1. Spirit Fanfics >
  2. Ambições satisfeitas. >
  3. Dedos, vibradores e plugs.

História Ambições satisfeitas. - Capítulo 1


Escrita por: poisoneddreams e SourGoo

Notas do Autor


título bagaceiro, fds.

Capítulo 1 - Dedos, vibradores e plugs.


O garoto se colocou em seus joelhos, levando as mãos nuas até o chão de mármore frio. Sua ansiedade aumentou, sentindo seu pescoço ser puxado com brutalidade pela corrente que deixava-o preso ao seu dono. O dominador riu ao ouvir um pequeno murmúrio do que estava de quatro, vestido de gatinho. 

As orelhas feitas de um tecido sedoso e bonito, coladas a uma espécie de diadema de metal revestido pela cor específica do cabelo azul escuro. Mesclavam perfeitamente entre as madeixas reluzentes. Os olhos atentos de Jungkook foram até os quadris arrebitados do maior, encarando ele se remexer provavelmente desconfortável pelo plug. 

Era simples, um plug anal junto de uma espécie de cauda azul escura que combinava com tudo ali. Jimin choramingou ao contrair-se involuntariamente, assistindo o sorriso lateral crescer na face de seu dono.

Jun puxou a coleira, sorrindo aos pequenos chiadinhos que Jimin deixava escapar diante àquela tortura que era engatinhar com algo dentro de si. Chegando no local designado, o submisso levou seu olhar até ele sem demora ao encarar a plateia. Uma sala com pelo menos vinte pessoas, todas prestavam atenção na cena que com certeza seria interessante. 

"Vou permitir que fale nessa sessão, desde que seja o meu obediente gatinho de sempre." A voz grave não era tão alta, emanava poder e obviamente dominância. "Sim... senhor." novamente, foi guiado até o sofá que havia no espaço, assistindo o maior sentar-se. Sentando-se sobre os próprios calcanhares, o gatinho lambeu os lábios ao sentir a mão de Jungkook fazer um breve carinho em seus cabelos, logo se levantando bruscamente. 

O dominador foi até uma bancada, pegando um potinho similar à daqueles que se põe água para animais de estimação, abrindo uma garrafa de água e derramando até metade do recipiente. Os movimentos firmes pelo local foram observados não só pelos olhos da plateia mas também, pela expressão ansiosa do azulado. Pondo o objeto com água na frente do que estava de joelhos, Jeon sorriu, se sentando no sofá novamente.

"Beba." Jimin olhou relutante para o outro, sem muito o que fazer, se pôs de quatro novamente. Envergonhado por estar tão exposto, flexionou os braços, se inclinando o mínimo para bebericar a água que parecia tão sem graça naquele pote. "Jimin." para evitar qualquer punição, o que foi chamado empinou a bunda de vez, afastando ambos joelhos no solo e suspirando em pura humilhação.

Ao beber pelo menos um terço da água, ele tomou a liberdade para levantar a cabeça e fitar os olhos negros e lascivos do maior. "O que acha dessa posição, hm? Não é muito vergonhosa para o meu gatinho?" Ele abaixou o torso, apoiando os cotovelos nas pernas e ficando a centímetros do rosto manhoso do submisso. 

Sorrindo quase de modo amigável, Jeon percorreu as mãos pelo rosto alheio, deixando que Park atuasse como um verdadeiro gatinho ao se esfregar lentamente na mão quente. Murmurando em certo deleite, o azulado fez um biquinho com os lábios olhando dengosinho para o dominador que sorriu com a fofura inesperada.

"Quer beijinhos, meu amor? Hm?" provocou, acariciando a bochecha rosadinha com o polegar. "Q-Quero senhor... por favor." falou pequeno, aumentando a manha. Ele se pôs sobre seus joelhos, se esticando para cima e apoiando as mãos no estofado. Jeon riu soprado, tomando a nuca de Park e trazendo-o para um beijo leve que permaneceu assim durante poucos segundos. 

Sentiu as pernas tremerem e a pele arrepiar, os dentes avantajados do moreno capturaram seu lábio inferior mordendo com força, logo arrancando-lhe um gemido alto. Trouxe-o para mais perto, deixando que tomasse um espaço no móvel também. A mão do maior percorreu pelo corpinho nu, indo até a bunda de Jimin e agitando o plug por ali. Agarrou o objeto pela ponta, puxando-o rudemente. 

De imediato, Park fechou os olhos e comprimiu os lábios com força enquanto sentia todo seu corpo amolecer, junto é claro, da sua bundinha estar ardendo. "Hmmm, que gatinho manhoso. Quer sentir meu pau abusando desse seu cuzinho, meu bem?"

Jimin elevou o quadril, sentindo o objeto molhado pelo lubrificante de minutos atrás provocar seu pontinho sensível de novo. Meteu ali mais uma vez, sentindo o azulado levar as mãozinhas até seus ombros e apertar o tecido da camiseta.

"Quero, senhor. Quero que você me coma com força..." Rebolou a bunda contra o plug, querendo sentir algo maior e mais prazeroso do que aquilo. Choramingou, olhando para Jungkook. 

Agarrando o torso do menor, o dominador colocou-o à pressa recostado no braço do sofá. Se levantou, rosnando pela dor aguda que seu íntimo presenciava. Dentro da mesma bancada que remexeu mais cedo, alcançou uma corda grossa, forte, junto de uma venda, uma mordaça ambas em cores escuras e um objeto que ajudava na masturbação feito de silicone. 

Foi ao encontro do menor que com as pernas abertas e cabelos nos olhos, levantou o rosto mostrando os pulsos. Amarrou-os sem demora, deixando-o em uma posição confortável.

Jeon assistiu o menor choramingar, se contorcendo de forma vagarosa. "Gatinho... me diga, o que quer de mim, amor?" tomou nas mãos, o objeto de cyberskin foi posto acima da glande sensível de Jimin que suspirou fortemente ao contato. Quis olhar para a plateia, mas manteve-se no dominador. "Eu quero... quero ser fodido por você." respondeu, abrindo mais ainda as pernas como se oferecesse a si mesmo para o outro. "E isso te faz...?" "Me faz ser um gatinho sedento pelo pau do dono..." a resposta imediata satisfez o maior, que enterrou o pau mediano de Jimin no masturbador, tremendo as pernas flexionadas pareciam lutar para ficarem abertas. 

Park gemeu, querendo movimentar o próprio quadril e sentir um pouco mais daquilo que era tão bom. "Ah, eu já ia me esquecendo..." o sorriso cresceu, e Jimin encarou nas mãos dele a mordaça escura. Rapidamente foi posta em seu rosto, ajeitando-o de modo que não incomodasse tanto e afivelando-a por trás... O azulado podia sentir a quantidade abundante de saliva que já se formava em sua boca.

"Que vadia."

Suspirando, o submisso curvou os dedos à sensação que fez suas coxas tremerem, choramingou, fechando os olhos. Sua mente viajou, queria de tantas formas só pular para a parte que lhe importava, que se foda preliminares, que se foda as provocações, queria sentir logo Jeon em si, com toda força e imprudência possível. 

A punheta se tornou mais rápida e de quebra, violenta. Jimin quis muito libertar suas mãos, reitrar àquela mordaça e implorar aos pés de Jeon para que não fizesse-o gozar. Afinal, não queria mesmo gozar dentro daquele objeto que parecia-lhe tão sem graça perto do que o namorado conseguia fazer. 

A plateia parecia agitada, o grande público feminino sorria e se remexia nas cadeiras ao ouvir os murmúrios e chiados dolorosos de Jimin. Jungkook sabia que o submisso não queria gozar ali, sabia do pequeno apreço que o azulado tinha por ver o rosto do dominador cheio de sua porra. Sabia que ele adorava gozar em lugares que criavam cenas memoráveis.

Quando o moreno reconheceu os sintomas vindo, acompanhados de gritos mais agudos, cessou os movimentos e tomou a venda nas mãos, amarrando-a à cabeça do menor. "Aproveite, gatinho." sorriu em escárnio, tirando-o à visão. O masturbador de cyberskin saiu bruscamente de seu pau, sendo logo substituído pela mão grande de Jeon na extensão e a língua quente na glande. 

Jimin sentiu-se frustrado. Queria ver Jungkook chupar seu pau, era pedir demais?! A sala cheia de pessoas pareceu surpresa ao ver o submisso chorar, parecendo um gato na vida real, o beicinho manhoso não largava seus lábios e vez ou outra, uma lágrima solitária conseguia escapar do tecido confortável da venda. 

As mãos agitadas mexeram nas costas de Jimin, insatisfeito e entorpecido. Balançando a cabeça de forma desesperada, ele cerrou os punhos sentindo-se sufocado. A mordaça, venda, as mãos e a língua de Jeon faziam-o se sufocar até querer gritar em pura euforia. 

Suas unhas arranharam a corda, tentando escapar, mas foi tarde demais quando se engasgou brevemente na própria saliva e no mesmo momento... gozou.

O tórax subia e descia, tentando se acostumar. Sentindo-se no poder, a mão do moreno foi até a mordaça, tirando-a para uma coisa em específico. "Ah, ah... ah... s-senhor, hmm, p-por favor, me deixe te ver... por favor, por favor, por favor. E-Eu quero ver você... deixa?" Ali estava, as súplicas que partiam de modo desesperado e cuspido do menor. 

"E eu deveria, Jimin? O que eu ganho em troca?" provocou, lentamente, tomando o pau alheio nas mãos e masturbando-o. "Use a-aquilo em mim... use-o." Jeon sorriu, se levantando do sofá. Foi até as costas do menor, desamarrou suas mãos e tirou a venda. "Nos seus joelhos, agora." Com isso, o mais novo caminhou até a bancada, pegando um prendedor de mamilos e um vibrador pequenino. 

Sentiu-se satisfeito ao ver o menor no chão, não muito afastado do móvel que antes estava sentado. "Aqui vai." Abriu os prendedores, colocando-os ao mesmo tempo nos peitinhos até então intocados do submisso. Se aproximou do vidro que separava o público e a atração, pedindo silenciosamente para que Jimin ficasse de quatro. Ali, exibiu a bela bunda que seu submisso tinha, não deixando de provocá-lo com seus dedos, introduzindo-os na entradinha que se contraía em resposta.

"Está louco pra que eu meta meu pau nesse seu rabinho gostoso, gatinho? Vamos ver se você aguenta até lá." rindo em um sopro de voz, desferiu pelo menos sete tapas bem distribuídos pela região, se aproveitando da carne farta, sentindo o pau pulsar a cada gemido miúdo do azulado. Na frente da plateia, introduziu o vibrador rosa bebê, empurrando-o no mais fundo possível com seus dedos. 

Se levantou novamente, ficando parado na frente do menor, pegou o celular no bolso traseiro da calça social e abriu o aplicativo que correspondia ao vibrador no interior de Jimin. Ligando-o na intensidade máxima. "I-Isso é... mhmmm..." não se contendo, Park sentiu o espasmo correr pelo corpinho, tremendo e gemendo como um animal no cio. 

Jeon tirou com mestria somente o falo da peça, já que estava sem cueca, apenas abriu o zipper, expondo-o para Park pagá-lo um boquete. Assim fez, Jimin fechou os olhos, tentando evitar o constrangimento que era gemer tão alto em público, ocupando sua boca e garganta com o caralho de seu dominador. 

Que não demorou a gemer de forma agressiva enquanto forçava o menor a tê-lo todinho em sua boca. Elogios não castos, puxões de cabelo e algumas lágrimas depois... "É melhor engolir tudo, a-as pessoas querem ver o quão obediente você é, amor." era quase cômico, soava humilhante em sua cabeça, afinal, nunca tinha acontecido uma sessão aberta em toda sua vida de submisso. 

"Gosta de chupar meu pau, não é? É seu brinquedinho favorito, amor? Aposto que é, adora tê-lo em você, assim como eu adoro te foder todinho." proferiu alto, rosnando ao ter todo o membro abrigado pela garganta apertada. 

Jimin queria. Queria tudo que Jungkook lhe desse, queria ser fodido em todos lugares possíveis, queria sentir a porra dele escorrer sobre sua pele, queimando. Queria chupar, lamber e mordiscar toda pele do maior, queria todo para si e em si. Ele queria tantas coisas, mas deixaria suas ambições de lado apenas para sentir o sêmen quente de Jungkook descer pela garganta. 

Aumentou a sucção, passando a esfregar a ponta dos dedos levemente pelas bolas também, encarando-o com devoção e tentando se conter das sensações que o vibrador o causavam. 

Porquê afinal, Jimin sempre acabava servindo à Jeon, deixando tudo de lado apenas para vê-lo feliz, ou melhor... satisfeito.

Em um movimento brusco, as mãos de Jeon fizeram o pau alheio se enterrar dentro da cavidade bucal, e ali se desmanchou. Foi a vez da porra exagerada sufocar Jimin, que se não tivesse tanta experiência, teria se engasgado. Virando-se um pouco para a lateral, Jimin mostrou seu pomo de Adão subir e descer, exibindo-se pela quantidade que havia acabado de engolir e ao presenciar isso, Jeon riu, desligando o aparelhinho pelo celular. 

Puxou-o pelo queixo, trazendo para perto o rosto rosado nos olhos, nariz e agora boca. "Se apoia no vidro, empina esse rabinho e geme bem alto." puxando a cordinha que prendia ambos mamilos juntos, deixou um pequeno beijinho na testa do menor e guiou-o pela coleira até o vidro. 

Apoiou as mãos, ficando na posição desejada. As mãos afastadas no vidro, pés afastados um do outro no chão e rosto exposto para o público. Jeon ficou atrás de si, segurando firme o quadril e enterrando dois dedos ali, fez o outro gemer mudo, sentindo o vibrador ser retirado do seu interior e sem muito esforço o dominador penetrou-o com tudo. 

"Ah, caralho! Eu achava que o plug... meus dedos e esse... vibrador te deixariam um pouco mais abertinho pra mim, gatinho." falou em um tom baixo, "Mas aparentemente, você gosta de se sentir arrombado toda vez que eu te como." deu intensidade às estocadas, demonstrando a todos presentes o quão manhoso seu submisso era. 

Sorriu, metendo sem dó o caralho todo nas preguinhas do Park que tornou a chorar sem escrúpulos, gemendo, criando uma bagunça em sua face. Tentou arranhar o vidro, balançando a franja que caía em seus olhos mais uma vez, tremendo, revirando os olhos, salivando, sentindo. Enlouquecendo aos poucos. Era gostoso pra caralho. 


Notas Finais


fora do cronograma de postagem, sistema novo de parágrafos... jk dom... só o surto mds. serase flopa????

oneshot dedicada à: @renjungsf e @sat4n_boy — AMO VOCÊS PORRA 😭😭😭😭😭 ME BEIJEM.

você ganha um gatinho caso dê feedback comentando!!

obrigada por ler, caso queira comente o que achou e veja também outras obras minhas!

https://www.spiritfanfiction.com/historia/thoughts-and-books-21104904

↳ 𝘀inopse: Jimin teve muitos mais pensamentos impuros com Taehyung do que gostaria de admitir, admirar o moreno folhear todos os dias uma série de livros de física fazia-o entrar na mesma sequência de sempre. E decidido à mudar a situação, Park toma coragem e acaba levando Taehyung para sua cama. A questão é: seria para estudar a química entre seus corpos na prática, ou discutir sobre os sentimentos do róseo?

https://www.spiritfanfiction.com/historia/noona-21585243

↳ 𝘀inopse: Jungkook se olhava de modo nervoso no vasto espelho do quarto, internamente se perguntando "Será que ela vai gostar?". Poucos minutos depois, Jimin, a namorada mais velha chega em casa e com certeza, ela soube de imediato que vê-lo vestido de maid se tornaria um fetiche.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/lockers-21686146

↳ 𝘀inopse: Jimin é um dos garotos mais famosos entre meninos e meninas de sua escola, principalmente pela sua forma física. Já Jeon Jungkook, totalmente oposto do loiro, acaba se metendo em encrenca e agora, ele teria que filmar Jimin no vestiário masculino. O que ele não esperava, é que Park descobriria.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...