História Amar pode ser fatal - Imagine Jeon Jung-kook. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Imagine Jungkook, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Sobrenatural
Visualizações 56
Palavras 1.379
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee gente. Desculpem qualquer erro e boa leitura szsz.

Capítulo 8 - Histórias mal contadas


                                Jungkook narrando

 

Eu e os meus amigos chegamos na casa dos pais da S/n e eu tive uma grande surpresa. A Adry e a Nataly não estavam mais com caras de adolescentes, quer dizer, com as mesmas caras elas estavam sim, só que adultas. ㅡ Antes de tudo, quero explicar uma coisa. ㅡ O pai de S/n falou, atraindo a atenção de todos. ㅡ A Adry e a Nataly são duas vampiras adultas, mas elas se disfarçaram de adolescentes para ficar de olho na S/n quando eu troquei ela de colégio, uma forma de proteção, digamos assim. ㅡ Olhei novamente para as duas e eu realmente me assustei, pois a Nataly estava me olhando de uma forma...diferente. Devia ser coisa da minha cabeça. Percebi que o Jimin pareceu mais feliz quando a mãe da S/n falou isso lançando olhares a Adry, mas não sei direito, já que eu estava preocupado demais com a S/n e meu psicológico não devia estar normal.

 

ㅡ E sobre a Emilly...Ela acabou descobrindo tudo por causa de uma conversa que eu tive com a minha esposa e ela acabou ouvindo tudo. Ela sabe que é um ser sobrenatural e está começando a aprender a usar os seus poderes. ㅡ O pai de S/n falou e eu quase caí. ㅡ M-mas….Senhor, o-onde ela está? ㅡ Suga perguntou, parecendo...Preocupado? Não não, eu estava mesmo louco. ㅡ No mundo Sobrenatural na casa da sua mãe Yoongi, ela está ensinando Emilly a usar melhor os seus poderes. ㅡ Yoongi deu um sorriso, parecendo realmente feliz.

 

ㅡ Pra vocês que possuem dúvidas se a S/n foi realmente sequestrada, eu tenho provas. ㅡ A mãe de S/n se pronunciou, fazendo meu coração acelerar. Ela abriu uma gaveta do raque da sala, tirando de lá o que parecia ser uma carta. ㅡ Eu e meu marido recebemos essa carta quando o Jungkook saiu para contatar seus amigos. Eu quero que vocês leiam essa carta para saberem a gravidade da situação. ㅡ Não sei se vi direito, mas parecia que um sorriso tinha nascido nos lábios da Nataly por uma fração de segundo. Eu estaria enlouquecendo? A mãe de S/n fez um simples movimento com a mão e então a carta começou a flutuar, fazendo com que todos nós lêssemos o que estava escrito, ou melhor, ouvíssemos a voz da minha mãe ecoar naquele recinto:


 

Vocês realmente acharam que uma humana imunda poderia me derrotar? A profecia que diz que essa humanazinha vadia irá derrotar eu e o meu reino maligno está totalmente errada. Como uma humana de 15 anos que até transou com o meu filho Jungkook pode ter tanto poder assim? Lamento Jungkook, mas a sua prostitutazinha não será mais sua. Eu estou com tanta pena da S/n, pois eu tirei as esperanças dela de que você, Jungkook, a amava, afinal, o que é amor para você, meu filho? Eu contei e MOSTREI para a S/n tudo que você fez no passado com a vadia da Jennie Kim, a qual se encontra desaparecida no momento, e bem, o culpado disso é você, meu filho. Primeiramente, você a usou, e depois a jogou fora como se fosse um lixo, não é mesmo? Bom, como eu sei que com a S/n não seria diferente, optei por esclarecer tudo a essa menina inocente, e a boa notícia é que finalmente parece que a criança está entendendo tudo e finalmente ficará do meu lado. Será que ela está criando ódio de você, Jungkook? *Risada maligna*. S/n está tão desiludida. Eu até parei de torturar ela, porque parece que ela vai mesmo ficar do meu lado. Ai ai, preciso mostrar a ela outras coisas que você fez também Jungkook, para ela perceber que você não presta. Hmmm, o que eu posso falar pra ela? Ah, já sei! A vez que você estuprou uma humana? *Outra risada maligna*. Acho que a S/n nunca mais vai ser a mesma depois do que eu mostrei a menininha, e o culpado disso é você: Jeon Jung-kook.

 

Eu fiquei imóvel, encarando o chão. De fato, todas aquelas coisas eram verdades, mas não tinha sido por quê eu queria, não mesmo, . Eu tinha feito aquilo porque na época minha mãe estava me ameaçando de morte se eu não fizesse o que ela mandasse. Então, como eu ainda era um vampiro inocente e meus poderes ainda eram fracos, acabei fazendo o que ela mandara. Com exceção de um certo acontecimento com a S/n, mas não hora de pensar naquilo. 

 

 

ㅡNão se preocupe Kook, todos nós aqui sabemos que você foi forçado a todas essas coisas, você não tem culpa de de nada. Com exceção da S/n, claro. ㅡ Ela deu um risinho. ㅡ O grande problema é a S/n, já que aparentemente a Jiwoo está fazendo uma lavagem cerebral e possivelmente alterando as visões para enganar a S/n, mas nós vamos conseguir vencer essa filha de uma puta, eu sei que vamos. ㅡ A mãe de S/n falou aquilo tudo, fazendo com que eu me sentisse melhor. Todos ali sorriram pra mim e vieram me abraçar. A Nataly não veio me abraçar, mas pelo menos sorriu pra mim.

 

ㅡ Gente...Eu não devia ter feito isso no passado, eu sei que eu errei mas...ㅡ Jimin me interrompeu. ㅡ Jungkook, o importante é que você não está morto. ㅡ Sorri novamente. Eu não sabia o que falar. Eu pensei que todos iriam me julgar, mas não, ainda bem.

 

S/n narrando

 

Depois de tudo que a mãe do Jungkook me mostrou tudo sobre o passado do filhinho dela, eu me perguntava mentalmente onde tinha me metido, e como meus pais puderam fazer amizade com uma pessoa dessas. A princípio eu acabei julgando a Jiwoo mal, achando que ela era uma pessoa má por causa das torturas dela, mas ela só devia estar em um dia ruim e acabou descontando sua raiva em mim. Ela nem tinha me torturado mais. O chato é que ela me deixou presa na caverna de Ravenes, mas segundo ela lá eu estaria protegida do mau. Aquilo parecia um sonho. Mundo sobrenatural, vampiros, nossa, mas fazer o que né.

 

Eu estava sentada, chorando, pensando em como podia ter me apaixonado pelo Jungkook, uma pessoa tão má, que teve a coragem de iludir uma vampira e depois descartá-la. Jiwoo tinha feito bem me contar isso, ao menos eu não iria me iludir mais. A mais velha se aproximou de mim sentando-se na minha frente, dando um pequeno sorriso. ㅡ Eu sinto muito por ter te julgado tão mal, Jiwoo, quer dizer, senhora. Mas por causa do que você fez inicialmente comigo, bem, acho que qualquer pessoa pensaria, não é mesmo? ㅡ A outra sorriu novamente. ㅡ Me chame de Jiwoo, S/n. E ah, peço desculpas pelas torturas, é que eu não estava muito bem e acabei lhe julgando mal também. Mas enfim, vamos esquecer isso. ㅡ A outra sorriu de novo.

 

ㅡ Minha querida S/n, sobre o Jungkook, ele é a pior pessoa, sério, vá por mim, sou a mãe dele, então sei do que estou falando. Nunca duvide de algo que eu falar, tá certo, meu anjo? ㅡ Ela acariciou meu rosto, e eu assenti. Pensei em perguntar a ela sobre a minha família, como estavam, mas achei melhor não, visto que Jiwoo parecia realmente uma boa pessoa, então perguntaria em outro momento, e com certeza ela estaria cuidando deles.

 

Jeon Jiwoo narrando

 

BINGO! S/n caía feito um patinho em tudo que eu falava. Ótimo, aquilo seria importante. A Caverna de Ravenes era ótima por causa que ajudava a manipular visões, ou seja, de algo que realmente aconteceu, podemos fazer na visão a pessoa falar coisas que na verdade ela não falou, fazer coisas que não fez, ou seja, uma visão verdadeira e falsa ao mesmo tempo. E a burra da S/n era tão inocente. Tudo que eu mostrei a ela, o Jungkook realmente tinha feito, mas forçado por mim quando seus poderes ainda eram fracos, e na visão eu simplesmente coloquei ele se divertindo enquanto realizava seus atos. Era tão legal ver a carinha dela de desiludida por causa do Jungkook. Eu sabia que meu filho a amava de verdade, mas com a S/n vulnerável a mim, ficaria muito fácil fazer com que ela criasse ódio do meu filho.

 


Notas Finais


Gente, até eu to bem put* com a Jiwoo. Essa mulher é muito esperta, perigosa, socorro aaaa. Meu Deus, S/n é tão inocente aaaaaaaaaa, eu tô com pena, mta pena, mas né e.e
Espero que tenham gostado. Bjuss e até o próx. capítulo o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...