História Amando Uchiha Madara-MadaSaku - Capítulo 31


Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno
Tags Inosai, Itasaku, Tobisaku
Visualizações 83
Palavras 1.472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ecchi, Fantasia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá!

Tenham uma boa leitura!👀❤

Capítulo 31 - Ciúmes?


Fanfic / Fanfiction Amando Uchiha Madara-MadaSaku - Capítulo 31 - Ciúmes?

Madara On

Sábado, dia dez de maio.

Eu estava em casa ajudando minha mãe a fazer a janta, quando tocaram a campainha. Fui até a porta e a abri, quando senti o pequeno daisuke pular nas minhas pernas e a abraçar.

—Papai!

O peguei no colo e vi que Sakura nos observava com um sorriso nos lábios. Desde aquele acidente tempos atrás, meu sentimento por ela havia mudado... Não sei o que é, mas eu sempre procuro contato com ela, quero a proteger... Quero ficar ao lado dela custe o que custar... Quero proteger meu filho também.

—Entra...–Disse dando espaço para que ela entrasse e assim ela fez.

—Obrigada... –Ela sorriu. –Onde está Mikoto?

—Lá na cozinha pode ir lá. –Ela concordou com a cabeça e foi.

Fiquei ali na sala brincando com o daisuke. Desde aquele dia que ela disse que eu era o pai dele, isso me deixou muito feliz... Porém um pouco triste, mesmo ela me perdoando pelo que fiz no passado sei que ela ainda está magoada.

—Papai, quando você vai para casa?

—Não sei... Qualquer dia te visito tá pequeno?–Coloquei as mãos no cabelo dele é os baguncei.

Daisuke havia completado 5 anos de idade ontem, ele é tão esperto...

—Oh...–Ele fez bico.–A mamãe vive falando de você para a Tia Ino e a Tia Hinata...

Fiquei olhando ele por um bom tempo, somente pensando noq ele havia dito.

—De mim..?

—Daisuke! Vem aqui na vovó!–Minha mãe apareceu estendendo os braços para que ele pudesse a abraçar e assim ele fez.

—Vou para o quarto.–vi que Sakura estava me olhando do canto da sala, ela logo desviou o olhar quando percebeu que eu a olhei.

—Certo, querido chama o Izuna para mim?–Perguntou minha mãe e concordei com a cabeça sobindo as escadas.

—Izuna!–Gritei e ele saiu do quarto.

—Sim?

—Minha mãe está te chamando lá embaixo.

—Ah... Deve ser para a festa que vou acompanhar a Sakura.–Suspirou e o olhei.–Já conseguiu um par para a festa da empresa?

—Minha mãe arrumou para mim... Vou com a Karin.—fiz bico.–Odeio essa mulher.

—Ainda bem que vou com a Sakura, vai que consigo uma chance com ela... Além disso ela é um mulherão..

Quando ele disse isso senti uma raiva me pegar. Entrei no quarto para que não pudesse brigar com ele. Me deitei na cama e fiquei olhando para o teto.

—Preciso tirá-la da cabeça...

Me levantei e fui para o banheiro, tirei minhas roupas e entrei no box. Liguei o chuveiro e deixei a água cair sobre meus cabelos e meu corpo. Peguei o Shampoo e coloquei um pouco do líquido na mão, passei o líquido no cabelo e o esfreguei, depois enxaguei e passei o condicionador. Depois esfreguei todo meu corpo e enxaguei. Desliguei o chuveiro e enrolei a toalha na minha cintura e voltei para o quarto. Abri o guarda-roupa e peguei uma calça social preta e uma camisa branca de botões; coloquei uma cueca, Calça e a camisa. Abotoei os botões e deixei somente dois botões em cima sem abotoar, assim enxuguei meus cabelos e os deixei bagunçados, coloquei um sapato social, passei um perfume e sai do quarto.

Desci as escadas e recebi olhares da minha mãe e do Izuna, daisuke logo veio na minha direção e o peguei no colo.

—Papai, onde vai?

—Vou resolver uns assuntos, papai já volta tá?–Ele concordou com a cabeça e o coloquei no chão.

Sai de casa e tirei meu carro para fora, fui em uma balada próxima e estacionei meu carro. Sai e entrei na balada, me sentei em uma das mesas próxima ao palco onde várias mulheres estavam rebolando...  Uma desceu do palco e sentou no meu colo.

—Hey... Está afim de ter uma boa noite hoje?–Ela disse desabotoando minha camisa e eu concordei com a cabeça.

Entramos em um dos quartos e terminei de retirar minha camisa, aproximei meus lábios dos dela e os beijei com vontade.

Eu não mudei nada...

Sakura on

Tínhamos ido comer após Madara sair, daisuke acabou derramando comida sem querer na minha roupa. Eu tive que tomar banho no quarto do Izuna, me senti desconfortável, Mikoto tinha me emprestado umas roupas mais não couberam, eu havia evoluído e apertava os seios demais. Resolvi pedir uma camisa para o Izuna.

—Izuna, me empresta uma camisa?

—Claro. –Ele pegou uma camisa preta de botões e saiu do quarto.

Retirei a toalha e coloquei as roupas intimas que Mikoto havia me emprestado, coloquei a camisa do Izuna e abotoei toda. Ouvi Daisuke chorando e corri para baixo, peguei ele no colo e beijei a testa dele.

—O que foi querido?

—Mamãe o t-tio Izuna me assustou.–Olhei para o lado e vi Izuna sair correndo.

—Izuna! Idiota! Ele é pequeno!–Beijei a bochecha do pequeno e abracei ele.–Não liga pro tio Izuna ele é idiota...–Coloquei ele no chão e o abracei novamente.–Vamos, vou terminar de me arrumar e vamos embora.

Ouvi o barulho da porta de abrir e olhei para trás, tendo a visão do Madara, ele estava com a camisa toda desabotoada e a calça aberta. Não exitei em pegar o daisuke e subir as escadas, entrei no quarto do Izuna e tranquei a porta.

—Mamãe o papai chegou.

—Eu sei querido.

Vesti um short e peguei minhas coisas, e peguei o daisuke no colo. Sai do quarto, me despedi do Izuna e Mikoto.

Sai da casa dos uchihas e entrei no carro, colocando daisuke no banco de trás. Tranquei as portas e liguei o carro, assim fomos para casa.

Eu havia colocado o daisuke para dormir e fui para meu quarto, retirei o short ficando some com a blusa do Izuna e uma calcinha de renda preta. Me deitei na cama e adormeci. Como eu estava cansada... 

                           (...)

Dormingo, dia 11 de Maio. 11:30

Eu estava na cozinha com o daisuke preparando almoço, ele estava no chão brincando com alguns brinquedos, enquanto eu fazia comida. Assim que deixei as panelas no fogo, me sentei ao lado dele e brinquei um pouco com ele.

—Eu te amo daisuke.–Beijei a cabeça dele e o abracei.

—Eu Também te amo mamãe!–Ele retribuiu o abraço.

—Vamos comer então?

—Sim!

Coloquei comida para nós dois e o coloquei sentado na mesa. Comemos e depois lavei os pratos. Ele desceu da mesa e foi brincar na sala. Fui atrás de dele assim que terminei e me sentei no sofá, apenas o observei brincar, ele parece um anjo... 

TOC! TOC!

Me levantei e fui até a porta atender, escondi meu corpo de trás da porta e a abri, tendo a visão do Madara.

—O que quer?–Perguntei.

—Posso ver o Daisuke?

—Uhum... Só espera um pouco.–Fechei a porta e sono as escadas, entrei no quarto e coloquei um short.–Assim está melhor..–Desci e abri a porta deixando ele entrar.

Ele caminhou até a sala e daisuke veio em sua direção o abraçando. Olhei os dois e fui para a cozinha, abri a geladeira e peguei três Barras de chocolate, dei uma para o daisuke e a outra joguei na cara do Madara, ele me olhou estranho e ignorei. Eu estava estranha com ele, só porque ele passou a noite com uma mulher não seria problema, mas eu estava muito estranha... Me nego a acreditar que é ciúmes! Porque não é.

Fui até a cozinha e me sentei em cima da pia, peguei meu celular e liguei para a Ino.

—Alô?

—Oi, Ino você poderia vir aqui em casa...? O Madara está aqui em casa com o daisuke e estou me sentindo desconfortável, não desconfortável pela presença dele... Mas sim com umas coisas... Poderia vir?

—Estou ocupada Agora, se der vou mais tarde tá?

—Tá.

Desliguei o telefone e o joguei em cima da mesa, assim como minha barra de chocolate e fiquei olhando para o chão. 

—Mamãe!–ouvi a voz do daisuke e corri até ele.

–O que foi querido??

—O Pai dormiu?

Olhei para madara e ele estava caido no chão, me aproximei dele e o balancei.

—Madara... Hey.

—Hum...?

—Vá dormir lá em cima...

—Me acompanha..?

—Tá...–o ajudei a levantar.–Filho, jaja a mamãe volta.

Acompanhei madara até o quarto de hospedes e o ajudei a se deitar na cama. O cobri e ele parecia que estava dormindo. Me levantei e caminhei até a porta.

—Devia ter dormido mais cedo, mas parece que prostitutas são mais importantes para você...

—Sim, elas são importantes para me satisfazer....

—Idiota.

Sai do quarto sentindo uma grande dor no peito, apertei o tecido da camisa que estava em meu corpo com força e desci as escadas indo em direção a daisuke.

Avistei outro moreno brincando com o daisuke, quando me aproximei me assustei, olhei para Izuna e ri.

—O que está fazendo aqui??

—Ah... Eu queria ver você antes da festa.–Ele se levantou e me abraçouz fiz o mesmo.

—Já falei que você é linda?

—Sim, variás vezes.–Ele beijou minha bochecha e caminhou até a escada a olhando em cima, parecendo que estava olhando alguém.–Madara, Desça dai... Eu vi você quando abracei sakura.

Madara desceu as escadas e colocou os sapatos, antes de sair ele beijou o daisuke e saiu de casa.

—Oh... O que deu nele?

—Não sei também...


Continua...

         


Notas Finais


Oh... Madara com ciumes? 😹😹❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...