História Amando Uchiha Madara-MadaSaku - Capítulo 30


Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno
Tags Inosai, Itasaku, Tobisaku
Visualizações 105
Palavras 1.105
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ecchi, Fantasia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi meninas!

Hoje o capítulo irá ser sobre o final do casal ItaSaku...

"A mais Autora, porque? Passou tão rápido "

Sim, passou rápido, mas ainda terá um capítulo contando antes do término... Os momentos românticos e etc..

Mas chega porque estou contando spoilers dms né? Então bora ler...

Leia as notas finais!

Capítulo 30 - Qual deles?


Fanfic / Fanfiction Amando Uchiha Madara-MadaSaku - Capítulo 30 - Qual deles?

Sakura

14hr e 30 minutos...

Acordei e Madara estava dormindo ao meu lado, de costas para mim sem camisa, então me levantei devagar e fui para a cozinha. Peguei um cartão vermelho e voltei para sala, escrevi "Sou Um Viadão" nas costas dele é depois o virei de barriga para cima, fiz chiquinhas nele e escrevi "Sou um Viadão" por todo peito dele é barriga. Depois peguei um batom e passei nos lábios dele e na testa.

Peguei meu celular e fui até meu quarto, entrei deva para não acordar o pequeno e me arrumei. Deixei um bilhete para madara, nele estava escrito:

Cuide do daisuke até eu chegar, irei buscar o Itachi no ponto de ônibus.

Sai de casa e peguei meu carro, fui até o ponto mais longe dali e parei o carro de baixo de uma árvore. Desci do carro e caminhei até o ponto, parei de andar quando vi Itachi conversando com uma mulher.

—Deve ser alguma ami... –Parei de dizer as seguintes palavras, quando o vi beijar a moça, isso deu um branco na minha mente, sai andando até o carro. Entrei e dei partida saindo dali.

Peguei meu celular e disquei o número do Madara. Assim que ele atendeu suspirei.

—Alô?

—Madara, arruma algumas roupas do Daisuke e a coloca em uma bolsa. Pega bastante roupas para ele... Me espera na rua de cima com o Daisuke... Sai daí antes do Itachi chegar...

—O que aconteceu?

—Só faz o que estou mandando tá?

Desliguei o telefone e segurei as lágrimas para não chorar, mas nada adiantou. Me derramei em lágrimas e finalmente cheguei na rua de cima de casa. Limpei as lágrimas e vi Madara com o Daisuke no colo. Fui até ele e peguei o pequeno, o coloquei no banco de trás, no banquinho e coloquei o cinto nele. Eu e Madara entramos no carro e saímos dali.

—O que aconteceu?

—Nada, apenas ficarei uns dias fora... Você disse que tinha algo para resolver né? Vou lhe deixar na casa da sua mãe... E... 

—Sakura, você disse que ia pegar o Itachi no ponto, porque não o trouxe?

—Ele disse que iria passar na casa da mãe dele...

—Hum... Disse para ele que ia passar dias fora com o Daisuke? Isso me cheira a mentira.

Bati as mãos no volante com força e parei em frente a casa da mãe dele.

—Olha, o Itachi me traiu novamente... Não é a primeira vez, sabe... Eu vejo e deixo...  Nosso casamento não deu nem um ano direito e já tenho galhos na porra da minha cabeça...

—Hey... Eu estava bêbado naquele dia da festa do seu casamento... Mas eu sabia que uma hora ou outra isso iria acontecer... –Ele suspirou. –Eu estou piorando as coisas, você devia conversar com ele sobre isso... Fugir com o Daisuke não vai adiantar nada... Vá eu cuido do Daisuke, minha mãe vai adorar ter ele lá.

—Certo...

Ele saiu do carro junto com o Daisuke e foram para dentro. Eu voltei para casa dando de cara com Itachi.

                       (...)

Eu estava sentindo muitw dor no corpo... Bati na porta da casa da Mikoto e ela me atendeu com um abraço forte que quase me fez gritar de dor.

—Querida, tire essas roupas está calor.

—Ah... Não, estou com frio pode deixar... Só vim pegar o Daisuke...–Disse segurando a toca da blusa, para que não a tirasse da minha face.

—Ele está lá no quarto do Madara pode sobir lá.

Ela disse e assim fiz, Madara estava dormindo com o Daisuke na cama, me aproximei dos dois e sorri um pouco torto.

—Você chegou. Como foi? –Madara acordou e virei meu rosto e sai de perto deles.

—Foi bem...

—Porque está com essas roupas? 

—Estou com frio sabe...

Ele pegou no meu braço e gemi de dor, ele me olhou e retirou a toca que tampava meu rosto, ele se assustou ao ver minha face toda machucada.

—O que aconteceu?!!

—Eu cai...

Ele me observou por um tempo e foi até a porta, ele a trancou e voltou até mim. Ele retirou minha blusa de frio e rasgou a minha blusa.

—Meu Deus... Sakura... Você brigou com alguém?

—Não... Eu cai da escada!

Ele colocou as mãos na minha calça e as retirou. Corei e ao mesmo tempo estava assustada.

—Madara...

—Foi o Itachi que fez isso?

—Vou voltar para casa e...

—Foi o Itachi que fez isso?! –Ele disse em um tom alto.

—Madara... Ele não tem culpa...

Ele saiu do quarto e quando fui tentar impedir ele de sair, ele me trancou no quarto.

—Mãe não abra essa porta! Está me ouvindo?! Não até eu trazer o Itachi aqui!

—Madara! Abra a porta Agora!!–Fiquei minutos ali gritando igual doida... Até o Daisuke acordar... 

                      (...)

Eu só escutava gritos vindo de lá de baixo... Escutava barulhos de briga... Foi tão rápido né? Mal nos casamos já tenho chifre e fui agredida pelo meu próprio marido. Eu achei que poderia ter uma nova vida, algo novo... Uma pessoa que me amasse de verdade e me respeitasse também... Achei que Itachi era o homem perfeito, mas isso prova que eu estava errada. Daisuke a dormindo novamente, eu estava sentada no chão do quarto chorando feito um bebê... Ouvi batidas na porta do quarto e me levantei, vi a mãe do Madara e Itachi chorando demais.

—Sakura... O Madara... Ele... –Eu apenas me derramei mais em lágrimas e sai correndo do quarto, corri pela rua até ver o carro dele.

Ele bateu o carro, corri até lá e ele estava sorrindo. Segurei a mão dele é abri a porta do carro, puxei ele para fora e me sentei no chão, com o corpo dele sobre meu colo.

—Madara... Hey, fica comigo... Não vá... Ainda não...

—Abaixa aqui...–Ele disse com dificuldades. Assim fiz e ele sussurrou algo no meu ouvido que me fez cair mais em lágrimas. Abracei seu corpo com força.

—Idiota! Se você morrer seu filho jamais irá te perdoar! Se você morrer... Eu jamais irei lhe perdoar!

Ele apenas sorriu e fechou os olhos. Meu corpo estava coberto de sangue, elevei a orelha até o peito dele e ele ainda estava vivo.

—Tudo bem... Agora não é hora de chorar... Sou uma médica e sei muito bem o que fazer para ele chegar vivo no hospital...

                      (...)

Acordei assustada e estava no hospital deitada ao lado da maca onde Madara estava, sorri aliviada. Sai do quarto e um corpo pulou em cima de mim.

—Filha! O que aconteceu?! Você está bem?! Como o Madara tá?!

—Estamos bem... Só estou com um pouco de dor...

—Quando Madara estiver bem, iremos para a delegacia... Isso não é coisa do Itachi fazer com você... 

—Mãe e senhora Mikoto... Tenho algo a dizer para vocês...

—Diga querida.

—O Daisuke não é filho do Itachi.

—Que?!–disse as duas juntas.

—É filho do Shisui? Sasuke? Óbito? Izuna?–Perguntou minha mãe.–Daisuke tem a aparência da família Uchiha...

—Madara...

Continua....


Notas Finais


Garotas, algumas de vocês gostam de Kpop?
Gostam de BTS?

Bom... Preciso da opinião de vocês. Estou planejando fazer uma fanfic "Imagine BTS"... Vocês acham que eu conseguiria fazer uma boa...?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...