História Amizade Cibernética - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Akemi, Amizade, Cibernética, Satoshired, Tony
Visualizações 33
Palavras 3.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Segue ai o capítulo 13

Tenham uma boa leitura e espero que gostem

Se realmente gostar comente falando o que achou, e favorite para acompanhar os próximos capítulos.

Nota: Me desculpem pelo atraso do capítulo o/ Era para sair ontem, mas várias coisas aconteceram e não consegui postar ;-;

Capítulo 14 - Ensaio para o Show. Um encontro inesperado... Cap.13


Fanfic / Fanfiction Amizade Cibernética - Capítulo 14 - Ensaio para o Show. Um encontro inesperado... Cap.13

Naquela noite que armamos o plano para ir ao ensaio da Akemi nós ficamos conversando até umas 2 da manhã, e o plano que fizemos não foi nada trabalhoso. Só ficamos tanto tempo conversando porque estava realmente divertido ter um amigo com quem conversar. Eu e ele nos entendemos muito bem e parecia que a gente se conhecia a muito tempo, por isso eu tinha certeza que o plano que fizemos iria dar certo mesmo sendo um tanto bobo.

Para entenderem o nosso plano é simples, nós iriamos com as garotas para lá e depois do ensaio claro inventar de ir em algum lugar antes de voltar para casa, e por lá arranjar um jeito de afastar a Hinata da Akemi e me deixar sozinha com ela. Era simples mas existiam vários poréns nele já que dependia um pouco de outras pessoas e não só de nós mesmos, então discutimos coisas que poderiam acontecer e acabou que perdemos a noção do tempo e fomos dormir tarde.

Mas por algum motivo nós dois acordamos cedo, umas 7 da manhã sem nem despertador nenhum por incrivel que pareça. Só que por conta disso o sono que era só do Matthew passou para mim também, por isso eu fui tomar um banho e logo depois de mim o Matthew também foi. Depois do banho estávamos bem melhor quanto a sono e só esperamos a Akemi aparecer depois que tomamos café. Por volta de 8:40 da manhã ela apareceu para chamar a gente.

Eu e o Matthew estávamos no meu quarto quando minha mãe chamou a gente e quando descemos Akemi estava com a Nakamura na nossa sala só esperando.

— Bom dia! - Akemi fala

— Bom dia - Eu respondo assim como Matthew e a Nakamura

— Vocês estão prontos? - Akemi pergunta

— Claro... - Eu respondo

— Onde vai ser o ensaio Himura? - Matthew pergunta

— O ensaio é na gravadora em que eu estou, lá tem uma sala onde posso gravar e tem um espaço para ensaiar dança ou qualquer coisa que podem pedir. Vamos logo que mostro para vocês - Ela fala já indo para a porta

— Você não vai chamar a minha irmã para ir também? - Eu pergunto

— Sua mãe disse que ela não pode ir, ela tá de castigo estudando então não posso fazer nada. Mas depois podemos ajudar ela a estudar e levamos ela para algum lugar para compensar - Akemi fala

— Ok, então vamos - Eu falo já acompanhando a Akemi e a Nakamura

Nós nos despedimos da minha mãe e do meu pai e saímos. Fomos para o carro da família da Akemi e entramos. O Matthew foi na frente com o motorista, eu fui atrás do lado da Akemi e da Hinata. Assim fomos batendo papo sobre música o caminho todo e fui descobrindo que a Nakamura era fã da Akemi antes, e também que os gostos musicais de todos ali eram bem parecidos. Só o Matthew que era meio louquinho e gostava de uns Rock's pesadões.

Esse papo no carro foi muito legal, e quando chegamos na tal gravadora que era um prédio enorme no meio da cidade já estávamos mais a vontade e tudo isso facilitou ainda mais nossas ideias.

A primeira coisa que fizemos ao entrar no prédio foi cada um pegar um cracha e assinar uma folha dizendo que não contaria a ninguém sobre nada que nós chegassemos a ouvir lá dentro. Isso porque tinha uma banda gravando um CD novo e isso era confidencial. Quando subimos alguns andares foi que entendemos o porque disso tudo, era uma das bandas que estava fazendo muito sucesso naquela época e a Akemi iria ensaiar no mesmo lugar que eles estavam gravando, por isso quando chegamos eles estavam saindo e até falaram com a gente lá pelos corredores.

Logo a Akemi entrou e depois nós entramos. Ela foi fazer o aquecimento de voz enquanto ficamos lá em uma sala que parecia de dança e cheia de espelhos. Foi nesse momento que tentei conversar melhor com a Nakamura

— Nakamura, vi que você fez amizade rápido com a Akemi... Acho isso muito bom... - Eu falo me aproximando dela

— Sim... Mas foi só graças ao que vocês fizeram que eu consegui me tornar amiga dela... Mas me sinto mal por vocês terem se envolvido com aquelas garotas por minha causa... Elas são muito vingativas e podem acabar prejudicando vocês de alguma forma - Ela fala ainda um pouco acanhada

— Bom, elas podem tentar... Só não vão conseguir - Eu falo rindo

— Não sei não... Elas são piores do que você imagina - Nakamura fala

— Eu sei bem do que são capazes, só precisamos ignorar tudo que elas fizerem que ganhamos qualquer discussão que elas possam querer ter. Além disso temos coisas melhores para nos preocuparmos... - Eu falo

— Como assim? - Ela pergunta

— Bom... Como você sabe eu sou muito amigo da Akemi, mas eu preciso um pouco da sua ajuda para descobrir uma coisinha sobre ela - Eu falo já olhando para o Matthew

Não tinhamos combinado nada disso por isso quis que ele ouvisse o que eu ia falar também

— O que? Aconteceu alguma coisa? - Nakamura pergunta

— Não, nada demais... É que eu prometi a Akemi que tentaria fazer ela sorrir todos os dias, mas por algum motivo ontem ela foi até a minha casa e não parecia tão feliz quando chegou lá. Você sabe se aconteceu alguma coisa? Ou ela te contou alguma coisa? - Eu pergunto

— Ontem... Bem, eu lembro que quando ela me chamou para ir para o ensaio ela parecia um pouco deprimida, mas quando perguntei ela disse que estava apenas cansada por não ter conseguido dormir direito... Será que ela mentiu? - Nakamura fala

— Não sei... Pode até ser, mas quero descobrir se realmente foi isso. Por isso quero te pedir um favor, posso? - Eu pergunto

— Claro... Se for para ajudar você ou a Akemi eu faço com maior prazer - Ela fala

— Ok, então é o seguinte... - Eu conto para ela todo nosso plano

Digo que temos que convencer ela a ir em algum outro lugar depois do ensaio onde eu possa conversar com ela sozinha, mas o lugar nós não sabiamos bem onde poderia ser. Por isso pedi para ela tentar convencer a Akemi caso ela se recuse a ir no lugar que sugerirmos.

— Aqui no prédio tem uma caféteria, podemos ir para lá se você quiser... - Nakamura fala

— Pode ser, mas tenho que dar um jeito de ter uma conversa com ela sozinha... Enquanto faço isso você pode ficar com o Matthew esperando, tudo bem? Só peço que não tentem ouvir o que vamos conversar - Eu falo e vejo que ela fica envergonhada

— A-Acho que tudo bem - Ela fala isso e logo depois a Akemi chega para ensaiar de vez

Ela vê que eu estava conversando com a Nakamura e chega perto

— E ai, sobre o que estão falando? - Akemi pergunta

Nakamura fica super nervosa sem saber o que falar, mas eu me antecipo e falo

— Era sobre aquelas garotas que mexeram com ela no restaurante... A Nakamura falou para tomarmos cuidado com elas e acho que ela tem razão... Essas garotas podem acabar ficando no nosso pé - Eu falo

— Ah sim, ela me contou... Mas posso resolver qualquer coisa que elas possam tentar. Eu falei com meus pais e eles disseram que as escolas tomam providencia quanto aos atos de seus alunos mesmo fora da escola, por isso se tentarem qualquer coisa só temos que comunicar a escola delas - Akemi fala

— Que bom que é assim então, isso facilita as coisas - Eu falo

A Nakamura relaxa mais só que a Akemi percebe que ela estava estranha mas não pergunta nada para ela

Depois dai o ensaio finalmente começa, e a primeira parte dele era dentro do estudio então fomos para lá. A Akemi entrou no estudio e ficamos do lado de fora junto do técnico que controlava tudo por lá. Nós assistiamos ela por um vidro enquanto ela cantava usando um fone e um microfone imenso que tinha lá dentro. E foi quando ela começou a cantar que algumas coisas foram mudando...

Eu nunca tinha ouvido as músicas dela realmente, eu ouvi poucas vezes mas nunca prestei realmente atenção na voz dela... E foi no momento em que ela soltou a voz que senti algo diferente.

Eu senti arrepios e ao mesmo tempo uma calma tomou conta de mim, o foco da minha visão ficou somente nela e nada mais. Nesse meio tempo podia cair uma bomba ao meu lado que eu não perceberia, mas do nada ela parou de cantar porque sentiu que tinha algo errado.

Eu na hora voltei a mim e notei em volta que o Matthew estava rindo ao meu lado e a Nakamura estava quase rindo

— O que foi? O que aconteceu? - Eu pergunto sem entender

— É que você não viu a cara de bobo que você estava - Matthew fala rindo

Eu fico envergonhado e falo

— Eu não, eu tava normal - Eu falo virando o rosto

— Uhum, sei... - Ele fala rindo

A Nakamura ri também e eu tento disfarçar. Depois disso o ensaio continua normalmente, mas o tempo todo o Matthew ficou me encarando esperando eu ficar daquele jeito de novo.

Quando essa primeira parte acabou teve um intervalo e a Akemi foi com a gente para sala de dança de novo. Lá ficamos conversando e esperando o resto da "equipe" dela chegar para continuar o ensaio. Quando a equipe chegou vimos que eram dançarinos e uma coreógrafa, foi quando me surpreendi porque achei que esse show que ela faria seria algo bem simples. Akemi então falou que o show era simples mas ela queria fazer pelo menos uma coreografia, por isso ela tinha que ensaiar tanto.

O ensaio da dança então começou e tivemos até que participar das coreografias, mas foi só por diversão mesmo porque eram simples passos e por isso o pessoal nos ensinou. O mais legal de tudo isso foi o Matthew, ele no inicio estava bem lerdo mas quando aprendeu começou a dançar melhor que os dançarinos que estavam lá. Eu não me aguentei e fiquei rindo muito toda vez que ele tentava ensinar a gente, no fim das contas aquilo tudo virou uma brincadeira até com a coreógrafa e ficamos dançando coisas aleatórias até o fim do ensaio.

Os dançarinos e a coreógrafa foram então embora enquanto ainda ficamos ali um tempo dançando e brincando. Quando paramos nós sentamos no chão e começamos a conversar

— Ufa, dançar até que cansa bastante não é? - Akemi fala

— Com certeza... Eu só não sabia que podia ser tão legal assim - Eu falo ofegante

— Só foi legal porque não tem tanta importância a coreografia que vou fazer, mas também foi porque vocês estavam aqui... - Akemi fala

Eu fico meio sem jeito mas ai a barriga do Matthew ronca até que alto

— Opa, acho que o tanque tá vazio - Matthew fala

— (Risos) Vamos comer alguma coisa na caféteria, mas antes vamos no banheiro Hinata. Vocês dois podem ir no masculino se quiserem - Akemi fala levantando junto com a Nakamura

— Ok - Eu falo levantando também junto com Matthew

Nós então saimos da sala e vamos para os banheiros. Elas entraram no feminino claro, e nós no masculino.

Eu fiz tudo que tinha que fazer e sai até primeiro que o Matthew. Foi quando notei que deixei meu celular na sala de dança junto com as coisas da Akemi e fui lá para pegar, só que quando cheguei e abri a porta eu vi uma garota lá dentro mexendo nas nossas coisas.

— Ei, quem é você? - Eu pergunto me aproximando

Ela se espanta e logo se vira para mim. Era uma garota "bonita", cabelos loiros com dois "rabos de cavalo" formando chiquinhas, nem sei como se chama esse penteado, olhos verdes e um baton vermelho na boca. Quando olhei com mais atenção foi que percebi que essa garota era a tal da Fumiko, mas só para saber o que ela queria fingi não a conhecer

— Você é amiga da Akemi? - Eu pergunto

Ela muda a expressão ficando "fofinha" e fala com a voz macia

— Sim, você não sabe quem eu sou? - Ela pergunta

— Não faço ideia... - Eu digo e vejo que ela se irritou um pouco

— Então você não deve ser daqui... Não é? - Ela pergunta

— Não, eu vim do Brasil faz alguns meses só... Mas você não me disse ainda quem é - Eu falo

— Eu sou Fumiko, uma velha amiga da Akemi... Eu vim visitar ela para conversar sobre um possivel dueto comigo, será que ela aceitaria? - Ela pergunta

— Se vocês são amigas não vejo porque não, não é? - Eu falo já estranhando o papo

— Sim... Mas acho que ela não vai aceitar... Ela parece ter raiva de mim sem motivo algum... Aposto que ela nem te falou sobre mim não foi? - Ela pergunta

— Que eu me lembre não... - Eu falo disfarçando

— Viu só... Isso porque eu ainda sou a melhor amiga dela - Ela fala

— Você? Não... A melhor amiga dela é a Nakamura não é? - Eu pergunto para ver a reação dela

Ela se espanta e pergunta

— Nakamura? Quem é essa? - Ela fala com a voz já diferente e bem menos fofa - Digo... Não sei quem é essa garota... Será que ela quer me trocar? - Ela fala como se estivesse ficando triste e se vira desviando o rosto

— Não sei... Talvez... Mas não precisa ficar triste, se quiser eu posso conversar com ela - Eu falo me aproximando dela

— Não adianta... Ela vai se recusar e acabar brigando comigo de novo... E para piorar eu nem sei o que eu fiz para ela me odiar assim... - Ela fala dessa vez fingindo estar chorando

Eu me aproximo ainda mais dela e canso de fingir e vou direto para o assunto

— É... Você realmente é uma boa atriz, mas pode parar com isso porque teatrinho não é comigo - Eu falo sério

Ela se espanta e se vira me olhando, mas ainda assim insiste

— O que? Do que você tá falando? - Ela pergunta

— Me poupe desse seu showzinho que conheço muito bem tipinhos como você... Pelo que eu soube achei que você era muito pior do que estou vendo, mas agora te conhecendo só não entendo como você conseguiu enganar tantas pessoas sendo assim tão... Tosca... - Eu falo

Ela fica nervosa e fala

— Quem você acha que é para falar comigo assim seu inútil? - Ela já com a voz totalmente mudada

— Olha só, a gatinha mostrou as garras agora... Não se preocupe, não vou discutir com você agora pois tenhos coisas melhores a fazer... Por enquanto claro... Só vou te avisar uma coisa... Se você se atrever a aparecer na frente da Akemi justo hoje pode ter certeza... Eu acabo com qualquer reputação que você tenha criado por todos esses anos em dois tempos, você me ouviu? - Eu falo olhando nos olhos dela

— HAHAHAHA Você vai fazer isso? Me poupe dessas palavras seu inútil... Você não tem o poder para fazer isso - Ela fala

— Ah será que não tenho? Foi só darem a notícia de que a Akemi apareceu comigo em um certo lugar que você foi logo anunciando namoro para puxar a atenção para você, porque será que você teve uma atitude dessas? - Eu pergunto

— Você não sabe de nada sobre o mundo da mídia... Eu posso controlar ele como eu quiser - Ela fala

— Será mesmo? E o que será que vão dizer se eu contar que você tentou me comprar para arruinar o Show da Akemi? - Eu pergunto

— E porque eu faria isso? Você que está falando isso... - Ela fala

— Tem razão... Eu que falei isso... Mas não pense que você é a única no mundo que sabe manipular os outros. Eu já entendi o seu joguinho e o único jeito de te fazer entender é fazendo o mesmo jogo não é? Por isso pense duas vezes antes de tentar me desafiar... Eu não vou ficar suportando uma garota invejosa querendo atenção sempre no meu pé só porque me aproximei da Akemi... Por isso "Fumiko", pode se preparar... Você pode ter conseguido chegar até aqui com todas as suas mentiras, mas existe um ditado que diz que mentira tem perna curta, e eu vou encurtar ainda mais cada mentira que você inventou facilmente. Não pense que só porque conseguiu o que queria sendo uma sangue-suga na vida da Akemi que vai continuar fazendo isso a partir de agora. Se quiser pode continuar com tudo que tem desde que não chegue sequer perto da Akemi, mas se você se aproximar e continuar tentando tirar proveito de tudo que ela faz... Pode esperar... Agora ela não está sozinha... E se você pensa que sou só eu que vou estar no seu caminho a partir de agora está enganada... Agora ela tem amigos para protege-la, já você tem o que? - Eu falo olhando seriamente para ela

Ela fica quieta sem dizer nada e parada. Eu noto que ela ficou em choque por eu ter enfrentado ela logo depois de ela demonstrar sua verdadeira face... Creio que sempre que ela demonstrou esse lado dela transmitiu medo para as pessoas que viram, já eu não liguei demonstrando que ela não tinha poder sobre mim. Eu peguei minhas coisas e as coisas da Akemi e ia sair daquela sala, mas ela falou uma coisa antes de eu sair

— Não pense que pode me ameaçar desse jeito e sair ileso garoto... Você não devia ter feito isso... - Ela fala de cabeça baixa

— Já imagino o que você vai contar para os outros... Mas relaxa, não preciso temer nada do que aconteceu aqui - Eu falo

— Tem certeza? Se eu falar alguma coisa em quem acha que vão acreditar? - Ela pergunta

— Em mim claro, afinal eu tenho provas... - Eu falo

— Provas? Provas do que? - Ela pergunta

— Caso não saiba essa sala é monitorada com microfones e câmeras de segurança, e tenho quase certeza que tem alguém agora nos assistindo. O que você iria fazer se tudo isso fosse vazado? - Eu falo

Ela olha para os cantos da sala e vê as câmeras e os microfones e fica nervosa. Ela abaixa a cabeça e sai batendo o pé nervosa, ela passa por mim sem falar nada e sai dali. Eu saio logo em seguida e vou me encontrar com o pessoal disfarçando como se nada daquilo tivesse realmente acontecido.

TO BE CONTINUED


Notas Finais


Espero que tenham gostado

Perguntas sobre o capítulo:

1-) O que acharam sobre as atitudes que o Tony tomou? Foram as certas ou não?

2-) Sobre a Nakamura, o que acham ou esperam dela?

3-) E sobre a Fumiko não se pode dizer muito, mas o que acharam da aparição dela?

Se realmente gostou comente falando o que achou, e favorite para acompanhar os próximos capítulos.

Próximos capítulos em breve o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...