1. Spirit Fanfics >
  2. "Amiga da minha meia-irmã.. (Mais um clichê)" >
  3. Talvez, mentir seja a melhor opção

História "Amiga da minha meia-irmã.. (Mais um clichê)" - Capítulo 37


Escrita por:


Capítulo 37 - Talvez, mentir seja a melhor opção


Point View Sabrina 

Depois de conseguir acalmar Mackenzie que estava no limite do estresse e choro. Nunca a vi chorar tanto em toda minha vida, o curioso é por quem ela chora, tudo bem que ela e Lucas se gostam muito, mas tenho certeza que não fui a única a perceber que essa relação já tinha dado o que tinha que dar. E depois do que aconteceu aqui na minha casa entre ela e Thomas, tive ainda certeza que não existia mais aquele amor de antes, mas sim um enorme carinho e medo de machuca-lo, mas apenas isso. 

Voltei para sala, após deixar Mack jogada em minha cama, ela é muito pesada para uma baixinha e magrela, credo! Sentei no sofá, tendo em fim um segundo para mim, sem alguém soluçar no meu ouvido, ou uma psicopata sacando uma arma contra um dos maiores babacas que já tive o desprazer de conhecer. Que bom que ele vai levar o que merece, assim como os seus amiguinhos escrotos, e mesmo não gostando dela, não queria que Mia fosse mandada a um hospital psiquiatra, tudo bem que ela fez coisas, para acabar parando lá, mas ainda sim me sinto mal. Ela me salvou dele, não só uma vez, mas também não justificar todas as vezes que eu tive que me proteger dela mesma. Eu nunca na minha vida iria imaginar que Mia era obcecada por mim desde que nos conhecemos, isso sem dúvida é uma atitude de alguém que precisa de tratamentos. Eu juro que se alguém lá atrás me parasse e me contasse tudo isso que aconteceria comigo, tipo Josh, Mia, Mackenzie e a turma e principalmente o sofrimento com Shawn, eu iria rir muito é claro, mas depois compraria a primeira passagem para fora do país. Mas sei que pra tudo existe um motivo, afinal se eu não passe por isso, nunca conheceria meus melhores amigos e o amor da minha vida, então por mais que tudo isso me assustasse e me destruísse por dentro, eu não mudaria nada, bom quase nada, por que tem coisas que eu prefiro nem pensar que dirá viver.

Fechei meus olhos por um momento, absorvendo todo ar que podia, o soltando devagar logo em seguida. Como eu contaria isso a Shawn? Ele com toda certeza não reagiria bem, e até talvez pensasse em vir até aqui para arrebentar a cara do babaca do Zack, não que seria uma má ideia, mas melhor evitar que mais gente seja presa, não quero ter que ir a delegacia hoje outra vez, não mesmo!

Senti meu celular vibrar na ponta do sofá, tremi só com a ideia de ser Shawn, não sei se conseguiria mentirar para ele. Respirei fundo, me jogando sobre o sofá para alcançar o aparelho. Atendi sem nem vê quem era, ouvindo uma respiração profunda e calma do outro lao da linha.

Sabrina: Alô

Xxx: Olá baixinha!

Sabrina: Thomas? Aconteceu algo..? 

Thomas: Não, estou bem! Mas não posso dizer o mesmo de Lucas..

Sabrina: Lucas? O que houve? Ele esta bem?

Thomas: Então, suponho que você já saiba sobre a Mack e ele..

Sabrina: O termino? Já estou sabendo... Cheguei em casa e encontrei Mackenzie aos prantos, mal conseguiu falar, tive que dar um calmante para ela.. Ela tremia de nervoso!

Thomas: .... Eu imaginei... Lucas também chegou aqui mais o menos nesse estado. Chorou tanto que não aguentou muito tempo consciente.. Adormeceu na minha cama

Sabrina: Ele foi ai? Na sua casa? Voltaram a se falar? 

Thomas; Calma, são muitas perguntas... Não tenho tempo de respondê-las, acho que ele acordou, tenho que ir!

Ele desligou, assim sem mais nem menos. Bufei largando o celular no mesmo lugar em que peguei, não estou com a menor paciência ou vontade de ligar só pra xingá-lo e exigir respostas, então apenas deixei pra lá levantando do sofá. Quase na porta da cozinha ouço meu celular tocar adoidado outra vez, olhei com raiva pro sofá. Não acredito que serei obrigada a voltar. Voltei ao sofá me arrastando, torcendo para cair na caixa postal, mas infelizmente que me liga, é bem insistente e não aceita ser ignorado (a). Alcanço meu celular e vejo no visor brilhar "AMOR", logo tratei de pegar depressa e atender, antes que encerrasse outra chamada.

Sabrina: Alô? - Mordei o lábio esperando escutar sua linda voz

Shawn: Até que enfim né Sabrina! Já é a terceira vez que ligo e só da caixa postal! - Escutei seu tom severo e me encolhi no sofá. odeio quando ele usa esse tom comigo, me faz sentir tão insegura e assustada.

Sabrina: Desculpa é que eu estava cuidando da sua irmã! - Tentei não soa rude, mais foi inevitável

Shawn: O que ela tem? Esta tudo bem com minha irmãzinha?... Por favor responda! - Seu tom se elevou um pouco me deixando preocupada. Shawn esta diferente, esta estressado, fala em tom alto e severo, não esta mais doce e gentil.

Sabrina: Ela esta bem Shawn! Ela só esta triste por causa do termino com Lucas.. - Respirei fundo, mordendo lábio e me segurando para não mudar de tom com ele e acabar começando uma briga por telefone.

Shawn: Eu sabia que esse garoto ia machucar ela, você devia ter me apoiado quando disse isso a ela, nos evitaria tudo isso! - Ele praticamente gritou comigo, me deixando chocada com essa sua reação.

Sabrina: Volta a fita e me diz em que momento isso virou culpa minha! - Digo indignada com sua atitude

Shawn: Quando ela começou a namorar ele em segredo você escondeu, ai quando ela finalmente resolveu me contar, você ficou do lado dela e me incentivou a deixa-la ficar com ele. E olha onde estamos agora! Você devia me escutar mais, te faria muito bem! - Ele disse irritado me deixando ainda mais surpresa, do que eu poderia estar. Não acredito que ele esta me culpando dessa forma.

Sabrina: Você esta me culpando por apoiar minha melhor amiga a ser feliz, é isso? - Ri sarcasticamente e o ouvi bufar do outro lado da linha

Shawn: Ela esta feliz agora Sabrina? - Ele rangeu os dentes me deixando irritada

Sabrina: Inacreditável - Dei uma risada sem acreditar no que estava acontecendo - Só pra você saber, quem terminou esse bendito namoro foi ela, foi decisão dela! Ele esta tão machucado quanto ela nessa história! - Nesse momento ficar parada era a última coisa que eu conseguiria agora, por isso dei um pulo do sofá dando voltas pela sala

Shawn: Ah claro, defenda o coitado você só sabe fazer isso! - Ele disse seco - Eu sabia desde o começo que ele não gostava realmente dela, só queria ir pra cama com ela e depois sumir da vida dela, mas você como sempre escutou seus amigos em vez de mim seu namorado, mas claro eu não deveria esperar menos da senhorita sabe-tudo! - Ele deu sua cartada final soltando todo seu veneno contra mim, fiquei sem ar de tão indignada e chocada que fiquei agora.

Sabrina: O que deu em você? O que eu te fiz para você me ligar, pra despejar seu veneno em mim? -  Começou a se formar um nó gigantesco na minha garganta

Shawn: Eu estou estressado, e ficar sabendo que minha irmã esta sofrendo por causa de um moleque, não ajuda nada! - Falou ressentido, respirando fundo tentando controlar sua raiva ( eu suponho)

Sabrina: Pois você saiba que eu não estou aqui pra servir de calmante pra você não, se quer despejar seu veneno que faça isso com outra pessoa, porque eu sou sua namorada, estou aqui para te amar e te apoiar, não sou obrigada a ficar ouvindo tais tipo de coisa ouviu? Meu dia foi longo e muito estressante, e mesmo assim eu não te liguei para agredi-lo verbalmente! - Podia sentir lágrimas grossas caírem sobre meu rosto, dificultando minha visão, mas eu estava no limite da raiva e estresse.

Shawn: Olha quem esta despejando raiva e ódio agora.. - Pude visualiza-lo dando um sorriso sarcástico, o que me deixou ainda mais revoltada

Sabrina: Não acredito que estou nessa conversa... Devia ter deixa-do aquela bala pra você! - Falei transbordando pura raiva, desligando em seguida sem tempo de ouvir sua resposta, que com certeza não me agradaria, como toda esta conversa.

Joguei meu celular com tanta raiva no sofá, que deu até um por um momento fiquei preocupada de ele acabar caindo no chão por acidente. Por sorte nada aconteceu, ele apenas bateu no costo do sofá e ficou por ali mesmo. Enfiei meus dedos entre meus cabelos, e respirei fundo buscando formas de me acalmar, mas isso sera impossível, por hora. Com os nervos a flor da pele, demorei uns minutos até perceber que acabei comentando sobre hoje, o que com certeza o deixou curioso e tolamente preocupado, mais que droga! Eu odeio que na hora da raiva eu diga coisas que não deveriam ser ditas, cito pessoas que deveriam ser esquecidas, eu automaticamente falo qualquer coisa que sei que desestabilizar meu oponente, incluindo nome de pessoas que é melhor nem lembra, falar coisas que lá na frente vão cobrar seu preço. Eu tenho que aprender a me controlar, merda!

 

//~//

 

Como eu imaginava, eram 18hrs da tarde e Shawn me enviou umas 500 mensagens e de ligações perdidas, então nem se fale. Sim, estou o ignorando, mas tenho meus motivos. Não devia ter falado o que falei, agora ignorar até ganhar m tempo pra falar sobre isso, e pra piorar minha situação Mackenzie acordou cabisbaixa, se recusa a comer e por ela ficaria trancada o tempo todo no quarto. Eu ainda não tirava da cabeça minha discussão com Shawn, mas claro que não comentei nada com Mackenzie, porque não quero entristece-la mais ainda, e pior faze-la se sentir culpada pelo nosso desentendimento. Sei que não é muito legal mentir para ela, mas talvez, mentir seja melhor a opção.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...