1. Spirit Fanfics >
  2. Always Together >
  3. Cansado

História Always Together - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo dedicado à Isa que me ameaça todos os dias para postar

Capítulo 11 - Cansado


Fanfic / Fanfiction Always Together - Capítulo 11 - Cansado

Já estava um pouco tarde, mas como tinha prometido, Vera esperava pelo Patrick. Estava super animada porque durante a tarde recebeu uma ligação a convidá-la para participar de uma série. Estava ansiosa para contar ao marido.

Vera deitada a ver TV, quase dormia até que viu a porta abrir.

-Wilson - ela sorriu e levantou um pouco a cabeça.

-Oi vida - sentou-se na cama e deu-lhe um selinho demorado - acordei-te? - tirou os sapatos clássicos.

-Não - acariciou as suas costas - eu prometi que esperava por ti.

-Eu sei amor. Mas é tarde… desculpa por ter chegado só agora.

-Não tem mal -beijou seu rosto - como correu o trabalho?

Ele suspirou e levantou-se - Cansativo. Estamos nas últimas cenas - aproximou-se e deu um beijo na sua testa -vou tomar banho.

-Tá amor.


Alguns minutos depois, ele saiu do banheiro apenas de cueca-box. Deitou-se de bruços e pousou o braço na barriga da morena.

-Estás bem? - ela perguntou acariciando os seus cabelos molhados.

-Estou cansado -suspirou de olhos fechados.

-Queres que te faça uma massagem?

-Se fizeres eu adormeço -riu de leve.

-Não tem mal -sorriu.

Patrick sentou-se na cama e abraçou-a - Tem sim. Quero conversar com a minha esposa -sorriu e beijou o seu rosto - Diz-me, como foi o teu dia?

-Não vais adormecer enquanto eu falo?

-Não -riu juntamente com ela.

-Então- sentou-se de frente para ele e cruzou as pernas - hoje ligaram-me e...

-E o quê? -Pausou -Conta! Agora estou curioso -riu de leve.

-Fui convidada para participar de uma série!! - sorriu abertamente.

-Wow! Sério? -abraçou-a -parabéns amor - acariciou seu rosto - tu mereces tudo de bom -sorriu.

-Ah Wilson -pegou na sua mão -obrigada. Nem imaginas o quão é importante para mim saber que estás apoiar-me.

-Ei -encarou-a com um leve sorriso no lábios -eu sempre te irei apoiar -pegou firme na sua mão.

-Eu sei meu amor -apagou a luz e puxou o lençol até ela e ele -Boa noite -deu-lhe um selinho e deitou-se no seu peitoral.

-Boa noite amor -beijou o topo da sua cabeça e sussurrou - Te amo muito.

A morena sorriu -Também te amo muito.


[...]


10h da manhã. Vera acordou abraçada ao Patrick. Sabia que ele estava cansado e como tinha chegado tarde a casa decidiu deixá-lo dormir mais tempo.

Foi até ao banheiro fazer a sua higiene matinal e desceu.

Sorriu ao ver as crianças deitadas no sofá a ver desenhos animados. Aquela hora sempre passava a série preferida deles.

-Bom dia filhos  -beijou o rosto dos dois.

-Bom dia mamã -disseram também a dar um beijo.

-Estão com fome?

-Siiim!

-Então a mamã vai preparar um copinho de leite com bolachas, querem?

-Sim, depois podes trazer aqui? - Emma perguntou.

-Claro filha - acariciou os seus cabelos e foi até à cozinha.

No fim de preparar tudo, sentou-se no sofá a comer também. Mas não prestava atenção à TV. Começou a pesquisar mais sobre a história da série que ia fazer.

-O papá?- Miguel perguntou.

-Ele dormiu cá? -Emma encarou a mãe- ontem ele não deu beijinho de boa noite. 

-Sim, dormi cá - Wilson entrou na sala sonolento. Tinha apenas umas calças do pijama vestido.

-Bom dia papá! - disseram as crianças a receber um beijo dele.

-Bom dia filhos - aproximou-se da esposa que o encarava com um sorriso nos lábios - Bom dia bebê - deu-lhe um selinho demorado.

-A mamã não é bebê -Emma riu de leve enquanto levava uma bolacha à boca.

-É uma forma carinhosa de chamar a mamã -ele riu.

-Tens fome? -Vera levantou-se e abraçou-o pelo pescoço.

-Só um pouco -pausou- acho que vou comer algo e depois volto para a cama.

-Hoje trabalhas?

-Não -sorriu de leve -ontem como o dia foi cansativo, dispensaram-nos.

-Ainda bem - massageou seus ombros.

Ele encostou suas testas e ela sussurrou -Leva o que eu fiz lá para cima -entregou-lhe algumas bolachas e o copo de leite que só tinha metade -quando acabares, dormes mais um pouco.

-Não precisas de ajuda cá em casa?

-Vai descansar - beijou-o carinhosamente- se tiveres fome, chama-me e eu faço mais.

-Obrigado -beijou sua testa -Te amo.

-Também te amo muito - deram um selinho e ele voltou a subir para o quarto.

Vera sentou-se e encarou os filhos -Meninos, eu sei que o que vou pedir é muito mas… hoje tentem não fazer barulho.

-Porquê mamã?

-O papá trabalhou muito ontem e hoje precisa de descansar -pausou - entendem isso certo?

-Sim -os dois suspiraram.

-Se quiserem correr ou gritar vão para o jardim- riu de leve- lá podem fazer o barulho que quiserem.

-Sério?

-Sim. Mas não vão sem me avisar. Tenho de vos pôr protetor solar e os chapéus.

-Tá mamã - sorriram e continuaram a comer.


Passaram um pouco da manhã a jogar futebol no jardim. Almoçaram e ela foi deitar os filhos.

-Cansados? -ela perguntou aos dois.

-Sim mamã - Disse Emma abraçar um ursinho que estava acostumada a dormir.

-E tu filho? -Encarou-o e riu quando viu que já dormia.

-Teu irmão é sempre o mesmo. Adormece sem qualquer esforço.

Emma riu e beijou o rosto da mãe -Xau mamã.

-Dorme bem -puxou o lençol e beijou sua testa.

Vera desceu até à sala e pesquisou mais do seu novo trabalho. Depois de alguns minutos bocejou e decidiu ir deitar-se também.

Em silêncio entrou no quarto. O Wilson ainda dormia então ela deitou-se e abraçou-o por trás. Sem demorar muito adormeceu também.


Poucas horas depois, Patrick acordou a ser abraçado pela Vera. Estranhou pois não era hábito dela dormir durante a tarde.

Não a queria acordar, então levantou-se e foi lavar o rosto.

Desceu até à cozinha para comer um pouco. "Casa está tão silenciosa" Pensou ele. Estava acostumado com o Miguel e a Emma a correr de um lado para o outro com a Vera atrás deles a dizer para não desarrumarem a casa.

Deitou-se no sofá e ligou a TV enquanto dava uma vista de olhos no Twitter.

Vera entrou na sala -Oi - bocejou.

-Oi linda - sorriu abertamente e pousou o telemóvel na mesa de centro

-Linda? - riu de leve e deitou-se em cima dele - acabei de acordar.

-Estás sempre linda - tirou alguns fios de cabelo do seu rosto e acariciou.

-As crianças ainda estão a dormir?

-Sim. A casa está tão silenciosa - riram os dois.

-Tens fome?

-Já fui comer um pouco.

-Deixei almoço feito para ti.

-Ainda não tenho muita fome - acariciava seus cabelos enquanto observava cada detalhe do seu rosto.

-Conseguiste descansar?

-Sim - suspirou - Mas amanhã já tenho que ir trabalhar.

-Estou curiosa com o filme - apoiou os braços no seu peitoral.

-Está quase pronto.

-Bom… vou preparar a sopa do jantar - tentou se levantar mas ele puxou-a.

-Espera - disse próximo do seu rosto - fica mais um pouco aqui.

-Wilson…

-Está tão bom contigo em cima de mim - mordeu o lábio inferior.

-Tarado - deu um leve tapa no seu rosto fazendo-o rir.

-Por ti - pegou na sua mão e beijou-a intensamente.

Ele desceu as mãos até à sua bunda e trocou de posições, ficando de lado com ela.

-As crianças vão acordar com fome - ela riu sentindo os lábios do marido no seu pescoço.

-Podes também saciar a minha fome - encarou-a nos olhos.

-Agora? 

-Sei que não pode ser agora - suspirou e aproximou-se do ouvido dela - Mas logo à noite és minha.

-Mas Wilson - acariciou seu maxilar e sussurrou próxima dos seus lábios - Eu sou sempre tua - sorriu.

-Vera Farmiga. Isso não se faz - pegou na mão dela e levou ao seu membro que estava a enrijecer.

-Não tenho a culpa de seres um tarado. 

-E eu não tenho a culpa de ter uma esposa tão -apalpou sua nádega - gostosa!

-Pára com isso. Se continuarmos sabemos onde vamos acabar.

-E onde vamos acabar?

-Na cama -riu.

-Pode não ser na cama - sorriu de lado.

-Wilson - levantou-se - Vens me ajudar ou ficas aí?

Ele levantou-se e puxou-a pela cintura- Eu ajudo-te - mordeu o lábio inferior.

-Chato - riu e deu-lhe um selinho- Estou a falar do jantar. Ajudas-me?

-Jantar… 

-Wilson, deixa de ser tarado.

-Pronto - levantou as mãos - eu ajudo-te com a sopa - riram os dois e foram abraçados até à cozinha.

Alguns minutos depois ouviram as crianças a correr no andar de cima.

-Parece que já acordaram - Vera riu.

-Já estava com saudades de os ouvir - pausou -Quanto apostas que vão fazer corrida até aqui?

-Um dia acontece um acidente nas escadas - suspirou.

Miguel gritou- EU VOU GANHAR!

-EU QUE VOU! -Emma puxou o irmão e passou-o à frente.

Vera contou -5...4...3...2...

-Mamã, temos fome! - disseram os dois quando entraram na cozinha.

-Bom dia também para a senhora e o senhor - disse Patrick com os braços cruzados.

-Oi papá - Miguel abraçou-o.

-Não é bom dia - Emma disse - É de noite- riu.

-Então boa noite - Patrick pegou-a ao colo e beijou seu rosto.

-Meninos, vão brincar um pouco, a sopa ainda não está pronta.

-Okay mamã - eles correram até à sala.

-Mas sem fazer baru… nem vale a pena dizer.

Patrick riu - Não mesmo.




Notas Finais


Cometi a loucura de criar um Instagram desta fic ( lá expliquei melhor como funciona, mas qualquer dúvida manda dm)
Follow- https://instagram.com/familywilson73?igshid=qvoyi0out8kq


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...