1. Spirit Fanfics >
  2. Always Will Be You >
  3. Um áudio na minha caixa de mensagem

História Always Will Be You - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Um áudio na minha caixa de mensagem


Fanfic / Fanfiction Always Will Be You - Capítulo 2 - Um áudio na minha caixa de mensagem

Confesso que durante esses 10 anos eu imaginei como seria me reencontrar com o Sasuke e depois de ter amadurecido e aprendido com as minhas experiências tive a falsa ideia de que estaria preparada para vê-lo novamente. Mas não estava.

A verdade é que tentei me manter firme na frente dele, mas enquanto conversávamos em seu escritório eu sentia meu corpo irradiando calor. Eu ainda não conseguia acreditar no quanto o Sasuke estava bonito a franja caída no seu olho me fez lembrar de anos atrás quando eu o chamava de emo, mas a barba bem feita era uma prova de que agora Sasuke era um homem.

— Pausa para o almoço? – eu coloquei a pequena estátua na estante da sala e depois olhei para a Tenten. 

Sendo uma design de interiores eu precisava de ajuda se quisesse cumprir o tempo de conclusão de cada trabalho e para isso contava com uma equipe maravilhosa de dez pessoas, Tenten e Lee eram os únicos com quem eu tinha mais intimidade.

— Sim, acho que conseguimos evoluir bastante até agora. – eu peguei a minha bolsa em cima da mesa e logo depois de colocá-la no ombro meu celular estremeceu dentro da minha bolsa, antes de ver a mensagem acreditei que pudesse ser a Ino me perguntando sobre onde eu iria almoçar ou coisa assim, mas o nome que brilhava na tela era outro.

Kakashi.

Depois que conheci a Tenten a minha falta de animação para ir a baladas e praticar atividades que me faziam sair do meu quarto foi facilmente esmagada pela animação da Tenten e sua determinação em me fazer sair da fossa.

Uma das coisas que nós fizemos juntas foi nos matricular em um curso de dança e foi dessa maneira que eu conheci o Kakashi, o nosso professor de dança que era o desejo de todas as alunas e que por algum motivo achou que investir em mim seria uma boa ideia.

— É alguma coisa importante?

Eu afastei as imagens da nossa primeira vez juntos transando na sala onde ensaiávamos em cima de um colchete de ginástica e respondi a Tenten: 

— É o Kakashi. – as sobrancelhas dela se ergueram e seus olhos brilharam.

— Aí caramba! Ele te mandou um nude?

— O que? Claro que não!

— Se não foi isso então porque suas bochechas estão vermelhas?

Coloquei uma mão no meu rosto como se a coloração da minha pele pudesse ser comprovada com um toque, mas eu me sentia quente.

— É só… está calor. – ela riu balançando a cabeça de um lado para o outro fazendo com que duas pequenas mechas de cabelo caindo na sua testa se movesse.

— Certo, e o que ele disse?

— Que está na cidade e quer me ver.

— Agora? – eu assenti me sentindo o oposto da animação da Tenten.

— Ele escreveu para almoçarmos juntos.

— E o que você está esperando? – guardei meu celular na bolsa e saí da sala onde estávamos para o corredor  vazio com paredes brancas.

— Eu não vou.

— Como é? – ela me olhou como se eu fosse louca e logo em seguida me impediu de continuar andando. — Sakura Haruno se você não sair para almoçar com aquele gato eu te jogo pela janela!

— Você está ameaçando a sua chefe? – ela bufou revirando os olhos e retirou a mão do meu braço.

— Só estou tentando evitar que você fique para a titia.

— Eu não estou atrás de homem nenhum.

— Ou o Kakashi não é o que você quer.

— Tenten!

— Sakura!

Agora eu é que estava revirando os olhos e me culpando por ter sido inocente o suficiente para falar do Kakashi para a Tenten e ainda dizer que ele havia me convidado para almoçar.

Entramos no elevador e ela continuou:

— É apenas um almoço Sakura. – eu a olhei pelo canto do olho pensando se eu continuava a dizer não ou se aceitava a minha derrota de uma vez. — A fila daquele que não podemos citar o nome já andou e a sua deveria andar também, aliás levando em consideração o seu atraso a sua fila deveria correr mais rápido que alguém em uma competição de 500 metros rasos, mais rápido que o papa-léguas, mais rápido que…

— Ok Tenten eu já entendi!



Quando estacionei na frente do restaurante o Kakashi já estava me esperando parecendo tranquilo com as mãos no bolso da calça, com as mangas da blusa social azul que ele estava usando dobradas até a altura dos cotovelos revelando algumas veias protuberantes e os três botões abertos me permitia ver o músculo do tórax e alguns pelinhos.

Eu me lembrava bem da sensação de tocá-los com a mão e com a boca também.

— Você está linda Sakura.

— Obrigada.

Ele me conduziu até uma mesa e nós nos sentamos, o restaurante era ao mesmo tempo luxuoso e intimista com lustres caros contrastando com fotos de alguns clientes e amigos na parede logo atrás de um balcão.

— Espero não ter te atrapalhado de alguma forma te fazendo um convite surpresa, sei que está trabalhando em um prédio aqui no centro.

A água disposta em cima da mesa foi um alívio para a minha garganta seca e para o meu surpreendente nervosismo.

— Eu já estava saindo para almoçar de qualquer forma.

Os olhos cinza do Kakashi se prenderam em mim observando cada movimento meu, passando a mensagem do que ele queria fazer comigo. Eu inspirei profundamente e desviei o olhar já sabendo que era muito difícil escapar de um olhar que dizia “ quero transar com você até não sentir mais as suas pernas.” Nesse momento eu estava sentindo as minhas pernas e o calor entre elas também.

— Sejam bem-vindos ao meu restaurante meu nome é…

— Naruto?

— Sakura. 

O avental na cintura do Naruto era branco um contraste enorme com a sua camisa laranja, seus cabelos estavam levemente bagunçados e ele tinha cheiro de tempero.

— Você trabalha aqui? – ele sorriu desviando o olhar por um momento me fazendo lembrar que eu estava acompanhada e que certamente estava sendo extremamente indelicada.

— Esse é o Kakashi, meu amigo e Kakashi esse é o Naruto, que também é meu amigo.

Os dois se cumprimentaram com um breve aperto de mão e depois o Naruto voltou a me dar toda a atenção.

— E respondendo a sua pergunta Sakura eu trabalho e também sou o dono daqui.

— Sério? – ele sorriu mostrando todos os dentes e como estava feliz com a sua conquista. Eu também me sentia feliz por ele.

— Sim, e como é a primeira vez de vocês aqui o nosso restaurante tem o costume de tirar fotos dos clientes novatos para que daqui há 10 anos, se vocês continuarem frequentando o meu restaurante outra foto seja tirada. Sintam-se a vontade para recusar.

— Precisamos fazer isso agora?

Naruto olhou para Kakashi com o sorriso mais falso do mundo, não saberia dizer se a sua antipatia por Kakashi era porque o homem a minha frente era um completo desconhecido e ele estava preocupado comigo ou se era por causa do Sasuke.

— Claro que não, eu vou pedir para um garçom atendê-los e as fotos ficam para o final.

— Ok. – eu sorri para ele que retribuiu com um sorriso de lado e uma piscadinha.

— Bom apetite.


Eu observei o Naruto caminhando para a cozinha do restaurante imaginando se ele seria capaz de avisar o Sasuke sobre me ver aqui com outro homem. Ficar imaginando qual seria a sua reação me deixou irritada por que depois de tudo o que aconteceu eu não deveria me importar com algo assim até porque estava claro que o Sasuke já estava com outra.

— Pronta para escolher?

Encarei o menu à minha frente tentando me livrar de qualquer pensamento relacionado ao Sasuke. E o homem à minha frente era uma ótima maneira de fazer isso.

— Sim.


Nós comemos e conversamos como dois amigos os únicos sinais de interesse de Kakashi além do seu olhar intenso era o fato dele sempre conseguir uma desculpa para me tocar o que acontecia sempre que eu deixava a minha mão sobre a mesa.

No final da nossa refeição estávamos eu e ele posando para a foto que o Naruto havia comentado o que foi a oportunidade perfeita para o Kakashi tocar outra parte do meu corpo que não fosse a minha mão.

Eu tentei me manter calma e sorridente para a câmera, mas aos mãos dele na minha cintura, sua respiração no meu pescoço e a protuberância na sua calça tocando a minha cintura era um grande obstáculo.

A luz da câmera iluminou nossos rostos e a voz do Kakashi fez os pelos da minha nuca arrepiarem. 

— Estava com saudade do seu cheiro pequena Sakura. – eu prendi a respiração ao mesmo tempo em que ele colou mais o meu corpo ao dele movendo levemente o quadril de um jeito que eu fosse capaz de senti-lo duro na minha bunda.

O meu nervosismo havia indo embora e com ele qualquer motivo para não transar com o homem me abraçando por trás. 

— Sakura!

Meus olhos que antes estavam caídos cedendo ao charme do Kakashi tão rápido quanto o meu corpo se levantaram para observar o Sasuke e seus olhos negros e raivosos. Eu tirei as mãos do Kakashi da minha cintura arrumando as mangas da minha blusa preta de seda só para ter o que fazer.

Naruto saiu da cozinha assim que percebeu a presença do Sasuke, ele parecia genuinamente surpreso.

— Sasuke o que você está fazendo aqui? 

Mas Sasuke não o respondeu e talvez nem sequer tenha escutado o Naruto, estava concentrado demais em observar a mim a ao Kakashi que se colocou ao meu lado sem nenhuma vergonha de exibir sua ereção.

Eu evitei olhar demais, apesar de ser difícil.

— Quem é esse cara?

Por muito pouco eu o respondi, mas antes que qualquer palavra saísse da minha boca eu lembrei que estava solteira e que ele era o único comprometido e o mais importante é que eu não lhe devia nenhuma explicação.

Então disse a ele tudo o que precisava saber:

— Esse é o Kakashi.

Sasuke deu a volta no balcão ficando mais perto de todos nós. Ele mordeu o lábio provavelmente porque estava com raiva, mas não foi assim que meu cérebro e o meu corpo interpretaram já que esse simples movimento fez com que meu cérebro produzisse imagens que envolvia aqueles lábios naturalmente vermelhos nos meus e depois descendo pelo meu corpo até o ponto que me faria realmente feliz.

Usei as mãos para me abanar passando de pés enraizados no chão para inquieto em um segundo.

— E nós já estávamos de saída. – a mão grande do Kakashi estava quente quando a segurei forçando o dono dela a me seguir.

Esperava que o Sasuke me impedisse de ir quando passasse por ele, mas tudo o que senti foi o seu perfume e seus olhos negros me perfurando, me lançando perguntas sem dizer nada.

Não me despedi do Naruto ao sair e quando já estava do lado de fora não demorei para soltar a mão do Kakashi.

— Ele parecia bem irritado.

— É… ele não é conhecido por ser muito paciente.

— Vocês são amigos?


Sabia que uma resposta afirmativa minha faria o Kakashi pensar que eu e o Sasuke estávamos juntos levando em consideração que eu o defini como amigo tendo transado com ele mais de uma vez. Então resolvi dizer a verdade.

— Nos conhecemos há 10 anos, mas muitas coisas aconteceram desde então.

Kakashi assentiu e não disse mais nada.


Meus dedos seguiram o caminho do bico do meu peito até o meio das minhas pernas massageando o meu clitóris de um jeito que me fez jogar a cabeça para trás. De olhos fechados eu imaginava perfeitamente os lábios do Sasuke sendo mordido pelos seus dentes brancos, o volume na sua calça preta social que eu percebi enquanto conversávamos no seu escritório, aqueles olhos negros transparecendo tanto desejo quanto seu corpo.

Eu gozei. 

A água morna do chuveiro caindo nas minhas costas e descendo pelo meu corpo era relaxante, o líquido entre as minhas era a prova de que o desejo que eu sentia pelo Sasuke há 10 anos ainda existia e parecia ainda mais forte.

A Ino entrou no quarto enquanto eu estava procurando uma roupa.

— Aonde você vai?

— Em uma balada.

— Com quem?

— Com a Tenten.

— E quem é essa?

Eu enrolei para responder pensando em como a Ino iria reagir quando eu dissesse o que Tenten era, o crooped já estava devidamente no meu corpo quando eu olhei para a Ino e sorri. 

— É uma amiga. – eu peguei a saia jeans de cintura alta e a vesti.

— Desde quando?

— Faz alguns anos já.

Eu me lembro nitidamente dela me proibindo de ter uma melhor amiga enquanto nos despedimos, então toda essa situação de alguma forma era engraçada principalmente porquê nesse momento ela estava fazendo uma cara de criança que foi enganada. Fofa e engraçada.

— E você vai a uma balada com ela e não comigo?

— Foi ela que me chamou em primeiro lugar.

— Certo, então eu vou também.

— Tem certeza?

— Você não quer que eu vá? 

Depois de dizer isso ela saiu sem me dar tempo para responder, uns 25 minutos depois nós já estávamos prontas.


A verdade é que eu não estava animada para ir a uma balada, mas normalmente dançar me faz bem. Com uma bebida na mão e  sendo acompanhada pelas meninas eu dancei descendo até o chão e subindo rebolando, alguns caras tentavam falar comigo, mas eu simplesmente virava as costas fingindo não ouvir e saia.

No meio de todos aqueles corpos se movendo a Tenten sacou o celular da bolsa e tirou uma selfie nossa, entusiasmada com a ideia dela eu peguei meu celular para tirar uma foto minha desistindo disso assim que vi a mensagem de um número desconhecido na tela.

Eu sempre via as mensagens de números desconhecidos e atendia chamadas também por que poderia ser algum cliente, dessa vez não foi diferente, mas como a mensagem era em áudio eu precisei ir ao banheiro para ouvi-la.

Assim que iniciei a mensagem a voz rouca fez todo o meu corpo se arrepiar. Alguém havia me mandado um áudio enquanto se masturbava, os gemidos roucos era uma prova disso, uma sucessão de suspiros que estava fazendo a região entre as minhas pernas esquentar.

Eu percebi pelo gemidos que faltava pouco para o desconhecido pervertido gozar, ele respirou mais algumas vezes, sua respiração ficando ofegante a cada segundo até que ele gozou soltando um gemido rouco e mais alto que os outros que me fez latejar entre as pernas, mas foi o que ele disse no final que me deixou completamente excitada.

“Sakura.”

Meu nome saiu da sua boca na forma de um gemido rouco, apesar disso eu consegui identificar o dono da voz.

Sasuke.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...