1. Spirit Fanfics >
  2. Amar de verdade >
  3. Hoje cedo

História Amar de verdade - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


...

Capítulo 8 - Hoje cedo


O sol da tarde estava batendo no rosto de Sakura, já que Ino conseguiu invadir sua casa e abrir a janela de seu quarto, Sakura não se sentia muito bem, estava quente, se sentindo fraca, suando muito mas ao mesmo tempo sentia frio, também não tinha vontade de comer.

– Amiga você tá um farrapo ! – Ino diz indo até a cama de Sakura e jogando o cobertor da rosada para longe.

– Ô nojenta, eu quero dormir. – Sakura abraça o travesseiro e encolhe o corpo.

– Deixe-me ver, olha pra mim. – Sakura vira a cabeça devagar sem abrir os olhos.

Ino encosta a testa na de Sakura e percebe que a mesma está fervendo.

– Beloved !? Em que tempestade você andou ontem ? – Ino se assusta ao sentir a temperatura.

– Ah... Ontem a noite eu saí...de madrugada....

– De Madruga !?

– Pra tomar um banho no rio....

– Eu vou embora ! Você é louca ! Basicamente foi você quem pediu por isso ! Sakura, você é uma ninja médica, MÉDICA, e ainda tem a audácia de sair em plena madrugada pra tomar banho ao ar livre !? – Ino cobre Sakura novamente.

– Bom, digamos que meu plano deu certo. – Sakura diz baixinho.

– Essa era sua intenção !? Mizericordia mulher, você só me dá trabalho ! Já volto ! – Ino desce as escadas, vai para a cozinha e pega uma vasilha com água gelada e um pano.

Sakura por sua vez, se encolhia cada vez mais, estava tremendo de frio.

– Voltei ! – Ino chega ao quarto e põe a vasilha no criado mudo, depois pega a cadeira da penteadeira para se sentar ao lado da cama.– Agora me diz, por que Rikudous voadores você queria pegar um resfriado ? – Ino pega novamente a vasilha e comeca a molhar o pano.

– É que eu não tô afim de sair de casa, mas se eu não ficasse doente, alguma força maior ia me tirar daqui. – Sakura fala se arrepiando enquanto Ino passava o pano em sua testa.

– Pra que tudo isso, mulher  ? Tá com medo de que ? – Ino diz molhando o pano novamente.

– Nada demais... – Sakura tenta disfarçar.

– Atá que você vai pegar um resfriado proposital por nada demais, fala logo, testa. – Ino puxa o cobertor de Sakura mais pra baixo para passar o pano em seu peito.

–... Eu briguei com o Naruto ontem... –  Sakura diz baixo.

– Você o que, mulher !? – Ino se assusta.

– Você ouviu.

– Mas por quê !?

– Ele acha que eu não superei... Aquilo... Ele quis conversar comigo, mas eu acabei gritando com ele. – Sakura suspira.

– Amiiiiiga, eu tô passada, conte-me mais. – Ino põe o pano e a vasilha em cima do criado mudo para prestar atenção.

Sakura explicou o que havia acontecido para Ino, do seu desabafo e de como ela expulsou Naruto.

Ino estava perplexa

– Eu tô perplexa !

– Pois é, eu falei tudo isso a ele. Espero que ele não fique muito chateado comigo, e nem interprete mal a situação. – Sakura diz preucupada.

– Eu até entendo por que o Naruto quis conversar com você. Ele já casado e tals... – Ino acaba só piorando a situação.

– Não fale como seu seu gostasse dele ! – Sakura olha para Ino.

– Mas será que você realmente não sente nada ?...

– Eu me recuso a sentir.– Sakura diz num tom de força.

– Certo....

                             _°•*•°_

Um dia havia se passado, Sakura se sentia bem melhor, com um pouco mais de disposição, parecia um dia bonito, então ao invés de ficar em casa decidiu andar um pouco, levanta os ânimos, ela havia acordado muito cedo, tanto que o céu ainda estava um tanto escuro, e pouco do sol iluminava Konoha.

Depois de um tempo apreciando a beleza da vista que era Konoha ao amanhecer, Sakura se sentiu muito feliz, como o lugar onde morava ficava em frente a uma árvore de cerejeira e atrás dela um córrego, aquilo na luz fraca do dia era muito lindo, o que fez Sakura feliz, pois uma coisa que a deixava feliz e a acalmava eram as paisagens e coisas bonitas da Natureza. Andando um pouco seguindo o curso do córrego, Sakura sentiu um leve vento, o frio do amanhecer, e ao olhar um pouco mais a frente, avistou Naruto se alongando em um banco da praça, provavelmente se preparando para começar o dia.

Sakura lembrou do dia retrasado e sentiu um pesar nas costas, então decidiu ir até Naruto para se desculpar, não era a melhor hora nem lugar, mas se não fosse agora não seria nunca.

Sakura andando bem devagar e ao mesmo tempo tomando coragem se aproximou de Naruto.

– Naruto... – Sakura sussurrou.

Naruto se surpreendeu e olhou para Sakura.

– S-sakura-chan...

– Olha, antes de tudo me desculpa pela noite retrasada, eu tava meio cheia então soltei tudo que havia guardado, me desculpe eu não quero parecer incoveniente muito menos prejudicar você, mas... Eu tava transbordada demais, você falando daquele jeito me deixou furiosa, então  joguei tudo em você... – Sakura fala de uma vez.

–... Muito obrigada Sakura... – Naruto sorri.

– Ué, por quê !?

– Você se desculpou comigo, apesar de isso ser bem raro, eu estava realmente torcendo pra que isso acontecesse, eu quem deveria me desculpar com você, mas eu não sabia como reagir a isso, não sabia se ignorava ou tentava novamente, tinha medo de que acabasse tudo de uma vez... – Naruto fala continuando a sorrir.

– Mas você também tem todo o direito de falar, antigamente eu abusei demais da sua paciência, te batia demais e descontava a raiva em você... – Sakura baixa a cabeça e olha para o lado.

– Eu não ligo, sinceramente, por mim tudo bem, já passou... Mas sabe... Apesar de agora eu ter a Hinata, você sempre vai estar num lugar especial do meu coração, você acha que o que eu senti por você não significou nada, mas na verdade você foi meu primeiro amor, e algo assim não se esquece tão facilmente, acho que estamos kits ? – Naruto põe as mãos nos bolsos do casaco.

– S-sim... –  Sakura afirma balançando a cabeça uma vez. – Naruto... Eu vou voltar mais cedo pra Suna... – Sakura diz assustando o loiro.

– M-mas por quê !? – Naruto pergunta.

– É que eu realmente percebi que sinto coisas por você, e seria perigoso pra mim passar mais tempo aqui, assim que o casamento acabar, vou voltar para Suna. – Naruto cora violentamente ele estava tão surpreso que não havia como rebater o argumento.

Por um lado, Sakura estava certa, do outro, ele queria que ela ficasse mais por lá, mas ele não poderia fazer nada para a impedir...

– S-Sakura... – Sakura continuava calada com o rosto preucupado, Naruto continuava corado, pois ao ver as cores da rosada sobe a luz do amanhecer a deixou tão mais bonita que fez o coração de Naruto acelerar.

Sakura sorri

– Eu tô causando um grande transtorno não é ? – Sakura ri. – Eu voltarei para Suna logo, espero que aceite minha decisão, e me perdoe pela inconveniência. Eu sou uma pessoa horrível, tendo sentimentos por um amigo de infância, que há é casado e tem um filho, ainda por cima sua esposa é um amor de pessoa. – Sakura continua a rir. – Me sinto patética, mas logo isso vai passar, até mais Naruto ! – Sakura ainda mantendo seu sorriso falso continua a  andar.

Após Sakura ir, Naruto ficou numa mistura de emoções, ele não sabia o que sentir, Sakura havia mexido com ele, e ele sentiu isso dês de que ela chegou, mas não queria admitir pra si mesmo, então apenas decidiu ir pra casa e voltar a dormir, pra acalmar seus ânimos...


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...