1. Spirit Fanfics >
  2. Amigos ou inimigos ? - Nosh >
  3. Você nunca estará sozinho.

História Amigos ou inimigos ? - Nosh - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Quem quer um capítulo grande e cheios de ataques do coração?
Pois bem aqui está. Boa leitura pessoal . 😘

Capítulo 24 - Você nunca estará sozinho.


Fanfic / Fanfiction Amigos ou inimigos ? - Nosh - Capítulo 24 - Você nunca estará sozinho.

(Noah)

Estou no local dos camarim, não sei porque aceitei vim ajudar Sina a ficar menos nervosa, assim que chegamos vi Josh chegar e ir pro seu camarim já me arrependo profundamente de estará aqui. Sina estava no camarim se arrumando e eu sentado de fora nas cadeiras ao lado de Krystian.  

Tudo que consigo pensar enquanto Krys está distraido no celular e em como Josh me pediu desculpas hoje, e em como eu queria naquele momento o abraçar. O problema não é perdoar ele, eu tive tempo pra pensar essa semana, sei que foi algum problema com ele porque sinti o carinho dele comigo todos esses meses, o problema é que eu acho que não consigo mais esconder o que eu sinto, ficar longe dele foi terrível, até Scott percebeu que estava triste esses dias e olha que ele é o aluno novo.

Não quero perder a amizade dele mas será que eu consigo manter essa amizade ? Ainda mais como ele age comigo, aqueles malditos apelidos, e aquela droga de sorriso perfeito que me faz arrepiar. Hoje quando me chamou de pequeno tudo que eu queria era abraça ele o beijar loucamente até perde o ar. Gente eu sou muito burro. Krystian não parar de conversar com alguém no celular, estou aqui pensando no Josh, que está dentro do seu camarim com os pais com a porta fechada. 

Prescisava parar de pensar nisso tudo. Eu ia enlouquecer, mas estava descidido, hoje a noite iria conversar com ele. Prefiro ter meu amigo de volta e esconder o que eu sinto do que o perder pra sempre, me apeguei demais a ele, sei que foi um erro mais aconteceu. Quando ia perguntar pro Krystian se estava tudo bem, fui assutado pela porta a minha frente sendo aberta com muita força, e Josh correndo igual um louco. Krystian se levantou na hora e olhou para os pais de Josh que saíram correndo. 

-O que foi? Uma crise? - Krystian perguntava preocupado. O que está acontecendo ?

-Sim, e bem forte pelo visto- a mãe dele disse. 

-Porra - Krystian disse e saiu correndo atrás dele e os pais foram atrás. 

Não estava entendendo nada mais fiquei preocupado e corri atrás deles também, corremos atrás dele por muito tempo, assim como eu sem entender nada Bailey e Lamar nós viram, eu disse que era o Josh e eles também começaram a correr com a gente pela escola. Vimos ele entrando no banheiro da quadra e fomos atrás, seus pais e Krys entraram primeiro, depois Lamar e Bailey e por fim eu, todos muito cautelosos, seja lá o que estava acontecendo era sério. 

Josh se encarava no espelho com o rosto que ia ficando com cada vez mais raiva, seus punhos estavam cerrados, eu não acreditava no que estava vendo, Josh ia socar o espelho quando seu pai segurou seu braço com força e o puxou, segurando o por trás, o lindo garoto dos olhos azuis agora se debatia pra se soltar.

-Me solta - ele gritava muito alto ainda vem que estávamos longe de todos da escola - saiam daqui me deixem em paz - ele dizia se debatendo muito.

-Josh calma, isso vai passar por favor se controla - o pai pedia tentando o acalmar. 

Ele não conseguia segurar o filho, mesmo magro naquele momento Josh tinha a força de umas 3 pessoas, a mãe dele estava desesperada olhando a situação. Bailey e Lamar sem entender foram até Josh e o seguraram juntamente com o pai. Krystian logo parou eu sua frente tentando o acalmar. Será que tudo isso era medo de palco ? 

-Josh, para me escuta, assim você só vai piorar, sua crise não vai passar se você não conseguir se acalmar- Krystian falava com carinho com ele, tentou se aproximar, mas ele consegui se soltar e foi até um canto. 

-Não encoste em mim. Vocês não entendem, isso não passa, é sempre isso, é uma droga viver assim, odeio ter vontade de machucar vocês e a mim mesmo, odeio o fato de não me controlar, odeio o fato de sempre agir por impulso, machucando a quem está do meu lado, isso é humilhante - enquanto ele dizia aquilo tudo que vinha a minha mente era primeiro porque ele queria se machucar e a outras pessoas e segundo o que ele me disse hoje cedo, isso era a coisa humilhante a qual ele se referiu. Mas o que era isso ? -eu só quero que isso acabe, não quero ser um risco pra todos ao meu redor- ele disse gritando fazendo em estremecer todo. 

-Claro que não filho. Você não escolheu ter isso, não é culpa sua - o pai dele dizia e ele se encolhia no chão e começou a chorar. 

-Eu só quero que isso acabe,eu não sirvo pra nada, eu sou um imprestável. Eu afasto todos, até o Noah me odeia agora, perdi meu melhor amigo e isso dói demais, apenas me deixem aqui, todos aqui sabem que se eu morresse tudo ficaria melhor - ele disse tudo isso chorando e meu mundo se quebrou. 

Acho que ele não havia me visto no fundo do banheiro. Mas quando falou aquilo de mim me arrependi de não ter o desculpado hoje cedo. Isso era tudo culpa minha, ele tava muito mal por tudo isso e eu fiz pouco caso. Quando ele falou que seria melhor ele morrer eu quase perdi todo o ar. Não só porque era meu melhor amigo mais eu amava aquele garoto com todas as minhas forças. Sim amo esse menino,dane-se admitir isso assim. Não vou deixar ele se sentir assim tenho que fazer alguma coisa. Comecei a andar em sua direção, Krystian tentou me empedir não dei ouvidos, ele estava com a cabeça entre as pernas, eu agachei e coloquei as mãos em seus braços ele de olhos fechados começou a se debater. 

-Eiii, sou eu, o Noah - disse e ele abriu os olhos - está tudo bem, eu estou aqui - ele parou de se debater.

-Você me odeia não eh, ainda mais me vendo assim, como o miserável que eu sou, eu estou sozinho sempre vou estar por ser assim - ele disse chorando e ia colocar as mãos no rosto mais eu o impedi colocando minhas mãos no seu rosto e fazendo ele olhar pra mim. 

-Nunca mais diga isso, eu não te odeio e você nunca estará sozinho enquanto eu estiver aqui. Você não é nada disso que você disse, você é tão incrível, talentoso e o cara mais foda dessa escola - eu disse e ele chorava mais o puxei para um abraço, cai no chão com o movimento e ele veio junto mais não se moveu - você tem que ter orgulho de quem é, assim como eu tenho de você, você e meu melhor amigo sim, esquece tudo que aconteceu antes, todo mundo erra e é só reconhecer e correr atrás como você fez. - disse o ninando abraçando ele forte pra que ele tivesse certeza do que dizia - Você ainda é aquele cara que soca a cara de um amigo pra empedir que o mesmo machuque um completo desconhecido, o cara que dá apelidos fofos, que fica preocupado por eu aparecer chorando só por ter prendido a mão, o meu anjo da guarda lembra? - perguntei e ele assentiu com a cabeça no meu peito - pois eh, então nunca pense que essa pessoa incrível merece morrer, porque se isso acontecesse com certeza eu morreria junto - disse, e de fato eu morreria se acontecesse algo com ele. 

-Me desculpa por favor - ele disse ainda em meu colo mais já parava de chora - eu não sei porque hajo assim - ele disse tremendo. 

-Eiii - disse abraçando ele mais ainda - as vezes fazemos coisas sem saber porque mas temos pessoas em nossas vidas que nos lembram que sempre a outro jeito e que sempre podemos voltar atrás. E eu ? Bem, sempre estarei aqui pra voce, não importa o que aconteça, que nos afastemos as vezes mas eu sempre, sempre estarei aqui pra você. Pode contar comigo. - disse e beijei o topo de sua cabeça, senti ele relaxar em meu colo. 

Ficamos ali por um bom tempo, eu olhava ao redor Krystian contava algo pra Lamar e Bailey, os pais de Josh estava abraçados, e me olhavam com o olhar pasmo,eu não entendi o porque. Depois de uns 10 minutos ali no chão abraçado a Josh, tudo que eu pensava era em como eu senti falta desse abraço e como o ver naquela situação acabou comigo. Ele enfim se acalmou, se soltou do abraço e me olhou nos olhos me dando um sorriso fraco, se levantou e me estendeu a mão me ajudando a levantar, nós olhamos mais uma vez ele sorriu. Meu Josh estava denovo ali, e aquilo era um alívio.

-Está melhor? - perguntei pra ele segurando sua mão. 

-Graças a você sim - ele disse me abraçando de novo - senti sua falta - assim que ele disse isso tive que segurar pra não chorar. 

-Tambem senti a sua - disse o abraçando mais.

Assim que o soltei do abraço, ele abraçou os pais e a Krystian também, além dos outros amigos que falaram alguma coisa em seu ouvido. Os pais dele vieram em minha direção e me abraçaram forte agradecendo e eu ainda não entendia porque tudo aquilo. Ele já estava bem então tínhamos que correr o show de talentos já estava pra chegar ao fim e ele tinha que se apresentar. 

-Então Josh, em cinco minutos você tem que entrar no palco pra sua apresentação - assim que eu disse seu sorriso sumiu. 

-Eu não vou me apresentar, não sou bom o suficiente. Não consigo nem ficar tranquilo no camarim que já tenho uma crise imagina em cima do palco com aquele tanto de gente me olhando. - ele disse olhando pra mim. 

A pronto, era só o que me faltava. Ele tá duvidando de si, falando de crise, será que é crise de Pânico? Não sei depois eu descubro. Além de ter parado de sorrir, ainda por cima não vai se apresentar. A mais você vai sim. 

 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...