1. Spirit Fanfics >
  2. Amigos ou inimigos ? - Nosh >
  3. Voltar...

História Amigos ou inimigos ? - Nosh - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Voltar...


Fanfic / Fanfiction Amigos ou inimigos ? - Nosh - Capítulo 22 - Voltar...

(Josh)

Faz uma semana e meia que me afastei do Noah, e não foi aquele afastamento bobo, foi completo. Prescisava de um tempo pra pensar, tudo aquilo que ouvi naquele dia estava muito esquisito pra mim. O problema e que eu não imaginava que ia senti tanto a falta dele, nós nos tornamos melhores amigos e ficar longe dele esse tempo todo foi muito difícil. Eu já pensei tanto essa semana, me lembro muito bem como foi nossa conversa depois que eu fui um completo imbecil com ele falando que prescisa que ele sumisse. 

(Flashback on)

Estavamos na minha casa. Ele tinha chegado e como meus pais o conhecem deixaram ele subir pro meu quarto, eu tinha acabado de bloquear ele no WhatsApp e feito uma piada no twitter, alguns minutos antes. 

-Que babaquice é essa Josh ? Por que postou essa coisa horrível ? E além disso me bloqueou no whats, meu qual o seu problema? - ele perguntou abrindo a porta do quarto.

-O que tá fazendo na minha casa ? Já não te disse que quero ficar longe de você ? O raça que não entende, vocês gays são um inferno - eu disse e virei meu rosto para encar ele, assim que eu disse ele me olhou magoado. Droga. 

-Então pelo visto você voltou a ser o antigo Josh neh ? - ele disse enquanto seus olhos marejavam. 

-Algum dia eu deixei de ser? - eu respondi com desdém. 

-Sim, você tinha mudado, virou meu amigo, estava sempre comigo me protegendo, cuidando de mim, preocupado comigo, até apelidos carinhosos você me deu e agora isso ? Por que ? Pra que me magoar assim ? O que eu te fiz ? Estávamos bem e do nada você faz isso ? - ele disse e percebi que estava muito perto de chorar, aquilo estava me doendo muito mas tinha que continuar firme presciso de um tempo. 

-Sem choro Urrea, eu quero meu espaço, as pessoas cansam sabia, e mudam de ideia também -disse sem olhar pra ele, não era verdade aquilo e se eu o olhasse ele ia descobrir. 

-Você não é assim, eu conheço o verdadeiro Joshua e definitivamente não é esse na minha frente, mas tudo bem, eu vou te dar o seu espaço - ele disse indo em direção a porta. 

-Otimo, até que enfim - disse mas por dentro só queria correr até ele e pedir desculpas. 

Ele se virou pra mim, estava chorando e parecia estremamente triste. Aquilo foi como se tivesse me dado um soco, tudo dentro de mim começou a doer. 

-Escuta bem o que eu vou te falar, quando você se arrepender e ver a burrada que está fazendo, porque eu sei que isso vai acontecer, não espere me encontrar de braços abertos - ele disse e saiu do quarto. 

Como assim não esperar de braços abertos ? O que ele quis dizer ? Ele não iria me perdoar é isso ? Não sei o que mas aquilo ficou na minha mente a semana toda. 

(Flashback off)

Eu não estava bem desde esse dia, por mais que eu prescisasse de espaço pra pensar não queria perder ele pra sempre, e foi o que eu entendi quando ele disse que não ia me esperar de braços abertos. Eu tive crises todos os dias da semana me sinto um lixo por ter feito tudo isso, por ser imaturo ao ponto de não aceitar que meu amigo goste de mim. Eu não sabia ao certo o que sentir, prescisava falar com alguém. Fui até o quarto de Bailey e contei tudo pra ele, sobre o que eu ouvi, sobre meu surto e principalmente sobre como estava me sentindo. 

-O fato de ele gostar de você te encomoda? - Bailey perguntou tranquilo depois de eu terminar de falar. 

-Não - respondi sendo sincero. 

-Então, qual o problema? - ele perguntou olhando pra mim. 

-Eu não sei, e se ele confundir os sentimentos? E se ele me contar como vou agir ? E se ele tentar algo? - disse porque eram todas as perguntas que eu não achei resposta enquanto pensava sobre isso. 

-Ora Josh é só você o afastar, dizer que não e seguir em frente. E só você recuar. - ele disse como se fosse simples. 

-E se eu não quiser recuar ? - juntei toda a minha coragem pra falar isso, era o que mais me assutava. 

-O QUE ? - Bailey disse gritando com cara de chocado. 

-Não grita o idiota, quer que a escola inteira escute nossa conversa ? - perguntei com cara fechada. 

-Desculpa, explica isso por favor - ele perguntou tentando mudar a expressão no rosto de pasmo mas não conseguiu. 

-Eu passei esse tempo todo pensando. Cada sorriso ele dá, ou cada vez que ele se machuca e fica todo manhoso, ou quando ele simplesmente me olha, meu coração dispara e sinto borboletas no estômago. Quando vamos nas festas e vejo ele ficando com outros caras meu estômago embrulha, demorei a perceber que não era por nojo e sim acho que por ciúmes sei lá, ainda não entendo isso bem. Essa semana longe dele foi um inferno, tudo que eu queria era ter ele ali perto de mim. Mas eu tenho medo e se eu realmente gostar dele desse jeito que ele gosta de mim, o que eu sou ? E como faço pra esse sentimento parar? O que vão pensar de mim ? - disse quase começando a chorar, isso tudo estava me infernizando e eu não consegui achar uma saída. 

-As vezes o medo de algo novo pode acabar com algo que sempre te fez bem, pelo modo que você fala estava completamente rendido por ele, você só ainda não aceitou isso. Mas olha não vamos falar disso agora, a parte que você prescisa descidir primeiro é, você prefere a incerteza com ele ou não ter ele na sua vida ? - ele perguntou com carinho na voz.

-Claro que a incerteza com ele. Quero ele na minha vida, ele me faz bem. -disse com convicção. 

-Então para de pensar, o resto você descobre aos poucos, gostar dele ou ele gostar de você não quer dizer que você tem que tomar uma decisão agora. Você só precisa falar quando tiver certeza e confortável - ele disse pegando na minha mão, e eu sorri com o carinho. 

-No meu tempo ? - perguntei pra ver se estava pensando certo.

-Sim seu tempo, mas olha esperar demais também pode ser um risco, e se outra pessoa aparecer e depois você descobre o que sente ? É um coisa terrível sentir, gostar de alguém e esse alguém estar com outra pessoa. - ele disse a última parte triste. Será que isso aconteceu com ele ?

-Você está me deixando confuso - disse com olhar franzido pra ele.

-Estou sendo realista, você prescisa saber das coisas se vai tomar uma atitude - ele disse dando de ombros. 

-Obrigado por me ouvir e falar comigo, nossa relação vai mudar agora que sabe que tenho algum sentimento por um garoto ? - perguntei temendo sua resposta. 

-Claro que não, isso não vai mudar em nada, eu só tenho a cara de bravo o bobão. Ate porque eu também gosto. -ele disse como se eu já soubesse e me olhou de lado. Fiquei em choque. 

-O QUE ? COMO ASSIM MAY ? - disse quase gritando. Ele nunca tinha me contado. 

-Não grita... eu sou BI Josh, já faz um tempo, eu só não comento isso com ninguém, meu pais sabem e aceitaram bem essa minha parte, quando morava nas Filipinas até namorei um garoto, mas não deu certo. - ele disse e eu me toquei de outra coisa. 

-Outro problema pra mim, como falo sobre isso com meus pais? Eu tô lascado - ele disse e joguei a cabeça pra trás. 

Conversamos por mais algumas horas, o assunto parecia nunca acabar, conhecer melhor o Bailey foi muito bom. Ele me ajudou a entender algumas coisas e me explicou outras, enquanto conversamos eu já sabia qual a primeira coisa que eu teria que fazer. Tenho que ter meu amigo de volta, preciso pedir desculpas e torcer pra que ele me perdoe, e que não me odeie. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...