História Amando um Uchiha e um Senju. MadaSaku - TobiSaku - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hashirama Senju, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kizashi Haruno, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Tobirama Senju
Tags Madara, Madasaku, Sakura, Tobirama, Tobisaku
Visualizações 412
Palavras 3.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo, eu sei deveria terminar minhas outras fics e vou terminar. Mas essa ideia surgiu e comecei a escrever no trabalho! haha

Espero que gostem e boa leitura <3

Capítulo 1 - Conhecendo.


Fanfic / Fanfiction Amando um Uchiha e um Senju. MadaSaku - TobiSaku - Capítulo 1 - Conhecendo.

 

O sinal para o fim da aula finalmente tocou. Sakura estava impaciente naquela sexta feira a manhã parecia se arrastar lentamente o que a deixava furiosa, queria que chegasse a noite logo para que pudesse comemorar seu aniversário de 16 anos. Agradeceu mentalmente quando pôs os pés para fora do colégio. Melhor que isso era saber que aquele era seu ultimo ano e logo estaria na faculdade, ano que vem estaria bem longe. Foi aceita na faculdade de Harvard onde cursaria direito e ela estava eufórica por isso, pois quando voltasse assumiria a firma de advocacia do pai. Sairia finalmente de Konoha pra viver sua vida longe dali era o que ela mais queria. Mas pretendia curtir muito seus últimos dias ali, afinal estavam quase no final do ano.

 

- Vem testa temos que ir pro shopping. Precisamos achar uma roupa de aniversário bem sexy. Hoje você perde sua virgindade!

 

- Isso Ino, anuncia pra todo o colégio. Baka! – Bateu na cabeça da amiga que fez uma cara feia. – Sinceramente hoje não estou afim de ir numa balada, sabe que prefiro comemorar com você em algum restaurante, conversando ao invés de gritar. – Ela claramente não queria ir.

 

- Para de ser tão chata. O ano está acabando e logo você vai embora e vai saber quando vou te ver de novo. Então por mim, apenas aproveita essa noite, ta bom? – Ino pedindo com um beicinho.

 

- Ok. Vamos pra droga do shopping, mas vou avisando não vai me empurrando suas roupas escandalosas. – Referindo-se a maneira que a amiga se vestia, já que Ino gostava de roupas curtas.

 

Elas andavam pelo shopping e paravam em algumas lojas, mas nada parecia agradar Sakura. Decidiram ir até a praça de alimentação para tomar um café e então voltar para a missão de achar um vestido para a aniversariante que já se encontrava impaciente. Ao terminarem seus lanches seguiram andando pelo shopping até Ino olhar numa vitrine um vestido preto maravilhoso e a cara da Sakura.

 

- Olha só aquele vestido testa! – Apontando pra vitrine e Sakura se virou e encarou o vestido.

 

- Nossa é lindo, Ino eu não tenho um corpo bonito pra usar isso. Quer dizer eu sou magra demais. – Sakura olhando pro próprio corpo.

 

- Deixa de ser besta, você é gostosa! – Ino dando uma piscadela pra amiga. – Vai, compra antes que eu compre pra mim! – Assim Sakura entrou na loja e saiu minutos depois com uma sacola.

 

- Espero mesmo que fique bom, senão eu não terei o que usar.

 

- Vai por mim, dará tudo certo.

 

 Assim as duas saíram do shopping indo direto para a casa da rosada. Iriam passar o resto da tarde juntas e então se arrumariam para a noitada que lhes aguardavam.

Já eram 23:15 e Ino estava impaciente com Sakura que não estava pronta, ela estava arrumada desde as 22:00. A loira se sentou numa poltrona batendo o salto na mesinha de centro que tinha na sala. Então viu Sakura descendo. O vestido realmente ficou perfeito, era preto, apertado na cintura onde tinha somente um forro preto transparente bordado com algumas flores e seu comprimento caia rodado porem leve até a metade da coxa da amiga.

 

- Uau, testa você está maravilhosa! – Fazendo a amiga corar.

 

- Menos porquinha, não é pra tanto. Sua maquiagem ajudou muito. – Realmente Ino era ótima maquiando, assim como arrumando o cabelo, já que os cabelos róseos de Sakura batiam até o ombro num corte long bob, Ino tinha feito cachos despojados. – Sem falar que está linda, amiga você tá querendo matar quem do coração? – Referindo ao vestido roxo colado no corpo de Ino.

 

- Ah eu pretendo matar todos que eu puder! – Riu maliciosa. – Vamos, já chamei o Uber. – Assim se encaminharam para a festa.

 

Chegando em frente da boate, havia uma fila imensa. Sakura odiava filas, não aguentaria ficar em pé muito tempo naquele salto quinze que Ino a fez colocar. Fitou a amiga um pouco irritada.

 

- Vamos ficar a noite toda naquela fila. – Sakura desanimada.

 

- Calma testa, eu tenho um amigo que conhece o dono, ele vai nos colocar lá dentro em dois minutos. – Ino puxou o celular da pequena bolsa e mandou mensagem para o amigo. – Pronto, ele está saindo e pediu para que nos encontrasse na frente da porta. – Ino pegou o braço da amiga e foram até a porta sendo barradas pelo segurança, pois estavam foram da fila.

 

- Opa, elas estão comigo. – Disse um moreno alto com cabelos longos e olhos perolados, ele deveria ter uns 20 anos. – Entrem moças. – Tirando a corrente do separador de fila para que elas pudessem entrar.

Elas estavam dentro da boate e a musica alta fazia os ouvidos de Sakura zunir. O garoto chegou por trás de Ino e abraçou tirando seu corpo do chão e Sakura achou estranho.

 

- Sakura, esse é Neji meu amigo. – Gritou no ouvido da amiga que fez uma cara de dor.

 

- Oi, muito prazer. – Estendendo a mão para cumprimentar o garoto.

 

- Oi Sakura, prazer.. – Apertou a mão dela e a puxou pra mais perto. – Feliz aniversário, vai se divertir muito, eu garanto. – Sussurrou no ouvido da rosada a fazendo corar, ele logo se afastou e deu um sorriso ladino pra ela.

 

Neji levou as duas para o bar da boate e pediu drinks, enquanto aguardavam Sakura deu uma boa olhada no lugar. Não era de todo mal assim, o ambiente era chique com vários pufs espalhados, mesas altas, alguns sofás com pequenas mesas de centro espelhadas. As luzes brilharam em vermelho, purpura e rosa. A atenção do lugar foi tirada quando Neji alcançou um corpo com um drink cor de rosa e uma cereja dentro. Sakura olhou para a pequena taça e encarou Neji.

 

- Se chama stone rose é feito de Bourbon, beba, vai gostar. – Disse ele para sanar a curiosidade dela. Ela encarou o drink mais uma vez e levou lentamente até a boca experimentando o liquido que desceu docinho em sua garganta e a faz lamber os lábios e sorrir. – Eu disse que ia gostar. – Neji fez um sinal para o barman fazer mais um.

 

- Isso é muito bom, nunca tomei nada tão gostoso. – Pegando a cereja e levando a boca. Neji lhe entregou a outra taça e Sakura virou de uma vez.

 

- Calma ai rosadinha, são os doces que deixam você mais louco. – Neji sussurrou no ouvido dela.

 

- Ah qual é, hoje é meu aniversário e eu pretendo aproveitar. – Se inclinou na mesa do bar e pediu outra.  Neji riu da cena.

 

- Venham, quero apresentar vocês aos meus amigos. – Engatou Sakura em um braço e Ino em outro.

 

Foram para o meio da multidão, Sakura estava empenhada em não derrubar aquele liquido tão viciante, enquanto passavam pelas pessoas iam dançando minimamente. Até chegarem em um sofá vermelho e grande onde tinha alguns garotos sentados.

 

- Pessoal, essas são Sakura e Ino. – Apresentou Neji. Então o dois garotos levantaram e foram até elas.

 

- Prazer, meu nome é Kiba. – Disse um moreno alto com um sorriso aberto deixando seus caninos a mostra.

 

- Oi meninas, me chamo Naruto. – Um loiro com cabelos espetados e olhos azuis. Sakura sentia que conhecia ele.

 

Todos se cumprimentaram e eles deram espaço para que elas se sentassem no meio do sofá. Ficaram ali um bom tempo e Sakura ainda bebia o stone rose, parecia uma viciada. Havia notado que desde que entraram não tinham dançado, logo ela que odiava dançar.

 

- Olha quem acabou de entrar. – Kiba olhando para a entrada do lugar. A atenção de Sakura foi para quatro homens parados na escada em frente a pista de dança. A semelhança entre eles era imensa, cabelos negros e olhos tão negros quanto.

 

- Uchihas. – Neji falou com um tom de desprezo.

 

- Conhecem eles? – Perguntou Ino.

 

- Ah, digamos que existem pessoas boas e existem os Uchihas. – Riu Naruto.

 

- Cara, parece que a noite vai ser longa. – Apontou Neji novamente para a porta. – Senjus, isso não vai prestar. – Sakura olhou novamente e viu dois homens entrando. Um deles com longos cabelos negros e outro com cabelos prateados.

 

- Caramba, Uchihas e Senjus no mesmo lugar, devia ter trazido pipoca. – Falou Kiba rindo enquanto cruzava as pernas.

 

- Gente, o que ta acontecendo? Não entendi nada. – Perguntou Sakura confusa.

 

- Conhece a história de Hetfields e Maccoys? – Disse Naruto e Sakura assentiu. – Então o que rola é quase a mesma coisa, a família Senju odeia os Uchiha e vice e versa. Difícil estarem no mesmo ambiente e não acabem aos socos.

 

- Que horror, mas porque isso? – A rosada ainda curiosa.

 

- Ninguém  sabe ao certo. – Naruto dando os ombros.

- Ai vamos deixar essa história pra lá, vem testa vamos dançar. – Puxou a amiga e a levando para a pista.

 

Sakura não estava bêbada o suficiente pra dançar igual uma lacraia como Ino, então foi até o bar novamente e pediu mais daquele drink dos deuses. Enquanto esperava dois homens se apoiaram na mesa do bar um de cada lado dela. Se virou para um e percebeu que era o cara de cabelos prateados, seus olhos eram tão castanhos que tinha um fundo vermelho muito bonito. Do outro lado o cara de cabelos cumpridos, tão lisos quanto de Neji, seus olhos negros e pele um pouco bronzeada. Sem duvidas eram lindos demais. Sakura pegou o drink e virou de uma vez e pediu outro.

 

- Não acha que é muito criança pra beber desse jeito? – Perguntou o prateado bem próximo ao ouvido dela.

 

- Como é? – Sakura o fitou, odiava quando chamavam ela de criança. – Você nem me conhece e me chama de criança?

 

- Quantos anos tem? 15? Como deixaram você entrar? – Provocou ele vendo a irritação nos olhos dela. Mas a verdade é que ele achou a rosada linda.

 

- Idade é só um número. Você tem quantos? 40? Eu daria uns 45. – Provocou de volta. Ele aparentava ser mais velho, mas deveria ter no máximo uns 27 anos.

 

- Meu irmão está incomodando? – Perguntou o outro.

 

- Pra falar a verdade, está sim. Ele me chamou de criança, dá pra acreditar? – Ela já estava um pouco alterada.

 

- Irmão, que feio ofender essa moça tão bonita. – Sakura sentiu suas bochechas queimarem pelo elogio.

 

- Sabe como é, tenho uma queda pelas que tem rostinho de anjo. – O prateado disse olhando pra ela. Sakura se sentiu desafiada de algum jeito.

 

- Acredite, de anjo somente o rostinho. – Pegou seu drink e virou novamente e saiu deixando os dois a secando.

 

Encontrou Ino ainda dançando igual uma doida. E depois da conversa com aqueles dois deuses se sentia mais confiante em dançar, então deixou seu corpo se mover sozinho. No começo eram apenas balanços que viraram algo mais agitado. Sakura rebolava, levava as mãos pra cima, mexia seu corpo sem nenhum pudor, afinal ninguém conhecia ela mesmo. Se tivesse pagando mico ninguém iria saber quem era ela. Viu de longe os dois a olhando com malicia então dançou mais sexy, passando a mão pelo corpo e praticamente se exibindo. Mas ela se empolgou demais e acabou tropeçando em alguém e sentiu um liquido gelado nas costas.

 

- Mas, que droga! – Ouviu um rosnar e se virou lentamente para pedir desculpas.

Eram aqueles outros quatro caras que entraram juntos. Eles a olhavam dos pés a cabeça, ela olhou para um que tinha o cabelo longo todo espetado com uma franja cobrindo quase todo seu olho direito sua camisa branca toda manchada de vinho e ele com um semblante bem irritado.

 

- Nossa, me desculpa... – Sakura sem jeito.

 

- Vê se olha por onde anda menina. – Disse o homem rude.

 

- Me desculpa mesmo, eu tropecei. – Insistiu ela

- Esquece garota, afinal quantos anos você tem? Já passou da hora de dormir. Aqui não é lugar para crianças. – Rosnou ele

 

- Hey, eu já pedi desculpas. E tenho idade suficiente pra fazer o que eu quiser. Seu ogro. – Sakura retribuiu no mesmo tom.

 

- Ora sua... – Ele segurou o pulso da rosada.

 

- Me solta seu estupido, quem pensa que é? – Sakura tentando se soltar mas ele apertava mais ainda seu braço.

 

- Algum problema aqui, Uchiha? – Ela ouviu uma voz atrás de si e se virou para olhar. Os dois Senju fitavam os Uchiha.

 

- Fique fora disso, Senju. – Advertiu o que segurava o pulso de Sakura.

 

- Solte a moça. – Pediu o prateado. – Senão eu mesmo farei você soltar. – Sakura sentiu seu pulso apertar mais e fez uma cara de dor.

 

- Madara! – Gritou outro que estava ao lado do tal de Madara. – Ela não fez por mal, largue a garota!

 

- Não, está divertido segurar a rosinha e quero ver como o Senju vai me fazer solta-la. – Ah essa altura todos ali estavam prestando atenção no que estava acontecendo.

 

- Vai ser um prazer. – O prateado avançou em Madara e socou seu rosto. Sakura se viu finalmente livre e olhou o pulso que estava marcado.

 

Os outros três Uchihas que estavam prontos para pular no irmão do prateado. Mas não deu tempo e os seguranças tiraram todos dali, inclusive Sakura. Do lado de fora eles se olhavam com ódio e a rosada no meio daqueles homens. Eles pareciam touros e esperando pacientemente por quem faria o primeiro movimento. Quando Madara iria avançar novamente nos Senju, Sakura se jogou na frente.

 

- Chega! Você já estragou a noite de todos, não acha? Agora deu. – Gritou espantando aqueles homens.

 

- A conversa não é com você, garota. – Madara cerrando os punhos

 

- Cala boca criança, isso é conversa de adulto. – Um com cabelos negros e espetados que estava ao lado de Madara gritou.

 

- Eu vou te mostrar a criança seu filho de uma... – Um dos Senju segurou a rosada que estava pronta pra avançar nele. E atirando de perto deles quando viu um carro da policia parar ali.

 

- Ainda não acabamos isso Uchiha. Nos veremos em breve. – Disse o prateado colocando Sakura no banco de trás do carro e entrando ao lado do motorista.

 

Sakura

Eu estou fervendo por dentro, aqueles ogros estragaram meu aniversário, eu pretendia ficar muito bêbada e beijar algumas bocas naquela balada. Queria aproveitar e agora estou aqui com dois cara me levando pra... pera ai, eu nem conheço esses dois o que estou fazendo aqui?

 

- Meu deus, parem esse carro. Eu nem conheço vocês me deixem sair. – Tentei não soar desesperada mas agora acho que já é meio tarde.

 

- Calma rosada, não vamos lhe fazer mal algum, onde você mora? Vamos te levar embora. – O de cabelos cumpridos disse tentando me acalmar mas não funcionou não.

 

- Nãaao precisa, eu pego um uber, pode me deixar aqui mesmo. – Pedi tentando me manter calma.

 

- Para com isso garota, não vamos te deixar na rua sozinha. Fala onde você mora. – O prateado me perguntou.

 

- Por favor, não façam nada comigo. Olha eu não tenho experiencia com nada. Se querem algo é melhor irem atrás de alguém que saiba o que faz né? – Disse e os dois riram de mim, tô fodida. Literalmente...

 

- Como se chama? Meu nome é Tobirama Senju e esse é meu irmão Hashirama. – Tobirama? Hashirama? Que nomes são esses, pensei.

 

- Me chamo Sakura. – Tentando ainda me acalmar.

 

- Então flor de cerejeira onde mora? – Hashirama me perguntou pela segunda vez. Então eu respondi e ele mexeu no gps e colocou o endereço. – Beleza, em 15 minutos estará em casa.

 

- Obrigada. – Respondi escorando minha cabeça no banco. – Que droga de aniversário. – Suspirei.

 

- Hoje é seu aniversário? Quantos anos está fazendo? Ah, parabéns a proposito. – Tobirama me cumprimentou e Hashirama fez o mesmo.

 

- Porque querem saber tanto minha idade? Não falei que é só um número? – Indago para aqueles dois insistentes.

 

- Calma rosada, era só curiosidade. Mas cá entre nós você não tem 18 ainda, não é? – Hashirama me pergunta.

 

- Falem a de vocês primeiro que eu falo a minha. – Provoco

 

- Eu tenho 28 e meu irmão 29. – Respondeu Tobi, sim Tobi. Me surpreendo com a idade deles, afinal são bem mais velhos e eu sou mesmo uma criança. – Sua vez rosinha.

 

- Aaa... então. Eu acabei de fazer 16. – Falo finalmente e eles se entre olham. Vejo Hashirama engolir a seco e Tobirama passando a mão no cabelo prateado e bufar.

 

- Cara, isso dá cadeia. – Riu Tobirama e eu revirei os olhos.

 

- Ah parem, estavam flertando comigo antes e não pareciam se importar. – Jogo isso na cara dos dois mesmo.

 

- O que podíamos fazer? Você estava toda empinadinha escorada naquele balcão. – Nem preciso olhar no espelho pra saber que estou igual ao um pimentão com o comentário de Hashirama. – Hey, não precisa ficar com vergonha, você é bonita. Deveria estar acostumada com caras falando isso. – Mas eu não estava, na verdade nunca chamei atenção de ninguém interessante, não tinha um corpo bonito como o da Ino, ela tinha peitos grandes, cintura fina e um bumbum empinadinho enquanto eu sou uma tábua.

 

- Você é um velho tarado. – O provoco e faço o mesmo fazer uma cara de desgosto e Tobirama gargalhar.

 

Estávamos no meu bairro e eu senti uma tristeza, na verdade não queria sair daquele carro tão rápido estava adorando a companhia dos dois. Mas fazer o que tudo que é bom dura pouco.

 

- Chegamos, foi um prazer Sakura. – Hashirama se vira e me olha nos olhos sorrindo de canto, deus! Que homem.

 

- Rosinha, qual seu telefone? Quero manter contato com você. – Tobirama pegou o celular e eu passei meu número. –  Ok, te mando mensagem quando chegar em casa ai você anota o meu número também. – Ele sorriu de uma maneira tão linda que meu coração parou.

 

- Obrigada por me defenderem daquele troglodita e por me trazerem sã e salva pra casa. – Me despedi dos dois e sai do carro, eles esperaram até eu entrar em casa e antes de fechar a porta acenei e eles acenaram de volta então fechei e subi pro meu quarto com um sorriso besta no rosto, me joguei na cama e apaguei pensando naqueles deuses. 

 

 

 


Notas Finais


Eu vou postar alguns capítulos, comentem! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...