História Amando o Irmão Do Meu Melhor Amigo - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigos, Amizade, Amor, Briga, Carinho, Desejo, Irmãos, Romance
Visualizações 11
Palavras 1.160
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Capítulo VIII


Estava no escritório trabalhando quando recebi as mensagens do Bruce, peguei o computador e fui para a sala. A campainhia tocou e quando Melanie abriu a porta tomei um susto.
Sinto uma dor no peito, um frio na barriga, vou acabar tendo um infarto.

— O que você está fazendo aqui?

— Boa tarde para você também. — Se aproximar de mim — Você está estranha, aconteceu alguma coisa?

— Desculpa, Bruce está vindo, me mandou uma mensagem.

— Ele chegou de viagem e não me falou nada.

— Viagem?

— Ele tinha ido para Hampton resolver umas coisas, mas só iria voltar no sábado. — Vem em minha direção e me beija.

— Scott! O que iremos fazer?

— Vou ficar aqui e contar tudo a ele.

— Não! vamos fazer tudo com calma.

— Tay... — Encosta a testa na minha — Eu te quero mais que tudo.

— Eu Também te quero. — Se beijamos.

— Você precisa ir, não quero que ele te veja aqui.

— Tem certeza? — Desliza sua mão no meu rosto.

— Tenho.

— Tudo bem. — Beija minha testa e saí.

Até quando vou ficar nessa situação!? acho que não vou aguentar por muito tempo.
Ele mal saiu do meu apartamento a campainhia tocou. Melanie abriu a porta e o Bruce entrou enchendo o meu saco, entregou a comida para Melanie e se jogou no sofá.

— Estou com uma baita fome, essa sua ajudante e maior gatinha, acho que vou dar uns pega nela. — Dou uma gargalhada.

— Você não existe, pode ir tirando seu cavalinho da chuva, se for investir tem que ser pra valer. Ela é gente boa e não vou permitir que você brinque com os sentimentos dela.

— Desculpa Tay, ela é linda mesmo mas você é mais.

— Não tem o quê se desculpar, você pode ficar com ela se quiser, só não a machuque.

— Não vou ficar com ela Tay, só brinquei.

Melanie aparece na sala e avisa que o almoço esta na mesa, enquanto almoçamos o meu telefone não parava de apitar mostrando que tinha chegado mensagens.

— Tem alguém desesperado querendo falar com você.

— Deve ser umas mensagens da Amy, ela ficou de me mandar uns projetos e uns links pelo Whatsapp.

Continuei a comer sem falar mais nada, terminamos e se dirigimos a sala onde ficamos conversando e mostrei o que eu ja tinha adiantado dos projetos que me enviaram.

Horas se passaram e a gente continuava colocando nossos papos em dia, fazia uns dias que não o via e quando se encontrávamos era muito rápido.

Me dei conta que não tinha pego no celular o dia todo praticamente, e não queria ver as mensagens com ele bem aqui na minha frente, eu sei que as mensagens que recebi é do Scott e decido só da uma olhada rápido.

Scott*

Está tudo bem?

Taylor...

Poxa, fico muito puto quando falo com você é não me responde.

Já almoçaram?

Bruce ainda está aí?

Porra.

Porra.

Porra.

Estou tentando falar com meu irmão e não estou conseguindo, vocês esquece o mundo.

Estou puto.

Vou entrar numa reunião agora.

Droga! Tay.. quase cinco horas da tarde e você continua sem me responder.

Não vou te mandar mais mensagens, estou cansado, quando você está com meu irmão me esquece, esquece o mundo.

Olho as mensagens mas não vou responder, não agora, ele esta puto e não quero me estressar.

— Tay...

— Oi...

— Faz um tempão que te chamo, parece que está no mundo da lua.

— Desculpa.

— Aconteceu alguma coisa, você ficou estranha depois que pegou o telefone.

— Não, não aconteceu nada.

— Já está tarde, tenho que ir.

— Já?

— Já sim. — Me abraça — Passei o dia todo com a senhorita, dei uma fugida da empresa.

— Você fugindo da empresa!? — Sorrisos — Não acredito Bruce.

— E verdade, agora tenho que ir. — Me beija na testa e vai embora.

A Melanie também se despede de mim e vai embora, subo para o quarto e tomo um banho e decido responder ao Scott.

Scott*

Me perdoa por só agora está te respondendo.

                                                   Oi, Taylor.

Eu olhei suas mensagens, mas achei melhor não te responder enquanto ele não fosse embora.

                                  Ele não está mas aí?

Não.

                                 Tudo bem, boa noite!

Boa noite!

Droga! Eu faço tudo errado....
Coloco minha playlist do Spotify e  vou olhar meu Instagram, vejo uma foto postada com 16 minutos da Beck com o Scott em um restaurante, pego meu celular e mando mensagem para ele.

Scott*

Sua noite está sendo maravilhosa!?

                             Não estou entendendo?

Veja seu Instagram, boa noite e se divirta.

                          Taylor, posso te explicar.

Não precisa.

                                                           Taylor.
                                                Fala comigo.
              Você está vendo as mensagens.
                          E não está respondendo.
                                                           Droga!

Não ligo para as mensagens, não posso cobrar nada dele, desço e vou jantar. termino, sento à minha janela fico lendo e admirando a lua que está belíssima por sinal, olho no relógio já são quase 22:30, fecho a janela e quando chego próximo a escada a campainhia toca, fico surpresa e vou atender.

— O que você está fazendo aqui?

— Posso entrar? — Me afasto e ele entra. — Acho que temos que conversar.

— Não precisa falar nada, você não tem que me da satisfação.

— Tay... — Se aproxima de mim.

— Eu não sei se aguento. — Ele passa a mão no meu rosto.

— Eu te quero. — Ele me puxa para cima dele me encaixando em sua cintura, se beijamos
desesperadamente, ele me levou com cuidado até o quarto, me deitou na cama, beijou o meu pescoço e foi descendo pelo meu corpo me apertando forte, tirou meu baby doll com delicadeza fazendo me arrepiar.
Beijou cada centímetro do meu corpo, cada toque, beijo, carícia me levando a loucura. 
Chegamos ao clímax juntos e fomos tomar banho, voltamos para a cama e fiquei deitada em seu peito.

— Olha mais o teu telefone. — Fala alisando o meu cabelo.

— Vou pensar no seu caso. — Sorrir

— Você não tem noção de como amo ficar assim com você.

— Eu também amo ficar com você senhor Scott. — Se beijamos e conversamos muito até pegarmos no sono...

                   
                       1 mês depois.

Acordo com o droga do despertador, tomo um banho e desço para tomar café, a mesa está linda a Melanie cuida muito bem de mim e se eu deixar vou virar uma bola.

Tomo café, volto para o quarto tenho que me escovar, faço isso rápido e desço para pegar um táxi, vou para a clínica porque tenho consulta hoje.
Sou recebida por uma recepcionista super educada e bem vestida.

— Bom dia, sou Taylor! Tenho uma consulta com o Dr. Steve.

— Bom dia, senhorita Taylor, vou avisa-ló.

— Obrigada!

Fico uns dez minutos esperando, até ser chamada, entro no escritório do médico.
Ele me solicitar um raio x para ver como que está meu tornozelo e ver se eu preciso tirar o gesso, faço tudo e mostro a ele, esta tudo okay e ele solicita a enfermeira que tire o meu gesso. Deus! Não tem preço pisar o pé no chão, saio do escritório e vou direto para casa, no caminho mando mensagem para o Scott e Bruce avisando que já tirei o gesso.

______________________________________



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...