História Amante Do Hokage - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sarada Uchiha
Tags Borusaku, Narusara, Naruto, Sasuhima
Visualizações 114
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente, peço desculpas pela falta de capítulos e também por ele estar mais curto. Eu realmente estou com muito pouco tempo para escrever, mas tentarei manter a ficar atualizada semanalmente.
Obrigado e até logo.

Capítulo 8 - Só Minha I


Nara Shikadai

Eu estou parado em frente ao Clã Hyuuga esperando uma mulher para lhe fazer um pedido.

Chupo uma bala de cereja para saciar minha vontade de fumar pelo nervosismo.

Tem algum tempo que eu estou tendo sentimentos por uma certa Hyuuga, nós saíamos várias vezes, conversávamos, era ótimo, mas eu decidi que é finalmente é a hora de eu tomar uma atitude.

— Shika — escutei sua meiga voz chamar meu nome.

— Hanabi-Sama, tem um minuto? É bem importante — me afastei da árvore e andei até a Hyuuga.

— Claro que tenho. O que quer dizer? Aconteceu algo ruim?

— Já faz um tempo que nós estamos saindo, e eu sinto que estou te devendo alguma coisa, e também não posso mais fugir do que sinto por você.

A garota ficou mais vermelha que eu.

— Quer namorar comigo? — retirei uma caixinha preta do meu bolso, ao abri-la demonstrei que eram duas alianças.

— Shika... Eu...

— O que fazem aí? — escutei uma voz masculina de dentro do Clã Hyuuga, guardei a caixa rapidamente no bolso e me virei de costa, olhando pelo meu ombro pude perceber que era Konohamaru-Sensei.

— Amor, volte para dentro, só estamos falando da missão de Shikadai — senti meu peito doer.

— Certo. Até logo — o Sarutobi entrou pro clã novamente.

— Shika...

— Esquece. Fui ingênuo ao pensar que teria uma chance com uma mulher como você.

Saí de lá e não olhei para trás em nenhum momento, me segurei para não chorar, afinal é bem difícil superar o primeiro amor.

Andei até um parque que eu geralmente fico quando não tenho nada para fazer. Me sentei no banco e fiquei lá parado fitando o chão. Não acredito que fui ingênuo o suficiente para achar que Hanabi iria ser a minha namorada, o que eu sou um? Um Nara aleatório, posso ser filho do Conselheiro do Hokage, mas isso não significa nada, já ela? Ela é a fodendo do rainha do Clã Hyuuga e uma das mais fortes dessa geração.

Abri a minha bolsa de shurikens e saquei a carteira de cigarros, ainda tem três maços restantes, coloquei o na boca e guardei a carteira novamente na bolsa, já puxando o isqueiro e acendendo meu cigarro.

Fiquei pensando no que iria fazer, acho que o melhor a se fazer é ir em algum bar de beber um pouco, logo após voltar para casa e tentar superar Hanabi, eu sei que consigo, todo mundo consegue afinal.

Estava tragando meu cigarro e soprando a fumaça de vez em quando, foi quando o meu celular vibrou no meu bolso, retirei o de lá e olhei, era uma mensagem do Boruto, ele perguntou o que eu iria fazer essa noite, então eu respondi que não iria fazer nada demais, logo ele respondeu, perguntando se eu gostaria de dormir em sua casa hoje.

Eu relutei bastante se iria aceitar, porém eu acho que é melhor ocupar a cabeça com outra coisa, então afirmei que iria.

Hyuuga Hanabi

Me sentei na cadeira de minha casa com uma xícara de chá, Fiquei pensativa sobre o que Shikadai havia dito para mim. Eu realmente tenho sentimentos pelo garoto, visto que sempre gostei dele, porém ele fez isso em uma hora ruim, o conselho Hyuuga já está programando para me casar com Konohamaru, eu não gosto de konohamaru, não no sentido romântico, acho ele muito infantil, mas não tenho muita escolha, visto que não sou tão poderosa quanto pensa que sou, mas acho que devo satisfação para Shikadai, sinto que devo alguma coisa para ele, e que é melhor eu pagar o que devo, nem que seja por uma noite só.

Saí do Clã Hyuuga e e caminhei até a lanchonete que eu e ele ficávamos de vez em quando, conversei com o dono e ele comentou que ele não tinha ido lá, saí pela Konoha procurando se alguém tinha visto Shikadai, mas ninguém tinha notícias, cheguei até mesmo ir à casa dele perguntar para até Temari sobre ele, e ela apenas me respondeu que ele havia saído de casa. Eu já estava para desistir, quando vi Boruto treinar em um campo aberto, com certeza ele deveria saber o paradeiro do seu amigo.

— Boruto-Kun! — chamei-o, estou ofegante e cansada de tanto de andar.

— Tia Hanabi... Como está? — ele parou de chutar o tronco.

— Estou bem... Você viu o Shikadai? Eu preciso falar urgentemente com ele — suspirei fundo.

— Eu não o vi hoje, porém ele vai ir dormir hoje na minha casa essa noite, então se quiser passar lá para conversar com ele, fique à vontade.

Eu não demonstrei, mas estou gritando de comemoração por dentro.

— Obrigado Boruto. Te vejo depois.

Nara Shikadai

Me arrumei para ir até a casa de Boruto. Coloquei uma camiseta preta aberta; meu casaco marrom; calças azuladas com uma faixa preta e branca presa no joelho, e minhas sandálias Ninjas padrões. Não levei a minha bandana, não achei necessário. Coloquei algumas roupas extras na mochila entre outros itens e então a coloquei nas costas.

Avisei minha mãe que iria na casa de Boruto. Ela apenas respondeu com um “Te amo filho”.

Andei por uns cinco minutos até chegar na casa de Boruto, por sorte nós moramos praticamente um do lado do outro. Toquei a campainha algumas vezes e então a porta se abriu, minha espinhas de gelou quando vi quem me atendeu.

— Hanabi...

— Olá, Shika — ela sorriu meiga. Mesmo não querendo, meu rosto ficou vermelho.

— O que faz aqui? — foi um pouco rude.

— Só vim ajudar minha mãe com o jantar. Você veio dormir aqui? — questionou a Hyuuga, mas pude perceber que ela não está falando à verdade. Geralmente pisca o olho direito quando mente, e era exatamente o que estava acontecendo.

— Sim. O Boruto me convidou — responde — Posso entrar?

— Claro — ela abriu a porta.

Eu acho muito estranho a Hanabi estar aqui no exato dia em que eu vim dormir aqui, ainda acho que tem algo por trás disso. No momento não sei exatamente o que é, mas eu tenho certeza que vou descobrir.

Andei até o corredor da casa e coloquei minha mochila no canto; pendurei meu casaco no mancebo e caminhei até a cozinha para cumprimentar a Senhorita Uzumaki.

— Olá, Senhorita Uzumaki — cumprimentei-a formalmente.

— Shikadai! — disse ela com animação — Não sabia que você vinha.

A Uzumaki me deu um abraço forte e eu retribuí ela, depois ela se afastou com um sorriso no rosto.

— o Boruto está lá em cima, fique com ele até o jantar estar pronto — ele voltou a cozinhar.

Eu obedeci Hinata e saí da cozinha. Subi as escadas e entrei no quarto de Boruto. O Uzumaki estava treinando, ele girava a espada ao redor do seu corpo, mas guardou assim que me viu.

— Olá Shika.

— Olá Boruto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...