História Amigos não se amam como eu te amo - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Kookv, Taekook, Taekookau!, Vkook
Visualizações 18
Palavras 3.947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Chapter 1: thirty days


Taehyung ainda estava morrendo de sono.

Ele apenas colocava um pé na frente do outro e continuava seguindo o caminho sem realmente prestar a atenção em nada.

Ele não via seus hyungs ao seu redor, não com o fluxo de pessoas que esperavam sua chegada presente no aeroporto de Incheon, muito menos com a quantidade de flashes que não cessavam e o deixava com borrões brancos na vista. Talvez aquela touca azul à alguns metros a frente pertencesse à Hoseok? Ele não sabia dizer, apenas seguia os seguranças e os staffs cegamente.

O voo de volta pra casa havia sido tranquilo, principalmente por que Taehyung havia dormido todo o percurso. Já acostumado com toda aquela rotina, ele dormia em qualquer lugar.

Eles finalmente haviam voltado pra Seoul e teriam um tempo pra descansar após os shows e eventos dos últimos meses. Trinta dias até voltarem para sua agenda habitual. Era, provavelmente, o maior período de descanso que eles iriam ter em anos.

Quando percebeu, já havia chego ao estacionamento nos fundos do aeroporto. Taehyung levanta a cabeça e avista as S.U.V's pretas que os levariam de volta ao hotel. Antes de entrar em um dos carros, ele acena para as pessoas sorrindo e gritando seus nomes incessantemente, pessoas que haviam esperado muito tempo por eles, sendo barradas por grades e seguranças, então ele se aconchega no banco confortável do carro, se encostando na janela.

Alguém entra logo em seguida e se senta ao seu lado. Taehyung observa Jungkook retirar o chapéu preto que cobria metade do seu rosto e pousa-lo no colo, seu cabelo castanho estava todo bagunçado, e Taehyung resiste à vontade de passar a mão e tirar os fios da frente de seus olhos. Jeon abaixa sua máscara também, a posicionando debaixo do queixo no mesmo momento em que mais alguém se junta a eles. Yoongi entra e fecha a porta, acabando subitamente com os sons de gritos e flashes que vinham de fora. Ele se encosta na janela e fecha os olhos sem dizer nada.

Assim que o carro da partida, Jungkook solta um suspiro e encosta a cabeça no banco, ele fecha os olhos ao dizer com alívio "Finalmente um tempo."

Yoongi não da sinal de que tenha escutado, mas Taehyung assente, apoiando o queixo na mão e encarando a estrada através da janela "Vai fazer o que com o tempo livre?" ele pergunta, e Jungkook funga, dando de ombros.

"Dormir e dormir e dormir."

"Quer ir jantar comigo e Bogum hyung amanhã a noite?" Taehyung pergunta inocentemente, e Jungkook não consegue evitar levantar a cabeça e encarar o mais velho com as sobrancelhas erguidas.

"Vocês vão sair de novo?" Taehyung ri com o tom de voz surpreso e desgostoso de Jeon, e vira para encara-lo. Estica a mão pra dar um tapinha embaixo do queixo dele.

"Não se preocupe Jungkook-ah, vou arranjar tempo pra você também."

Taehyung estava brincando, não precisava arranjar tempo pra Jungkook. Simplesmente porquê ele e Jungkook não passavam muito tempo juntos ultimamente, não sozinhos. Era até mesmo surpreendente que os dois estivessem no mesmo carro nesse momento. O afastamento entre os dois foi algo difícil de evitar dado as circunstancias de tudo, então, para Taehyung, Jungkook não se importava com o quanto de seu tempo seria dedicado à ele. Não faria diferença.

O mais novo faz uma careta, e volta a fechar os olhos "Valeu por convidar, mas não."

Tae bufa, se inclinando pra encostar em Jeon, esbarrando seus ombros "Já faz anos, vocês deviam se conhecer melhor."

Jungkook não responde, revirando internamente os olhos pela inocência do hyung de chama-lo para ir junto. Já faz anos. Sim, já faz anos desde que Park Bogum sempre chamava Taehyung para sair no tempo livre e jantar nas noites, sempre aparecia em shows da turnê e roubava Taehyung pra si. Mas Taehyung, mesmo esperto como é parecia lerdo demais pra entender as reais intenções do seu amigo ator.

E Taehyung realmente não entendia, ele adorava a companhia de Bogum e como os dois se davam bem em vários tópicos. Se divertia em sua companhia, havia adorado a viajem à Jeju, mas aquela companhia nunca era realmente a que ele queria.

Não demorou muito para chegarem à cobertura - que ocupava dois andares - que moravam. Eles foram escoltados para dentro e se encontraram no elevador. Hoseok comentava animado que iria passar o tempo com os coreógrafos ensaiando as coreografias das músicas do próximo álbum, era essa sua ideia de como aproveitar o tempo livre, e Jiminie, apoiado com a cabeça nos ombros de Jungkook, escutava atentamente, fazendo comentários sobre qual música estava mais animado para aprender, enquanto Yoongi os encarava mas parecia estar dormindo em pé. Namjoon e Seokjin mexiam nos celulares com concentração, as mascaras ainda postas sobre o nariz e a boca.

Assim que o elevador chegou no andar que se alojavam, cada um seguiu se arrastando para o próprio quarto, cansados demais pra qualquer outra atividade. Taehyung só queria dormir. Amava estar nos palcos, amava o que fazia, amava o amor que recebia e as experiencias que sua vida lhe proporcionava. Mas as vezes era demais pra uma pessoa só, pra um corpo só. Não fazia muito tempo em que seus joelhos falharam no fim de um show, e ele teve que ser amparado por Jin e Namjoon, nem que havia deitado no chão do palco, levantando apenas quando Jungkook foi até si, agarrando seus pulsos e o erguendo, sussurrando pra que Taehyung se mantesse forte.

Nem tudo era flores e primavera, dinheiro e prêmios, as vezes ele só queria se sentar e esperar a exaustão passar. Ou chorar, como ele frequentemente fazia quando sentia a necessidade.

Em seu quarto, ele apenas largou as coisas de lado e foi ao chuveiro, deixando a água cair em seu corpo. Após sair, secou seu cabelo com cuidado. Ele realmente gostava dos seus fios escuros e grandes na nuca, pretendia usar aquele corte por um bom tempo.

Deixou seus cremes e cuidados com e pele pra depois, ele vestiu apenas uma calça de moletom larga, e se jogou no meio dos travesseiros e o edredom, e desejando ficar lá pro resto da vida, caiu no sono.

Na manhã seguinte, algo esquisito tirou Taehyung de seu sono, havia alguma coisa em cima dele, o agarrando apertado ao mesmo tempo que o chacoalhava.

"Taehyung-ah! Acorda!" Taehyung soltou um gemido de descontentamento, tirando a cara do travesseiro pra encarar Jimin que sorria abertamente pra ele, com o cabelo loiro todo bagunçado "Você dormiu demais, já são uma da tarde."

"Eu tô cansado, Jiminie." Tae balbucia com a voz arrastada e sonolenta, os olhos cerrados por causa da claridade do quarto. Jimin também havia aberto as cortinas.

Ainda bem que seus braços estavam presos embaixo do corpo do mais velho, pois a vontade de bater a cabeça de Jimin na parede foi enorme.

"Nós vamos pra academia, levanta logo. Eu precisei arrastar Jungkook pelas pernas pra levantar, não me faça fazer o mesmo com você."

Jimin liberta o corpo de Taehyung e sai do quarto no mesmo segundo, deixando a porta aberta e permitindo que sons de conversas entrassem. Xingando todos os palavrões que conhecia, Taehyung se levantou e foi cambaleando até o banheiro.

Após tomar banho e vestir roupas confortáveis, ele sai, e desce as escadas em direção à cozinha, encontrando todos ali, exceto por Namjoon. Taehyung se senta na mesa ao lado de Seokjin, que o oferece uma vasilha com pipoca. Tae nega com um olhar confuso, mas o mais velho apenas da ombros e volta a comer enquanto mexia no celular.

Yoongi estava no fogão, o que era muito animador, parecia concentrado enquanto Jimin espiava por cima de seu ombro.

"Oh, hyuuuung! Isso parece delicioso, vai ficar pronto quando?" e recebendo um:

"Quando eu acabar" como resposta. Jimin apenas ri e dá um tapa no ombro de Yoongi, que solta uma risada leve.

Já Hobi estava com a bochecha sobre a mesa, cochilando, e Jungkook picava um papelzinho e espalhava sobre o cabelo dele.

"Cadê o Namjoon?" Taehyung pergunta, pegando da mesa uma das torradas com ovo já prontas e um copo de suco.

"Parece que ele pode dormir mais." Jungkook diz ao mesmo tempo em que lançava um olhar de raiva à Jimin, que sorriu docilmente e mandou um beijo à Jeon. A cara de raiva do mais novo praticamente se desfez. Era incrível como ninguém conseguia ficar bravo ou irritado com Jimin, ele derretia o coração de todos, era injusto e irritante.

Hobi solta um gemido, assustando Jungkook, que afasta a mão da cabeça de Hoseok rapidamente. O mais velho começa a se levantar, despertando aos poucos e fazendo com que os papeis que Jungkook espalhou caiam gradativamente de sua cabeça para os ombros. Jungkook finge se concentrar na tigela de cereal em sua frente, mas assim que Hobi vê os papeis caindo, os olhos dele disparam diretamente pra Jeon.

"Eu vou tacar você na privada" ele diz.

"Como sabe que fui eu hyung?" Jeon murmura de um modo inocente, e Seokjin se pronuncia, dizendo:

"Foi ele mesmo, toma aqui uma banana, taca nele." todos olham confusos pra ele, mas Jungkook solta uma risada, provavelmente havia entendido ao que Seokjin se referiu.

"Jimin-ah." ainda no fogão, Yoongi chama, fazendo Jimin deslizar pra perto dele. "Vê se esta bom?" Taehyung observa com as sobrancelhas erguidas enquanto Yoongi hyung assopra uma colher, e a leva até os lábios grossos de Jimin. O mais novo arregala os olhos sorrindo abertamente.

"Isso tá incrível! Experimenta!" Jiminie pega a colher da mão de Yoongi, e repete o processo, a levando até a panela, soprando o caldo e levando ate a boca do mais velho. Os dois sorriem um pro outro, e Taehyung decide ignorar aquilo, mesmo sem conseguir evitar o leve sorriso no canto dos lábios.

Seus olhos correm pra porta no momento em que Namjoon entra na cozinha, com os cabelos molhados, uma calça larga e blusa preta de mangas compridas, ele caminha até a mesa e se senta ao lado de Hoseok, que brincava com Jeon em meio a beliscos.

"Vocês têm planos de viagem pra essas ferias?" Namjoon pergunta. E todos negam juntos, fazendo ele sorrir e suas covinhas surgirem. "Quero ir para Gyeongju. A cidade tem uma historia bacana e vários museus" Joon diz essa frase olhando diretamente para Taehyung, conhecendo os interesses do garoto por arte. "Alguém quer ir?"

"Aish!" Hoseok exclama "Eu queria, mas já tá planejado os dias que eu vou ensaiar com os coreógrafos, e combinei de ir pra casa e me encontrar com Jiwoo, e vai trazer o Mickey pra eu ver." Ele faz um biquinho, e Taehyung compreende. Sentia muito a falta de Tannie também, precisa pedir pra alguém traze-lo. Namjoon assente, dando um sorriso compreensível.

"Quero ir" Yoongi diz, finalmente desligando o fogo "Preciso de inspirações novas pra escrever as músicas." Jimin se apoia em Yoongi e diz:

"Também vou, mas só por que eu amo vocês."

"Também vou!" Seokjin anuncia, animado "Não seria uma viajem boa sem mim. Preciso cuidar das coisas do Namjoon, passaporte principalmente aliás. Os deveres de um hyung nunca acabam." Suspira.

Isso faz Jungkook soltar uma gargalhada sem graça "V-você não sabe cuidar nem de você, hyung."

"Jungkook-ah, você esta vivo até hoje por que eu te alimentei, tenha respeito por mim."

"Ombros e piadas não são alimento."

"Minhas piadas te fazem rir."

"Eu só rio por respeito."

Isso faz Seokjin soltar uma risada alta e afiada. "Olha como fala com seu hyung, idiota." Jungkook sorri, e faz um coração com os dedos na direção de Jin.

"Jungkook, Taehyung?" Namjoon pergunta, erguendo as sobrancelhas.

"Vou ficar, hyung." o mais velho diz "Talvez eu me junte a vocês no meio da viagem, mas meu corpo ta exausto e tenho umas coisas pra fazer aqui ainda" Joon assente, com compreenssão, movendo então os olhos pra Jeon.

"Também vou ficar." ele diz "Não quero sair até comprar uma câmera nova, vou atrás de uma, e talvez eu também me junte." A lembrança de sua Nikon despedaçada invadiu sua cabeça e o encheu de tristeza. Até agora Jeon não sabia como fora capaz de deixa-la cair de suas mãos firmes, sendo que segundos antes da queda, sua lente havia focado curiosamente no sorriso de Taehyung, espontaneamente sendo lançado a Bogum que havia ido assistir seu show em Hong Kong, há três semanas. Ele se odiava por isso.

"Jungkook-ah!" Jimin murmura, indo pro lado do mais novo e o abraçando pelo pescoço. "Você não sai do meu pé faz anos, como eu vou sobreviver à viagem sem você?"

"Aish, hyung." O mais novo balança a cabeça "Eu te ligo." isso faz um bico surgir nos labios de Jimin. "Todos os dias. Eu também não sei sobreviver sem você." Jimin sorri, contente.

Depois do café da manhã no horário de almoço, algumas conversas e implicância, eles seguiram para os fundos do primeiro andar que eles ocupavam, para a academia. Assim que chegaram na sala, os ombros de Taehyung murcharam. Ele até estava animado pra fazer os exercícios, a alguns meses vinha treinando com Jungkook no tempo livre (mais observando e imitando), mas o mais novo estava em um ritmo difícil de se acompanhar, o que fez Taehyung desistir, ele encarou a realidade.

Então silenciosamente subiu para seu quarto, onde segurou em mãos um pequeno catálogo de arte que havia comprado a semanas, e finalmente podia estuda-lo. Assim, ele desceu de volta à academia e se acomodou na poltrona que lá tinha. Apenas porque a presença de seus hyungs e Jungkook o confortava, e mesmo que não fosse interagir com eles, queria passar esse tempo antes de viajarem, em suas companhias. Yoongi hyung não havia se juntado, mas se todos ficassem quietos por alguns segundos, era possível escutar o som suave de um piano soar pela casa. Era calmo.

Jimin e Hoseok se encaminharam até a parede espelhada, e começaram a debater sobre alguma coreografia. Namjoon subiu em uma esteira com seus fones nos ouvidos, e Jeon parou em frente a um saco de pancada vermelho pendurado no teto.

Taehyung imediatamente se lembra de como Jungkook havia desenvolvido um interesse por box nos últimos tempos.

Assim que Jeon tirou sua camiseta preta de seu corpo, e colocou suas luvas, Taehyung passou a dividir sua atenção.

Assistir Jungkook sempre fora interessante, não importa o que o mais novo estivesse fazendo. Mas Taehyung tinha a preferência de assisti-lo suar.

Jeon, após desferir o primeiro soco no saco de pancadas, jogou para os pulmões uma grande quantidade de ar. Ele na verdade, queria estar dormindo, mas já que Jimin o arrastou pelos pés até que ele batesse as costas no chão, ele iria imaginar o rosto do outro no saco, mas não conseguiu, Jimin era adorável demais para tal ato.

Jungkook olhou em volta na sala rapidamente, vendo cada um imerso em seu próprio mundo. Taehyung estava encolhido em um cantinho, com um livro em mãos e seus óculos de grau com a armação preta. Assim que seus olhos pousaram nele, o mais velho levantou a cabeça e forçou a vista para ver melhor Jeon. Jungkook não conseguiu evitar o pequeno sorrisinho. Ele sabia que os olhos de Taehyung estavam sempre nele, e adorava aquilo.

Voltando sua atenção para o saco, Jungkook desferiu três socos seguidos e respirou, se permitindo imaginar outros rostos ali.

Taehyung já estava na mesma posição a um bom tempo, mas não queria se mover, ele tinha uma boa visão naquele ângulo. Pouco tempo depois, Jin entrou e se sentou perto de Jimin e Hoseok, as vezes fazendo comentários que os faziam perder o passo da coreografia e morrerem de rir, preenchendo a sala com o som, e as vezes levantava pra reforçar certa parte das coreografias. Seu esforço sempre foi admirável, seu foco também, desde que o conheceu, Seokjin era uma das maiores inspirações pra Taehyung, sempre trabalhando duro, acordando mais cedo, se esforçando pra melhorar sua dança e seu vocal, sempre mantendo o bom humor, arrancando sorrisos de todos ao redor. Ele era uma pessoa muito fácil de amar.

Joon estava agora junto com Jungkook, ambos fazendo abdominais, e agachamento e esse tipo de exercício. Nunca foi tão difícil pra Taehyung realmente conseguir dividir sua atenção, oitenta por cento dela estava em Jungkook.

Pois era, de fato, hipnotizante. Jungkook não era mais uma criança magrela e tímida. Seu cabelo castanho estava molhado de suor e bagunçado pois Jeon não havia arrumado ao acordar e agora passava os dedos sobre os fios frequentemente pra tira-los de seu rosto. Gotas desciam de seu couro cabeludo, escorrendo pela têmpora e fazendo um caminho sem fim.

Ele tinha tantos músculos agora, as veias ressaltadas nos braços e ainda mais quando ele fazia esforço pra suportar seu peso. Seus músculos da barriga também estavam bem visíveis e demarcados, mas tão exageradamente, era uma barriga bonita de se olhar, terminava na linha v sobressalente, com alguns fios finos de cabelos abaixo do seu umbigo, e descendo até onde os olhos de Taehyung não pode mais alcançar por causa do pano da calça.

"Está encarando de novo". A voz suave de Jimin soou no ouvido do mais novo, que deu um pulo e fechou os olhos com força, espantando o corpo de Jeon de sua mente.

Jimin sorria maliciosamente, sabendo que Taehyung não o estava vendo, pois o mais velho sabia dê tudo o que Taehyung e Jungkook se recusavam a saber, ou ver, ou entender. Jimin adorava assistir.

"O mundo inteiro sabe." Taehyung da ombros, nunca se esquecendo de quando Jimin o expôs.

"Por que não vai pra viagem?"

"Bogum e eu vamos sair. Hoje a noite e amanhã." Jimin ergue as sobrancelhas, e lentamente um sorriso enorme começa a se formar, Taehyung o encara com a testa franzida.

"Taehyung-ssi!" ele de repente, da um tapa no braço do mais novo, fazendo Tae exclamar um "Ai!" de dor. "Ele não desgruda de você nunca, não estou gostando dessa amizade ultimamente, esta roubando você de nós!" mesmo tendo dito isso, Jimin continuava sorrindo.

"Eu gosto dele, Jimin-ah. E estou com vocês sempre. Mas Bogum não é o único motivo pra eu não ir, eu preciso descansar. E quero dedicar mais tempo ao violino."

"Aish!" Jimin exclama, fazendo um bico com os lábios grossos "Vou sentir sua falta. Mas tenta não esquecer o Jungkook, sabe como ele fica chateado quando você o troca pelo Bogum" Taehyung ri.

"Eu já o disse que nunca vou troca-lo pelo Bogum!" Jimin dá ombros, e desfere outro tapa no braço de Taehyung.

"Ele não acredita. Cuide do nosso bebê!" Taehyung assente, olhando de canto de olho pra Jeon, que, concentrado, flexionava o corpo pra baixo, apoiado nos braços, determinado a chegar na centésima flexão. Naquele momento Jungkook era tudo, menos um bebê.

Era quase sete horas da noite, quando Taehyung, já arrumado, saiu do seu quarto.

Ele passou pelo corredor, chegando na cozinha, encontrando apenas Jungkook ali, sentado em um dos bancos altos do balcão, uma das mais apoiando o queixo enquanto a outra mexia no celular. O forno atrás de si estava ligado, assando algo que Taehyung não podia enxergar.

Vendo que Jungkook não havia o visto, Taehyung se aproxima por trás do garoto, e passa os braços sobre a sua cintura, o abraçando e apoiando seu queixo nos ombros dele. O mais novo pula de susto, soltando um grito baixo por causa da combinação de atos inesperados, e Taehyung sente Jeon se arrepiar sobre seus dedos, mas afasta a sensação.

"Hyung! Não faz isso." ele pede, com a voz subitamente manhosa. Tae ri na nuca de Jungkook, apertando sua barriga com os dedos longos. Jeon segura o gemido na garganta, engolindo em seco.

Aquele tipo de contato não era mais tão frequente entre os dois, causava um estranhamento em ambos, mas era bom, e era familiar como nada nunca foi. Os segundos pareceram congelar naquele breve momento em que eles voltaram à ser como antes.

"É engraçado." o mais velho murmura, voltando a realidade, e se afasta, contornando o balcão para parar na frente do outro "Você acha que eu estou bonito?" Taehyung pergunta, erguendo o queixo e mantendo os olhos fixos em Jungkook.

Jeon prende a respiração por segundos, então a solta pesadamente. Encara seu hyung com as sobrancelhas cruzadas. Taehyung apenas sorri de leve.

Era ridícula a pergunta. Simplesmente ridícula. Taehyung estava sempre bonito, ele havia sido eleito o homem mais bonito do mundo! Ele era lindo sem fazer esforço.

Mas dessa vez, ele havia colocado um esforço. Vestia uma calça preta, larga em suas pernas, e sua barra batia acima do tornozelo do garoto, e em seus pés ele calçava um mocassim de couro preto. Usava também uma blusa de mangas compridas listrada com preto e branco, ela estava por dentro da calça e alguns botões abertos na parte de cima deixavam a mostra a clavícula funda dele, junto com apenas alguns centímetros de pele do peito. A jaqueta de couro completava seu look. E o cabelo, escuro, caído sobre a testa o longo na nuca, realçava a cor de pele bronzeada de Taehyung. Havia uma máscara preta embaixo de seu queixo, e uma bolsa bege da Gucci apoiada em seus ombros.

Jungkook apenas... respirou. Era o que ele podia fazer enquanto encarava Taehyung. E com a voz baixa e lenta, disse "Você esta bonito, hyung". Bonito, não chega aos pés do que Taehyung estava, jamais chegaria, ele poderia usar o dicionário mas provavelmente não encontraria a palavra certa. O mais velho sorri satisfeito com a resposta de Jungkook, que havia achado suas palavras insuficientes. Mas Jungkook não pensa em retribuir o sorriso na mesma intensidade, não quando Taehyung estava bonito daquele jeito para encontrar Bogum.

O fato, não era que Jungkook não gostasse de Park Bogum. Ele não gostava de como sentia que o ator havia tomado seu lugar na vida de Taehyung. Pois teve um tempo em que Jeon e Taehyung eram próximos, mais próximos do que qualquer outro dos meninos, o que eles tinham era especial e profundo, Jungkook amava estar com Taehyung, estava feliz desde que estivessem juntos. Desde que o conheceu, Taehyung estava sempre ao seu lado, o ajudando, o apoiando, e o fazendo se sentir livre de um jeito que ninguém mais fazia. Mas algo aconteceu, mais ou menos na mesma época em que o mais velho dividiu seu tempo a com a atuação. Algo aconteceu que esfriou a amizade dos dois, Jungkook não sabe o que houve, mas Tae se afastou subitamente e passara a sair com Bogum, a fazer com Bogum o que fazia com Jungkook. Ele nunca havia se sentido daquele jeito, ignorado e esquecido, trocado. Nunca havia pensando que Taehyung o deixaria assim, mas deixou, sem motivos aparentes. Mas pelo menos, serviu para que Jungkook parasse de ter pensamentos e desejos incomuns.

"Tem certeza que não que vir com nós?" Taehyung pergunta, dando a Jeon um sorriso retangular e animador, mas o mais novo nega. Retribuindo com o sorriso não tão verdadeiro.

"Trás alguma coisa pra eu comer." Ele diz, e Taehyung sorri, se inclinando sobre o balcão para dar um tapinha na parte debaixo do queixo de Jeon, no mesmo momento em que a porta é aberta.

Um dos managers coloca a cabeça pra dentro, e olha pra Taehyung. "O carro esta pronto." Ele assente, e da uma última olhada contente para Jungkook antes de cobrir o nariz e a boca com a máscara, e sair do apartamento, fechando a porta atrás de si.


Notas Finais


É isso por hoje meus anjos. muito muito obrigada por lerem ❤ até mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...