesma hora lembro do Severo... Mas ele nunca havia me pedido em namoro, além do mais me pediu para ficar longe dele

- N-nao - Eu respondo um pouco nervosa

- Você quer namorar comigo ? - Ele diz um pouco nervoso. Eu arregalo os olhos... eu sabia que um dia Draco me pediria em namoro , mas... eu não sei se aceito ou não... Eu não o amo, e gosto dele como amigo, mas... Ele cuida tanto de mim. Nesse momento a coisa que eu quero é alguém que cuide de mim e não me machuque.

- C-claro - Na mesma hora que digo isso, um enorme sorriso brota nos lábios de Draco.

- Ebaaa! - Ele me dá vários beijos e depois olha para mim - minha...namorada - Ele sorri ao dizer isso. Eu forço um sorriso para ele. Sinceramente eu queria que fosse o Severo a dizer isso para mim... Porém, acho que não tenho sorte com o amor.

- Meu namorado - Eu digo docemente. Draco me beija mais uma vez e dessa vez com um pouco mais de intensidade, ele fica em cima de mim e eu sinto uma dor muito grande

- Draco, draco, draco - Eu digo enquanto meu rosto se contrai de dor - eu aidna estou muito fraca... desculpe - eu digo com um olhar triste

- Não precisa se desculpar... Eu vou deixar você descansar sim? - eu aceno com a cabeça. Ele vem até mim e me dá um selinho. - Até amanhã, garotinha

- Até, Draco - Então, ele sai do quarto. Meus pensamentos vão diretamente para Severo. Não acredito que ele esteve aqui, como eu queria te-lo visto. Meu coração dói um pouco e algumas lágrimas caem. Mas... Eu não vou me afundar em lágrimas... Alguém pode me ouvir e eu não quero incomodar ninguém. Então deito minha cabeça sobre o travesseiro e tento dormir.


Notas Finais


Como esse cap foi bem curtinho vou postar outro 😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...