História Amaldiçoado - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Imortal, Maldição, Mistério, Terror, Violencia
Visualizações 9
Palavras 494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Paranóia


Jaime On
O que eu estou fazendo?
Ela gemia toda vez que eu fazia os movimento de entra e sai, eu beijava sua boca tão confortante. Ela arranhava minha cortas, eu a beijava no pescoço e descendo nos seios, pequenos porém perfeitos, eu sugava eles, e deslizava minha língua nos seus mamilos. Quando gozei, me senti livre da tensão, e da dúvida, mas o que Laura disse era verdade? Ou apenas outra maneira de me ridicularizar, mas quando sua cabeça está no meu ombro parece que eu esqueci de tudo que aconteceu, parece que tudo foi um acidente, a morte da Amanda, e da Rebeca, mas por outro lado me sentia um completo idiota.

- Não vim aqui com esse intuito, mas pelo menos falei a verdade- Laura falou séria - A única pessoa que eu posso ter é você, mas sinto que agora não é hora - Acenei com cabeça concordando com ela, também estava confuso, acho que tenho que pensar em tudo que aconteceu.
- Verdade, obrigado por me explicar um pouco disso - Acho que abracei ela por impulso, eu não podia abraçar ninguém mais ninguém então, sei lá era tão bom sentir calor humano, acho que nunca pensaria estar abraçando ela a três horas atrás, eu a odiava, mas tudo foi parte de uma atuação, eu não sei ainda.
- Já te dei meu número, então qualquer coisa, só me ligar - Ela me deu um pequeno beijo, como era bom beijar sem o medo dela morrer no seu colo.
Depois que ela foi embora diz minha barba, cortei meu cabelo, e sai para procurar outro emprego.

Yamato On
Já trabalho na polícia desde de 1995, e em 2000 surgiu um caso no mínimo estanho de uma garota que devia estar morta há dois anos, andando tranquilamente nas ruas, e no mínimo curioso onde ela passava havia rastro de mortes, mas nunca foi comprovado essa teoria que foi criado por mim, na época havia 12 mortes todas por morte súbita e toda tinha ligação com Laura Stain, ela foi vista novamente, com um visual diferente ara ela usava cabelos curto com franja e além disso ela não envelheceu nada, mas não houve mortes, mas o curioso é que mais duas mortes súbitas aconteceram com um garoto, Jaime Farmer que também teve relações com Laura. Mas é claro tudo isso foi uma piada para meus superiores incluindo que a Laura não envelhecia.
- O que você está dizendo Yamato? Se fosse assassinato nos saberíamos, mas foram apenas morte naturais, todas elas, eu digo que é um azar para os garotos, tão jovens e ver a morte tão de perto, e acho que está vendo muito filme para acreditar em que pessoas não envelhecem - Eu não estava convencido, acho que sou muito paranóico, mas dois casos idênticos, e ainda com tantas conexões, eu não podia ficar parado.
- Eu vou investigar esse Jaime, e tirar essa maldita dúvida de minha cabeça.


Notas Finais


Por favor, comentem o que estão achando, se está muito curto ou se está bom assim, se a história está interessante. E vlw ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...