História Amnésia- Interativa - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias 4Minute, Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Ga Yoon, Hyun A, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Ji Hyun, Ji Yoon, Jisoo, Lisa, Min Yoongi (Suga), Personagens Originais, Rosé, So Hyun
Tags 4minute, Aminésia, Blackpink, Bts, Interativa, Morte
Visualizações 234
Palavras 1.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Amnésia- Interativa - Capítulo 3 - Capítulo 1

       SoHyun


Hoje senti como se o mundo tivesse acabando, isso é bom, assim o Planeta não sofresse com a merda dos seres humanos.


Respirei fundo e tomei mais um gole do meu café, olhei a janela e estava chovendo forte, aquilo é bom, eu gosto da chuva, ela me traz paz.  


Fui até a cozinha e abri a geladeira, estava vazia. Merda, eu tô morrendo de fome. Peguei meu celular e liguei para minha irmã.


-- Alô - Minha irmã atende


-- Oi irmã. Então, não tem nada para eu comer aqui em casa, tem como trazer algo?


-- Porra SoHyun, seu jeito de falar me irrita. Para de falar lento, fala direito caralho!


-- Desculpa. Mas continuando, você irá comprar algo para comer?


-- Não, já disse que você tem que se virar SoHyun. Você tem 18 anos e não tem emprego. Se ajeita, um dia eu não estarei mais aqui para te sustentar! - Ela desligou na minha cara, filha da puta!


Joguei o celular e fui em direção ao quarto, olhei me no espelho e tirei minha blusa (que parecia um vestido). Meu corpo estava horrível, marcas roxas, olhos vermelhos, o braço enfaixado, o pescoço com alguns cortes e a boca com um pouco de sangue.


Talvez eu devesse falar para ele pega mais leve.


Fui em direção ao banheiro e tomei um banho para ir dormir. Pelo menos não vou ter que sentir fome.


      Outro dia


Meu alarme começou a tocar, são seis horas da manhã, estava morrendo de sono. Tinha que me arrumar para ir a escola, aquela porra de escola.


Levantei e comecei a me arrumar, coloquei apenas roupas pretas, odeio chamar atenção. Saí sem comer nada, já que não tinha comida. Fui a caminho da escola..


Chegando lá percebi uma multidão no portão, puta merda o que esses porras estão fazendo?! Passei pela multidão, quase fui pisoteada, mas tô viva. Segui o caminho para ir a sala.


-- Ei Sohyun


-- Puta que pariu. - Falei baixinho para não me ouvir. Olhei para trás e era uma guria da minha classe


-- Que foi? - Perguntei séria


-- Amanhã vai ter uma festa na minha casa, estou te convidando para ir. Você irá né? - Ai que ódio!! A voizinha dela me irrita! Parece que ela tá forçando.


-- Não, eu não vou - Falei seca e virei para seguir meu caminho


-- Mas SoSo, vamos! Vai ser divertido - Se eu pudesse, eu dava um soco na cara dela - Vamos~ - Mano, que voz irritante!


-- EU NÃO VOU CARALHO - Falei olhando pra ela, a mesma se assusta e se encolhe. -- Porra, é difícil de entender?! - Segui meu caminho e ouvi ela dizendo "baixinho"


-- É por isso que ninguém gosta de você vadia - Como se isso me importa-se.


Ah, finalmente cheguei nessa merda de sala, depois de passar no corredor e um monte de gente ficar me olhando e cochichando. Sério mano, se você tem um problema comigo, fala na minha cara! Mas não, prefere ser retardado e ficar falando pelas costas. É por isso que odeio todo mundo.


Sentei no meu lugar- Que é no fundo, encostando na parede. Fiquei um pouco olhando na frente e não aguente, abaixei a cabeça e dormi.


     JiYoon


-- Você viu? SoHyun apareceu mais machucada. Sério, o que aquela garota faz? - Kim perguntou confusa


-- Sei lá e não me importa, aquela garota só deve ser perturbada - Respondi sem interesse


Pensando bem, SoHyun vem aparecendo bem mais machucada esses dias, até o tal do YoonGi vem machucado para a escola. Eu desconfio muito dos dois, eles são muito parecidos pro meu gosto.


--Tem notícia da Jennie? - perguntei a olhando séria e cruzando os braços


-- Não. Fui na casa dela ontem e não tinha ninguém, as luzes estavam todas apagadas. Tentei ligar no telefone dela e só deu caixa postal.


-- Porra, aquela puta não vem pra escola faz uns dois meses. Se ela não vier amanhã eu mesma vou na casa dela. - Falei calma, mas por dentro estou explodindo.  


Ouvimos o sinal tocar e fomos em direção em nossa sala. Enquanto íamos, as pessoas olhavam pra gente. Eu sou "popular" por causa dos boatos que vem rolando na escola. Mas eu realmente tô cagando pra isso, eu vim aqui só pra saber se Jennie vinha hoje.


Entrei por último na minha sala, o professor me olhou feio e me deixou entrar. Sentei no meu lugar que era do lado da perturbada. Ela estava dormindo como sempre, como ela consegue dormir tanto?

SoHyun é estranha, mas uma estranha perigosa. E pensar que ela me odeia, eu nunca vou saber o motivo, mas isso não vem ao caso.


Amanhã vai ter uma festa na casa da voizinha irritante, dei esse apelido pra ela porque ela força a voz. Estava pensando em ir, mas realmente não tenho paciência com adolescente bêbado e fazendo sexo em qualquer lugar.


-- Psiu - Olhei pro lado e um garoto que não lembro o nome me chamou me dando uma folhinha - Me pediram pra te dar isso.


Abri a folha e estava escrito “Você vai na festa amanhã?” Não tinha assinatura nem nada. Olhei em volta e todos estavam fazendo suas lições. Escrevi;


“Não sei. E se eu vou, não vai ser problema seu”


Devolvi a folhinha pro garoto.


    Quebra de tempo


Sinal bateu para o intervalo. Esperei todo mundo sai para conversar com a perturbada.

-- Ow - Virei pra ficar de frente pra ela - Você vai na festa amanhã?


…. Sem resposta. Vou ficar aqui até ela me responder e falar comigo. Cruzei as pernas e fiquei esperando.


-- Não, por quê eu iria numa merda de festa? -  Falou depois de minutos. - E tô pouco me fudendo pra festas - A voz dela estava abafada porque ainda estava com a cabeça deitada


-- Bom, eu também não gosto de festas. Mas, você quer ir na minha casa amanhã? - quero ser direta


-- Não. - Pelo visto ela é direta também


-- Ok, então vamos conversar aqui mesmo. Por que você me odeia?


-- Existem vários motivos, mas eu não tô afim de conversar agora - Ela levantou e foi indo, segurei seu braço a impedindo de seguir


-- Eu sei o que você faz com aquele cara todas as noites - Falei séria. Pela primeira vez eu vi Kwon SoHyun fazer uma expressão; Surpresa. Ela sentou novamente


-- Como assim? 


-- Sei o que vocês dois fazem todas as noites, você podiam ser presos sabia?


-- Como você sabe?


-- Bom, não vou falar. Mas saiba SoHyun, tudo chega aos meus ouvidos. Continuado, eu quero fazer um acordo


-- Fala.


-- Quero que seja minha amiga - Ela sorriu sacana


-- O que você quer?! - Ela levantou se aproximando de mim agressivamente


-- Quero que seja minha amiga, apenas isso - respondi com um sorriso de lado


-- Em troca você não conta pra ninguém meu segredo?


-- Claro - Sorri - Mas olha SoHyun - Levantei e a encarei séria - Você nunca poderá me trair minha confiança, caso isso aconteça, contarei seu segredinho podre


Me virei e comecei a seguir fora da sala


-- Sabe JiYoon - Parei - caso eu saiba que você contou meu segredo… eu conto o seu com o maior prazer do mundo - Dei um sorriso e sai da sala.




Pobre SoHyun, mal sabe você que não sei nenhum segredo seu


Você caiu direitinho no meu plano.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...