História Amigos Desde Infância - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Castiel
Tags Amor Doce
Visualizações 370
Palavras 1.760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieeeeeee
Então bbs tem hj um hentai do casal fofis que vcs q eu sei q gostam de ver eles fznd coisas kkkk.
Boa leitura.

Capítulo 18 - Ninguém mandou cutucar a onça com vara curta


Em um movimento rápido ele me virou ficando em cima. Dava pra perceber seu mastro grande e grosso, porque a cueca não era boa em esconder coisas, agradecia por isso. Ele me beijou tirando minha roupa. Ah, aquele beijo. O beijo mais selvagem que já recebi. Eu tirei sua camisa com sua ajuda ainda nos beijando. Arranhei suas costas e ele gemeu durante o beijo, fiquei mais excitada do que já estava com um simples gemido seu. Nos separamos pela falta de ar e ele aproveitou pra tirar minha blusinha do pijama. Ele voltou a me beijar e uma de suas mãos fui parar na minha bunda apertando forte. Enrolei minhas pernas em sua cintura o puxando pra mim, sentindo seu membro roçar na minha calcinha encharcada de excitação. Suas mãos foram em direção ao fecho do meu sutiã. Ele abriu e jogou em algum canto do quarto, não estava me importando agora. Ele foi distribuindo beijos por todo o caminho até os meus seios. Quando chegou parecia uma criança faminta por leite. Ele mordia chupava e lambia sem um pingo de dó. Ele dava umas mordidas no bico e eu adorava. Eu estava gritando alto. Arqueei as costas quando ele mordeu o bico e torceu o outro. Ele passou pra o outro seio me tirando do sério. Quando vi eu ja estava nua. Quando ele tirou meu shorts? Sei lá.

Ele continuou chupando meu seio, mas uma coisa me surpreendeu. Ele levantou e saiu andando pro closet me deixando na cama exposta. Quando ia perguntar ele voltou com duas gravatas na mão. Fiz cara confusa e ele disse...

-- Vou te vendar e prender seus braços -- Sua voz era baixa mas naquele silêncio saiu com eco. Sua voz era grossa e sexy. Seu olhar escureceu no mínimo dois tons. 

Depois dele me amarrar e me vendar, não via nada e isso me deixou mais excitada.

Depois de um tempo sem nada senti uma respiração no meu pescoço. Arfei. Meu clitóris estava pulsando por atenção. Eu estava molhada pra caralho. Ele foi distribuindo beijos do  meu rosto até minha barriga. Passando pelos meus seios senti ele lambendo o bico de cada um com lentidão. Gemi baixo. Ele continuou até parar um pouco abaixo do meu umbigo. Não senti mais nada.

Dei um grito quando senti TRÊS dedos dentro de mim de um vez. Arqueei as costas gritando seu nome. Gemi mais alto ainda quando senti seus dedos E SUA LÍNGUA dentro de mim. Eu não estava aguentando mais e com minhas mãos amarradas ficava mais excitada ainda. Eu não consegui segurar mais e gozei gritando alto e rosnando no final. Ele bebeu todo o meu gozo. Tirou minha venda mas continuei de olhos fechados.

-- Abra os olhos Liv. Quero você olhando em meus olhos quando me enterrar em você--Pediu em uma voz que me fez tremer. Eu abri os olhos me deparando com ele nu em cima de mim. Eu ainda estava fraca por ter gozado recentemente. Sem aviso prévio ele se enterrou em mim fundo. Olhando em meus olhos eu gemi só pra provocar, o que o fez ir mais forte e mais rápido. Vou ficar dolorida de novo. 

-- Me...Ahmmm..... Desamarra -- Eu disse gemendo e ofegante. Ele me desamarrou, minhas mãos foram parar em suas costas arranhando e ele arfou no meu ouvido. Tive uma idéia.

-- Posso montar em você? -- Eu perguntei com uma voz sexy que se eu ouvisse dava pra pessoa na hora. Ele me virou e eu sentei em seu membro o sentindo por inteiro dentro de mim. Comecei a rebolar de leve enquanto fazia um coque. Ouvi ele gemer um pouco mais alto do que de costume. Comecei a subir e descer devagar o levando a loucura.

-- Ah Liv você senta tão gostoso -- Ele disse gemendo apertando meus seios com as mãos. Comecei a ir mais rápido nos fazendo gemer mais alto. Depois de quase chegando no clímax de novo, agarrei seu pescoço e comecei a subir e descer devagar rebolando ao mesmo tempo. Ele começou a gemer no meu ouvido me tirando do sério. Ele agarrou minha bunda apertando e me ajudando a subir e descer. Gozamos ao mesmo tempo nessa minha brincadeira de subir e descer. Eu caí mole em seu peito com ele ainda dentro de mim. 

-- Eu te amo -- Ele disse depois que separamos nossos lábios. Eu sorri e ele também.

-- Eu também te amo meu ruivo --Disse 

-- Vou tomar um banho --Eu disse levantando devagar porque ele ainda estava dentro de mim. Fui em direção ao banheiro e fechei a porta.


Depois de nós dois termos tomado banho, ele foi pra cama e eu peguei minha cartela de anticoncepcional e deixei de lado amanhã tomaria. 

De manhã, pedi pro Cass trazer uma garrafa de água pra mim. Eu tomei o remédio. Ouvi meu celular, avisando que chegou mensagem. Peguei e olhei. Era a Rosa chamando a gente pra um encontro duplo em uma sorveteria às 13:00. Aceitamos. Era umas 12:02 então decidi me arrumar. Coloquei um shorts cintura alta preto, um cropped colado vinho com manga até o cotovelo e um allstar preto. 

Chegando na sorveteria, avistamos a Rosa e o Leigh sentados rindo, eles nos viram e acenaram. Fomos até eles e sentamos.


QUEBRA DE TEMPO 


Chegamos em casa ( No meu apartamento ) depois de uma tarde ótima tomando sorvetes, descobri que o Leigh é um cara bem legal. Ele é meio fechado, mas quando o conhece ele é uma pessoa bem aberta. Ele também não parava de contar piadas ruins. Ele e o Cass. Era um pior do que a outra. Cheguei fui até o quarto tirando a roupa e quando cheguei no quarto estava só de lingerie. Me joguei na cama. Era umas 20:58. Depois de la fomos dar uma volta no parque. Eu estava cansada e dolorida de ontem ainda. Ficamos andando e eu com a virilha doendo. Não falei nada pro Cass, não queria ele preocupado. Além do mas nem é tudo isso. Fui tirada dos meus pensamentos com o Castiel me chamando.

-- O que você tem? --Ele perguntou com as minhas roupas que eu tinha tirado, em mãos me olhando preocupado. Droga! Ele me conhecia. Eu sentei na cama e ele sentou ao meu lado.

--Eu to bem--Eu disse tentando convencer ele. Acho que não funcionou. Ele fechou a cara ainda preocupado.

-- Eu te conheço. E sei que você tem ou aconteceu alguma coisa. Me fala --Ele pediu me olhando com o olhar carinhoso. 

-- Só..... Não fica tão preocupado porque não é nada grave -- Eu falei e ele ficou is tenso do que já estava. Suspirei, sabendo que o que eu disse pra ele saiu tipo " Fica super preocupado e culpado porque foi você que me deixou assim então é super hiper mega grave ".

-- Eu.... To só um pouco dolorida de ontem mas....--Fui interrompida.

-- Desculpa eu.... -- Foi minha vez de interromper.

-- Eu to bem ta bom? --Sentei em seu colo --Eu to ótima mas o seu amiguinho me dá dificuldades às vezes okay? Não precisa se preocupar. Eu não falei porque sabia que o senhor -- Disse me referindo a ele -- iria ficar preocupado comigo. Eu to bem, meu amor-- Eu disse e vi seus olhos brilharem com a última parte. Sorri e o beijei.

-- Agora eu quero dormir um pouco ta bom? -- Disse saindo de seu colo e deitando na cama. Ele tirou a camisa e o jeans ficando de boxer vermelha. Dormimos de conchinha.


Acordo com o ruivo mais lindo desse mundo me chamando com uma voz rouca.

-- Amor, acorda-- Ele disse distribuindo beijos em meu rosto. Sorri por ele ter me chamado de 'amor'. Abri os olhos lentamente ainda com sono.

-- Melhor jeito de ser acordada, não existe -- Eu disse e ele riu. 

Levantei e fui pro banho. Depois fui de toalha pro closer escolher uma roupa. Eu tava parada na frente do espelho olhando meu look ( Notas Finais) Quando sinto mãos em meus olhos me impedindo de enxergar. Ri.

-- Advinha quem é-- Ele disse e eu entrei na brincadeira. Conheci aquela voz e muito bem.

-- Alex 

-- Não. De novo 

-- Não sei.... Já sei 

--Hm

-- É o amor da minha vida?

-- Correção: o amor da sua vida com o café da manhã da sua vida -- Ele disse me guiando até a cama. Tinha una bandeja com um café da manhã perfeito. Comemos e saimos.


Chegando na escola, fomos direto pra aula. Estávamos um pouco atrasados. Entramos na sala e várias meninas ms olhavam com raiva. Oxii minha filha se ele não te quis problema seu. 


QUEBRA DE TEMPO 


Na segunda aula o professor foi chamado pra uma reunião de urgência. Eu estava sentada no colo do Cass mexendo no celular e ele estava falando com o Lys. Do nada chegou uma garota cheia de meia no sutiã.

-- Castiel -- Ele o chamou e eu já fiquei atenta. Ele olhou com desprezo pra ela. COMO EU AMO ELE.

-- Quie? -- Ele perguntou e a essa altura eu ja estava encarando a menina.

-- Você já ter par pro baile? --Ela perguntou  ( Faltava 6 dias pro baile ). Ela não ia fazer o que eu estava pensando que ela ia fazee né?

-- Sim --Ele disse secamente. EU MESMA

-- Bom, você quer ir ao baile comigo? -- ELA FEZ AH ELA FEZ. Antes que o Castiel pudesse responder levantei e fiquei cara a cara com a vadia puta desgraçada.

-- Você sabe que ele é meu namorado né? --Eu perguntei e ela assentiu como se não fosse nada. VOU MATAR ELA.

-- Então se ele me tem como namorada, ele vai comigo no baile. Não com uma puta quaquer. Então, sai da minha frente agora e para de ficar dando em cima do meu namorado e vai com as suas amiga putianes --Eu disse já irritada e isso dava pra ver de longe.

-- Senão o que? -- AH NÃO ELA NÃO TA ME DESAFIANDO. É ISSO MESMO PRODUÇÃO? ATA. PERAI ENTÃO.

-- Sai da minha frente agora ou eu arranco a porra do seu cabelo e te engolir de uma vez e te jogo da janela depois. Vaza! --Eu disse chegando mais perto. Ela arregalou os olhos e saiu correndo. Bom mesmo tinha mais é que correr e cair pra ver se muda aquela cara de dragão um pouco.

Voltei a sentar no colo do Cass como se nada tivesse acontecido.

-- Eu te amo sabia? Você é ciumenta perfeita -- Ele disse dando um beijo na minha bochecha.

-- Ninguem mandou cutucar a onça com vara curta!




Notas Finais


Roupa da Liv pra escola https://goo.gl/images/qZGLnE

Oiee bbs espero que tenham gostado
Comentem se quiserem que continue
Pq eu não sei se estão gostando
Bjsssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...